História - Him - 'Imagine Taehyung' - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Ação, Bangtan Boys, Bts, Drama, Romance, Sobrenatural, Taehyung, Terror
Visualizações 834
Palavras 2.586
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


É nesse capítulo que vai começar a ter muita put***** então pensem bem porque não quero que fiquem dizendo coisas ruins nos comentários, se não gosta é só não ler, estou aqui para agradar os que gostam! ❤

Capítulo 8 - Eu te amo


Fanfic / Fanfiction - Him - 'Imagine Taehyung' - Capítulo 8 - Eu te amo

- Autora on -

  O medo era o principal sentimento que tomava conta dela. O aumento do batimento cardíaco, a aceleração da respiração, tudo deixava à mostra bem na cara dele o quão insegura S/n estava.

 Taehyung parava de beijar ela, encarava ela, pensava no que fazer.

 Mas o desejo dele crescia a cada segundo que se passava, ele não podia fazer muita coisa para deixá-la confiante, S/n nem mesmo sabia sobre como era ser tocada, como era fazer amor. 

 Ele já era mais experiente. Embora nunca tenha praticado tal relação, Kim Taehyung sabia muito mais coisa que S/n, ele nunca fez, mas sabia como fazer, ele simplesmente esperou anos para esse momento. 

 Cresceu rodeado de coisas inapropriadas para crianças. 

 Taehyung podia ver o futuro desse mundo, ele viu S/n nascer e se apaixonou naquele momento.

 Ele a escolheu, seu corpo e alma imploravam apenas pela menina, ninguém mais. Ele seria capaz de matar por ela. Ele seria capaz de morrer por ela.  

Kim Taehyung era uma criatura que nem mesmo ele sabia exatamente dizer. Mas ele não pertencia à terra, e observando o outro lado ele escolheu ficar aqui por ela. 

 Taehyung segurou a mão de S/n, que não conseguia parar de tremer. Lentamente, ele a levantou, deixando um beijo carinhoso ali. 

 ㅡ Você não precisa ter medo de mim. - Ele dizia com a intenção de acalmar a pequena. 

 Mesmo com medo, S/n ainda se perdia nos olhos azuis dele. Parecia hipnotizada, o corpo dele havia um ímã no qual ela podia se esforçar para não deixar ele puxá-la, não ia dar certo.

 Mas aquele ímã, só funcionava com ela, ele foi feito para ela.

 Ela pensava tanto, que seu cérebro estava ficando maluco. Taehyung cada vez mais estimulava a menina, mas S/n só sabia observá-lo. 

 ㅡ S/n... - Ele deu um sussurro cansado, e alisou o braço dela de cima para baixo. 

 ㅡ Deite-se para mim. - A menina pequena em comparação a ele, se sentou na cama calmamente, deixando as mãos dele empurrarem a mesma até que estivesse completamente na posição exata. 

 S/n estava esticada em cima da cama, enquanto Taehyung engatinhava por cima dela, encostando de leve seu nariz e lábios pelo corpo da mesma conforme avançava até alcançar sua boca. 

 E finalmente ele olhou nos olhos dela. 

Ele a desejava tanto que faria qualquer coisa para passar a noite ao lado de S/n, trocando carinhos. 

 Taehyung a beijava profundamente, ele nunca compartilhou um beijo tão bom com S/n, aquele beijo parecia ser diferente de todos e até mesmo melhor que o primeiro.

Ele sentia mais desejo a cada beijo e carinho.

 S/n ainda estava tímida, deixava ele tocar a cintura e pernas dela sem reagir, mesmo estando com o coração a mil.

 E em cinco segundos, a primeira peça se foi. Em dez segundos, a segunda peça se foi, pelas próprias mãos dele.

 Taehyung ficava encantado por cada pedacinho dela que era descoberto por ele, Taehyung às vezes gostava de parar para admirar o corpo que nos olhos dele era a maior perfeição criada por Deus. 

 Aquilo para ele, era o melhor presente.

 Sorrisos bobos se formavam nos lábios dele, enquanto S/n só rezava para não ser machucada. 

Ela estava nua, entregue a ele. 

 O rosto de S/n queimava, ele sorria cada vez mais e ficava cada vez mais excitado por causa dela. Taehyung simplesmente ficou ajoelhado, com S/n deitada por baixo dele.

 E respirando fundo, ele abriu o casaco que cobria quase cem por cento de seu corpo. 

 Mostrou à ela o seu tamanho desejo, grudado naquela tamanha ereção. Ele estava pronto, bastava saber se ela estava. 

