1. Spirit Fanfics >
  2. -Imagine animes- >
  3. Killua- Q-Quer namorar comigo?!

História -Imagine animes- - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


A imagem do capítulo é a roupa que ele usa, eu mesma fiz o desenho <3
Simplesmente amei escrever esse capítulo, vou ilustrar alguns capítulos daqui a pra frente :), espero que gostem dessa adição nos capítulos
𝒜𝓃𝒾𝓂ℯ: Hunter x hunter
!ℬℴ𝒶 𝓁ℯ𝒾𝓉𝓊𝓇𝒶!

Capítulo 13 - Killua- Q-Quer namorar comigo?!


Fanfic / Fanfiction -Imagine animes- - Capítulo 13 - Killua- Q-Quer namorar comigo?!

Killua foi embora fazer o exame hunter e eu fiquei aqui com meu avô Zebro, a saudade que eu sinto no meu peito é insuportável e eu não posso ficar parada aqui. 

- Vô porque não me deixou ir fazer o exame?! 

- Você foi a unica que sobrou para mim S/n, e já se passou muito tempo desde que Killua-sama foi embora então provavelmente já acabou, e agora volte para ca...- meu avô interrompido por passos vagarosos, eram do Killua mas era perceptível que ele não estava em um bom dia pois ele exalava uma aura tão negra quanto a mais escura das noites. Nem tentei falar com ele pois nem saberia o que aconteceria comigo e fiquei com meu avô dentro de sua portaria, o mesmo deu as devidas saudações mas ele não queria conversa. 

De repente o garoto abriu o primeiro portão do desafio, e então segundo e depois o terceiro, sua força naquele momento era monstruosa e ele seguiu seu caminho sem falar nada, não sei se é loucura da minha cabeça mas sinto que essa aura não é ódio mas talvez decepção ou tristeza... 

QUEBRA DE TEMPO

Voltei para a cidade ficar em casa e lembrei que eu não ia visitar meu avô a um tempo, estou tão frustrada com meu trabalho, garotas de 15 anos já são mal pagas agora imagina trabalhando como garçonete, eu estou gastando minha vida aqui nessa maldita cidade. 

Decido dar um fim nisso e seguir meu coração, irritada vou até a sala do meu chefe e abro a porta bruscamente com uma coragem incrível 

- EI - ele se assusta com minha audácia e volta para sua pose raivosa 

- O que você esta fazendo aqui? Já disse que não vou lhe dar aumento, inclusive S/n você me deu muitos problemas quando colocou uma faca no pescoço dele quebrando as regras de funcionários terem armas e não fazer a vontade do cliente. 

- Eu estava me defendendo seu maluco, ele passou a mão em mim! 

- E o que isso importa? 

- Seu velho arrogante e sujo... EU NUNCA MAIS VOLTO AQUI- tiro meu avental e a bandeja que eu carregava de baixo do braço e jogo na cabeça dele acumulando toda a raiva que eu sentia por aquele babaca, aproveito que ele esta desnorteado e pego o saco de dinheiro que ele estava contando afinal ele estava me devendo o salário atrasado e todas as humilhações que me fez passar nessa inferno. 

Subindo a colina indo em direção a Montanha Kukuru fervendo em coragem, penso que a primeira coisa que vou fazer é pedir para Killua me ajudar a virar uma hunter e talvez me declarar para ele...

Chego a portaria em que meu avô fica e abro a porta bruscamente 

- Vô, precisamos conversar- ele acha que pode ser mais uma das minhas birras adolescentes e suspira derrotado sabendo que não negar essa conversa pois se o fizesse eu iria insistir ainda mais. 

- O que foi S/n?

- Eu quero ser uma hunter! Onde esta Killua?

- O QUE?!- ele diz se engasgando com o chá que tomava - Para que você quer falar com ele?

- Eu já disse, eu quero ser uma hunter e quero que ele me ajude

- Ele nem esta aqui, ele saiu para a Torre Celestial a uns dois dias eu acho 

- Então eu vou para la! - me viro e antes de dar o primeiro passo para minha vida o mais velho segura gentilmente meu braço 

- S/n espere um pouco- ele me vira e fica de braços abertos com um sorriso genuíno que me derrete - Boa sorte em sua jornada minha querida- nos abraçamos forte por um tempo, ele me da uns avisos sobre tudo e principalmente sobre garotos, acho que ele suspeita da minha paixão pelo Killua. 

