História -Meu namorado de mentirinha!! - Capítulo 40


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 156
Palavras 1.785
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeiramente quero pedir desculpas pelos erros que sei que tem, não estou conseguindo corrigir, meu corretor do word deu bug e como não queria demorar mais postei assim. Mas assim que der eu arrumo, ok??
Então sem demora... boa leitura!!!

Capítulo 40 - Quadragésima mentira!!


Fanfic / Fanfiction -Meu namorado de mentirinha!! - Capítulo 40 - Quadragésima mentira!!

Jungkook On

Acordei meio desnorteado e demorei alguns minutos para me situar. As lembranças da noite anterior ainda me assombravam e eu podia sentir meu corpo tencionar só de lembrar, se não fosse por Jimin para me ajudar naquele momento, eu não sei o que teria acontecido.

Jimin... Olho para o lado e não o encontro na cama, o cômodo estava em pleno silencio mostrando que ele já havia partido. Me levanto e vou até o banheiro, precisava de um bom banho para relaxar e assim fiz, demorei mais do que o normal mas me sentir novo em folha. Vesti roupas leves e desci para cozinha, ouvi uma movimentação vinda de lá e encontrei minha mãe preparando o café.

- Bom dia! - Falei me sentando a mesa, chamando sua atenção.

- Bom dia querido, como você está? - Ela parou o que estava fazendo e se sentou ao meu lado.

- Estou bem - Sorri tentando acalma-la - Chegou a muito tempo?

- Na verdade não, acho que não tem nem uma hora que cheguei - Ela se levantou e me entregou um pedaço de bolo - O Jimin me contou o que aconteceu.

- Ele ainda estava aqui quando você chegou? - Falei surpreso, eu pensava que ele tivesse ido assim que eu dormi.

- Não tem muito tempo que ele foi - Ela se sentou com uma xicara de café - Ele pediu desculpas por não te esperar acorda, falou que precisava ir mais cedo para faculdade então tinha que passar em casa primeiro.

- Entendi.

- Você não quer me contar alguma coisa?

- Eu? Por que?

- Bem, o Jimin estava meio estranho e se a uma coisa que eu sei é que Park Jimin não consegue me enganar, e você também não jungkook. Então me responde o que aconteceu com vocês?

- Eu nem sei por onde começar - Falei sem encara-la, não seria facil contar do meu ataque se ciúmes e da minha noite de bebedeira.

- Comece pelo começo hora.

[...]

Depois de contar toda historia para minha querida mamãe, ela tentou me matar e quase conseguiu se eu não fugisse para a faculdade e isso eu nem viria hoje. Mas paciencia, enquanto minha mãe me dava uns tapas, ela me falou sobre o quanto Jimin devia ter ficado magoado e que o quanto ele deve esta carente com a chegada do irmão e com a saida de casa, eu ainda não tinha parado para conversar com Jimin mas sei que ele deve está precisando se distrair um pouco e eu sei como fazer isso. Peguei meu celular e pesquisei o contado dela.

- Olá! O que acha de uma visita??


Namjoon On

Jin havia me contado tudo sobre o irmão de Jimin, esse tal de Siwon é afim do meu noivo desde a adolecencia e mesmo se passando tantos anos de amor unilateral aquela peste ainda vem tentando ter algo com ele, mas no que depender de Kim Namjoon esse desgraçado não vai conseguir nada com meu Jin.

Estava voltando da padaria e quando estou tentando abrir a porta da nossa casa ou melhor da casa do Jin, mas que futuramente será nossa, percebo um carro estacionado em frente. Estranhei mas não fiz questão e abri a porta.

- Jin achei aquele chocolate que você gosta e... - A cena que eu vi fez meu mundo cair junto com as compras em minhas mãos - Que porra é essa aqui?

Siwon estava por cima do Jin no sofá o beijando, o tirei de cima dele e sem que ele tivesse tempo de reagir dei um belo de um soco na sua cara.

- Você está louco - Ele levantou do chão com o nariz sangrando e quando tento me acerta um golpe le dei outro soco.

- Nam calma - Jin segurou meu braço.

- Calma?? Está falando para pessoa errada - Falei já exaltado tirando suas mãos de cima de mim - Vocês se merecem!!

Falei dando as costas e saindo de casa, pude ouvir o gritos de Jin me pedindo para ficar, para o deixar explicar e derrepente o barrulho do freio de um carro e não o escutei mais. Pude ver algumas pessoas gritarem surpresa, outras correm para onde eu ouvi o barulho e eu começei a rezar para que Jin tivesse entrado em casa, mas ao me virar eu vi que ele não tinha, entrado em casa.


Jungkook On

Assim que cheguei na faculdade -atrasado é claro- Encontrei o Tae que também havia se atrasado. Ficamos batendo um papo no terraço até que Hoseok chegou desesperado.

- Até que enfim te achei, te procurei por toda parte - Hope falava ofegante.

- O que ouve?

- O Jin, ele foi atropelado e está no hospital.

- Ai meu Deus - Tae falou se levantando do chão.

- E como ele está? - Peguntei mas Hoseok apenas me lançou um olhar matador e me ignorou. É ele ainda está tomando as dores do Jimin.

- Vem Tae eu estou indo para lá - Falou o puxando.

- Vem Kook nós...

- Não ele não vem, estamos de moto e só nós dois vamos - Falou de uma vez.

