Interativo - Os clichês da vida real - Página 1

11 Respostas


Usuário: Jung_Krystal
Love is 4Walls
Usuário
Novato
Novato
Registro: 16/04/2017
Membro nº: 1987986
Tópicos: 2
Posts: 6
Ah, os clichês... Tem gente que ama e tem gente que odeia, mas e quando eles acontecem na vida real??
Vocês já viveram alguma situação que parecia tanto um clichê de fanfic/anime/livro/dorama etc que quando pararam para pensar depois, acabaram achando engraçado?

Me: Eu tive um namoradinho no Ensino Médio e quando nós terminamos, teve um dia que eu estava indo fazer alguma coisa na sala da coordenação e sempre tive mania de andar muito rápido. Como ainda faltavam alguns minutos para a aula começar, tinha muita gente nos corredores e quando eu fui virar... É, dei um encontrão justo no meu ex. Ele me segurou pra gente não cair e ficou segurando a minha mão. Quando vi que era ele só resmunguei um "foi mal" e continuei andando, nem olhei pra cara dele e ele foi soltando minha mão em câmera lenta :p

Agora me contem de vocês se tiverem alguma! Todo clichê é válido!
Usuário: DearLuschka

Usuário
Novato
Novato
Registro: 02/12/2016
Membro nº: 1601008
Tópicos: 3
Posts: 10
Não sei se é um clichê. Eu estava na sala de aula conversando com um amigo, disse brincando que ele ia casar com uma morena (fiquei sabendo que esse era o tipo dele). E ele me respondeu: "Eu vou casar com uma loira muito branca" e na hora tocou o barulho para irmos para o intervalo, ele saiu rapidamente da sala. E eu fiquei lá chocada porque eu sou exatamente o que ele disse e as minhas amigas ficaram me encarando heusheua.
Usuário: Ceridwen_
.nonsense.
Usuário
Novato
Novato
Registro: 28/06/2017
Membro nº: 2184685
Tópicos: 6
Posts: 60
Meu clichê da vida real aconteceu com um amigo. Um dia, estávamos de bobeira em uma sala de aula mexendo nos nossos celulares, ele deitado com a cabeça no meu colo, quando de repente entra um professor e a gente fica completamente sem jeito.
Juro que já li essa cena em dezenas de fanfics XD
Usuário: yeiserie
A+floppada
Usuário
Novato
Novato
Registro: 19/10/2017
Membro nº: 2557502
Tópicos: 1
Posts: 7
Claro que sim! Eu já esbarrei com várias pessoas que nem conhecia, deixei meus livros (ou qualquer coisa que eu estava segurando) cair e as pessoas ajudaram :/
Mas não foi nada demais.
Usuário: Niebla
Alguém gentil
Usuário
Novato
Novato
Registro: 22/01/2014
Membro nº: 335069
Tópicos: 5
Posts: 77
O clichê de amigos se confessarem para mim e eu ter que dar um fora com dor no coração. Derrubar coisas, tropeçar em coisas e todo mundo olhar. Ações tsunderes da vida. Tretas clichês com a minha irmã mais nova... Falar algo alto bem na hora que todos ficam quietos e corar de vergonha.
Usuário: Minorin-
.S[mi]Le +
Usuário
Novato
Novato
Registro: 17/03/2016
Membro nº: 1148550
Tópicos: 1
Posts: 24
Meu clichezão do mal, diferentemente dos outros, não aconteceu na escola, mas sim no hospital. Eu estava muito ruim e tive que ir me consultar, quando sai, acabei trombando com um rapaz de perna quebrada e como a lei da gravidade me ama, acabamos caindo. Aquela cena de "vamos nos encarar eternamente, sem se preocupar com as pessoas que estão nos olhando e a minha perna que dói." No fim eu sorri e estamos juntos até hoje! Quando lembramos dessa cena, ele diz que a perna dele tava doendo muito, mas não conseguia dizer.
Usuário: Niebla
Alguém gentil
Usuário
Novato
Novato
Registro: 22/01/2014
Membro nº: 335069
Tópicos: 5
Posts: 77
Escreveu @Minorin-

Meu clichezão do mal, diferentemente dos outros, não aconteceu na escola, mas sim no hospital. Eu estava muito ruim e tive que ir me consultar, quando sai, acabei trombando com um rapaz de perna quebrada e como a lei da gravidade me ama, acabamos caindo. Aquela cena de "vamos nos encarar eternamente, sem se preocupar com as pessoas que estão nos olhando e a minha perna que dói." No fim eu sorri e estamos juntos até hoje! Quando lembramos dessa cena, ele diz que a perna dele tava doendo muito, mas não conseguia dizer.



