História . . "O gatinho ChimChim" . . - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 1.304
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


> . . . . . . . .
> . . . . . . .
> . . . . . .
> .
. [Introdução ] . .

Olá, florinhas Como vão ?

Espero que bem... ♡ .

.
. Bom, decidi escrever esse imagine pois gosto de fanfic's de híbridos, coisas sobrenaturais '-'

Eu estava sem criatividade e me lembrei de um caderno que tenho, cheio de imagines ><

Eu modifiquei várias coisas nele.

Era para ter saído ontem, mas acabei não gostando e reescrevendo ;-;

Sempre Quis escrever algo nesse tema .
de híbrido ^^


. Então espero agradar vocês ><

Capítulo 1 - . . "O gatinho ChimChim" . . capítulo 1


Fanfic / Fanfiction . . "O gatinho ChimChim" . . - Capítulo 1 - . . "O gatinho ChimChim" . . capítulo 1

>"você vai cuidar do ChimChim ?"

              <><><><>

S/N não passava de uma estrangeira em um país totalmente diferente, tanto na linguagem quanto na cultura, tudo era bem diferente.


Mas... O que uma garota brasileira estaria fazendo na Coreia do Sul ? 


S/N, estava ali pelo simples motivo, não aguentava mais brigas dentro de sua casa, digo, sua antiga casa ....


Ela nunca havia se sentido de fato um mebro da família, sempre a criticavam por tudo, assim que seu pai morreu em um acidente, as brigas de em casa de tornaram mais Frequentes.


Após mais uma briga com sua mãe, ela pega tudo o que tinha, indo para a coreia do sul, mas especificamente para seu apartamento não muito grande, deixado de herança por seu pai que ficava no centro de Seul.


Obviamente, não seria nada fácil como ela imaginava, S/N não falava coreano fluentemente, tinha certa dificuldade com aquilo, sabia apenas um pouco graças aos seus pais, que eram coreanos é haviam ido para o Brasil.


Após um tempo, Tudo se resolveu, ela conseguia falar coreano muito bem, fazia faculdade a noite e trabalhava em uma cafeteria de manhã, tinha dinheiro o suficiente para se sustentar, tinha amigos, tinha tudo o que precisava.


 então tudo estava bem, certo ? Isso foi o que ela pensou até ele entrar em sua vida...


→ 

  →

    →


                          S/N on ~


Eu estava voltando de meu trabalho, eu trabalhava em uma cafeteria pelo turno da manhã, era um pouco distante de meu apartamento, mas eu poderia ir a pé, eu havia passado no mercado,precisa comprar algumas coisas que faltavam em casa.


Como estava com pressa decidi não dar a volta no prédio apenas para entrar pela portaria, decidi entrar pelo lado de trás do prédio, onde havia um parquinho para as crianças e haviam também grandes latões para os moradores colocarem seu lixo, eles eram limpos todos os dias, aquele prédio era bem organizado e limpo.


 Eu observei três crianças, brincando, duas estavam em balanças, e uma brincava no escorregador, acabei por me lebrar de quando eu era criança, meu pai sempre me levava a um parquinho, aquilo me deixou um pouco chateada senti falta de meu appa... peguei as sacolas que havia comprado e comecei a me afastar daquela área devagar, instantes depois eu já estava em meu apartamento.


Coloquei as sacolas sobre o sofá, estavam pesadas, eu voltei até a porta e a tranquei, voltei para onde eu estava antes e me joguei no sofá, estava exausta, meu corpo inteiro doía, hoje havia sido um dia agitado, por sorte eu não teria faculdade hoje.


Decidi assistir um filme qualquer antes de guardar as compras, acabei por me esquecer do tempo, assim que olhei as horas me assustei, eram dez da noite, eu havia chegado em casa às quatro e meia, havia passado muito tempo em frente a televisão.


Peguei o controle, desligando a televisão, olhando as sacolas ainda no sofá, teria que guardar aquelas coisas antes de ir tomar banho, respirei fundo, me levantando pegando as sacolas as levando para a cozinha.


Eu guardava as compras a algum tempo, ja havia guardado quase tudo, havia deixado algumas coisas sobre a mesa, eu iria usa-lás para fazer meu jantar.


faltavam três potes, eu havia guardado dois na parte de baixo do armário, não cabia mais nada ali, acabei me esticando ao máximo para guardar o último pote na parte alta do armário, quando acabei deixando o pote com conservas cair no chão, fazendo com que o mesmo se quebrasse, espalhando cacos sujando toda a cozinha.


Eu apenas respirei fundo, juntando os cacos com cuidado para não me cortar, minha lixeira estava cheia, então decidi descer para colocar aquilo tudo no lixo.


