Tópico Creepypasta: Universal Girl

0 Respostas

AuntMilu

Usuário: AuntMilu
UniversalGirl
Administrador do Grupo
Creepypasta: Universal Girl

O dia em que eu conheci Creepypasta
Meu nome é Iara, sou uma universal e sempre conto com a ajuda de Miluna e Borboleta quando trata-se de aventuras! E desta vez, eu conheci um lugar estranho chamado Creepypasta. Nunca ouvi falar, mas acho que vocês vão adorar isso!
-//-
Eu fui acampar com os meus amigos de noite. Quando de repente, tudo começou a ficar escuro bem na hora do piquenique! A luz voltou, mas eu fiquei sozinha! Nem sabia onde ir! Então eu tentei achar o caminho de volta sozinha. Foi aí que eu decidi caminhar pela floresta, numa estrada escura, carregando minha lanterninha. A Miluna e a Borboleta me ajudaram a iluminar a escuridão e eu agradeço elas por isso! Só que eu encontrei uma mansão estranha e bati na porta e pedi para entrar, educadamente. Achei estranho, mas eu entrei, para ver quem estava na mansão, do jeito que eu sou curiosa.
Naquele mesmo momento, conheci pessoas estranhas e divertidas do Creepypasta! Inclusive a família Slender: Slenderman, Splendorman, Trenderman, Enderman e o Offenderman.
Todos me olharam com uma cara muito estranha e eu fiquei com medo. Pensei: Nossa! O que será de mim? O que eu fiz para merecer isso? Mas como eles estavam mais calmos, eles se apresentaram.
Eu bati palmas e eles se engrandeceram. Começaram a me fazer perguntas.
Jeff: De onde você veio? O que você é? O que faz aqui? Se perdeu?
Iara: Pera pera pera pera! Uma de cada vez! Ah eu vim das ruas do sertão! Eu sou uma pessoa universal(se eu falasse que eu sou uma humana, eles iam reagir de uma maneira jamais imaginada, então eu tive que falar que sou universal)! Eu me perdi infelizmente...
Jeff: Universal, é? Interessante... O que você faz?
Iara: Ah eu faço um monte de coisas!
E eu mostrei o que eu sabia fazer: beatbox, me transformar, criar, desenhar... Não sou de me gabar, mas eu tenho vários talentos!
Jane: Legal! Nunca pensei que fosse assim tão divertida!
Iara: Hahaha obrigada!
Offenderman: Oi nenê do papai!
Conhecer o Offenderman é um dos meus sonhos!
Iara: Offendy kun!
Ele passou os tentáculos dele na minha perna e eu pedi para ele se acalmar, se conter. Mas ele não entendeu o que eu disse e continuou. Eu fiquei com uma cara vermelha de vergonha até que o Slender bateu na cabeça dele com uma frigideira. Algumas pessoas riram e eu ri também.
Iara: Nossa, coitadinho! Hahahaha!
Slenderman: Eu não achei graça nenhuma.
Estava engraçado até que Slender deu uma de "machão" pra cima da gente... Eu nem sei qual dos dois é o mais sério: Slenderman ou Trenderman? Acho que os dois, porque Splendor e Offender são os mais calmos.
Iara: Desculpa, Slender! Eu não queria...
Slenderman: Não fale nada, ah qual o seu nome?
Iara: Iara.
Slenderman: Não fale nada, Iara. Só não dê trabalho, está bem?
Iara: Está bem!
Offenderman: Iara? Então é uma sereia? Oh lala!
Splendorman: Que nome legal! Isso soa tão legal! Quer que eu te apresente a mansão inteira?
Iara: Claro! Por que não?
Offenderman: Isso! Vão lá que eu vou atrás!
E assim, Splendor me mostrou a mansão inteira e Offender ficou nos perseguindo. Eu tive que escolher meu próprio quarto e quando eu fui olhar aquele quarto, Slender estava lá dentro.
Slenderman: Fique fora do meu quarto! Ou acabo com você!
Depois de escutar isso, eu fiquei calada por alguns segundos e eu desabafei.
Iara: Então tá, né?
Offenderman: Querida! Vai deixar ele falar assim com você?
