História ' I HATE(LOVE)YOU' - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Caitlin Beadles, Christian Beadles, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Justin Bieber
Visualizações 45
Palavras 1.050
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - " Porque gosto dela"


Nada muito incomum aconteceu após aquela festa. Nada que não chamaríamos de normal,  porém,  NÃO para Justin Bieber, que ainda estava achando estranha a aproximação de Ryan e Alisha. Bieber passou à observá-los mais de perto, não acreditava que seu melhor amigo pudesse estar se envolvendo justo com Alisha, a garota que ele supostamente odiava.                     ( supostamente, devo lembrar)

POV'S ALISHA BLANCHE 


Após aquele acontecimento no refeitório, Bieber se afastou novamente, e eu não fiz questão de ir atrás do mesmo. Mas havia uma coisa, à curiosidade, é, ela me fez ir atrás do mesmo hoje no treino.

Após terminar o que tinha de fazer como ajudante, agora oficial do time - já me deram até uma camiseta oficial - vejo que Justin estava na arquibancada, concentrado em prestar atenção no jogo dos garotos.

Me aproximo da arquibancada, e me sento ao seu lado. O mesmo nem me nota, então, como sou boa pessoa resolvo puxar assunto, já que Bieber estava estranho esses últimos dias.

Pigarreio - O capitão não deveria estar jogando também? - encaro a quadra.

- Merda! - disse ele colocando a mão sobre o peito e respirando descompassado. Ele havia se assustado. Sua expressão irritada me fez rir. - O capitão está em seu horário de descanso. - disse emburrado. - Mas e você? Terminou o seu trabalho?

- É óbvio - vejo Ryan da quadra acenar para mim, e de imediato aceno de volta. Percebo Justin ficar inquieto. - O que está havendo com você? Está tão inquieto ultimamente, algo está te incomodando, por acaso? - pergunto curiosa.

- Não, e também - apoia seu rosto sobre as mãos com os cotovelos apoiados sobre o joelho- Por que se importa? Não era você que me odiava? - diz, me deixando desconfortável.

- Bem, não é como se eu fosse te odiar para sempre. - digo, fazendo o mesmo sorrir abertamente para mim - mas isso não significa que eu goste de você - digo agora vendo o sorriso desaparecer e uma careta tomar o lugar dele, me fazendo rir.

E aquela foi a primeira vez em anos que eu estava rindo com Justin Bieber, o garoto mais idiota que eu conhecia, e talvez - só talvez - ele tivesse mudado, me fazendo acreditar que talvez um dia poderíamos voltar ao que éramos. Velhos amigos.

- Ei, estou com fome. Tá afim de sair pra comer? - ele me pergunta ainda fitando a quadra.

- Só se você pagar. - digo fazendo ele rir e concordar.

POV'S JUSTIN BIEBER 


Já fazia alguns minutos que tínhamos feito o nosso pedido na lanchonete, e agora eles finalmente haviam chegado.

Blanche logo trata de pegar seu hambúrguer e lhe dar uma bela mordida, fazendo uma expressão engraçada enquanto come.

- Isso está muito bom! - disse com dificuldade por conta de sua boca cheia, me fazendo rir.

Acho que nunca mais me imaginária comendo um hambúrguer em uma lanchone qualquer com Alisha Blanche, sem discussões, sem brigas, sem sua pose de durona e seu escudo à protegendo de qualquer situação - talvez eu tenha sido o motivo para aquele escudo existir ao seu redor - apenas ela! E isso me fez sorrir.

- Não vai comer o seu? Se quiser eu posso ficar com ele - disse rindo, me despertando de meus devaneios totalmente sem sentido algum.

- Ah, claro, pode ficar. - digo a encarando.

- Jura? - seus olhos azulados brilham em minha direção, aliás, já citei que eles eram encantadores?

- É óbvio que não, estou faminto! - digo rindo, vendo seu semblante mudar.

[...]

- Por que? - ela solta aquela frase no ar, parecendo pensativa.

- Porque sou tão lindo? - respondo fazendo uma expressão convencida - Ah é porque eu...- antes que eu termine ela me interrompe rindo.

- Não! Seu otário... Iria perguntar por que fez aquilo, aquele dia no refeitório. Eu hein, garoto convencido.

- Ah, aquilo. - procuro às respostas em minha própria mente - achei que tivéssemos voltado à ser amigos. Sabe? Mas sei que fui ingênuo de pensar isto, não se preocupe! - digo sem graça, não sabia ao certo por que estava dizendo aquilo para ela.

Após dizer isso senti que ela havia se sentido desconfortável, e pensei ter estragado as coisas com ela novamente.

Ao pagar nossa conta, fomos caminhando em direção ao campus - que não ficava muito longe - em silêncio...

- Até amanhã... Blanche - digo à deixando na entrada dos dormitórios femininos.

- Tchau... - ela diz, e antes que eu me virasse para ir embora sou surpreendido com um abraço da mesma, me deixando sem jeito.

Seus braços me envolvem e eu ainda permaneço estático, à observando de cima, já que ela era menor que eu. Ao fim do contato ela se vira e corre em direção aos dormitórios, sem nenhuma explicação ou comentário para o que ela havia feito.

De qualquer modo, aquilo havia me deixado feliz. Pois, de alguma forma significava que tínhamos voltado a ser amigos, certo?

[...]

Após chegar em casa me deparo com Ryan sentado em um sofá, estava concentrado no Video Game que jogava.

- Eaí - suspiro, me jogo no sofá ao seu lado.

- Aonde estava? Esperei você para ver o jogo dos Lakers, mas demorou e o jogo acabou. - disse Ryan.

- Saí - respondo simples.

- Tsc, sozinho? Foi com um dos garotos? - diz Ryan

- Não fui sozinho e nem com nenhum dos garotos, Blanche me acompanhou. - digo dando de ombros, me lembrando da última vez que ele e Blanche saíram.

- Você e Blanche? - pergunta Ryan, parecendo desconfiado do que digo. - não se odiavam? Ela pelo menos parecia não te suportar.

- Pois é, pelo visto as coisas mudaram. - digo convencido.

- Veremos. - murmura Ryan.

- O que quer dizer? Te incomoda?- digo provocativo.

Ryan andava estranho, desde que começou à se aproximar de Blanche, além de saírem às vezes. Certeza que ela o drogou, ou revirou seus miolos. Ela é má.

Vejo o mesmo suspirar e jogar o controle do Video game de lado, me encarando. - Me incomoda sim. Quer saber o por que? - diz e eu arqueio as sombrancelhas na intenção que ele prossiga - Por que gosto dela.


Notas Finais


Aaa um pouquinho de Jalisha pra vcs...💕E sobre o Ryan vocês meio que sabiam já né? Ou não? Enfim, é isto! Situação difícil para o nosso Justin.

E pra quem gosta de fanfics com do Justin, vou estar deixando o link da minha nova fic dele aí.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/live-13647623

Pra quem já acompanha, só quero dizer que vou demorar pra postar um pouco lá(e talvez aqui tbm) pois estou completamente sem criatividade esses últimos dias. Paciência galerinha, AMO VCS! OBG POR SMP ESTAREM COMENTANDO, mesmo que seja um simples "Continua"💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...