- Não, ele vai e pronto - Tae veio até mim e segurou minha mão - Vamos pegar um taxi e se você não quizer vir com a gente Hoseok tanto faz, essa sua encrenca já está chata, isso é entre o Jimin e o Kook você não tem nada haver com isso.

Então Tae saiu me puxando e quando estavamos pedindo um taxi Hoseok nos acompanhou.

- Me desculpe Jungkook - Falou sem me olhar.

- Tudo bem Hope.

Entramos no taxi e Hoseok falou o endereço.

- Só vamos nós? - Perguntei confuso.

- O Namjoon estava com ele na hora e o Jimin e Suga já estão lá, parece que o Jin perdeu muito sangue e o Jimin é o unico de nós com o sague compativel, ele está doando.

- Entendi, tem noticas do estado do Jin?

- Ainda não - Respondeu triste.

Estavamos todos aflitos e o trânsito não ajudava em nada. Quando chegamos no hospital acabamos por encontrar Yoongi no caminho, ele falava no celular com alguem e assim que terminou nos levou para onde estavam os outros.

Ele nos deu um resumo do que havia acontecido e sobre o estado do Jin, graças a Deus não era nada sério, ela havia quebrado o braço e perdeu muito sangue mas agora estava bem.

Na sala de espera estavam Namjoon, e ao lado dele uma senhora que juguei ser mãe do Jin, também estava o irmão de Jimin que por sinal estava com a cara enxada mas o ignorei. E tinha Jimin, ele estava sentado em uma das cadeiras dormindo com um algodão no braço.

- Jimin acorda - Yoongi o sacudia e depois de um tempo sem sucesso enfim o Park acorda - Acho melhor você ir para casa.

- Não eu vou ficar - Respondeu se ajeitando - Se o Jin precisar de mais...

- Ele não vai precisa de mais sangue, e você precisa se alimentar então já para casa - Mandou o levantando a força - Jungkook sei que acabou de chegar, mas você poderia levar esse teimoso para casa?

- Tudo bem, eu posso sim - Falei e Jimin me encarou surpreso.

- Não precisa, eu posso ir sozinho.

- Eu não perguntei sua opinião, ele vai te levar e pronto - Yoongi findou a conversa e assim nós falamos com o Nam e depois pegamos um taxi.

Demorou um pouco para chegar na nova casa do Park pois era bem distante, mas o lugar era até bem ajeitadinho. Certo que não da para comparar a manssão que ele morava mas mesmo sento simples o lugar era tranquilo e muito bonito.

- Você quer entrar? - Jimin perguntou quando o taxi parou.

- Se não for encomodar.

- Claro que não, vamos entrar.

Descemos do taxi assim que Jimin pagou. Eu insisti para pagar ou para pelo menos dividir a corrida mas o orgulho do Park falou mais alto.

Não tinha elevador então pegamos a escada, ele morava no terceiro andar então não seria uma andada muito longa. Assim que entrei pude reconher um pouquinho de Jimin no ambiente e isso me fez ficar feliz por ele.

- Já se acostumou a morar sozinho? - Puxei assunto.

- Estou me acostumando - Falou indo para a cozinha e eu o acompanhei - Essa liberdade é maravilhosa, eu deveria ter feito isso a muito tempo - Falou e acabamos rindo.

- O que acha de eu fazer algo para você comer? Deve está fraco depois de doar sangue.

- Eu estou bem, mas se quizer cozinha eu topo, minha comida é uma droga.

- Imaginei que fosse - Falei rindo e ele fez um bico fofo se sentando a mesa.

- E como você está? Ontem fiquei preocupado.

- Estou bem agora, já passou e muito obrigado por me ajudar - Falei sem graça.

- Tudo bem, no que precisar é só me ligar.

- Obrigado - Um silencio reinou e apenas falavamos algo quando eu perguntava onde estava algo na cozinha - É... Jimin, sobre o cara que você viu no café nós não temos nada, aquele idiota que...

- Tudo bem Kook, você não me deve explicações.

- Mas eu quero deixar claro que não tenho nada com ele, você pode não se importar mas eu me importo.

- Na verdade... eu me importo - Ele falou quase num sussurro mas eu escutei.

- Parece que nada mudou entre nós né? - Tentei não soar tão triste mas falhei.

- Jungkook a minha vida está uma loucura, eu preciso de um tempo - Ele mexia nos dedos nervoso - Eu estava muito dependente de você, e quando você terminou comigo meu mundo desmoronou e isso me deixou assustado, por um momento eu não sabia o que fazer sem você e foi uma sensação horrivel, não quero passar por isso de novo.

- Sinto muito - Novamente o silencio reinou.

Teminei de fazer a comida e a servi, modestia parte estava uma delicia e eu até fiz um bastante para que o Park podesse comer mais a noite.

- É Jimin, eu posso te pedir uma coisa? - Agora que eu ponho meu plano em ação.

- Claro, o que você quer?

- Minha vó me ligou e ficou me cobrando uma vizita, ela estava tão animada falando sobre o quanto ela sentia sua falta, que não tive coragem de dizer que terminamos.

- E??

- E... tem como você fingir ser meu namorado de mentirinha??




Notas Finais


O que acharam???
Tenho futuro??
Continuo ou paro??
Mereço comentarios?? Kkkkkkkkk
Até a proxima!!! Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...