Iara: Eu sei que se preocupa comigo, Offendy. Mas precisamos ficar quietos quando trata-se de grosseria. Assim acontecem menos brigas.
Splendorman: Ela tem razão. Nunca me irrito com nada! Vivo feliz!
Offenderman: Nossa, menina! Como você é ingênua!
Iara: Ah valeu, rapaziada!
Eu fiquei muito feliz! Depois eu olhei para aquele quarto lindo e decorado.
Iara: Aquele será meu quarto?
Splendorman: Exatamente!
Offenderman: Eu vou junto com você, minha princesa! Vamos fazer um "bê a bá!"
Splendorman: O que ele quis dizer com "bê a bá?"
Iara: Sei lá!
Offenderman: Eu quero "amá-la" isso eu quis dizer.
Naquele momento eu fiquei meio com medo. Nem sabia o que fazer e apareceu o Trenderman.
Trenderman: Se eu fosse você, eu ia tirar essa roupa! Essa sua roupa é horrível!
Offenderman: Isso! Tire suas roupas!
Iara: Vocês acham que minha roupa é horrível? Eu uso sempre um bonézinho verde, com meu amuleto, blusa roxa, calça preta e sapato preto e só.
Trenderman: Eu sei. Mas eu te fiz uma nova roupa! Quer experimentar?
Iara: Quero!
Offenderman: Posso vê-la se trocando?
Trenderman me levou para o quarto e fechou a porta na cara do Offenderman. Eu fiquei assustada.
Iara: O que você tem contra o Offendy?
Trenderman: Ele é nojento e tarado! Além de ser um belo de um idiota. E aí? Vai experimentar ou não?
Eu experimentei a roupa que o Trenderman fez: uma blusa verde, boné turquesa e calça branca e sapato branco. Ficou legal!
Iara: Legal! Eu amei!
Trenderman: Obrigado, menina. Agora eu vou abrir essa porta.
Trenderman abriu a porta e Offenderman continua sorrindo para mim. Splendorman bateu palmas. E naquele momento eu pensei: Que legal! Nem desconfiaram que eu sou uma humana! Ainda bem... Porque senão, ia azedar a boca da égua...
Trenderman foi no seu quarto, Splendor no dele e todos foram dormir. Eu dormi no meu quarto novo, pensando nos meus amigos. "Puxa! Tomara que me encontrem logo! Eu já estou ficando com medo! Afinal, aqui é a Creepypasta! Nunca se sabe do que eles são capazes de fazer! Mas eu vou rezar bastante e me transformar, caso se acontecer alguma coisa."
Eu já estava sem sono, com medo. Porque lá fora escutei gemidos de pessoas gritando e ei senti um calafrio.
Iara: AAAAHH!
Offenderman: Hahaha te assustei, né?
Iara: Offender? O que está fazendo aqui?
Offenderman: Hahahaha! Meu amor! Eu te amo tanto, tanto...
Iara: Offender?
E ele pegou nos meus braços e começou a se descontrolar.
Offenderman: Minha... Toda minha... Minha!
Iara: Offender! Estou tentando dormir!
Offenderman: Nessa noite ninguém dorme, nenê!
Iara: Offender! Não faça algo que possa se arrepender!
Offenderman: Calma, eu não vou te machucar... Só quero te beijar e te abraçar como se você fosse a minha esposa!
Iara: Offender...
Offenderman: Se você não fizer o que eu mando, eu vou contar pra todo o mundo que você é uma humana e você vai se dar muito mal. Entendeu?
Quando ele disse isso, é a mais pura verdade. Os creepys não gostam muito de humanos. Então eu decidi ser boazinha com ele.
Iara: Não quero te decepcionar...
Offenderman: Isso, seja boazinha com seu papai. Hahaha!
Ele riu e beijou minha bochecha e meu pescoço. Eu nem consegui dormir direito porque eu estava "presa" nas armadilhas dele. Ele acabou dormindo comigo, só que ele na cama dele e eu na minha. Ele queria dormir grudado em mim, mas Slender não deixou.
-//-
Já amanheceu e logo tomamos café.
Jeff: Conseguiu dormir, Iara?
Iara: Bom eu...
Offenderman: Foi uma noite maravilhosa, dormi como um anjo!
Slenderman: Eu não acredito em você, Offender!