 ㅡ Está preparada para isso? - Perguntou na mesma posição, inclinado para que ela o visse.

 Ela não respondeu, S/n estava se tornando uma mulher cada vez mais curiosa sobre o mundo e novas experiências. Ela tocou a ereção do louro, que ficou paralisado fitando os dedos dela ficarem indecisos.

 Notando o interesse dela, Taehyung brincou com S/n antes do completo amor, passando lentamente o sexo pelos seios e barriga dela, enquanto a mão que não segurava ficava inquieta no seio esquerdo da mesma.

 S/n se contorcia na cama e ele balançava sua cintura gostando da atenção que ela o dava.

 S/n só abriu os olhos quando ela o sentiu puxar a mesma. Ela olhou diretamente para o rosto dele. Taehyung deu um breve sorriso, e com as duas mãos abriu as pernas dela. 

 Quando ela arregalou os olhos pronta para dizer que precisava se preparar, um barulho baixo de penetração e pele úmida se grudando podia ser ouvido, precedido de um gemido agudo e alto. 

 S/n praticamente gritava naquela posição, jogando a cabeça para trás com a dor. Taehyung mordia o lábio, na cabeça dele a única coisa que se passava era o quanto ele a amava. 

 Por pura coincidência, os pais de S/n pensaram em aproveitar o fato que Rose estaria com ela, para saírem juntos e dormirem fora. Aquilo foi o destino, tudo se encaixou perfeitamente para aquilo acontecer. 

 Taehyung pensava em dar iniciativa, mas S/n parecia muito mal. Ele a beijou, outro beijo com carinho, com a intenção de passar a segurança a ela.

 Em minutos, a cama já fazia os barulhos obscenos, e o amor em cima dela se agitava mais em cada segundo, deixando o casal enlouquecido.  

 S/n abraçava Taehyung, que mantia os lábios no pescoço dela enquanto movimentava sua cintura fortemente e rapidamente, fazendo a dor dela desaparecer rápido. 

 Gemidos agudos ecoavam, sorrisos eram desenhados no rosto de ambos em toda a ação. A cama estava quase desmontando com a pressão sobre ela. 

Rangidos altos, gemidos altos, batidas altas entre a carne. O toque dele simplesmente deixava S/n liberta, ela se soltou tanto quanto ele quando o sentiu profundamente.

  Taehyung conseguia sentir tudo nela, ele conseguia sentir as paredes, ele conseguia sentir o calor, a umidez, a excitação, o amor dela.

 E com certeza, tudo era só um incentivo para que ele avançasse e fosse cada vez mais forte na menina, que já não tinha mais força com aquilo em cima dela atingindo as sensibilidades da mesma.

 Ela ficou inquieta, sentiu um arrepio em seu corpo, que crescia cada vez mais. Até sentir algo quente dentro da mesma, preenchendo tudo. S/n deu seu último gemido assim como Taehyung, que estava ofegante por cima dela, suado, sem parar de sorrir.

 Acabou tão rápido como começou. Ela estava exausta, seu corpo estava grudento de suor. Ela sequer abriu os olhos. Taehyung sabia que ela teria uma ótima noite de sono, e ele mesmo deixou S/n dormir enquanto usava um pano para limpá-la.

 Ela estava sangrando.  

E com cuidado, o ser já vestido, limpava cada pedaço delicadamente. Até mesmo os lençóis imundos, ele trocou, enquanto ela somente descansava. Taehyung sorria vendo sua amada dormir.

 Duas da manhã, e ele beijou os lábios dela que mal estavam grudados um no outro. 

 ㅡ Eu te amo mais que minha própria vida. E eu prometo cuidar de você, mesmo não sabendo cuidar de mim mesmo. - Foi o sussurro mais bonito que ela tinha escutado.

 S/n mantia os olhos fechados. Mas ela ouviu tudo, e enquanto ele se distanciava, a garota deu um pequeno sorriso, mesmo com toda a dor que sentia.    

- [ Autora off ] -

- [...] - 

- [ S/n on ] -

 Eu apenas acordei conferindo cada pedaço de meu corpo, eu estava viva. Sobre a noite que tive com Taehyung, foi tão surreal que eu nem mesmo me lembrava mais da sensação de seus toques.

Me sentei na cama, ele estava sentado perto da janela, olhando para fora como gostava de fazer quando estava pensativo.

ㅡ Taehyung? - Chamei por ele, e o vi virar a cabeça rapidamente em minha direção. 

ㅡ Como você está, meu amor? - Perguntou se levantando, eu ficava com baixo astral toda vez que pensava sobre os problemas que ainda tinha de resolver.

