1. Spirit Fanfics >
  2. - A nerd e o popular! - Kim Taehyung >
  3. - Capítulo Quinze! -

História - A nerd e o popular! - Kim Taehyung - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Oioi boa noite tá aí o capítulo, vcs gostam mais da história do quê de mim!!!😭😭💔😂😂😂
Quase não teve momento do casal, mas no próximo vai ter mais, prometo!🥺
Boa leitura!💙🦋

Capítulo 15 - - Capítulo Quinze! -


Agora Taehyung se encontrava na quadra de basquete da escola, enquanto treinava junto aos outros garotos, tinha conversado com o treinador para ser o capitão, este que disse que se não ganharem o próximo jogo, ele será o capitão, mas para isso terá que participar mais dos treinos e das aulas, sem falta, o que obviamente fez o ruivo ir na diretoria para trocar de sala e ir pra da Haneul, pedido esse que ainda está sendo vetado pelos diretores.

Vez ou outra fazendo graça para sua garota que estava a responder a atividade de geografia sentada no cantinho da arquibancada.

Alguns dias se passaram, e dentre esses dias o casal ficou cada vez mais próximo e íntimo, Haneul agora não se importava tanto em andar com Taehyung pela escola, agora que sempre ia ver e acompanhar os treinos dele também, como Taehyung também estava mais próximo dos pais da garota estes que já estavam se acostumando com a sua presença nos finais de semana.

E agora Haneul tinha alguém para chamar de amiga, Yeji sempre estava a se sentar com ela nas aulas em duplas, e até mesmo ficava com ela algumas vezes nos treinos e o Kim ficava feliz de ver ela com alguém dentro daquela escola que não fosse ele mesmo.

Contudo as coisas também não eram as mil maravilhas, tinha algumas pessoas que não estavam gostando nada disso e Taehyung sabia melhor do quê ninguém, pois ficava escutando seus amigos falando que ele só tinha tempo para Haneul e esqueceu deles.

Na verdade o Kim se sentia mal por eles estarem se sentindo assim, mas não tinha culpa se agora tinha alguém que se importava com sua vida acadêmica, e agora ele finalmente era capitão do time de basquete da escola.

" — Cara é a sua vida sabe? Se você está feliz é o que importa, não ligue para o que os outros falam pois é apenas drama, pois você está fazendo sua vida agora. "

Foi o que Yoongi lhe disse e realmente era verdade, Taehyung sabia que estava mudando o seu jeito de ser e agir para algumas coisas, e sinceramente? Ele estava pouco se fodendo.

Já a Haneul estava começando a se estranhar, não tinha nada haver com suas notas da escola estás que estavam a ser altas como sempre, e até melhoraram com a ajuda de Yeji que fazia os trabalhos consigo e não precisava mais fazer as provas extras que fazia antes. Agora o que a constragia era que ela estava começando a sentir sentimentos estranhos, e alguns deles eram ruins.

A insegurança era um deles, a garota sempre teve vergonha do seu corpo, e agora mais do quê nunca tinha que ouvir tais comentários que a deixavam para baixo, mas que sempre tentava ignorar para que o namorado não percebece, embora que quando chegasse em casa contava tudo para a sua mãe que não sabia mais o que dizer, apenas a abraçava e dizia que ela era linda, e as pessoas cruéis demais para perceberem isso.

Só que de tanto ouvir, nossa mente é fraca, somos humanos e sempre temos suas recaídas das quais não conseguimos fugir, e acabamos acreditando em tais comentários. Embora que Taehyung vivesse lhe dizendo o quão boa ela era para si, ela não conseguia acreditar, embora que tentasse.

E era isso que estava a afetando.

Estava voltando a se comparar com outras garotas e isso era um problema.

A garota pensava na possibilidade

— Vamos?! — Escutou a voz de Taehyung fazendo com que ela saísse dos seus pensamentos e olhasse ao redor atordoada, vendo que não tinha mais ninguém na quadra, e que seu namorado já estava sem o uniforme do time, e sim com sua calça preta e uma camisa de manga longa, com sua mochila em mãos.

— Já?! Eu nem percebi que o treino tinha acabado. — Murmurou juntando seus livros para por dentro da própria mochila.

— Eu percebi isso quando gritei dizendo que ia tomar banho no vestiário e você não escutou.. — O Kim disse dando um risinho quando a menor lhe olhou com uma careta de desgosto.

— Desculpa Tae! Eu estava pensando em umas coisas e nem percebi mesmo! — Respondeu suspirando em seguida.

— Tá tudo bem princesa! Vamos que eu tenho que te deixar em casa de 15 horas, e eu ainda vou ver se o bolo está pronto pra mais tarde! — Respondeu deixando um beijo no topo da cabeça da menor.

