História ::: Capa Vermelha ::: - Capítulo 12


Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Caçadores Das Sombras, Chanbaek, Demonios, Drama, Fadas, Hunhan, Kaisoo, Krisoo, Poderes, Romance, Sete Pecados Capitais, Sulay, Taoris, Xiuchen
Visualizações 185
Palavras 3.035
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi oi, espero q gostem do cap
Me desculpem se tiver algum erro, é q eu não revisei o cap. por isso qualquer erro, quero que me desculpem.
Apesar de ninguém ler muito as notas iniciais
B
O
A

L
E
I
T
U
R
A
KISSUS espero q gostem, e comentem oq acharem

Capítulo 12 - Vou te proteger


Fanfic / Fanfiction ::: Capa Vermelha ::: - Capítulo 12 - Vou te proteger

Kyungsoo, desesperou-se ao ver que os dois garotos, mais altos que si, haviam sumido. Sabia, que Jongin estava por trás dessa saída repentina.

Mas se Yifan, não se controlasse e acabasse machucando seu melhor amigo? Não se perdoaria, por ter sido a causa de uma briga. Ou caso acontecesse coisa pior.

Correu até o local, em que os estudantes, seus alunos, estavam. Drago e o lobo de Jongin, estavam lá cuidando da segurança. Se encarando, provavelmente por ter recebido algum pensamento de seus donos.

Mas se encaravam não como: "Será que estão ou ficarão bem?" Estavam com olhares do tipo: "Se algo acontecer com meu dono, mato você!"

E isso assustou um pouco, Kyungsoo. Que foi na direção de Drago.

- Preciso que leve os alunos, até o Instituto. Agora. - O dragão já iria dar as costas para realizar o pedido do baixinho, quando uma pergunta surgiu. - Pra onde Jongin levou Yifan? Não quero que os dois briguem ou algo do tipo.

"Já é tarde pra ter tal pensamento. Já estão lutando. E respondendo sua pergunta, JOngin está no Instituto, junto de Yian. No campo de treinamento." Dito isso, começou a aumentar seu tamanho, para que pudesse levar os 15 alunos, já que um já havia sido encaminhado para o local de destino, Baekhyun.

Após abrigar todos os alunos em suas costas, alçou voo, deixando o jovem professor e o animal mágico de Jongin ali, no meio da Floresta Encantada.

- Estou preocupado com eles. Você sabe que tudo o que Jongin sentir, você sentirá também, não sabe? - O baixinho perguntou indo acariciar a pelagem do pescoço branco do lobo, que parecia tenso com a luta. O mesmo acenou negativamente, fazendo o Do suspirar em preocupação.

O menino sabia que Yifan era forte. Muito forte. Mas não sabia, se Jongin sobreviveria a luta.

- Precisamos ir ao Insitituto! - Voltou a falar. - E se algo ruim acontecer com Jongin? Não me perdoaria se ele saísse gravemente ferido dessa luta. - E o lobo concordou. Direcionando-se para a direção que ficava o Instituto. Decidindo não aumentar de tamanho, já que ele estava da altura de Kyungsoo.

Apesar de nunca ter ido ao Instituto, o lobo sabia a direção, pois sentia a energia de seu dono, um pouco fraca devido à distância em que estavam, mas ainda assim conseguia sentir alguma coisa dele. Conseguindo assim, identificar sua posição.

Poderia demorar muito para chegar lá, se fossem por terra. Já que por ar, foram cerca de duas horas para chegar a floresta.

Mas o que o lobo fez surpreendeu Kyungsoo. Facilitando assim a locomoção dos dois.

--x--

Os dois garotos encaravam-se mortalmente. O jovem Yifan, já estava com sua espada em mãos, analisando o aspecto físico do oponente. Já Jongin, parecia não ter nenhuma arma a sua disposição. O que alegrou Kris, já que o garoto à sua frente poderia ter mais dificuldade para se defender ou atacar.

O maior, correu na direção do moreno, tentaria acertar um golpe em sua garganta. Pois assim, poderia decapitá-lo, tornando sua vitória ainda mais rápida.

O moreno não se movia. Mantinha a mesma posição desde que tomaram distância, para planejarem o ataque ou defesa. Estava com os braços cruzados na altura do peito, e com uma expressão neutra em sua face.

