História -- Casados - 2jae -- - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens JB, Personagens Originais, Youngjae
Tags 2jae, Casamento, Got7, Yaoi
Visualizações 87
Palavras 667
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá anjinhos!!

Boa Leitura!!

Capítulo 6 - Por favor... Me salve!


Fanfic / Fanfiction -- Casados - 2jae -- - Capítulo 6 - Por favor... Me salve!

Im Yougjae

- 15 de abril, 12:12-

 

JaeBum se aproximou de mim como nos velhos tempos me fazendo um breve carinho em meus cabelos, aquilo me deu uma dose de nostalgia. Eu realmente espero estar errado, não quero perde-lo, nunca, nunca mesmo!

 

Com esses pensamentos passando por breves segundos – Que pareceram na verdade minutos- Não me dei conta de ter deixado lagrimas rolarem pelo meu rosto, no momento, Jaebum me abraçou.

- YoungJae-ah... – Disse o maior afagando meus cabelos em um ato de carinho. – Se acalme, okay?

Me distanciei me recompondo em um logo suspiro, respirei profundamente.

 

‘um.. dois... três... até dez YoungJae’

- O que o está deixando tão incomodado? - Jaebum, o mesmo ainda tem coragem de me perguntar? Serio mesmo que ele não sabe?

- Você JaeBum! – Disse saindo pela porta, não tenho condições de terminar está confusão agora. Não assim.

Sai apressado descendo as escadas, fui para a porta dos fundos onde daria para o jardim, comecei a correr em direção a uma das árvores ali, me agachei e me deixei chorar mais uma vez antes deste fim, este proximo fim.

Não irá demorar muito até Kwan ou até mesmo Jaebum me achar, este lugar é tão obvio quanto procurar uma roupa em um shopping, como diria Kwan.

Meus pensamentos estão tão confusos como o de uma criança quando um estranho lhe oferece um doce... Quero tanto chegar lá e apenas dizer “eu te odeio” porém, meus labios automaticamente dizem “Eu te amo!”, afinal, o que o nosso coração sente é o mais importante, nem sempre a razão vence. E esse é um desses casos.

‘Im JaeBum! Por favor... Me salve’

Me levantei rapidamente o que me fez cambalear por um segundo, correndo diretamente para a porta onde a alguns minutos eu havia entrado correndo e chorando, porem, agora, estava correndo e sorrindo.

‘Eu estou realmente ficando louco...’

Corri pelas escadas, entrei novamente no quarto. Vazio.

‘Como sempre!’

Me virei correndo para o escritório, abri a porta com brutalidade, JaeBum estava com algumas pastas de documentos nas mãos, o mesmo distraido se assustou com o barulho da porta. O puxei para um abraço, me escondendo em seu pescoço enquanto algumas lágrimas e soluços ainda escapavam.

- Yo-YoungJae! – Jaebum disse surpreso, posicionou suas mãos levemente em meus ombros me dando um abraço apertado. – Está tudo bem!

- JaeBum-ah... JaeBum-ah... – Tentei formular algo, porém nada completo saia, apenas o apertei mais. – Por favor... Não me deixe.... Eu te amo.

O mesmo me distanciou brevemente levantando meu queixo e enxugando minhas lagrimas, sorriu e me deixou um selar carinhoso e demorado.

- Eu também te amo! – Jaebum. – Se acalme certo?!

[...]

 

Após longos minutos, consegui me acalmar. JaeBum me levou até a cozinha.

- Beba um pouco de agua. – Jaebum, o mesmo colocou um copo sobre a mesa. – E me conte, o que houve?

- Serio mesmo que não sabe? - Disse calmo enquanto brincava com a toalha na mesa

- Sinceramente? Não por completo. – Jaebum, tomou minha mão fazendo um breve carinho.

- Estes dias... Estes meses... Você anda tão distante, tão estranho. Não fala nem mesmo com o seu filho direito e nem comigo, cheguei ao ponto de mandar o nosso proprio filho o espionar. E neste dia... – Soltei um suspiro. – Ele o viu como um mulher, e ela disse que você sempre vai lá. O que me deixou chateado, você não passa nem um dia direito em casa, porém, pode ir todos os dias ver uma mulher em uma floricultura? - Ele soltou um riso abafado.

- Aigoo... – Jaebum, o mesmo depositou um selar em minhas mãos. – Peguei pesado como diria o Kwan. – Ele riu – Você é tão curioso que estragou sua propria surpresa.

- O que? Você enlouqueceu? - Disse assustado

- Apenas me perdoe. Me distanciei estes tempos com um belo motivo... – Jaebum, o mesmo sorriu, o sorriso que me conforta. – Coloque uma roupa bonita e colorida amanhã. Vou lhe mostrar está surpresa.

‘Okay... Ele está brincando comigo certo?’

 


Notas Finais


Sweet JaeBum!


Voltei bem rápido como prometido! SZ

Alguém tem um chute sobre o que é está grande surpresa?

Kiss~🐰❤💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...