1. Spirit Fanfics >
  2. - New World - ABO >
  3. ...Novo mundo...

História - New World - ABO - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Olá!
Me desculpem pela demora, estava arrumando algumas partes dessa história para poder ficar mais interessante e eu acho que consegui! HEHE
MUITO OBRIGADA pelas favoritos e comentários, eles me ajudam bastante a continuar!

Então, sem mais enrolação, que continue a estória!

Capítulo 8 - ...Novo mundo...


Sky tinha um ar muito admirado em relação ao garoto a sua frente. Para ele era uma honra estar na presença de um Akami, algo único e que ficará marcado para sempre em suas memórias. O mais velho percebeu que o garoto estava um tanto envergonhado por ser olhado daquela maneira, então deu uma leve risada, enquanto se sentava de frente para Onyx de pernas cruzadas.

- Muito bem Onyx. Irei explicar a você os conceitos e esclarecer suas duvidas sobre cada um deles. – Disse de modo amigável. – Era o dever de Frost fazer isso, mas ele teve que sair em uma busca. – Sky pareceu meio preocupado. – Mas quando ele voltar irá lhe apresentar a Alcatéia e lhe explicar certos detalhes que terá que seguir.

- Tudo bem. – Disse meio sem saída. Uma das únicas coisas que queria saber era se dava para tirar esse lado Ômega. Afinal seria possível dar o que ele era... Para outra pessoa? Onyx tinha seus próprios problemas para resolver, como voltar para poder cuidar de seus irmãos.

- Bom, como sabe nosso mundo é dividido nessa hierarquia, é a única coisa que diferencia nossas relações em todas as Alcateias. Como já deve ter percebido, não há fêmeas aqui, apenas machos. Não importa se forem Alfas, Betas ou Ômegas, todos são do mesmo sexo. – Antes que o garoto conseguisse fazer a pergunta, Sky continuou. – Alfas são aqueles que cuidam das Alcateias, guerreiros fortes dispostos a proteger o bando. Mas em cada Alcateia existe um Lorde Alfa e seu companheiro Ômega. Esses Lorde representa a matilha nas reuniões, tomas as decisões gerais que todos devem seguir, aplica a sentença se alguém sair da linha.

- Seriam os reis. – Disse o garoto em modo pensativo. Sky o olhou sem entender. – Ah desculpe, pode continuar, foi só uma analogia minha.

- Tudo bem. – Sky pareceu ficar feliz que o garoto estava fazendo isso, isso dizia que ele estava prestando atenção. – Bom, os outros Alfas cuidam da caça, da construção e da proteção. Eles ficam com o trabalho mais pesado por assim dizer, mas não que o Lorde não cuide disso também, todos colaboramos da melhor maneia possível. – O mais velho adorava toda a vez que Onyx concordava com a cabeça. – Depois vem os Betas. Como você mesmo disse, eles estão em maior abundancia. Eles caçam, cuidam da colheita, fazem remédios, dentre muitas outras coisas que se pode fazer em uma Alcateia. – Onyx estava entendendo, pensou que talvez Sky fosse um bom professor. – E por último os Ômegas, como você e eu. Nós podemos caçar, mexer na horta, cuidar das ervas medicinais. Além de ter um grande dever de cuidar dos filhotes. – Agora o garoto franziu o cenho, o que fez o mais velho sorrir. – As crianças. – Agora o garoto havia entendido. – Você pode escolher qualquer um desses afazeres, mas tem que guardar um tempo para ficar com as crianças, eles são bem apegados aos Ômegas. Talvez porque não somos tão ofensivos quanto os outros. – Ele deu uma leve risada. – Alguma pergunta?

- Bom... – Disse enquanto pensava um pouco. – Como se tem filhotes?

Sky de um sorriso bondoso ao garoto. – Diferente dos Alfas e mais férteis que os Betas, aqueles que geram as crianças são os Ômegas. – Onyx concordou com a cabeça, mas logo arregalou os olhos ficando surpreso, o que fez Sky rir, ele estava amando explicar as coisas ao Akami. – Nos temos a maravilhosa capacidade de engravidar mesmo sendo machos.

- Nós? – Onyx não havia entendido, mas logo a fixa caiu, ele tinha se esquecido que era um Ômega... Então isso quer dizer que... O garoto colocou a mão sobre a barriga como se fosse algo de outro mundo... Ele poderia engravidar? Ter filhos?! Como... Isso era inacreditável! Nunca pensou que poderia fazer algo assim... Gerar seus próprios filhos?! – Meu deus... – Disse perdido.