Offenderman: Que peninha... Mas eu fiquei feliz em dormir com a minha princesinha!
Offenderman sorriu pra mim e eu fiquei sem graça.
Splendorman: Já terminei, agora podemos brincar!
Iara: Brincar de quê?
Offenderman: Vamos brincar de "quem geme mais alto?"
Slenderman: Ah é? A próxima brincadeira será "bunda ardida!"
Trenderman: Melhor ainda! A brincadeira é "calem a boca, seus idiotas!"
Jeff: Eu tenho uma outra! " não me diga o que fazer!"
Enderman: Que tal "vão para o inferno?"
Slenderman: Outra! "Sente se em seu lugar senão vou te matar!"
Splendorman e eu ficamos sem graça e pedimos para eles pararem.
Splendorman: Chega!
Iara: Chega!
Todos olharam para nós e eu expliquei.
Iara: Pessoal! Devemos permanecer juntos! A família permanece unida!
Offenderman: Aaaww que linda! Ela é muito fofa!
Slenderman: Não, não devemos ficar juntos!
Trenderman: Tem gente chata na família, é isso!
Jeff: Ah quer saber? Eu vou me encontrar com a querida Jane! Tchau!
Iara: Eu vou passear por aí! Tchauzinho rapaziada!
Offenderman me pegou.
Offenderman: Nananinanão! Vai ter que falar a senha primeiro.
Iara: Hã..." pegue a rosa?"
Offenderman: Tente de novo.
Iara: "Eu te amo?"
Offenderman: Quase lá!
Eu beijei o Offenderman e ele deixou eu sair. Era isso que ele queria...
Offenderman: Agora sim, meu anjo!
Slenderman, Splendorman e Trenderman olharam para Offenderman com cara de "Alto lá, senhor mulherengo!"
-//-
Eu fui dar uma passeada e encontrei um cara parecido com o Link.
Iara: Ei, Link! Espera!
Mas descobri que não era o Link! Era o Ben Drowned!
Ben: Você se enganou de pessoa.
Me assustei e ele me olhou com cara de ódio.
Ben: Como se atreve a me confundir com aquele "mequetrefe" de personagem?
Não é o Link, mas é igualzinho a ele. Uma maldade nos olhos que Link não tem. Mas se não é o Link,então é o Ben Drowned!
Ben: Então, diz aí! Você é uma humana? Hah eu quero saber se você pode me derrotar!
Iara: Eu posso sim! Tenho poder pra isso! Mas não quero encrenca!
Ben: Hah mas que idiotice! Então está sozinha?
Iara: Estou. Mas nada de pânico, não vou ficar aqui por muito tempo, relaxe.
Ben apontou a sua espada no meu peito.
Ben: Se me confundir com aquele cara de novo, eu te destruirei! Você tem sorte de eu não te pegar, porque estou calmo! Vou me encontrar com a Sally. Tchau!
Iara: Tá...
-//-
Aquilo foi intenso para mim. Eu fiquei sem palavras e com mais medo ainda. Então, fui balançar no balanço e cantei umas músicas.
Offenderman escutou eu cantando e desabafou.
Offenderman: Além de ser linda, você canta maravilhosamente bem!
Iara: Obrigada, Offender! Mas eu vou logo avisando que logo terei que ir embora.
Offenderman: Como é que é? Ir embora e nos abandonar? Porquê? Não gosta da gente?
Iara: Não é que eu não gosto! Eu realmente amo vocês. Mas eu não posso ficar aqui por muito tempo, não sou como vocês...
Offenderman: Eu sei, meu anjo... Se depender de mim, eu ia te prender para não soltar mais nunca. Eu tenho vontade de fazer isso.
Iara: Nossa! Você é ciumento pra caramba!
Offenderman: Eu sei, hahaha!
Eu e Offenderman ficamos balançando no balanço. A noite toda.
Naquele mesmo momento, Offendy kun estava distraído e eu fui para o meu quarto em silêncio, sem fazer barulho. Ele nem percebeu e eu finalmente dormi sossegada.
-//-
No outro dia, eu estava muito distraída e eu vi o Slender entrando pela floresta de eucaliptos. Fiquei longe dele, porque, desculpa falar! Mas Slender é meio bipolar, tem dia que ele está bem. Tem dia que ele está chateado.
