Tópico Livro: O Ingênuo e o Malicioso

0 Respostas

AuntMilu

Usuário: AuntMilu
UniversalGirl
Administrador do Grupo
O Ingênuo e o Malicioso
Angel é um rapaz completamente bonzinho e ingênuo. Sua vida é virada de ponta cabeça desde que conhece o rebelde e malicioso Evil. Eles acabam amigos por acaso, graças ao mago Time, que ordenou que os dois resolvessem os enigmas da exigente e mágica, Life, que é aquela que controla a vida do jeito dela. Que por sinal é injusta. Angel e Evil não só são opostos, mas são amigos que pensam diferentes. Duas cabeças diferentes que são capazes de falar com a mimada Life.
E assim, Continuar nos subúrbios da Califórnia.
-//-
Evil, o Malicioso.
Angel trabalha no dia seguinte todo saltitante e serelepe. Ainda serve de capacho para os outros. Em outras palavras, ainda é aquele homem coitado que deixa os outros pisarem e limparem seus pés como se fosse um tapete. Ele é muito ingênuo, por isso ele foi enganado diversas vezes. Roubaram o serviço dele, inclusive o dinheiro. Na hora de pagar, sempre ficavam devendo para o Angel. Nem se fala no dia em que o Angel terminou de depositar o dinheiro e eles roubaram o cartão de crédito dele e abusaram nas compras. E que preços altos! Angel sorria alegremente e não se importava com a maldade e o abuso de outros sujeitos.
- Acho que eu vou para casa.
Disse Angel paciente.
Ele já ia para casa, mas um homem rebelde apareceu correndo atrás do outro homem. Ele estava fugindo daquele homem agressivo e insolente. Entretanto, Angel decidiu conversar com os dois. Se aproximou deles como se soubesse voar.
- O que está acontecendo? - Perguntou.
- Não é da sua conta, seu palerma! - Disse o rapaz.
- Entendo que esteja nervoso - Respondeu Angel pacientemente. - Mas essa atitude não resolve.
Porém, aquele machão revidou:
- Acha que pode me dizer o que fazer? Quem você acha que está falando, heim?
Aquele homem fugiu enquanto os dois conversavam. Mas o rapaz percebeu que aquele homem fugiu e logo se revoltou.
- Olha o que você fez! Pena que ele fugiu, mas eu vou pegar você!
Aquele valentão caiu em cima do Angel e ele, assustado, queria que ele controlasse os nervos.
- Por favor! Se acalme!
- Fique quieto! - respondeu o homem agressivo.
- Mas você não entendeu...
- Entender o quê?!
- Não é assim que os problemas se resolvem!
- Eu mandei ficar quieto!
- Mas... Mas eu...
Aquele homem bravo colocou o dedo na boca do Angel.
- Shhh... Escute o que eu vou falar! Você não manda em mim! Você não deve me dizer o que fazer! Você entendeu?!
- Sim, mas...
- Mas o quê, Panaca?
- Por favor, saia de cima de mim. Assim eu explico melhor!
- Não. De jeito nenhum!
O homem bruto fez que não com a cabeça depois de ter dito que não ia sair de cima do Angel. Logo, Angel se apresentou:
- Meu nome é Angel. E o seu?
- Eu sou Evil, mas todos insistem em me chamar de Devil.
- Pronto... Agora pode sair de cima de mim. Isso já tá ficando chato.
- Não!
- Por favor! - Disse Angel. Os seus olhos se encheram de lágrimas e isso fez Evil dar um sorriso malicioso. Finalmente ele saiu de cima do Angel.
- Não precisa chorar, Angel!
- Me desculpe... É que eu sou muito sensível.
- É... Percebi.
Angel enxugou as suas lágrimas repentinamente e logo lembrou que chorar é para os fracos. Evil se mostrou cada vez mais curioso para com Angel.
- Ei, Angel! Vamos dar um rolê?
- Como assim? O que significa isso?
- Você sabe o que eu quero dizer. Passear, se divertir... Você tem 20 anos e não e não sabe de nada, inocente?
- Ah entendi! É que eu sempre escuto o mundo dizendo que eu sou bobo e inocente.