- Se acalme, um dia você se acostuma com essa dádiva da Deusa. – Sky tinha um grande sorriso gentil. – Bom, como tudo não pode ser um mar de rosa... Nós os Ômegas temos um pequeno contra tempo. – Disse com um sorriso bobo. – Existe uma vez no mês, que varia de Ômega para Ômega, em que nossos corpos tendem a ser mais férteis que o normal, então acabamos sentindo algo. – Sky pensou um pouco antes de continuar a explicar. – Vou tentar lhe dizer da maneira mais fácil possível... Entramos em algo chamado Cio, onde o Ômega sendo alguns efeitos em seu corpo. Nossos hormônios acabam ficando muito agitados e nosso cheiro fica mais forte revelando que estamos prontos para gerar nosso filhotes, prontos para o acasalamento.

Onyx o olhou pensativo por um tempo, até que acordou para a realidade. – Espera, o que disse? – O garoto pensava não ter conseguido escutar direito.

- É uma época um tanto conturbada em que você só pensa em ser fodido por um Alfa. – Sky disse tudo com a maior naturalidade possível, isso fez o garoto corar e o olhar com surpresa. – Sim eu sei, parece estranho, mas quando chegar o seu, vai entender o porque. – Disse com seu melhor sorriso para acalmar o garoto.

- Por que tem que se um Alfa? – Perguntou o garoto um tanto aflito enquanto se lembrava de Skinner falando sobre eles... Até que sem querer se lembrou de Frost... Se seu Alfa fosse daquele jeito estava tudo certo... Espera! Não, ele não havia apensado nisso! Mas nunca! O garoto negou com a cabeça.

- Você entende que os Alfas e os Ômegas são completamente diferentes. – Onyx concordou. – Isso nos fazem, por algum motivo que apenas a Deusa entende, prefeitos um para os outros. Tanto que um Ômega não pode engravidar de uma Beta, um Alfa não pode engravidar um Beta e vice-vice versa. Além de que quando entramos no Cio os únicos que podem acabar com esses tempo difíceis são eles. – Sky parou um pouco para que o garoto pudesse refletir.

- Me sinto mais submisso que nunca. – Disse em um suspirou. – Parece que sem um Alfa, um Ômega não pode ser nada, isso é extremamente humilhante. – Onyx estava um tanto irritado com isso. – Se pensam que eu vou abaixar a cabeça para um macho Alfa, estão muito enganados.

Sky piscou os olhos algumas vezes até que caiu da na risada. Realmente um Akami não era nada parecido com um Ômega normal. – Você é tão único minha criança. – Disse com um sorriso amigável. – Mas não se preocupe com isso, Ômegas não são mais tão submissos como eram no passado, afinal sem nós, os Alfas ficam loucos.

- Eles só querem alguém para ficar com eles isso sim! – Disse o garoto irritado. – Mas o que você quis dizer com ficam loucos?

- Como um Ômega precisa de um Alfa para acabar com seus tempos no Cio, acontece a mesma coisa ao contrario. Os únicos que podem acabar com o desejo deles, somos nós. – Sky penso um pouco. - Por isso que os Alfas sempre estão a caça de um Ômega.

- Ah, agora faz sentido. – Disse Onyx se lembrando do lobo de ontem que queria que ele fosse dele... Morreu, isso que importa. – Então o sentido de posse é algo forte por aqui.

Sky pareceu um pouco incomodado. – Bom... Essas regras estão sendo destruídas ao longo do tempo. – Isso fez o garoto ficar mais interessado. – Mas sim, temos que pertencer a um Alfa. – Onyx bufou irritado, o que fez Sky dar um grande sorriso. – Não é tão ruim assim, dependendo pode ser uma das maiores alegrias de sua vida, basta escolher o companheiro certo. – Disse sabiamente. – Veja o meu caso. A muito tempo eu também não queria ficar com um Alfa, os achava brutos demais, frios demais para me amar. Foi então que conhece meu marido e vi que tudo o que eu achava era mentira. Ele é completamente diferente do que eu esperava ser um Alfa, por mais que tenha seu exterior frio e duro, é um lobo maravilhoso por dentro.

