1. Spirit Fanfics >
  2. Charlie Cox

Fanfics de Charlie Cox

Obstinada (Filha Da Morte) escrita por IngriaDowney

Fanfic / Fanfiction Obstinada (Filha Da Morte)
Terminada
Capítulos 60
Palavras 116.979
Atualizada
Idioma Português
Categorias Charlie Cox, Chris Evans, Demolidor (Daredevil), Homem de Ferro (Iron Man), Os Vingadores (The Avengers), Robert Downey Jr.
Gêneros Ação, Aventura, Drama / Tragédia, Festa, Ficção, Luta, Saga
Filha do ser mais poderoso e temido do universo. Ao ser enviada a terra sua missão era clara, conhecer e infiltrar-se em sua maior linha de defesa, um formidável grupo de super herois, chamado Os Vingadores.
Pega pelo menos cogitado dos ataques, Selene Gallio, vê sua vida virar de ponta cabeça, ao conhecer o arrogante e incrivelmente sexy Tony Stark, o líder do grupo. Fazendo-a questionar seus conceitos, resultando numa catastrófica consequência.
  • 168
  • 90

Coincidence - Spideypool - Toan Jewnicorn escrita por Runner_Werewolf

Fanfic / Fanfiction Coincidence - Spideypool - Toan Jewnicorn
Em andamento
Capítulos 1
Palavras 1.675
Atualizada
Idioma Português
Categorias Andrew Garfield, Charlie Cox, Jesse Eisenberg, Ryan Reynolds, Tom Holland
Gêneros Ação, Gay / Yaoi
Sim, coincidências acontecem toda a hora.
A vida é com certeza estranha!

Uma hora você perde seu melhor amigo e em outra você vai no show de mágica dele.

Uma hora você é assaltado, e em outra você é melhor amigo de um cara cego e tem uma "queda desconhecida" pelo psicopata amigo do cego.


A vida é estranha e cheia de coincidências...
  • 3
  • 0

City of Blinding Lights escrita por Lovebug

Fanfic / Fanfiction City of Blinding Lights
Em andamento
Capítulos 2
Palavras 6.324
Atualizada
Idioma Português
Categorias Charlie Cox, Tom Hiddleston
Gêneros Aventura, Comédia, Drama / Tragédia, Poesias, Romântico / Shoujo
Certa vez um cara chamado William Shakespeare disse “O amor não se vê com os olhos, mas com o coração”. Certamente ele não pensava que sua tão aclamada frase seria tão odiada por mim. Mas talvez, com sua genialidade, imaginou que ela narraria a história de amor de algum casal infeliz. Esse é o meu caso.
Não, não estou me metaforizando. Diagnosticada com deslocamento de retina desde os treze anos de idade, a única forma de visão que pude encontrar para me guiar fora os olhos dos outros. Enxergar com o coração era a minha única saída.
Mas o que acontece quando o coração duplica a visão e encontra o amor em duas pessoas distintas? Como escolher entre meus dois olhos para o mundo?
Charlie era a ponte de ligação de minha imaginação e a realidade. Tom era o laço que prendia a realidade junto a minha imaginação, obrigando-me a uni-las em uma só. Os dois se negavam a manter meus pés no chão. Permitiriam que eu voasse, se isso fosse possível. Na verdade... É exatamente assim que me sinto com eles. Voando.
Como voar com uma asa apenas?
  • 23
  • 16