- Inocente você não é! Aquilo foi um sarcasmo!
Angel se sentiu inseguro quando Evil disse aquilo da boca para fora.
Mais tarde, os dois se conhecem melhor e demonstram a amizade entre eles. Já são duas horas da tarde e os dois almoçaram no shopping Good Market. Angel adora aqueles sushis e yakissobas do shopping. Evil não come muito, mas adora encher a cara, badalar e festejar com mulheres. Passou uma mulher loira, de olhos azuis e de vestido vermelho cintilante. Sua beleza chamou a atenção de Evil.
- Nossa... Eu amo mulher!
A mulher ignorou o olhar de cachorro pidão do Evil e continuou caminhando. Angel se sentiu confuso e sem graça. “Mas como é que pode esse interesse em demasia numa mulher volumptuosa?" pensou.
- Você sabe né, Angel? Dá vontade de levar para casa e dar uns amassos! Essa aí se fez de difícil!
Mas Angel perguntou:
- Mas Evil! É só uma mulher! Por que isso?
Evil deu um sorriso malicioso e respondeu:
- Não seja bobo! Mulher é uma criatura fascinante! Qualquer homem gostoso como eu, tem vontade de levar para casa, uma mulher e fazer você sabe o quê.
Angel fez de conta que não escutou. Além disso, ele é inocente mesmo. Não se pode falar isso perto de uma criança e muito menos com pessoas inocentes como Angel. Não pode negar que existem pessoas adultas que são inocentes e puros de coração. Bonzinhos, obedientes e que não querem fazer mal a ninguém. Agora essas pessoas que acham que podem fazer o que bem entendem, são impuras, porque a maioria das vezes não obedecem. Além disso, são pervertidas. Entretanto, isso depende. Mas o que é ser uma pessoa pura de coração? Será que é possível amar as pessoas deixando o rancor, a raiva e a hipocrisia de lado? Isso tudo será resolvido mais tarde. Agora mesmo, Angel está procurando saber o que se passa na cabeça de Evil.
- Angel! Acorda aí, camarada!
Angel se assustou com o grito de Evil, mas para não ser mal educado, resolve responder o seu colega.
- Eu... Eu estou acordado!
Evil não aguenta e ri.
-//-
A aparição de Life
Depois que Angel e Evil almoçaram juntos naquele shopping Good Market, Angel ainda está na dúvida sobre o seu colega, mas mesmo assim, resolve demonstrar felicidade e alegria. Seu orgulho aumentou depois que Evil contou que trabalha na mesma empresa que ele.
- Que maravilha!
- Por que essa alegria toda? Aquele chefe é um chato! Nem sei porque devemos trabalhar e estudar! Escola por doze anos, faculdade por quatro anos e depois trabalhar até morrer! Que droga de vida!
E Evil continuou reclamando.
Angel ia explicar sobre as coisas da vida para ele, mas apareceu uma luz ofuscante em plena luz do dia repentinamente. Uma mulher angelical saiu daquela luz e os dois ficaram com medo e se abraçaram.
- Não tenham medo. Não vou machucá-los. Eu sou a Life, sou aquela que controla a vida do meu jeito. Estou aqui para explicar ao Evil que as coisas são do meu jeito. - Disse Life.
Angel e Evil suspiraram e Evil logo se curvou perante Life.
- Eu sou Evil, madame.
- Evil, por favor, pare de reclamar da vida. - respondeu Life.
- Como você é linda, Life! - respondeu o singelo Angel.
- Obrigada, Angel! Porém, espero que entendam uma coisa: A vida é do meu jeito e sempre será.
Life desapareceu junto com a luz depois de dar o recado.
- Nossa como ela é linda, Angel! - disse Evil.
Angel respondeu:
- Sim, mas ela é mimada. Porque ela controla a vida do jeito dela.
- Fale por você, Angel. Eu te garanto que Life não é mimada.
Disse Evil, seguro de si mesmo.
De repente, uma voz apareceu no meio do nada, uma voz firme e suave ao mesmo tempo.
- Está enganado, Evil.
- Angel! Você disse isso?
Perguntou Evil.
- Não... - respondeu Angel inseguro.