Onyx o olhou com duvida. – Não sei não Sky, em algumas situações existem suas exceções, você poder ter sido uma delas. – Disse com certa irritação. – Digamos que não tive uma boa experiência com eles. Um tentou machucar o Skinner e vários tentaram em pegar ontem.

- Não os culpe minha criança, nosso mundo está uma bagunça, então não me surpreende tê-los atrás de você. – Disse um com um sorriso gentil. – E não acho que aquele Alfa queria machucar Skinner e sim pegar o garoto para si, é muito comum, principalmente se o Ômega não estivesse com o cheiro de seu Alfa.

O garoto suspirou tentando levar em consideração o que o mais velho lhe disse. Era verdade não conhecia nada desse mundo então não poderia tirar conclusões precipitadas, mas que sentia um grande ódio pelo Alfa que machucou seu amigo isso sim não perdoaria!

Sky deu uma leve risada. – Algum dia entenderá minha criança, algum dia. – Disse nostálgico enquanto suspirava sonhador. – Me diga uma coisa, o que você achou de Frost? Afinal ele é uma alfa, mas te trouxe para cá e não lhe fez nenhum mal.

Onyx engasgou. Não que ele não tenha gostado do mais velho, sim era um homem, lobo muito belo e atraente, além de tê-lo ajudado... E quase o beijado... Onyx corou um pouco ou lembrar desse detalhe o que fez Sky que tinha um grande sorriso. – O que, porque isso do nada? – O garoto perguntou um tanto envergonhado.

- Frost não é diferente dos Alfas que estavam atrás de você? – Perguntou com um tom inocente.

- Ah, não sei... Seu marido é muito decidido no que faz. – A decepção foi percebida em sua fala. – Quer dizer, me parece um bom lobo.

Sky acabou caindo na risada. – O quê? Marido? Não, isso nunca. – Ele ria com vontade.

O garoto não havia entendido esse reação. – Mas ele não é o herdeiro das terras Kodiak... E você não é o marido do Lorde das terras? – Perguntou perdido.

- Sim, sou o marido do Lorde Storm Kodiak.– Disse em um tom amigável. - Frost é o herdeiro pois é nosso filho.

- Ah... – Disse enquanto pensava um pouco. Uma parte de si acabou ficando contente por ter descoberto, mas a outra a repreendeu falando que não havia motivo para tal!

Sky parou de rir e deu um grande sorriso amigável. Onyx era realmente maravilhoso, um Ômega único que fará a vida de todos um pouco mais divertida. - Acho melhor continuarmos essa conversa em outro lugar. O dia está lindo lá fora, seria um desperdício não aproveitar. - Sky se levantou da cama sendo acompanhado pelo garoto. – Ali fica o banheiro. – Apontou a porta da direita. – Quando terminar, vá atrás de mim, estarei no andar de baixo. – Disse gentilmente.

- Tudo bem, muito obrigado Sky. – Disse de modo amigável.

O mais velho sorriu para o garoto e foi até a porta. – Com sua licença. – Ele saiu do local.

Onyx suspirou de modo pesado enquanto tentava pensar em tudo o que havia acabado de ouvir... Esse mundo é bem diferente, com alguns detalhes que ainda não compreende, mas nada que seja impossível de se entender. Uma das única coisa que não gostou é ter que ser submisso a um cara! Ah mas isso nunca! Não que ele não goste de homens, sempre foi mais atraído por eles do que pelas garotas e não podia negar que ficou animado em saber que nesse mundo essa relação é normal. Mas ele não enfrentou Erik desde a primeira vez para agora ter que abaixar a cabeça para macho escroto! Mesmo parecendo um tanto frágil, nunca se rebaixaria a ninguém, não deixaria que o diminuíssem. Nunca foi submisso e não seria agora que começaria ser. Ele havia aprendido a ser desse modo com seu tio. Whisper nunca foi de levar desaforo para casa, era um marrento amigável, uma boa pessoa, mas muito boca suja. Passar todos aqueles anos com ele havia ensinado alguma coisa ao garoto. Ele acabou dando um sorriso bobo ao se lembrar de seus tio, ele realmente é um bom amigo.

Onyx foi até o banheiro e se surpreendeu por ele parecer muito... Humano... Mas com detalhes bem antigos, rústicos, com seus moveis de madeira clara. Era um ambiente iluminado e muito bonito. Teria que perguntar isso para Sky, os lobos tem tecnologia humana ou vivem como os povos passados. Em Otsok tinha uma jeito mais antigo e religioso, mas em Kodiak parecia que era mais humano...