Então eu encontrei um balão de gás hélio que o Splendorman deixou, no quintal florido. Eu inalei o gás hélio e falei fino. Isso chamou a atenção de Offenderman e Splendorman. Eles inalaram também e ficou bem bizarro a voz deles! Rimos pra caramba!
Depois disso, estava escuro novamente. Eu fui para o meu quarto colocar meu pijama e ainda estava esperando meus amigos me encontrarem. "Nossa! Quanto tempo vou ter que esperar?" pensei. Arrumei minhas coisas e fiz um desenho de todos do Creepypasta. Eu pensei em fugir pela janela e ir embora pra bem longe, porque não queria encrenca com eles. Afinal, não sou como eles.
Depois de tomar um banho, fui para o meu quarto me enxugar. Eu não sabia que Offenderman estava me espiando, então tive que colocar a roupa depressa e me esconder, depois que eu desabafei: "Ah não! Ele de novo não!"
Offenderman procurou a minha pessoa em todo o canto do quarto. Eu estava escondida embaixo da cama e só de ver uma luz preta e branca olhando pra mim, eu gritei sem querer e o Offender conseguiu me achar.
Offenderman: Ahá! Achei você, nenê!
Iara: Caraca... Como eu ia adivinhar que essa cama tem alguma coisa estranha? Existem monstros embaixo da cama?
Offenderman: Tudo aqui existe, querida! Estou com saudades!
Iara: De quem?
Offenderman: Você sabe do que estou falando, nenê. Do dia em que eu te assustei no seu quarto! Podemos ficar juntos!
Iara: Offender...
Offenderman: Eu quero fazer isso de novo, e de novo e de novo! Hahahaha! Eu amo fazer isso!
Suspirei e isso me deixou tão sem graça...
Iara: Sinto muito, mas preciso ir, Offender.
Offenderman: Está se fazendo de difícil, né? Hahaha... Pare com isso, eu quero que me obedeça.
Iara: Eu sei que você me ama, Offendy kun... Tenho que admitir que eu tenho uma certa atração por você.
Offenderman: Eu sei.
Iara: C-como você sabe?
Offenderman: Ah todas as mulheres gostam de mim mesmo! Logo logo eu pegarei todas as mulheres do mundo!
Iara: OMG...
Offendy kun já ia me beijar e eu toquei meu amuleto mágico. Uma luz apareceu e eu rapidamente consegui fugir, sumindo. Aquela luz conseguiu distraí-lo.
Depois que eu fui embora daquela mansão, eu deixei o desenho lá. Eu já estava de saída mesmo! Fui ver meu amuleto de novo e ele me mostrou o presente: apareceu uma imagem que o Offendy pegou o desenho depois de olhar para todos os lados, me procurando. Logo, todos os Creepys sentiram minha falta. Bom, todos não. Alguns creepys queriam me "matar" e me torturar. Isso eu já sabia.
Finalmente conseguiram me encontrar! Eu estava perdida na floresta e eles logo me buscaram de ônibus. Eram os mesmos garotos do piquenique.
Menino: Onde você estava, Iara? Ficamos que nem loucos procurando você!
Menino 2: Pois é!
Menino 3: Te procuramos por toda a parte! Da próxima vez, você venha conosco! Não fique sozinha!
Menino 4: Mas quando você se perdeu, bom... Pensamos que fosse coisa mais grave. Sei lá... Você está inteira desde o dia em que ficou abandonada no piquenique.
Menino 5: Ficou na casa de alguém?
Iara: Pois é... Se eu contar, vocês não vão acreditar!
E eu contei a história. Eles não acreditaram mesmo!
Eu cheguei a conclusão de que coisas imprevisíveis e jamais imaginadas acontecem na vida. A vida é cheia de surpresas.
Então foi ótimo, eu fiquei apenas um dia no Creepypasta, mas valeu a pena. Afinal, não adianta ficar lá o tempo todo. Porque sempre tem uma pessoa amarga que quer te "matar". Mas enfim... Sentirei falta deles. Tive que ser legal com eles e obedecer as ordens deles.
" Se eu contar, você não vai acreditar!"
Iara Maria