QUEBRA DE TEMPO

Já em frente a grande torre celestial me deparo com um mar de gente do qual não estou acostumada já que vim de uma cidade não agitada como esta. Adentro a grande construção e procuro algo que possa me informar a posição do Killua mas vai difícil encontrar aquele baixinho. 

Minha busca continua andando e perguntando, consigo saber que Killua esta acompanhado de um garoto de cabelos espetados e muito habilidoso de nome Gon, vejo que eles estão em meio de luta passando em um telão e rapidamente Killua e Gon terminam a luta, vejo que este ringue é perto de onde estou e corro muito rápido para não perder eles de vista. Logo vejo dois baixinhos e um deles era a minha paixão Killua, continuo correndo em sua direção e quando me aproximo o garoto de cabelos pretos se alerta e logo outro também. 

Chego na frente dos dois e me apoio em meus joelhos ofegante, os mais novos olham para mim com curiosidade mas logo Killua me reconhece e solta um sorriso gentil 

- Ah, oi S/n, o que esta fazendo aqui? - ergo um dedo pedindo para ele esperar para eu retomar meu folego e os dois riem de mim

- Quem é essa Killua? - o menino de cabelos espetados pergunta 

- Essa é a S/n, uma amiga minha ela é neta do Zebro

- Ah que legal, muito prazer S/n eu sou o Gon - o moreno se aproxima e ergue a mão para me cumprimentar, já recuperei meu folego e também o cumprimento.

- Killua eu quero te pedir um favor enorme - digo mais seria enquanto ele pega um refrigerante em uma máquina e logo abre e bebe do líquido me olhando com curiosidade 

- Eu quero que você me ajude a ser uma hunter - ele se engasga e coloca a mão em sua garganta para se recuperar,  e Gon se anima mas logo fica pensativo 

- Sn aconteceu uma coisa que eu não consegui me tornar um hunter, e não sei se eu ainda quero ser um...

- Então me deixe te acompanhar em suas viagens! - digo decidida da minha decisão 

- Precisamos conversar sobre isso em um lugar mais reservado - arrepios percorrem meu corpo do nada, porque isso aconteceu? Provavelmente o fato de que eu e ele em lugar sozinhos. 

- Killua vai ser legal ela nos acompanhar, vai ajudar ela a ser um hunter e eu gostei dela!- Gon diz animado e o mais branco olha para ele com uma leve nota em seu olhar de ciúmes? E pega no meu pulso.  

- Gon, eu e ela precismos conversar então vamos para o meu quarto até amanhã- O QUARTO DELE?! Minhas bochechas automaticamente começam a ferver, a mão dele esta muito próxima da minha. 

Andamos bastante até chegar ao quarto que ele havia conquistado após várias lutas, eu sei como esse lugar funciona porque ele me contou quando chegou da sua primeira estadia aqui. O mais baixo abriu a porta do seu quarto, nunca havia presenciado um quarto tão luxuoso quanto esse, dava para sentir o cheiro de caro e a vista da janela era linda, as luzes e os prédios da cidade cobertos pela noite escura era simplesmente perfeito, Killua se sentou na cama e bateu a mão no colchão sinalizando que eu senta-se ao seu lado. 

- Porque esse desejo de se tornar uma hunter? Porque saiu da cidade?

- Eu não aguentava mais, meu emprego estava meio complicado- meu coração se aperta ao lembrar das humilhações e uma lágrima  cai contra minha vontade, Killua se levanta bruscamente e se vira para mim 

- O que aconteceu?! O que fizeram com você?!

- Nada demais, apenas algumas coisas constrangedoras que eu não prefiro falar...

- Eu fico preocupado com você S/n, eu g...- ele mesmo se interrompeu e voltou a falar -Então você quer mesmo não é ?Acho que não posso fazer nada para te impedir, você é mais velha do que eu mas é mais insistente do que uma criancinha 

- Você diz isso como se fosse super maduro seu baixinho

- Ei! Você é só um pouco mais alta do que eu!