Havia uma espécie de túnica roxa pendurada no cabide, provavelmente era para ele.

O garoto tirou sua roupa e foi para o box, ligando o chuveiro deixando a água entrar em contato com sua pele. Isso o relaxou tanto que sua tenção foi embora na hora. O sabonete tinha um cheiro maravilhoso de Erinus, uma flor muito bonita e com um cheiro sem igual... Na verdade seu cheiro estava mais forte que o comum... Decidindo ignorar esse detalhe o Onyx tomou seu banho.

Seus pensamentos começaram a vagar, pensando em tudo. Desde a hierarquia, até sobre os Ômegas... Parando no Alfas... Herdeiro das terras Kodiak. Ele era um Alfa, e não parecia tão ruim como Skinner dizia, parecia, bem, bem lá no fundo, uma pessoa boa que faria de tudo para salvar sua raça... Alguma coisa nele, além da beleza e da personalidade, chamava atenção do garoto, uma coisa que ninguém até hoje fez, mas não podia reclamar nunca prestou atenção em outras pessoas a não ser seus irmãos. Onyx deixou seus pensamentos sobre isso de lado e acabou caindo na informação de que poderia engravidar. Ele colocou a mão sobre a barriga tentando engolir esse detalhe. Isso era impossível de acreditar, a começar da parte de ter filhos. Ele nunca pensou em ter já que sua vida era focada em cuidar de seus irmãos. Sim, tinha uma grande facilidade com crianças e uma paciência incrível quando se trata delas, digamos que quando Dylan era pequeno “paciência” era a primeira palavra em seu vocabulário. Aquele garoto não parava um minuto se quer! ... Era difícil pensar que a partir de agora teria que enfrentar uma mundo novo, ele tinha que voltar e cuidar de seus irmãos! A felicidade deles era a prioridade, por isso nunca pensou em ter um relacionamento, muito menos criar uma família... Agora a simples idéia de que pode engravidar era algo... Surpreendente... Mas também aterrorizante... Onyx tinha apenas 18 anos!

Depois de um tempo o garoto desligou o chuveiro, se secou e colocou a sua túnica. Ela era muito bonita e bem delicada, porém estranhamente ai até a sua coxa. Bom deveria ser normal para eles, afinal para se transformar as roupas rasgavam. Ele colocou seu sapato que aparentemente seria seu fiel escudeiro, e saiu do banheiro indo atrás de Sky.

Tinha que admitir a casa era maravilhosa. Seu estilo rústico era de se impressionar, os moveis eram feitos de madeira escura, e as paredes pintadas em uma cor clara. Era um lugar bem grande e aconchegante, com um ligeiro cheiro de flores. Onyx desceu as escadas, quando estava no fim da mesma, viu Sky conversando com um garoto muito bonito... Na verdade todos que conheceu eram lindos, mas isso era detalhe. O garoto tinha um cabelo curto vinho e seus olhos eram pretos. Ele estava com uma túnica vermelha que ai até seus joelhos.

Onyx se aproximou deles, foi quando o garoto olhou para o Akami com os olhos arregalados, ele não acreditava no que via. – Pela Deusa! Não acredito. – Disse descrente. Ele se aproximou de Onyx e colocou sua mão no rosto dele com cuidado, o que fez o garoto o olhar sem entender, para que todos esse espanto? – Você é real?

- Bom, eu acho que sim. – Disse Onyx um tanto perdido.

Os olhos do garoto se encheram de lágrimas, ele estava tão feliz com o que via que não podia ser real. Sky estava achando graça da situação, afinal o desconforte de Onyx era mais que visível.

- É um prazer conhecê-lo Akami. – O garoto tirou sua mão de Onyx e fez uma reverencia.

Onyx ficou um tanto sem jeito. Todos o chamavam desse modo, como se fosse algo diferente... Isso o deixa um tanto envergonhado, principalmente por ser tratado dessa forma, nunca foi muita coisa na verdade.

- Ah não precisa de toda essa formalidade, pode me chamar se Onyx. – Disse o garoto de modo amigável. – Qual o seu nome?

O garoto olhou para Onyx com seus olhos brilhando em alegria. – É Willow. – Disse docemente. – Não quero parecer bajulador, mas você é muito bonito. – Disse verdadeiro.