Fiquei olhando para cara dele, olhando para boca dele, e só depois de ver a imagem completa de Taehyung em pé eu me lembrei do que realmente tinha acontecido, e me arrepiei por inteiro.

ㅡ O que eu me tornei? - Perguntei cobrindo meus seios com o cobertor, Taehyung se sentou em minha cama calmamente.

ㅡ Do que está falando? 

ㅡ O que você fez comigo?! - Taehyung sorriu brevemente. 

ㅡ Você não se lembra?

ㅡ Eu sou como você agora?!

ㅡ Eu não entendo. Nós apenas fizemos sexo, o que deu em você? Foi tão ruim assim? - Fiquei um longo tempo pensando sobre aquilo. 

De fato eu não era virgem mais. Mas eu nem sequer sentia nada diferente, exceto o afeto que sentia quando eu olhava para ele.

Taehyung me olhava com atenção esperando por uma resposta. Olhei para meu corpo despido por baixo do cobertor, e olhei para ele.

ㅡ Não, não foi ruim...

ㅡ Por que está se comportando assim então?

ㅡ Porque... porque eu queria isso de novo. - Ele ficou em silêncio, me fitando apaixonado. 

S/n!! - Gritava uma garota da porta, eu conhecia bem a voz de Rose. Fechei meus olhos com força, Taehyung continuava na mesma posição olhando para mim.

ㅡ É a Rose... - Sussurrei.

ㅡ Eu sei. Esqueça ela, vamos nos amar novamente... - Ele avançou sobre mim, ficando por cima beijando todo o meu rosto. 

Eu o empurrei, Taehyung parou me fitando com uma expressão triste.

ㅡ Taehyung, ela é minha amiga.

ㅡ É mais importante que seu amor?

ㅡ Sinto que terei você para a vida toda. Mas eu vou me separar dela quando terminar o ano, que está bem próximo. Deixe-me ir até ela...

ㅡ Não!!! - Me interrompeu colocando todo o peso de seu corpo em cima do meu, me deixando quase imóvel ali.

ㅡ Sai Taehyung!!

ㅡ Se ela ousar colocar o pé aqui dentro eu mato ela! - Ele apertou minhas bochechas com apenas uma mão enquanto ameaçava. Eu sabia que ele não seria capaz de acabar com a vida de minha única amiga.

ㅡ Não está falando sério!!

ㅡ Apenas faça ela entrar aqui, faça ela vir falar aquelas coisas sem sentido que eu acabo com ela, paro o coração dela imediatamente. 

ㅡ Não fale assim, por favor.

ㅡ Vá logo, me deixe. - Se levantou, e eu fiz o mesmo fitando ele, pensando no quão bravo ele estava.

Taehyung cruzou os braços, virando de costas e sentando no chão. Ele estava parecendo eu quando queria alguma coisa, ou quando fazia birra. Fiquei fitando as costas dele, e com a cara fechada, eu apenas vesti minha roupa ignorando ele completamente.

Rose já tinha aberto a porta, e corria até mim.

Eu já não estava no quarto, e encontrei ela na sala. Rose me abraçou, e conferiu cada pedacinho de meu corpo.

ㅡ Você está bem?! Minha mãe não quis acreditar em mim, ela diz que minha tia é maluca e eu fiquei desesperada para vir até aqui! Meu primo que me trouxe, onde estão seus pais?!

ㅡ Estou bem Rose, mamãe e papai foram jantar fora e não voltaram ainda.

ㅡ E cadê ele?!

ㅡ Deixe-o em paz!

ㅡ O que aconteceu?!

ㅡ A possessão da qual você estava falando não era desse jeito... - Ela ficou paralisada olhando pra minha cara.

ㅡ Que nojo!! Que nojo!! Não encoste em mim!! Eca S/n!

ㅡ Se acalme. - Eu comecei a rir da reação dela, Rose tinha nojo de tudo e costumava enlouquecer com essas coisas "nojentas".

Ela apenas parou quando notou algo na curva que levava até a cozinha. Acompanhei os olhos dela, e vi a metade do corpo de Taehyung ali.

ㅡ Vai embora!! - Gritou Rose, ela estava com medo e me agarrava a todo momento. 

ㅡ Se tem um intruso aqui, esse intruso é você. - Respondeu Taehyung, calmo.

ㅡ S/n mande ele ir embora!!! - Gritava Rose.

ㅡ O que tá acontecendo aqui? - Entrou ali dentro um cara que eu nunca tinha visto na minha vida, se intrometendo em tudo.