Que fofo o.o
Usuário: 70s
Fogueira ta no sangue
Usuário
Novato
Novato
Registro: 22/08/2015
Membro nº: 893789
Tópicos: 0
Posts: 3
Escreveu @Minorin-

Meu clichezão do mal, diferentemente dos outros, não aconteceu na escola, mas sim no hospital. Eu estava muito ruim e tive que ir me consultar, quando sai, acabei trombando com um rapaz de perna quebrada e como a lei da gravidade me ama, acabamos caindo. Aquela cena de "vamos nos encarar eternamente, sem se preocupar com as pessoas que estão nos olhando e a minha perna que dói." No fim eu sorri e estamos juntos até hoje! Quando lembramos dessa cena, ele diz que a perna dele tava doendo muito, mas não conseguia dizer.
vejo uma fanfic aqui socorro que coisa surreal
Usuário: Narunnie
.do re mi;;
Usuário
Novato
Novato
Registro: 24/11/2015
Membro nº: 995067
Tópicos: 0
Posts: 29
Escreveu @<strong>Minorin-</strong>

Meu clichezão do mal, diferentemente dos outros, não aconteceu na escola, mas sim no hospital. Eu estava muito ruim e tive que ir me consultar, quando sai, acabei trombando com um rapaz de perna quebrada e como a lei da gravidade me ama, acabamos caindo. Aquela cena de "vamos nos encarar eternamente, sem se preocupar com as pessoas que estão nos olhando e a minha perna que dói." No fim eu sorri e estamos juntos até hoje! Quando lembramos dessa cena, ele diz que a perna dele tava doendo muito, mas não conseguia dizer.


Socorro, sua vida com certeza é uma ficwriter!
Usuário: BeeBlue
» sofrência.mp4
Usuário
Novato
Novato
Registro: 04/10/2016
Membro nº: 1471287
Tópicos: 1
Posts: 8
Meu clichê digno de fanfic:
Voltemos ao meu ensino médio, segundo ano, conheço o garoto perfeito: tudo haver comigo, mesmos gostos, nos entendiamos como ninguém mais. Eu muito nova e tímida, não conseguia me aproximar o suficiente, ou simplesmente achava que não era hora ainda. Passamos um ano quase inteiro em uma amizade melosa, aí o amigo dele apareceu e começou a estudar junto conosco, quando percebi já tinha me envolvido com o amigo dele e me afastado do mesmo. Depois de um tempo ele passou a gostar de uma amiga minha, ilusão acabada, segui meu rumo. Comecei a gostar do segundo, mas logo desgostei e acabei estragando nossa amizade. Muitos meses depois voltei a falar com o primeiro, meu real interesse, nos aproximamos de novo, contudo nossa amizade se tornou inconstante, cheia de encontros e desencontros, nos falávamos durante um tempo e logo após ele sumia. Ano passado foi o declínio, nos aproximamos tanto ao ponto de me dar conta do que sentia por ele, e ainda hoje penso que ele sentia o mesmo, mas em uma burrada da vida comecei a namorar um cara totalmente diferente de mim, ele não gostei e nos afastamos. Durante o tempo do meu relacionamento, o único com quem queria estar era o meu primeiro amor, só que isso era apenas uma fantasia minha, acabei a relação depois de cinco meses, pois não aguentava mais a traição de meus sentimentos.

Hoje estou apenas me amando e tentando me conhecer...

Uma coisa que nunca vou esquecer foi o que disse para o amigo dele: "Primeiros amores nunca dão certo". Ele me respondeu que tinha acontecido com os pais dele e eu espero que algum dia, talvez, se realize para mim, se não... apenas a vida, não é?!
Deixe seu Post

Para ter acesso a todas as funções disponíveis no Spirit, é necessário que você esteja cadastrado no nosso site e esteja logado no sistema.

Para isto, Cadastre-se ou faça seu Login!