Onyx ficou mais envergonhado, mas acabou dano um sorriso bobo. Parece que eles conseguem se elogiar livremente, uma coisa boa na verdade, porém deixa o garoto sem jeito. – Muito obrigado, você também é.

Sky tinha um sorriso bondoso, era obvio que estava adorando as atitudes de Onyx. – Nós vamos para o lago. Se Storm e Frost voltarem os avisem para se juntar a nós  – Sky pegou a mão do Akami.

O garoto concordou. – Claro Sky. – Disse de modo gentil. – Mas pelo que sei, parece que iram demorar um pouco para voltar. As terras de Amarok não estão dando sossego.

- Com toda a certeza. – Disse Sky em um suspiro preocupado, mas logo seu sorriso voltou. – Se Frost der a desculpa que está muito ocupado, diga a ele que Onyx está esperando por ele. – Disse de modo maroto enquanto puxava o Akami para fora da casa.

Willow deu risada da cara de desentendimento de Onyx. – Pode deixar. – Ele acenou para os dois. Sky estava certo, seriam tempos divertidos.

O Ômega puxou o garoto pela “aldeia” muito parecida com uma cidade humana na verdade, tirando que alguns lobos estavam descansando ou correndo por ai. Aqueles que estavam em versão humana olhavam para o garoto admirados e agradecidos. Alguns falavam com ele o agradecendo intensamente, Onyx apenas ficava mais sem graça mas aceitava de modo educado sem saber exatamente o porque. Outros faziam uma breve reverencia antes de voltar ao seus afazeres sempre com um sorriso animado ou agradecido. Onyx não entendeu o porque de tudo aquilo, mas sabia que logo Sky explicaria.

- Posso fazer uma pergunta? – Sky diminuiu o passo, mas ainda se manteve de mãos dadas com o garoto. – Você tem marido?

O garoto engasgou com a pergunta. – O quê? Não, eu só tenho 18 anos. – Disse estranhando.

- E namorado? – Perguntou rapidamente.

- Também não. – Disse aliviado. Assumia que teve uma vez em sua vida que quase aceitou pedido de namoro de Erik, mas era bem antes de conhecê-lo de verdade. Agradecia intensamente não ter feito essa burrada!

- Hum... – Sky disse perdido em seus pensamentos. – Entendo.

Sky levou Onyx para perto de um grande rio cercado de flores e árvores, que ficava bem no meio da Alcateia, perto da casa principal que era onde estavam. Suas águas eram cristalinas e alguns peixes pulavam para a superfície. Era uma bela visão que não se via todos dos dias. As pessoas passavam por aquele local acenando para os dois, era uma perfeita paz e harmonia naquele lugar. Um sentimento bom tomava conta de Onyx cada vez mais.

Os dois se sentaram um de frente para o outro, de lado para a água. - Por que me fez aquelas perguntas? – Perguntou o garoto olhando para o lago hipnotizado com o mesmo.

- Informação. – Disse ainda perdido em seus pensamentos. – Assim ficará mais fácil para acharmos um Alfa para você. – Ele deu um sorriso amigável.

- Por que fala como se eu precisasse de um urgentemente? Eu não teria que conhecer um primeiro e seguir um relacionamento... Ou teria que ser um casamento arranjado? – Perguntou mais pela curiosidade por que se dependesse dele nunca iria se casar.

Sky iria responder, mas ao pensar um pouco seu sorriso morreu na hora. Ele havia se esquecido por breves minutos que Onyx não era um Ômega normal, então não iria ter os mesmos destinos que os outros. O mais velho olhou para o horizonte por um tempo, admirando a beleza da paisagem. Sabia que não era justo com o garoto, sabia que ele não aceitaria esse detalhe tão facilmente, mas era preciso...

- Bom... Por você ser um Akami... Os Alfas irão lutar por você. – Disse em um suspiro. – Os representantes de cada uma das Alcateias terão que duelar pela sua mão.

Onyx franziu o cenho. Então um bando de macho iria se bater para poder ver quem iria ficar com sigo? Estão em qual século? Tudo bem que a idéia era boa para o seu ego, mas ainda era desnecessária! Para que os Alfas teriam que lutar entre si? Não era mais fácil escolher um deles e pronto?

- Você vai entender quando explicar a nossa história. – Respondeu Sky como se tivesse escutado as perguntas de Onyx. O mais velho voltou a olhar o garoto com um sorriso. – Sabia que eu passei pela mesmo coisa?

