História ♥ Amor proibido ♥... - Capítulo 45


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, The Vampire Diaries
Personagens Anastasia Steele, Christian Grey, Damon Salvatore
Visualizações 12
Palavras 896
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Incesto, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 45 - Onde estão minhas roupas?


Fanfic / Fanfiction ♥ Amor proibido ♥... - Capítulo 45 - Onde estão minhas roupas?

Sentia uma brisa batendo na minha cara, abro meus olhos e vejo que estava no carro dos meus pais ao meu lado estavam o Deymon e o Eduardo, na frente meu pai e minha mãe, me pergunto se esse pai da Marta é realmente tão perigoso assim...

Eduardo- hum... finalmente acordou?

- hum... sim...desculpe eu tenho sono pesado você já deveria saber disso.

Deymon- isso é verdade quando você se você tiver cansada não tem quem te acorde.

Sinto minhas bochechas ficarem vermelhas por uma razão desconhecida.

Pai- Isso não deixa de ser verdade mesmo, já que o deymon teve que te carregar e te colocar no carro com o maior trabalho, já você tava dormindo como pedra.

- Pai !!! eu estava cansada, okay?

Madrasta- E o pobrezinho teve que arrumar e separa suas malas junto com o Eduardo, já que eu não estava em casa foi o único jeito.

- Queee???

Eduardo- não precisava citar meu nome no meio...

Deymon- na verdade não precisava falar desse pequeno detalhe, senhora Sonore.

Pai- Vocês três parecem até um casal agindo assim kkk.

Madrasta- Que isso...eu até que não seria contra essa ideia.

- Nem... !! - "essa família não é normal..."pensamento.

Assim que chegamos todo mundo pega sua mala e sobe para o avião, dessa vez iriamos em avião particular seria mais rápido, é o que meu pai diz, o que eu não acredito muito né mas fazer o que?.

Depois de uma viajem um pouco cansativa e depois de umas 5 vezes que eu dormi, chegamos na mansão e pousamos na mesma onde havia o local de pouso, saiu do avião e pego as minhas malas já  subindo as escadas, vou para meu quarto e as jogo na cama abro as mesmas para ver o que aqueles dois aprontaram de botar nas malas, assim que as abro solto um longo grito.

- MAS QUE POUHA É ESSA? DEYMON E EDUARDO ONDE  VOCÊS ACHAM QUE EU ESTOU PRA ESCOLHER ESSE TIPO DE ROUPA? - vejo uma mala com algumas lingeries MUITO vulgares, porem tinha algumas rupas fofas em algumas delas isso me deu um pouco de esperança, mas não durou muito já que só tinha roupas loucas que nem minhas eram, Os dois entram no meu quarto o Deymon estava olhando pros lado perdido e parecia envergonhado, Já Eduardo estava com uma cara dizendo "ainda bem que eu não tenho nada haver com isso" .

- Vamos vocês podem começar a se explicar..

Eduardo- a culpa foi dele.

Deymon- e a ideia sua!

Eduardo- eu só disse que ela precisava de roupas mais adequadas pro corpo dela e não para de uma criança, porem a escolha era sua você podia concordar e descordar.

- Você acabou de se entregar Eduardo...Claro que tinha que ser você, agora me expliquem porque essas roupas não são minhas? eu tenho certeza que tinha uma mala reserva caso eu tenha esquecido de fazer uma e ainda tinham que ser roupas minhas do meu guarda-roupa caso vocês não saibam o que é um guarda roupa é isso aqui, prazer guarda roupa. -  Faço um gesto irônico "apresentando" o guarda roupa para eles.

Eduardo- Ta, Ta, não precisa desse exagero todo, tenho certeza que até minha mãe usa essas roupas e até a minha ex usava, então não é coisa de outro mundo sua exagerada!

- M-mas eu não sou louca de usar essa roupas assim!

Deymon- interessante na "festa" você tava com uma roupa bem vulgar até de mais comparada a essas ai.

Eduardo- Pois é ou você escolhe vestir elas ou ficar sem tomar banho e usar a mesma roupa. -Eles saem do meu quarto sem dar  tempo de eu reclamar ou impedi-los então grito do meu quarto mesmo.

- SEUS PERVERTIDOS, EU ODEIO VOCÊS!!! sem outra opção sou obrigada a usar aquelas roupas a roupa até que dava mas as lingeries eram de mais...pareciam até aquelas de seduzir homens, agora já imagino no que eles pensavam enquanto compravam isso.

Pego a que eu mais achava normal perto do possível, e separo um vestidinho fino um para dormir, o que eu visto é um vestido mesmo digamos que ele é meio normal só tem uma trança em decote nos seios mas não é muito curto, suspiro fundo e vejo uma segunda mala das três que eu tinha mas não lembro de ter uma 4° nela tinha roupas normais acho que foi deymon ja que creio eu que ele tenha adivinhado que eu não gosto muito de roupas assim, mas eu já to assim mesmo e devo pelo menos dar um pouco de satisfação pra eles não? eles comparam isso pra mim então acho q devo pelo menos usar uma...Desço as escadas e me deparo com uma avalanche de carne humana em cima de mim, pulando de alegria e me esmagando.

- t-também...estou feliz... em ver vocês agora por favor me deixem respirar.... -De nada adianta eu falar isso, elas não me soltaram e eu comecei a ficar desesperada, comecei a atuar como se pedisse socorro e então elas me soltam, Emily  me olha estranho e fala:

 Emily- seus seios ficaram maiores.

- Qual o por que que você ta comentando isso??? S-sua pervertidaaaa... As meninas caiem na risada e eu fico besta olhando para a cara delas...por que que eu sinto que não foi uma boa ideia voltar pra casa?

 

continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...