• >
  • >
  • Erros comuns III – Aja / Haja; Comprimento / Cumprimento; De encontro ao / Ao encontro do; Em mãos / Em mão; Hora / Ora; Entre eu e ele / Entre mim e ele; Encarar de frente / Encarar; Esta / Está; Tem / Têm; Vir / Vier

Aula Erros comuns III – Aja / Haja; Comprimento / Cumprimento; De encontro ao / Ao encontro do; Em mãos / Em mão; Hora / Ora; Entre eu e ele / Entre mim e ele; Encarar de frente / Encarar; Esta / Está; Tem / Têm; Vir / Vier


Por: @


 Erros comuns - IV

Aja / Haja; Comprimento / Cumprimento; De encontro ao / Ao encontro do; Em mãos / Em mão; Hora / Ora; Entre eu e ele / Entre mim e ele; Encarar de frente / Encarar; Esta / Está; Tem / Têm; Vir / Vier.


Escrita por ßSorelly

Nível: Básico


 

 
Olá, anjos, como vão?

Na aula de hoje irei abordar algumas dúvidas frequentes sobre o modo correto das seguintes expressões: Aja e Haja; Comprimento e Cumprimento; De encontro ao e Ao encontro do; Em mãos e Em mão; Hora e Ora; Entre eu e ele e Entre mim e ele; Encarar de frente e Encarar; Esta e Está; Tem e Têm. Vir e Vier. Serão explicações rápidas, mas fáceis de entender. Prontos?

 

- Aja ou Haja?

 

As dúvidas sobre as duas palavras são mais comuns do que parece, e ambas estão corretas, mas suas utilizações são bem diferentes. A palavra aja é a conjugação verbal do verbo agir na 1ª e 3ª pessoa do singular do presente do subjuntivo (que eu aja / que ele aja) ou na 3ª pessoa do singular do imperativo (aja ele!), sempre sendo utilizado para expressar o ato de atuar, de realizar alguma atividade, de provocar uma reação.

 

Exemplos: É de extrema importância que ele aja com cautela. (que ele realize)

É necessário que eu aja de acordo com as regras. (que eu atue)

 

Já a palavra haja é a conjugação verbal do verbo haver, referindo-se ao ato de acontecer, de existir, de ter ou possuir.

 

Exemplos: Haja paciência! (tenha)

Que haja luz no fim do túnel. (exista)

 

- Comprimento ou Cumprimento?

 

Ambas são semelhantes, não? Mas seus significados são diferentes e empregadas em situações adversas. Comprimento refere-se ao tamanho, extensão ou dimensão de algo ou alguém, enquanto cumprimento é utilizado no sentido de saudação, ou quando vem do verbo cumprir.

 

Exemplos: O comprimento dessa mesa é de 30x30cm. (dimensão)

Esse tecido tem 1,70 metros de comprimento. (tamanho)

O cumprimento do contrato superou as expectativas de lucro. (verbo cumprir)

- Olá Márcia - cumprimentou a amiga. (saudação)

 

- De encontro ao ou Ao encontro do?

 

Apesar de usadas diariamente, essas expressões são uma das que geram mais dúvidas. De encontro ao expressa contrariedade, oposição a algo ou alguém, ou o ato de se chocar contra alguma coisa.

 

Exemplos: Sua sugestão está indo de encontro aos interesses propostos. (contrariedade)

Renan começou a dirigir bêbado e foi de encontro à Bianca. (verbo chocar)

 

Já a expressão ao encontro do é o inverso da expressão acima, que reforça a ideia de estar favorável, ir no mesmo sentido que algo ou alguém, ou acompanhado-a.

 

Exemplos: O filhote de pardal foi ao encontro da sua mãe. (ir no mesmo sentido)

As suas histórias vão ao encontro das minhas. (acompanhar)

 

- Em mãos ou Em mão?

 

Até hoje não houve um consenso sobre a utilização dos dois termos, enquanto muitos reforçam a ideia de que as duas formas estão corretas, há quem discorde e ressalta que apenas o termo em mão é correto.

 

O termo é utilizado para indicar que algo (normalmente uma carta ou documento) é enviado e/ou entregado por alguém pessoalmente ao destinatário, e devido a esse fato, é recomendado que apenas as palavras em mão sejam usadas. Entretanto, há quem reforça a ideia de que, quando uma frase se encontra no plural, o termo deve-se também flexionar, utilizando-se assim o em mãos.