- Como? – Perguntou curioso.

- Bom, não exatamente a mesma situação. Sim, tive vários Alfas brigando por mim, e convenhamos é uma maravilha. – Os dois riram juntos. – Mas eles não eram os representantes... Até que eu tive que me casar com Storm. Mas graças a Deusa não me arrependi desse união, muitos Ômegas se arrependem pois não queriam aquele Alfa, mas já outros como é o meu caso agradecem intensamente.

Onyx deu um sorriso para Sky, era divertido conversar com ele. – Sky, você só tem o Frost como filho?

O mais velho olhou para o garoto com pesar e um ar triste se instalou, mas logo sua expressão feliz de sempre voltou. – Não, ele tem um irmão mais velho. – Disse em um suspiro. – E você, tem irmãos?

- Sim, tenho dois. – Disse o garoto animado. Ele decidiu não perguntar mais nada sobre esse assunto para Sky, foi ruim vê-lo triste daquele modo. – Dylan é o do meio, e Miguel o mais novo. Sou o mais velho.

- Ah, agora entendo o porque quis voltar para a casa. – Disse um tanto preocupado. – Eles tem alguém para ficar?

- Sim, eu os deixei com nossa avó. – Onyx pensou um pouco. – Mas eles ainda precisam de mim... E é por isso que eu voltei, tenho que descobrir se existe um modo de tirar isso de mim... Ou simplesmente conseguir falar com eles uma ultima vez... Não consegui me despedir de modo apropriado. – O garoto parecia bem triste.

Sky o olhou de modo preocupado. – Acho que não dá para tirar isso de você. Onyx, você é um Akami, o sangue deles correm em suas veias... É o filho da Deusa Kiana. – O mais velho dizia tudo com a mais pura gentileza. – Não sabe o quanto sou grato por tê-lo aqui... No mínimo posso conversar com Storm e convencê-lo a deixá-lo ver seus irmãos.

Onyx sorriu de modo agradecido. – Seria muita gentileza da sua parte, obrigado.

- Queria poder fazer mais. Deve ser muito difícil ficar longe deles. – Sky realmente queria poder ajudá-lo mas como as coisas vem acontecendo, não seria possível.

- Não sabe o quanto. – Disse o garoto em um suspiro.

O mais velho tinha um ar solidário, até que um sorriso surgiu em seus lábios. - Bom... Olhe para o horizonte. – O mais velho apontou para além do rio, o garoto olhou para lá. – Consegue ver algo? – Sky estava tentando fazer o garoto focar em outras coisas, para se esquecer um pouco dos problemas.

O garoto tentou um pouco. – Só água.

Sky deu um sorriso de canto. – Vamos, faça um esforço. Foque sua visão em um ponto especifico.

Onyx suspirou e tentou outra vez serrilhando os olhos a procura de algo para focar. No começo tudo se encontrou um tanto embaçado, nada tomava um forma especifica. Quando estava prestes a desistir, pois seus olhos começaram a doer um pouco já que estava forçando demais. Foi ai que sua visão normalizou e acabou vendo um barco e parecia que tinha alguém pescando. Parecia que estava perto, como se apenas precisasse olhar para o horizonte.

- Sim estou vendo. – O garoto se voltou para Sky que tinha um grande sorriso orgulhoso.

- Olhe para lá outra vez. – Falou de modo amigável. O garoto voltou a olhar e percebeu que o que viu estava muito longe! Como pode ver tão bem? Ele arregalou os olhos e olhou impressionado para Sky. – Os lobos tem uma visão melhor que qualquer humano. Além do paladar, o toque. – O mais velho pegou uma flor de seu lado e a examinou antes de colocá-la na frente de Onyx. – Sinto o cheiro dela. – Disse de modo amistoso. – Para ajudar feche seus olhos e inspire profundamente tentando encontrar o cheiro dela.

O garoto concordou com a cabeça. Ele fechou seus olhos e respirou profundamente. No começo apenas o cheio puro do ar entrava pelas suas narinas, nada de diferente até que um cheiro doce o invadiu, mas não era o da flor.

- Sinto um cheiro doce. – Falou tentando pensar um pouco. – Mas o da flor é diferente.

