1. Spirit Fanfics >
  2. -Quem mata o tempo não é o assassino, é suicida- >
  3. Um novo amigo?

História -Quem mata o tempo não é o assassino, é suicida- - Capítulo 10


Escrita por: e _Machiiio


Notas do Autor


Opan lkkkkk me perdoem.

Boa leitura meus amores

-BUMA🥀

Capítulo 10 - Um novo amigo?


Fanfic / Fanfiction -Quem mata o tempo não é o assassino, é suicida- - Capítulo 10 - Um novo amigo?

subimos um pouco rápido pra evitar perguntas e eu logo me joguei na cama afundando meu rosto no colchão e começando a chorar, Taehyung fechou a porta e se sentou na cama.

-ei? Olha pra mim -sua voz era baixa.

Deitei minha cabeça em seu coloco mais sem o olhar.

-olha tenta não pensar nisso o gd é um babaca e ele só quer se mostrar, agora pensa mais em você, você merece mais - ele fala fazendo cafuné em meus cabelos.

-ele disse que me amava só que não queria amar, e-eu tô tão acabada mesmo que não tenha durado meses eu me joguei nesse amor de cabeça

- eu sei s/n mais aprendemos com os erros você vai ver que daqui pra frente tudo vai mudar -Me levantei e me sentei de frente pra ele.

-Me faz um favor? - ele concordo com a cabeça -você pode dormi comigo? Amanhã nós vamos pra escola eu não quero chorar a noite inteira.

-claro que posso - ele sorri.

- mais isso não vai acabar com a amizade sua e do meu irmão? -perguntei confusa.

-s/n eu já disse eu sou diferente, quero ser seu amigo nem que pra isso tenha que larga tudo.

-desculpa -meus olhos se encheram de lágrimas, ele levantou meu rosto com suas mãos.

-eii desculpa pelo o que?

- eu não consigo acreditar sabe? -falei baixo abaixando a cabeça novamente.

- eu vou te mostra ok? - ele me abraçou e logo alguém abriu a porta.

-estamos indo você vem Taehyung? -olhei pra trás e vi suga com a cara super fechada.

- não Yoongi

- Como não Taehyung?

- eu não vou agora me dá licença -Suga bateu a porta com muita força que cheguei a me tremer.

- vou tomar um banho ok? -falei pegando meu pijama, ele concordo com a cabeça e entrei pro banho, terminei o banho e fui pro quarto vestida pra pentear meu cabelo.

- você quer tomar banho?

-já tomei - ele disse me observando.

- você não sente dor? -Me virei pra ele e ele aponto para meus cortes.

Respirei fundo e sorri.

- não, eu acho satisfatório - ele arregalou os olhos e sorriu forçado.

-entendi.

- você liga de dormi na mesma cama que eu? -perguntei arrumando meu canto.

-claro que não - ele faz uma cara de malícia e logo em seguida ri, ri e joguei o travesseiro na cara dele.

-seu bobo -Me deitei, ele se deitou do meu lado e apagamos as luzes.

-já é um bom começo, eu te fiz rir - ele disse com a voz beem rouca.

-talvez.

[...]

Acordamos com o meu despertador e vi que tínhamos dormido abraçados, o meu pai.

- bom dia - ele disse se espreguiçando.

- bom dia -me levantei e ele só ajeitou o cabelo.

-vamos passar em casa pra mim pegar minhas coisas e me arrumar - ele falou me observando a termina a minha maquiagem.

- ok, vamos - ele concordo com a cabeça e descemos vendo meu irmão na cozinha.

-aaaa então a patinha agora da dando pro chef? Aiai Taehyung, aiai -Luhan fala jogando um maçã pro alto e pegando com a outra mão.

-fala direto com ela Luhan -Taehyung falou com a voz um pouco grossa.

-agora está denfendo ela Taehyung? - ele se aproximou de nós -só pode estar louco -Luhan esbarrou no braço do Taehyung e saiu de casa.

-esquece vamos -falei puxando Taehyung e seguimos o caminho até sua casa, não era muito longe.

[...]

-pronto -Taehyung fala descendo as escadas todo arrumado e com sua mochila.

-uau, tá galã - ele ri e me puxa pra fora.

Seguimos o caminho em silêncio mais não era aquele silêncio constrangedor era aquele silêncio bom, eu me sentia protegida.

Chegamos na escola e por sorte a nossa o sinal tinha acabado de bater, seguimos pra sala com alguns olhares, bando de nojentos.

Me sentei no meu lugar e Taehyung no dele, gd chegou e se sentou sem olhar na minha cara, meu coração se apertou muito só de ver ele, eu queria chorar, apenas.

As aulas rolou e o sinal de intervalo bateu, esperei todos saírem de costume e fui pro jardim me sentei no gramado e fiquei observando o céu.

-achei que não iria vir pra cá -me estremci ouvindo essa voz, gd se sentou do meu lado e eu fiquei mais paralisada ainda.

-podemos conversa? - ele me olhou.

-agora que você quer conversar? -digo o olhando.

-sim - ele respondeu sorrindo.

-Me dá licença né -me levantei mais ele foi mais rápido e se levantou antes me segurando pelos braços.

- você precisa me ouvir, eu estava drogado!

-se toda vez for pra você ficar drogado e acabar nisso você nunca vai parar com alguma, me solta.

- não s/n você não entende, eu te amo - ele aperta mais suas mãos.

-g-gd você está me machucando!

-solta ela Ji Yong -Taehyung apareceu e gd me soltou se virando pra olhar ele.

-ã? Você me trocou por isso então? -gd perguntou.

-não gd -disse baixinho.

-o que ele é seu então? - ele voltou a me olhar.

-meu amigo -digo e Taehyung arregalou os olhos.

Continua..


Notas Finais


Até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...