 

Exemplos: Entreguei a carta em mão de Larissa. (frase no singular)

Os reféns estão em mãos dos sequestradores. (frase no plural)

 

Portanto, nesse caso, é um dos raros momentos onde o seu uso ou não é opcional.

 

- Hora ou Ora?

 

A fonética parecida é uma das causadoras da dúvida sobre a utilização dessas duas palavras. O termo hora define tudo que é referente ao tempo e que se equivale aos 60 minutos, enquanto ora pode ser empregado como advérbio (sentido de agora, nesse exato momento), conjunção (sentido de entretanto ou pois bem) ou interjeição (expressando impaciência, desprezo, espanto ou dúvidas).

 

Exemplos: Já passou da hora de você dormir, Camila. (tempo)

Se Rafael não quisesse ir à festa ele pediria, ora, se não o fez, é porque não o desejou. (entretanto)

Ora, por favor, eu tenho assuntos mais importantes para resolver! (impaciência)

 

- Entre eu e ele ou Entre mim e ele?

 

Quem nunca se perguntou qual das duas frases seria o correto? Para facilitar, é só lembrar-se da seguinte dica: sempre após uma preposição (nesse caso, o entre) utiliza-se um pronome oblíquo (nesse caso, o mim). Portanto, apesar de não parecer, a frase entre eu e ele se torna incorreto pelo uso do pronome pessoal "ele". E dessa forma, de acordo com a norma culta, o correto é empregar a frase entre mim e ele em quaisquer textos.

 

Exemplos: Isso apenas ficará entre eu e ele. (Incorreto, por utilizar o pronome pessoal "eu" após a preposição "entre")

Raquel, isso ficará entre mim e ti. (Correto, por utilizar o pronome oblíquo "mim" depois da preposição "entre")

 

Encarar de frente ou Encarar?

 

Muitos já utilizaram a frase "encarar de frente", entretanto, a utilização do mesmo é totalmente incorreto, sendo ele um exemplo de pleonasmo. O verbo encarar já tem o significado de olhar para frente, portanto, encarar de frente se torna redundante.

 

- Esta ou está?

 

Várias são as dúvidas sobre essas duas palavras. A palavra esta é um pronome demonstrativo que indica o posicionamento de certo objeto com relação a alguém, ou algo no espaço. Caso haja uma dúvida sobre a sua utilização, vale lembrar que esse pronome é usado para se referir a objetos que estão próximos do sujeito que está falando/narrando.

 

Exemplos: Esta pasta é de extrema importância para os executivos.

Esta mulher é muito bela e inteligente.

 

Já no caso do está, trata-se da conjugação do verbo estar, sendo feita na 3ª pessoa do singular do presente do indicativo (ele/ela está) e na 2º pessoa do singular do imperativo afirmativo (está tu), indicando o estado ou condição de algo ou alguém.

 

Exemplos: Está tu triste?

Mariana, está tudo bem com você?

 

- Tem ou têm?

 

Ambas são conjugações do verbo "ter" na 3ª pessoa, mas com uma grande diferença: tem é utilizado quando o sujeito está no singular, enquanto têm é empregado quando o sujeito está no plural.

 

Exemplos: A menina tem um belo sorriso. (sujeito no singular)

As meninas têm belos sorrisos. (sujeito no plural)

 

- Vir ou vier?

 

Essa é uma das dúvidas mais complicadas do português: os verbos "ver" e "vir". O verbo vir é a conjugação em 1ª ou 3ª pessoa do singular do futuro do subjuntivo do verbo "ver", mas também pode expressar a ideia de ser levado a um lugar, de direção.

 

Exemplos: Se você vir aqueles olhos, irá se apaixonar. (verbo ver)

A tristeza pode vir naturalmente para alguns. (sentido de direção)

 

Já o verbo vier é a forma conjugada do verbo "vir" na 1ª ou 3 ª pessoa do singular do futuro do subjuntivo (nesse caso, quando normalmente se expressa uma ideia de dúvida, ação irreal ou hipotética).

 

Exemplos: Se eu vier amanhã, arrumarei a bagunça.

Se ele vier mais rápido, chegaremos mais cedo à escola.

 

 

Você ainda permaneceu com dúvidas? Deixe um comentário falando sobre ela! Eu estarei respondendo cada dúvida remanescente. Muito obrigada pela sua atenção e espero que vocês tenham gostado. Até a próxima!


 

 

Sorelly

Beta Reader


 

Equipe Canal Fanfics

Gostou da Aula? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...