Quando a espada de Yifan estava a menos de dois centímetros de acertar o pescoço de cor acobreada, não acertou. O moreno simplesmente havia sumido.

Yifan deveria ter analisado melhor seu oponente, não imagina as táticas que ele poderá usar contra si.

- Apareça! Está com medo de morrer? - O Wu gritou, mas não obteve resposta. Continuou, então, onde estava. Analisando tudo ao redor, vendo cada movimento suspeito que o ambiente produzia, mas nada ocorreu.

Foi então, que alguns objetos voram na direção de Kris. Cinco shurikens. Shuriken, a estrela ninja, que costuma ser de quatro pontas, mas que também podem ter mais de oito pontas. Objetos ninja com um alto poder cortante.

Mas as estrelas ninja não alcançaram o corpo de Yifan, já que o mesmo conseguiu desviar de três e repeliu duas com lufadas de vento, produzidas com sua espada.

Onde esse carvão conseguiu estrelas ninja? Bom, pelo menos, agora, sei onde ele está. O mais alto pensou, e apontou sua espada para seu lado esquerdo em um ângulo de 80º. Naquela direção estava uma árvore, com três metros de altura.

- Então, estava aí? Como se moveu tão rápido, carvão? O que importa é que agora, você não me escapa. - Produziu rajadas de vento com o poder de cortar um tronco ao meio.

Atingiu seu alvo, fazendo várias folhas verdes voarem e se direcionarem ao chão. Mas não viu nenhuma gota de sangue cair. Achou, aquilo estranho. Acho que vou me divertir um pouco, hoje, nessa luta.

Novamente, mais objetos cortantes foram direcionados a si. De novo essas estrelas ninja? Como ele se move tão rápido. Pensou consigo mesmo, começando a se esquivar das shurikens, que vinham agora da sua direita, acabando por ficar de frente para onde elas vinham. Mas sentiu algo em seu braço esquerdo, logo após sentindo algo molhado e quente, escorrer pela extensão do mesmo.

Olhou para o braço e viu sangue. Yifan adorava ver sangue escorrendo, mas em suas vítimas ou oponentes, não em si mesmo. Moveu sua espada, fazendo as estrelas ninja, voarem para todos os lados.

Tratou de retirar a shuriken que estava em seu braço, sentindo a tão conhecida ardência, percorrer por seu machucado. Antes de pensar em algo ouviu o som de mais objetos sendo arremessados em sua direção, que vinham por detrás. Já estava cansando desse joguinho. Tratou de produzir uma forte rajada de vento, para o local de onde elas tinham saído.

Sempre saíam das folhagens de uma árvore. Quatro árvores, já tinham revelado a posição do garoto amorenado. Não haviam muitas árvores no Campo de Treinamento. No máximo umas seis, por aquela área em que estavam. Haviam mais árvores, formando quase um pequeno bosque, mas ficavam um pouco mais distantes. Esse pequeno bosque, era usado para treinar a percepção dos alunos, e para ver a forma como usavam a área ao seu favor. Já que, mais árvores significam: mais esconderijos para supostos ataques.

Até que esse carvão está me divertindo. Ele não é tão fraco, quanto parece. Yifan foi tirado de seus devaneios quando viu mais estrelas ninja, saindo de uma outra árvore. Desviou das quatro shurikens que foram jogadas. Agora só sobrou uma árvore, para ele fazer o ataque. Talvez ele pense que não entendi sua brincadeira. Tendo as árvores como esconderijo, ele pode jogar as estrelas ninja, na minha direção sem eu saber de onde vem. Ele está tentando me confundir. Até que ele tem uma boa estratégia. Agora ele acha que penso que vai jogar de uma das árvores das quais já havia jogado, quando na verdade vai jogar da última árvore que sobrou, que é a que está na linha do meu lado direito. É minha chance de pega-lo! Pensou novamente, fingindo se preparar para um possível ataque que fosse jogado de uma das cinco árvores ao redor.

E sua teoria, poderia estar certa. Agora, ele sabia de onde viria o próximo ataque, podendo assim revida-lo e atingir Jongin, com um golpe de sua espada.

O próximo ataque realmente veio da árvore que estava na linha de seu lado direito. Dessa vez foram jogadas duas bolinhas da cor roxa. Yifan achou que poderiam ser explosivos. Por isso tomou a distância necessária.