Coloquei os cacos em um saco de lixo reforçado, colocando os outros lixos em um outro saco, peguei tudo descendo pelas escadas, já estaria do lado de trás e apenas teria que jogar aquilo fora.


Assim que me aproximei das lixeiras ouvi algo semelhante a um choro, fiquei um pouco tensa com aquilo, no início achei que o choro baixinho poderia ser alguma criança fazendo drama para não sair do parquinho ou para ganhar algo, porém logo ouvi o choro ficar mais alto, agora eu estava realmente assustada.


S/N: t-tem alguém aí ? - digo jogando meu lixo na lixeira, tentando descobrir de onde vinha aquele choro, logo neguei com a cabeça - estou ficando louca... - digo para mim mesma, fechando a lixeira, ouvi um soluço baixo, que vinha de trás dela, neguei com a cabeça outra vez, não podia ignorar, havia ouvido algo.


Me aproximei da mesma devagar, olhando atrás da lixeira, vi um garoto, não parecia ser uma criança, ele estava encolhido ali, apertando algo em suas mãos - ei ? - o chamei baixo, o mesmo começa a se afastar - c-calma! - digo o olhando, ele parecia muito assustado.


XXX: j-jimin não! - ele grita, soltando um soluço alto, ainda tentando se afastar - n-não! - grita, me fazendo afastar um pouco dele, estava escuro, eu não podia o ver direito, porém me assustava o modo cujo ele falava, parecia estar realmente com medo.


S/N: não ? O que não ? Quem é jimin ? - digo baixo, o olhando soluçar, talvez ele fosse louco, naquele instante pensei em correr, mas logo ouvi o garoto dizer algo com sua voz trêmula.


XXX- j-jimin e-e jimin - diz coçando seus olhos, ainda apertando algo com sua outra mão - v-você vai m-machucar o j-jimin! - diz coçando outra vez seus olhos, definitivamente ele sofria de problemas mentais.


S/N: o que está fazendo aí ... jimin ? - digo me afastando mais, eu estava pronta para correr caso ele tentasse algo.


Jimin: j-jimin... Não v-vai f-falar! - diz baixo, se afastando mais de mim, eu o olhei confusa, o mesmo havia começado a tremer - n-não machuque o-o jimin! - ele diz assim que eu volto a me aproximar dele, eu parei de andar em sua direção.


S/N: jimin eu não Vou te machucar... - digo baixo, voltando a me aproximar.


Jimin: t-todo mundo f-falava i-isso pro j-jimin! - ele praticamente grita, sua voz continuava trêmula - M-Mentiram p-para o j-jimin! Machucaram o j-jimin! - eu senti certa pena dele, comecei a apenas o olhar.


S/N: quem fez isso com você ? - digo baixo, não sabia o que fazer, ele ficou em silêncio - jimin... Você está com medo ? - ele continua em silêncio - está ? - digo com uma voz baixa, o mesmo apenas assente.


Jimin: j-jimin quer f-ficar sozinho... - ele diz baixo, se encolhendo, me aproximei, ele não tentou se afastar desta vez - n-não... m-machuca.. j-jimin - sua voz estava fraca, ele parecia cansado.


S/N: q-quer que eu te leve para sua casa ? - digo baixo, me abaixando e o fitando, suas roupas estavam um pouco sujas e com alguns rasgos, ele usava uma touca, seu rosto era muito bonito, mesmo eu não podendo o ver tão nitidamente. 


Jimin: j-jimin não tem c-casinha... - ele parecia um pouco mais calmo, porém seus olhinhos brilhavam, como se quisesse chorar - a-a moça não vai m-machucar, jimin ? - ele diz com voz de choro.


S/N: não jimin, não vou te machucar... - digo acariciando o rosto dele, com certo cuidado, assim que ele troca de posição a a touca dele cai, assim que eu iria acariciar sua cabeça me assustei ao tocar em algo peludo e ouvir uma espécie de miado.


S/N: v-você.... o-o que v-você é !?? - digo alto me afastando assim que a luz da lua ilumina jimin, me permitindo ver um par de orelhas de gato nele, eu estava totalmente assustada.


Jimin- n-não g-grite com o j-jimin! E-ele e um g-gatinho... - diz com voz de choro, eu não conseguia correr, ele conseguia mexer suas orelhas, aquilo me deixava com medo, como ele podia ter orelhas ? Como!? - v-você vai cuidar do chimchin ? - ele diz com algumas lágrimas escorrendo.


                      ~ 


                   


Notas Finais


[Finalização]
. .
. .
. . Olá ><
. .

Bom, acabou o primeiro . . . capítulo ;-;

Gostaram, florinhas ? ^^

Vejo vocês no próximo `~`

{Me perdoem qualquer erro ♡}


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...