ㅡ Hoseok! Você tá vendo ele?! - Gritava Rose, apavorada, apontando para o local onde estava Taehyung, que sorria.

ㅡ Não estou vendo nada Rose! - Taehyung até mesmo ria alto que dava para escutar e Hoseok não percebia. Rose parecia ter fobia de Taehyung, ela chorava no peito de Hoseok enquanto gritava sacudindo os braços.

Eu olhei para Taehyung com a cara fechada, e ele parou de sorrir.

ㅡ Está tudo bem Rose. - Eu tentava acalmar ela, mas a única alternativa que Rose teve foi sair para fora com Hoseok até o carro.

Quando ela já estava mais calma, Hoseok decidiu opinar.

ㅡ Rose é espírita. - Ele riu. 

ㅡ Eu não vi nada, você viu S/n? - Perguntou ele, é claro que eu vi. Eu lembrava de tudo que Taehyung me dizia, e decidi mentir.

ㅡ Não, não vi nada. - Respondi. 

ㅡ Viu sim!! - Gritou Rose.

ㅡ Calma Rose. - Dizia Hoseok. 

ㅡ A propósito, eu sou Hoseok, primo dela. Lamento por tudo isso, Rose chegou em casa dizendo cada coisa estranha... ela está pegando a mania de minha mãe. - Ele riu novamente. 

ㅡ Está tudo bem. - Rose me fitava sabendo que cada palavra que saía de minha boca era falsa. Ela sabia, essa loucura dita por Hoseok na verdade tinha começado por mim.

ㅡ Vamos embora, depois vocês se falam de novo.

ㅡ Tá bom, tchau Rose.

Ela nem respondeu. Entraram no carro, e foram embora. Respirei fundo, e vi o carro de meus pais se aproximando. 

ㅡ Feliz aniversário!!

- [...] -

ㅡ Seu aniversário ainda não acabou. - Disse Taehyung, deixando sua respiração quente atingir minha nuca enquanto eu fitava a chuva pela janela.

ㅡ Ainda estou zangada com você.

ㅡ Ah... deixa disso... - Ele começou a beijar meu pescoço, ele conhecia exatamente meus pontos fracos.

Logo eu estava entregue a ele novamente. Depois de passar horas ao lado de meus pais discutindo, vi Taehyung trancar a porta e me encarar.

Fitei o chão. 

ㅡ Por que está tão tímida? Parece até sua primeira vez...

Ele me enchia de beijos e carinhos, até eu me soltar e começar tudo. Empurrei Taehyung, que caiu sobre a poltrona que havia perto da janela.

Ele caiu com as pernas abertas, de propósito, para se exibir.

Me sentei no colo dele, e ele iniciou os beijos e lambidas em meu pescoço enquanto eu inclinava a cabeça e contorcia meu corpo. Eu estava excitada por ele, eu me sentia uma pecadora por aquilo, mas simplesmente não conseguia resistir.

O corpo dele chamava pelo meu. Meu corpo implorava pelo o dele.

Taehyung tirou apenas seu membro para fora daqueles panos, e sorriu de lado para mim. 

Eu sorri de volta, mas era um sorriso envergonhado. Eu nunca tinha tocado um homem até aquela noite, e escondia meu rosto no peito dele.

Taehyung começou a fazer carinho no meu cabelo enquanto eu estava daquele jeito, até ele deixar uma mão descer meu short lentamente.  Fiquei apenas de calcinha, e em pouco tempo, me levantei dali para ele tirá-la.

Eu já podia sentir a umidez, e Taehyung principalmente. Ele sorria muito, me empurrando fortemente o tempo todo para que eu o deixasse entrar em mim.

Dei um gemido baixo, tentando não escandalizar. Mas eu ainda sentia dor, como na primeira vez.

Ele me beijou, e me balançava contra o colo dele sem parar, eu nem precisava me esforçar muito para fazer aquilo.

Os gemidos de Taehyung me excitavam cada vez mais, e em um momento eu mesma pulava em cima dele sem precisar de estímulo algum das mãos do mesmo.

Taehyung gemia muito, e eu agradecia por ninguém conseguir escutá-lo. Ele gemia tanto, porque sentia seu orgasmo próximo. Ele ejaculou, e mordeu o lábio com muita força enquanto o suor escorregava suavemente na testa dele.

Me beijou outra vez, e sussurrava em meu ouvido apenas :

ㅡ Eu te amo.



Notas Finais


Ia acontecer mais coisa mas daí o capítulo ia ficar muito grande então ne beijinho até o próximo 👍❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...