Mas na verdade eram falsas. Novamente duas bolinhas foram jogadas, e Yifan tomou distância. Mas nada aconteceu, de novo. E duas bolinhas continuaram a ser jogadas na direção de Yifan, mas elas nada faziam. As bolinhas haviam formado um círculo, ao redor de Yifan, coisa que o menino não percebeu. Foi quando ouviu a voz do amorenado.

- Agora, eu te peguei!

--x--

Kyungsoo e o lobo de Jongin, estavam voando em uma velocidade, perigosamente, rápida.

Como o jovem professor havia dito, todos os animais mágicos haviam dois tipos de poderes. Os do Lobo, que Kyungsoo descobriu chamar-se Lúpus, eram: invisibilidade e o lobo criava asas.

Dessa forma estavam voando, a quase cerca de vinte minutos. E estavam na metade do caminho. Kyungsoo admitia que o lobo era realmente rápido.

- Como Jongin está se saindo? Ele não está machucado, está?

"Aparentemente, não. Mas ele é bem esperto. Ele é muito calculista, até armou uma armadilha para Yifan."

E Kyungsoo, sentiu-se orgulhoso. Um dia antes das avaliações, Kyungsoo treinou com Jongin, e percebeu o quão calculista o garoto pode ser. Sempre analisando o espaço e movimentos do oponente, para assim, usa-los ao seu favor.

Sabia que o moreno se saia bem armando táticas, para confundir o oponente. Mas não era tão bom em combate corpo a corpo. E isso preocupou o baixinho. Já que Yifan, mostrava-se um ótimo lutador.

--x--

Yifan procurava se proteger. As bolinhas arroxeadas, que Yifan pensou serem explosivos, eram na verdade uma armadilha.

Após ter escutado a voz do garoto de pele acobreada, percebeu o quão burro foi para não perceber o que o garoto planejava.

Assim que o amorenado terminou de falar a última palavra, começou a sair gás das bolinhas roxas. Mas aquele gás não sufocaria nem faria Kris desmaiar. Pelo contrário, apenas manteria Jongin escondido. Era apenas fumaça roxa.

E com seu plano em prática, Jongin começou a atacar Yifan, por todos os lados. E o mais alto só sabia tentar sair daquele local e se esquivar de levar alguns socos. Mas percebeu uma coisa.

Os movimentos do amorenado eram ritmados. Ele procurava atacar pelas costas, ou nas pernas. Nunca tentava atacar na barriga, nos braços ou no peito, pois Yifan poderia pega-lo. O maior percebei isso. Começando a empunhar sua espada.

Jongin se viu-se obrigado a lutar, já que por um descuido Yifan conseguiu sair dali, jogando uma rajada para dispersar a fumaça arroxeada. O que Yifan não imaginava era que conseguiria acertar o Kim. Que, literalmente, voou para trás, devido a força que o vento exerceu sobre seu corpo.

E isso, era uma colher de chá, para Yifan. Finalmente, aquela luta acabaria. E em sua mente, acabaria com um certo garoto, de pele morena, caído no chão com a cabeça rolando.

Ainda recuperando-se da queda brusca que teve, junto de alguns aranhões, por cair sobre algumas pedrinhas, presentes no solo do Campo de Treinamento, Jongin, viu-se encurralado, ao ver o garoto Wu a sua frente, com a espada apontada para o seu pescoço.

- Parece que te peguei. - Kris comentou rindo divertido. Agora, sem o moreno por perto de Kyungsoo, poderia por seu plano em prática. - Pelo visto, Kyungsoo, não vai mais ter você. Terá apenas a mim.

--x--

Kyungsoo, havia chegado ao local a alguns minutos, junto de Lúpus. O menor realmente não esperava que fosse chegar ali tão rápido. Chegou no exato momento em que Jongin era lançado junto de uma nuvem de fumaça, para os ares.

Entraria no meio daquela luta para impedir Yifan, caso ele tentasse matar o moreno, mas Lúpus o impediu.

- Jongin, é mais forte do que pensa. Por isso só entre lá quando ele estiver realmente em apuros, entendeu jovem Do? - O lobo perguntou, e recebeu um aceno positivo e hesitante de Kyungsoo.