- Eu sou o Time! Muito prazer! Se me pedem para parar, eu nunca paro. - Depois de dizer isso, o Time apareceu num piscar de olhos. Ele estava invisível.
- Ué? Você e a Life possuem os mesmos poderes? - Perguntou Angel todo entusiasmado.
Time respondeu:
- Sim. Sou avô da Life, enquanto o O'Clock é o meu sobrinho.
- Eu nem sabia que você é titio e avô, mas eu acho que a sua netinha bem que poderia ser a minha esposa. - Disse o malicioso Evil.
- Malícia é um pecado, Evil.
- Ué? Pervertido vai para o inferno?
- Sim. Quem é recatado é mais respeitado. Agora irei dizer a vocês o motivo de tudo isso.
- Sobre a Life, senhor?
- Exatamente. Acho bom que vocês estão juntos e que são colegas. Falar com a Life é difícil, ainda mais para quem se acha preparado para a vida. Vocês dois precisam resolver os problemas e reconhecer que vale a pena viver num mundo como esse. Cada um tem a sua opinião, todavia é preciso ser puro de coração e recatado.
Estão com sorte. Eu tentei falar com a Life. Mas ela se recusa a deixar esse mundo. Ela me disse que a vida pode ser desafiadora, entretanto, sem a vida, pode haver consequências mais tarde. Eu acompanharei vocês dois a todo o momento, mesmo que eu esteja invisível. - disse Time.
Time ficou invisível e não disse mais nada.
Angel ficou encantado com a situação e resolveu fazer o possível para que Evil fosse otimista. Os dois caminharam e Evil desabafou:
- Não acha que a vida é chata?
- Ora... Eu não diria isso. - disse Angel.
- Acha que aqui é uma maravilha? Eu ficaria mais feliz se o mundo fosse todinho meu e de mais ninguém. - disse Evil com ousadia.
Angel ficou olhando para os lados e não soube o que responder.
- Evil! Eu pensei em ir ao condomínio e fazer algo legal com você!
- Hum... Quer fazer gostoso comigo? - perguntou Evil malicioso.
- Colegas de quarto, talvez...
- Hahaha! Está bem! Eu vou adorar fazer uma coisa legal, como você diz! - Evil respondeu.
Angel respondeu:
- Eu não sei se vai gostar, mas eu pensei em ir, naquele condomínio!
- Tudo bem! Pra mim tanto faz!
Respondeu Evil.
Angel e Evil se tornaram colegas de quarto. Já é meia noite e o Evil se trancou no quarto fazendo alguma coisa escondido.
- Angel! Estou ocupado! - exclamou.
- Tudo bem! - respondeu Angel.
Evil se trancou em seu quarto e assistiu mulheres peladas no modo silencioso no seu celular. Se sentiu à vontade, se sentiu muito feliz.
Enquanto isso, Angel escova os seus dentes e toma banho. Evil desligou o celular porque tava com a bateria fraca. Mas aproveitando da situação, Evil espia o seu colega tomando banho no buraco da fechadura da porta.
Angel terminou o banho e se sentiu envergonhado depois que Evil sorriu para ele.
- Por que fez isso, Evil? - perguntou Angel todo envergonhado.
- Porque quando eu me casar, eu farei isso com a minha mulher. - respondeu Evil sacana.
- Mas pode usar o banheiro também! - informou Angel orgulhoso.
- Detesto quando você banca o bobo, porém adoro quando sua cara fica vermelha de vergonha - Respondeu Evil.
Angel não soube o que responder, mas ficou quieto. Então trocou de roupa e passou perfume.
- Que cheiro gostoso, Angel! - exclamou Evil impressionado.
- É realmente bom, porque eu amo esse perfume. - Respondeu Angel.
- Posso passar também? Então passa pra cá! - disse Evil todo animado. Ele pegou o perfume e passou. Os dois precisam dormir porque amanhã é dia de trabalhar.
- Vão dormir, meninos! - respondeu Time, que logo apareceu com o seu sobrinho O'clock, que é um relógio fofo.
- Ah mas que coisinha mais fofa! - Exclamaram Angel e Evil.
- Obrigado, meninos! Meu nome é O'clock. Sou um relógio. - respondeu O'clock.