Conversamos bastante e ele me contou sobre o que aconteceu no exame hunter e eu fiquei atordoada com o que seu irmão fez, eu estava muito cansada da viagem e precisava encontrar um lugar para tomar um bom banho e descansar 

-  A conversa esta muito boa mas eu preciso arranjar um lugar para descansar- digo me levantando daquela cama confortável, a mesma estava com pratos de besteiras e latas de refrigerante que ele havia me oferecido

- Porque você não fica aqui comigo ate partimos de viagem?- ele ruboriza ao falar isso 

- Não quero te incomodar mais Killua

- A cama é-é grande o suficiente....- fico surpresa ao ouvir isso dele, percebendo minha expressão ele ruboriza mais ainda- N-Não é nada disso que você esta pensando! Eu não vou te t-t-tocar, Zebro seria capaz de me matar

- Eu vou aceitar só porque estou muito cansada da viagem, e se tentar algo comigo- digo tentando aparecer assustadora mas apenas consigo tirar risos dele

- Vá tomar um banho que você esta suada 

- Esta me chamando de suja Killua?! 

- Eu nunca disse isso S/n- ele diz no meio de risadas. Pego minhas coisas e me dirijo a um dos banheiros que era enorme, todos as detalhes do comodo eram perfeitos e havia uma banheira e logo meus olhos brilharam, comecei a encher a banheira e comecei a me despir e adentrei a banheira, a água quente relaxou todos os meus músculos cansados e me acalmou a minha mente, voltei a pensar no Killua e nos meus sentimentos pelo mesmo, ele não cresceu muito  mas esta lindo como sempre, e errado eu gostar de um carinha mais novo do que eu? Mas ele é maduro para a idade, as vezes tem seus momentos de criança mas quem não tem? 

Decidida saio da banheira, me arrumo rapidamente para me deitar com um blusão, e estou decidida a me declarar hoje mesmo! Ao andar em direção a porta percebo que ela estava com uma fresta grande o suficiente para alguém espiar, como eu pudi ser tão descuidada, tentando ignorar a possibilidade de Killua ter feito algo continuo meu caminho para ir ate a cama, vejo o menino encarando a cidade trajado com um robe de cetim com cor de vinho aberto e um short preto seu abdômen totalmente trincado e definido estava a mostra, ele estava totalmente distraído e com as bochechas rosadas. 

- Vai se deitar agora S/n?

- Sim, boa noite- vou até a cama e percebo que ele havia havia arrumado a cama para dormirmos, até colocou uns travesseiros fazendo uma especie de barreira particularmente achei isso muito cavalheiresco.

Me deito mas não consigo dormir. Alguns minutos se passaram e sinto que ele se deitou do outro lado da barreira de travesseiros, continuo com o coração pesado de tanta ansiedade, não posso esperar outra hora...

- Killua 

- S/n - falamos ao mesmo tempo, ficou um ar meio constrangedor mas me sentei e me virei para ele, eu preciso me livrar desse segredo em meu peito. 

- Killua, eu preciso falar uma coisa que me atormenta a muito tempo- com curiosidade o garoto se sentou e me encarou com atenção, não consegui encara-lo de volta então fechei meus olhos e respirei fundo e apenas falei - Eu te amo Killua! - ainda de olhos fechados senti uma mão quente e um pouco áspera em meu rosto, abri meus olhos e vi ele muito perto de mim, fui surpreendida com um um beijo delicado, eu estava no céu naquele momento, ele descolou nossos lábios e pós sua testa na minha

- Eu também te amo S/n, e eu preciso falar uma coisa também- nos sentamos melhor na cama e eu nunca vi ele tão vermelho na vida, o garoto pegou em minha mão e a envolveu com suas duas mãos - Nós nos conhecemos a muito tempo, eu amo você demais, você me faz sentir uma pessoa normal com sentimentos, por isso eu quero que...- ele engoliu seco e continuou- Q-Quer namorar comigo?!- nada mais naquela noite poderia me impedir 

- SIM- eu pulei em cima dele e o enchi de beijos, eu sempre quis fazer isso, ele ria e me abraçava pela cintura. 

Acalmamos nossos ânimos e me aninhei em seus braços super definidos, de baixo dos cobertores e envolvida pelos seus braços eu estava finalmente me sentindo completa. 

 


Notas Finais


Ah, eu tenho um desenho pronto do Illumi outro personagem que amo, em breve sai um imagine com a ilustração ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...