Hoje era aniversário de Hoseok, um dos amigos de Taehyung, ela não tinha conhecido nenhum dos amigos do ruivo pessoalmente, mas já sabia muita coisa sobre eles, e quão importante eles eram para o Kim.

— Você vai me deixar em casa ainda? Pode ir direto pra festa se quiser.. — Disse colocando a mochila nas costas se levantando em seguida para descer a arquibancada sendo seguida por Taehyung.

— Vamos ver, qualquer coisa eu peço pra mandarem direto pra casa dele! —

— Vai muita gente? — Perguntou sentindo o braço do Kim envolver seu pescoço começando a andar juntinhos para fora da quadra.

— Provável, Hoseok conhece muita gente, Jimin que ficou encarregado dessa parte, deve ter chamado só as que ele gosta.. —

— Tchau Hani!! — Escutou Yeji gritar quando passou na frente de uma das salas e riu dizendo um ' Tchau ' de volta.

— Ficaram bem amigas, não? — O Ruivo disse contente por ela ter alguém além de si mesmo na escola e a menor assentiu.

— Ela é legal, me chamou pra sairmos um dia pra fazer coisas de garotas..— Disse agora se lembrando que não tinha contado para o Kim.

— Posso ir? — 

— Claro que não, é dia de garotas, o que você iria fazer junto da nós duas? — Perguntou de volta fazendo Taehyung fingir uma careta incrédulo.

— Achei que gostasse de me ter por perto! —

— Eu gosto, mas você é grudento demais as vezes.. — Disse sorrindo baixo e Taehyung riu tirando o braço do redor do pescoço dela que tentou colocar de novo, numa tentativa falha.

— Tá bom senhorita Haneul, vou manter distância de você, pois eu sou grudento demais não é? — Falou ofendido começando a andar mais rápido pra saída da escola com a menor rindo e puxando sua blusa atrás de si.

— Estou brincando, você sabe, não é? — Disse rindo pro Kim que estava com um bico fingido nos lábios.

— Não sei. Acabou de dizer que eu sou grudento.

— Como vai ser se minha carta para a universidade de Harvard chegar?

— Vou dentro da mala. — Respondeu rápido fazendo a garota rir alto.

Taehyung mentiria se dissesse que ficaria feliz com ela indo para tão longe, - EUA - ele não tinha condições financeiras para ir, e muito menos notas para conseguir uma bolsa de estudos, então odiava pensar no fato de que o ano escolar estava acabando, e de que pode ficar longe da sua garota por quatro anos.

— É sério Tae, como vai ser se eu ganhar a bolsa? — Taehyung percebeu o tom de voz começar a ficar triste e parou de andar fazendo o corpo da menor se chocar com o seu e riu se virando para ela, com um bico nos lábios enquanto ajeitava seu óculos no rosto redondinho.

— Não precisa ficar pensando nisso agora, temos muito tempo. Huh? Estamos juntos agora e isso é o que importa! O futuro a gente vê! — Juntou os lábios num selinho rápido com um beijinho no nariz. — Agora vamos logo ou então seu pai vai me matar!

[ .... ]

— Até que fim o Gay chegou! —

Taehyung foi recebido pela belíssima recepção de Jimin fazendo o ruivo revirar os olhos.

— Eu tive que deixar a..

— Haneul em casa, tá eu sei, Haneul pra cá, Haneul pra lá, Haneul, Haneul, Haneul. — Murmurou debochando do melhor amigo que de uma risada mandando um ' Vai se foder '. — Cadê o bolo?

— Vão vim entregar daqui a pouco.. —

— Por quê não trouxe? — Perguntou com as mãos na cintura olhando pro mais alto.

— Era trazer o bolo ou deixar a Haneul ir sozinha pra casa. —

— Escolheu a Haneul, Haneul, Haneul, Haneul... — Respondeu zoando novamente.

— Caralho vai se fuder Jimin! — Disse já se irritando fazendo o amigo gargalhar alto.

— Tô brincando. Aliás, não trouxe ela por quê?

— Não acho que ela tenha que conhecer vocês em um dia que estão todos bêbados! — Respondeu se jogando no sofá da sala.

— Você tem um ponto. — Murmurou indo até o saco de bolas para encher o resto. — Me ajuda aqui! Nam e Jin saíram pra buscar o resto das coisas, está quase tudo pronto...

— E o Yoongi?

— Tá tomando banho, Hoseok tá lá em cima também.

— E a Moon? — Perguntou e Jimin deu de ombros.

— Daqui a pouco ela chega, vocês brigaram de novo?