Os dois se esconderam, e ficaram observando a luta. Até que Yifan aproximou-se do corpo do Kim e falou, fazendo Kyungsoo arregalar os olhos. Já iria invocar uma de suas Espadas Demoníacas, quando uma pata foi posta para frente de seu corpo.

Era uma fala muda. Como se o lobo albino dissesse: Espere e verá do que meu dono é capaz.

--x--

Naquele momento, em que uma espada, estava a ponto de partir seu pescoço, poderiam estar passando mil coisas pela cabeça de Jongin. Mas apenas uma coisa surgia em sua mente: a imagem de Kyungsoo, sentado em meio a um local totalmente escuro. E como uma sombra maligna, Yifan estava atrás dele. No momento não entendeu, o porquê daquela imagem aparecer em sua mente. Mas negou a si mesmo, a morte.

Não. Não poderia deixar o baixinho sozinho. Teria de lutar. Para deixar o Wu longe de seu melhor amigo. Se tornaria forte, para proteger Kyungsoo.

- Me recuso a morrer! - O Kim gritou, chutando uma das pernas de Yifan, fazendo-o desequilibrar-se. - Me recuso a te entregar Kyungsoo. - Sussurrou para si mesmo, mas Yifan ouviu, o ódio que tinha do garoto de pele acobreada aumentou drasticamente.

- Maldito, agora eu te mato! - Gritou empunhando sua Espada Demoníaca dos Ventos, levando-a na direção do peito do Kim. Mas novamente ele havia sumido. - Vamos começar novamente, com esse joguinho?

Mas para a surpresa de Yifan, Jongin não estava para brincadeiras.

O moreno surgiu novamente, mas não fora notado, já que estava atrás de Kris. Agora carregava uma arma, duas na verdade.

Eram os socos ingleses, que possuíam lâminas nas pontas, lâminas essas que estavam prontíssimas para ferir a carne de alguém. Havia ganho os socos ingleses de Kyungsoo, e faria um bom proveito. Atacou o braço esquerdo de Yifan, que virou-se assustado, por não esperar que o garoto o atacasse diretamente.

Kyungsoo, surpreendeu-se ao ver as armas, que Jongin estava usando. Os socos ingleses dados por si, possuíam duas lâminas em cada extremidade, além de espinhos nos círculos que coloca-se os dedos. Kyungsoo, havia ganho esses socos ingleses, de ZiTao, mas nunca os usou muito, já que sempre preferiu espadas.

Então, resolveu da-los de presente a Jongin, no dia do aniversário do amorenado. Que fazia aniversário dois dias após o seu. Estava atento a luta, vendo cada movimento de Jongin, contra o Wu.

Yifan tentada desviar dos ataques, mas acabou se machucando ainda mais. Foi então que percebeu que estavam sendo observados.

Ele... Está aqui. Não posso perder para esse carvão. Não na frente dele. Pensou, o Wu, começando a desviar e revidar os ataques de Jongin.

O moreno não havia visto Kyungsoo, mas sentiu a presença de seu lobinho, sentindo-se mais confiante para a luta.

Yifan desviou de mais um ataque, dando um soco na mandíbula de Jongin, que cambaleou um pouco. Agora, o Kim, estava vulnerável, e Yifan aproveitou-se disso. Chutando as pernas de Jongin, fazendo-o cair, quase que por cima dos socos ingleses.

Estava a ponto de matar o moreno, estando de pé, observando Jongin, com os pés um de cada lado do corpo alheio, direcionando a espada para o peito, bem no local do coração.

Jongin, sustentou-se nos antebraços, inclinando o corpo na direção da espada. Pretendia fugir, teletransportando-se para outro local, mas não tinha mais energia.

O Wu levantou a espada, mirando o local que queria acertar. E deu o golpe de olhos fechados, como sempre fazia. Gostava de sentir a textura do sangue, da maneira que estava sentindo o sangue do oponente banhar sua lâmina, assim como banhava suas mãos.

E ao abrir os olhos assustou-se. Não acreditava que o havia acertado aquela pessoa. Cambaleando para trás, devido a surpresa, e jogando-se ao chão.