Ele escutou Sky dar risada. – Esse é o meu cheiro. – Onyx ficou um tanto surpreso. – Cada lobo tem o seu, variando entre um Alfa, um Beta, ou um Ômega. E uma pequena observação, seu cheiro é muito bom. – Disse gentil o que fez o garoto ficar envergonhado. – Bom, já que estamos focando nisso, tente procurar um outro cheiro diferente do meu.

Onyx concordou e começou a se concentrar, no que resultou em sentir que local tinha vários cheiros diferentes. Em alguns lugares tinham o aroma bom de comida sendo preparada, em outros haviam o cheiro de sangue... Até que sentiu um certo cheiro que se encontrava em toda a parte, algo como... Laranja bem fraco.

- Sinto o cheiro de laranja. – Disse focando nesse cheiro. – Que parece em toda a parte.

- Muito bem, esse é o cheiro dos Betas. – Disse com certo orgulho em sua voz. – Agora só falta dos Alfas, logo irá sentir.

O garoto voltou a se concentrar. Com tudo acabou sentindo o cheiro do ambiente, das árvores, da água e até da flor que estava na mão de Sky, o que acabou por reparar que o local era cercado pelo mesmo cheiro bom. Derrepente um cheiro forte invadiu suas narinas, não era ruim, mas o deixava em estado de alerta. 

- Sinto um cheiro forte. – Onyx abriu os olhos. – O cheiro deles é bem acentuado me deixou em alerta na hora.

Sky deu um sorriso de canto. – É algo natural, sabe nem todos os Alfas são bons, mas em contra partida nem todos são maus. – Disse com sabedoria. – Quando você sente o cheiro de um Alfa que não conhece, seus instintos imediatamente tomam a frente te colocando em uma posição defensiva. Até você saber o que ele quer, seus instintos lhe protegeram.

O garoto concordou. – Entendo. – Disse pensativo. O garoto acabou se lembrando dos acontecimentos de ontem e se lembrou que os sons estavam altos... Pensando que agora é um lobo... – Além de todos esses instintos, a audição de uma lobo é mais aguçada do que a de um humano não?

Sky o olhou com os olhos brilhando de orgulho. – Sim, podemos escutar a muito metros de distancia. – Disse animado. – Vamos tentar, tudo bem? – Onyx concordou achando tudo aquilo muito divertido. – Agora feche os olhos outra vez e foque nos sons do ambiente.

Onyx suspirou e fechou seus olhos. Ele fez o que o mais velho lhe pediu. O garoto escutou o som do canto dos passarinho, era uma melodia tão bela. Escutou a lago seguindo seu caminho com os peixes pulando. Escutou o vento batendo nas folhas e algumas risadas infantis junto com corrida. Até que escutou passou se aproximando e na mesma hora sentiu um cheiro doce, diferente de Sky, mas era bom.

- Vejo que nosso Jovem Ômega está aprendendo. – Disse aquela típica voz com seu tom de animação, mas banhada em alegria. – É bom vê-lo meu amigo.

O garoto abriu os olhos e viu Skinner se aproximando com seu grande sorriso doce. Onyx se levantou na hora e correu para abraçar seu amigo que retribuiu o abraço.

- Skinner. – Disse Onyx animado, ele estava tão feliz em ver seu amigo. – Você está bem? Me diz, nenhum Alfa mal te machucou né? E nenhum deles vai casar com você? – Perguntou com preocupação.

Skinner deu risada do amigo. – Não meu amigo, nenhum deles. – Disse o acalmando. – E você? – Eles saíram do abraço, mas Skinner continuava a segurar os ombros de Onyx. – Olha só para isso, é um belo Ômega. – Disse animado. – Sabia que tinha algo! Agora podemos ser amigos para sempre Akami.

- Ah Skinner, não me chame assim se não quiser que eu lhe chame de Jovem Ômega. – Disse de modo zombador, o que fez seu amigo revirar os olhos com um sorriso bobo. – É muito bom ver que você está bem.

Sky viu a cena com um grande sorriso, a cada segundo Onyx o surpreendia mais e mais, era realmente um garoto único. – Skinner, venha se juntar a nós. Estava prestes a contar nossa história a Onyx. – Disse bondoso.

- Então cheguei na melhor parte. – Disse animado fazendo seu amigo voltar para o lugar que estava o fazendo sentar. Skinner se sentou de frente para rio. – Posso ajudar a contar?

O dia não poderia ter começado de uma maneira melhor.


Notas Finais


Então o que acharam?

Até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...