— Não. Só paramos de se falar um pouco, mas nada ao extremo.. — Respondeu se levantando indo encher as bolas. — Comprou quantas caixas de cerveja? Tô precisando beber.

— 15 caixas, não vai vir muita gente, mas os que vem, bebem pra caralho! Você é um!

— Eu parei um pouco, nem lembro a última vez que bebi até ficar bêbado.

— E qual a última vez que bebeu? Nem no bar eu vi mais.

— Acho que, num almoço que os pais da Hani fizeram.. — Murmurou pensativo.

— Vocês dois parecem já estar casados.

— Se eu pedisse ela diria não! — Respondeu rindo sabendo que a garota só iria se casar quando tivesse um emprego.

— De qualquer forma, hoje nada pode dar errado, ninguém me segura vou beber até meu cu fazer bico!!!

— Isso aí!!! — Hoseok gritou da escada ligando a caixa de som numa música eletrônica alta.

— Feliz aniversário Hoseok! —

— Obrigado meu lindo! — Pulou no colo do Kim num abraço apertado.

Depois do Yoongi, Hoseok era com quem ele mais tinha afinidade. Eram como irmão mais velho.

— Aí hoje eu vou beber tanto! Tenho até uma playlist de samba preparada para meus amigos do Brasil! Hoje o dia é meu! — Taehyung apenas revirou os olhos com o amugo tentando sambar.

— Por isso tá um calor do caralho, é aniversário do Sol! — Jimin disse rindo.

— Hoje eu vou beber tanto! Tô feliz demais! —

Jimin concordou enquanto Taehyung pensava, sabia que não iria conseguir beber, pois teria que agir de babá dos bêbados.

— Vai ser uma boa festa pra vocês.

[ .... ]

— Por quê você faz isso caralho? — Taehyung reclamava ao ver Jimin muito bêbado agarrando a si, com uma garrafa de soju na mão. — Não bebe, se não aguenta, que inferno!

Só tinha se passado quatro horas de festa, e o loiro já estava bêbado.

— Leão sabe que eu te amo né? Souuuulmate~

— Ele já está assim? — Moonbyul perguntou se aproximando dos amigos e o ruivo apenas assentiu não querendo entrar num assunto com ela, agora.

— JOGO DA GARRAFA QUEM VAI??? — Namjoon gritou fazendo Jimin sair de cima de Taehyung rapidamente o puxando.

— Vamos Taehyung-ssi!!! Nunca mais brincamos vamos, vamos! — Taehyung não tendo nada a perder se levantou se deixando ser puxado pelo amigo sendo seguido por Monbyul atrás.

Se sentaram numa roda, nos repectivos lugares : Namjoon, Jin, Yoongi, Hoseok, Hwasa, Maria, Jimin, Taehyung, Moonbyul, e mais quatro pessoas que Taehyung só conhecia por vista.

Quem começou a girar a garrafa foi Jimin, que estava afobado para ir logo, este que sorriu quando parou em Yoongi.

— Verdade ou desafio? — Jimin perguntou enquanto brincava com a garrafa fazendo Yoongi engolir a seco, e escolher verdade.

— É verdade que você gosta mais do Hoseok-ssi do quê de mim? — Taehyung arregalou os olhos com a pergunta sabendo que o Park tinha sentimentos pelo Yoongi que não eram correspondidos.

— É verdade... desculpa. — Jimin deu uma risada sem graça e o ruivo fez um carinho nas costas do amigo que se apoiou em si, fazendo a rodada continuar agora com Yoongi girando que parou num dos desconhecidos que pediu para que este pular de na piscina gelada, de roupa e tudo, e este o fez.

As partidas foram rodando agora os amigos se encontravam bêbados e outros seminus, que era o caso da Moonbyul que teve que tirar a blusa. A garrafa não tinha caído no Taehyung. Até agora.

— Até que fim!! Verdade ou desafio Taehyung? —

— Verdade! — Respondeu não tendo nada a temer.

— É verdade que desde que você começou a namorar, à três meses atrás, você não transou? — Taehyung mordeu o interior da bochecha, não com vergonha por não ter feito, mas sim por ter que expor sua relação daquela forma.

— É verdade...— Pode ouvir alguns resmungos eufóricos.

Taehyung sabia que de tudo ali, era o que tinha mais coisa que interessavam os curiosos que eram seus amigos.

Taehyung girou logo a garrafa que caiu na Hwasa, que pediu verdade.

— Já que me queimaram vou queimar você também. É verdade que você e o Jay já ficaram?