Jongin, havia fechado os olhos, imaginando o rosto de Kyungsoo, junto de seu Lobinho. Não queria que o rosto de Kris, fosse a sua última imagem. Sentiu que na sua frente havia escurecido, como se algo fizesse sombra, e impedisse que o sol iluminasse seu rosto.

Mas o ataque não veio, e ao abrir os olhos, arregalou-os completamente. Ele estava ali, lhe protegendo novamente.

- Não quero que morra antes de mim. Por isso trate de continuar vivo, e faça a cicatriz que ganharei com esse corte, valer a pena. Ouviu? - O baixinho, falava com dificuldade. Teve um pequeno ataque de tosse, sentindo o gosto de sangue invadir sua boca, também cuspiu um pouco do líquido avermelhado.

Provavelmente, a lâmina de Yifan, havia acertado um de seus pulmões. Mirai não poderia sentir o que ele sentia, por não ser um animal encantado verdadeiro, e sim uma menina amaldiçoada, com espírito de um humano e de um animal. Mas caso Kyungsoo morresse, ela também morreria.

Kyungsoo, sentiu-se fraco, e jogou-se ao lado de Jongin.

- Seu idiota! - O moreno, falava com a voz embragada. - Por que todos sempre se sacrificam por mim? - Sussurrou, começando a chorar baixinho, sobre o peito de D.O.

- Ei, ainda não morri, está bem?  - O baixinho comentou divertido, apesar de sentir o gosto de sangue aumentar em sua boca, à medida que falava. - Ainda vou te tirar de muitas enrascadas. - E riu, acabando por tossir um pouco mais de sangue. O que fez Jongin aumentar o choro.

Lúpus, apareceu uns segundos depois. Tentando tirar Jongin, de cima de Kyungsoo, para leva-los à Enfermaria. Após conseguir realizar tal ato, que foi muito difícil, pôs Kyungsoo, em suas costas. E encarou Yifan.

O mesmo estava completamente abalado, não havia vida em seu olhar. Apenas o brilho das lágrimas, contidas neles.

- Tem um garoto, que é um feiticeiro, ele vai conseguir curar o Soo! - Jongin, falou com esperança, mas logo desanimou um pouco. - Só temos que acha-lo. Ele está na equipe do Kyungsoo-...

"KYUNGSOO! O QUE CARALHOS FIZERAM COM VOCÊ? Ah, mas eu mato o desgraçado que fez isso." Jongin parou de falar, ao ouvir a voz de Mirai, que veio voando velozmente, na direção dos dois amigos.

Jongin tratou de pedir para que Mirai encontrasse Zhang Yixing. Pois ele poderia salvar Kyungsoo rapidamente. E logo ela alçou voo, voltando dez longos minutos, com um garoto de cabelos pretos, e com uma expressão confusa.

Mirai pediu, ou melhor, obrigou o garoto a curar o machucado de Kyungsoo. O garoto assim o fez, e logo após isso foi tratar dos machucados de Jongin. Perceberam como o menino era prestativo.

Kyungsoo havia desmaiado, mas levou apenas alguns minutos para recobrar a consciência.

- Você poderia ter morrido. Sabe o que eu faria sem você? - Jongin praticamente gritou, abraçando Kyungsoo, que estava sentado.

- Eu já havia dito, que seria capaz de morrer por você. - O menor sussurrou, passando as mãos nos cabelos de Jongin, que quase ronronou. - Sempre vou te proteger. Bom, pelo menos tentar. - E riu, sendo acompanhado pelo menino de pele acobreada.


Notas Finais


QUE TENSÃO MANO
E q fofo tb.
Sou muito dramática.

Queria avisar que pretendo fazer o especial de 50 fav. Nele eu pretendo focar o Sehun, já que ele praticamente sumiu do mapa da fic.
E aí oq acham?

Tava re-assistindo Naruto e me veio a ideia das shurikens hehe
Quem já viu naruto levanta a mão.

Oi oi oi, espero q tenham gostado do cap e da luta entre o Jongin e o Yifan
ME DESCULPEM SE TIVER ALGUM ERRO

A ideia q tenho do soco inglês do kai é mais ou menos essa aq:
http://familialongjhat.weebly.com/uploads/1/0/5/0/10509375/2670421.jpg

Comentem se tiverem gostado e o q acharam.
Kissus, até o prox cap.

OBS: dessa vez não demorei tanto, né? (u.u)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...