- Que legal, O'Clock! Mas você vai dormir com a gente? - perguntou Angel.
O'Clock respondeu:
- Não só vou dormir com vocês, como também terei que acordar vocês.
- Beleza então! Já fiz a cama!
Evil fez a cama e logo apagou as luzes. O'Clock dormiu.
- Evil, boa noite! Amanhã será um novo dia! - disse Angel todo contente.
Evil, num sorriso malicioso respondeu:
- Boa noite, Angel!
Ele beijou o Angel na bochecha. Angel ficou vermelhinho de vergonha. Porém dormiu. Os dois dormiram.
Time apareceu e murmurou:
- Boa noite. Porém, terão que enfrentar novos períodos e momentos que Life dará.
Time desaparece. Logo, Angel acorda.
- Vai dormir, Angel, docinho! - respondeu Evil que também acordou.
- Eu... Eu estava dormindo, mas...
Angel já ia falar que sonhou com alguma coisa, mas Evil colocou o dedo em sua boca maliciosamente.
- Quietinho aí, docinho. Eu também sonhei com alguma coisa. - respondeu Evil.
- Ah... - suspirou.
- Evil! Esta é a minha cueca! Precisa tirar! - disse Angel todo sincero.
- Oh... Bem que você gostaria, não é? - perguntou Evil.
Angel bocejou.
- Está certo... Vamos dormir. - Evil desabafou e todos dormiram.
-//-
Evento Disponível

Angel e Evil acordaram graças ao O'Clock, que é o despertador fofo. Ao chegar no trabalho, os dois ficaram sabendo que hoje de noite vai ter un evento disponível às 19:00 da noite.
- Evento disponível? - perguntou Angel.
Evil perguntou:
- Eu sei lá! O que manda aí, chefe?
Chefe respondeu:
- Eu organizei uma festa hoje à noite. Todos vocês estão convidados. - respondeu o chefe.
- Ah é? Que legal! Eu adoro festas! - respondeu Angel todo animado.
Apareceu uma mulher toda bonita no trabalho. Seu nome é Henny Marrinson. É uma moça muito simpática e tem um corpo bonito. Evil prestou atenção nela e ela sorriu para ele.
Evil falou consigo mesmo: “Se eu estou sonhando, não me acorde!"
Angel achou aquela moça muito legal.
Chefe comentou:
- Esta é a Henny Marrinson. Ela será a administradora do site do trabalho. Estes são Angel e Evil. - falou apontando para os dois.
- Prazer! - respondeu ela.
O chefe, a Henny, Angel e Evil foram para a sala de trabalho.
Life está com a sua tela cheia de botões. Foi ela que controlou esse dia.
- Olha lá o que você vai fazer Life! - disse Time preocupado.
- Relaxe, vovô! Está tudo sob controle! - disse Life.
Os dois desapareceram.
-//-
Evil Apaixonado

Evil se apaixonou pela Henny perdidamente. O chefe teve que chamar a sua atenção quando ele estava olhando pra ela.
- Evil! Pare de sonhar e continue! - disse o Chefe.
- Está com cara de idiota apaixonado! - respondeu a outra moça, Stefany Wilson que era a namorada do Evil.
Evil perde a paciência e responde:
- A única idiota aqui, é você! Sai fora!
Angel percebe que Evil e Stefany estão brigando. Ele resolve intervir.
- Ei! Se acalmem! - respondeu ele.
- Fica na sua! Esse assunto é meu! Não se meta! - respondeu Stefany.
- Está tudo bem, Angel! A Stefany é a minha ex namorada chata, só isso. - respondeu Evil.
- Você ouviu, Zé? Cuide da sua vida! - respondeu Stefany olhando feio para o Angel.
- Se você não for educada com o meu amigo, vai perder a sua razão, idiota! - respondeu Evil.
O chefe entra no meio.
- Ei, vocês dois! É melhor pararem com isso agora mesmo ou então serão demitidos! - respondeu ele.
- Ela começou! - respondeu Evil.
- Isso não me diz respeito, Evil! Você tem que começar a controlar seus nervos! - respondeu o Chefe paciente.