Jay era o cara com quem os caras pegavam as drogas, era o chefe, digamos assim o problema era que o cara era casado, já tem uma certa idade, a Hwasa sabia que Taehyung tinha visto eles dois juntos, então não faria sentindo mentir.

— É verdade sim, Taehyung você é podre!! Eu odeio você!!! — Respondeu causando mais murmúrios e Taehyung riu dando de ombros, enquanto levava a latinha de cerveja aos lábios dando um gole.

Hwasa girou a garrafa que caiu na Moonbyul, está que pediu desafio.

— Se eu pedir verdades eu saio daqui em briga com alguém, por isso desafio.

— Desafio você é o Taehyung irem para dentro do quartinho por 7 minutos! — Disse sorrindo pra amiga que olhou pra Taehyung rapidamente vendo a expressão séria deste.

— Tudo bem. — Murmurou se levantando.

— Eu não vou. Tá louca?

— Nao precisam fazer nada, só se quiser. — Taehyung bufou se levantando indo para a direção onde ficava o quartinho, entrou no mesmo com a Moonbyul e a porta foi fechada.

Os dois ficaram num silêncio que por Taehyung continuaria assim até os sete minutos acabarem. Taehyung tava normal, ele sentia o corpo da loira encostando no seu, mas não sentia nada, nenhuma reação antiquada do seu corpo.

— Você está bravo comigo?

— Não. — Respondeu curto e groso se juntando na porta do armário o quanto podia, para não encostar na loira.

— Então por que está agindo assim? Desde que você começou a namorar com essa garota você começou a agir seco comigo. — Perguntou baixinho.

Moon não era uma pessoa ruim, apenas pensem que você é seu melhor amigo tem uma amizade colorida, e do nada apareça namorando? Como ficaria? Era assim que ela se sentia.

— Não toque meu namoro, se você não tivesse feito aquele show, nada disso estaria acontecendo. — Respondeu já se irritando, não queria ter que falar sobre aquilo ali.

— Você não sente saudades de mim mesmo? Eu sou sua melhor amiga Taehyung! Sério! O que essa garota tem que eu não tenho? Porra Taehyung! — A mulher brigou chorosa pro ruivo.

— Não quero falar disso com você. Além de você ficar feliz, começou a me questionar, isso é coisa de melhor amiga? Você não sabe o quão feliz eu estou com a Haneul do meu lado, ela me faz ser uma pessoa melhor, ela me faz querer ser uma pessoa melhor. Eu não estou pedindo coisa extraordinária, estou pedindo para que entenda, que a Haneul é importante para mim, e que eu não vou magoa-lá por causa dos seus dramas. — Disse já escutando os fungados de choro da loira, e respirou fundo. — Você me decepcionou..

Disse bateu na porta que foi aberta, indo para os fundos da casa para sair da festa sem ser visto.

O ruivo estava chateado, por ter jogado as coisas assim, mas Moon tinha passado dos limites, se segurou muito para não agir muito grosseiramente com ela, ele estava esgotado, e ver a forma com a mulher falou, o cansou.

Enquanto isso Haneul estava no seu quarto com seu pijaminha de cactos enquanto se preparava para dormir, quando escutou barulho de pedras sendo jogadas na sua janela fazendo está franzir o cenho com medo e ir bem devagar até esta, vendo a cabeleira vermelha ali.

— Taehyung o que está fazendo??? — Perguntou baixinho abrindo a janela vendo o Kim pular pra dentro do quarto. — Você poderia ter caído, não faça mais is—

— Shhh!!! — Tapou a boca da menor que arregalou os olhos quando escutou os passos perto do seu quarto.

Ela também sentiu o cheiro de álcool no Kim, que não daria certo se seus pais vissem, ela acabaria ficando de castigo.

— Haneul? — Escutou a voz do senhor Chung Hee junto com batidinhas na porta. — Tá tudo bem querida?

— Não diz que eu tô aqui! — Taehyung pediu baixinho pra garota que negou rapidamente se afastando do Kim.

— O que aconteceu? Você não estava na festa? — Perguntou baixinho sem entender nada.

— Vou te falar, mas não abre a porta.

— Não vou mentir pra eles Taehyung!! — Disse incrédula com o namorado que bufou também.

— Meu bem, não abre a porta, ele vai brigar comigo e com você!! — Pediu desesperado, talvez, só talvez ele estivesse um pouco alterado e não percebeu as consequências que cometeria ao entrar no quarto da garota, ainda mais de madrugada, sabendo que ele não pode entrar ali, pois é uma das regras.

— Eu não posso mentir pra eles TaeTae.. — Murmurou indo até a porta do seu quarto e abriu.


Notas Finais


Obrigada por ler até aqui!!💙💙🦋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...