1. Spirit Fanfics >
  2. - Salvação Em Pessoa - Fack >
  3. - Que saudades pequeno!

História - Salvação Em Pessoa - Fack - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


- Pode conter gatilho
Obgd pelas 200 vizu meodeos

Capítulo 8 - - Que saudades pequeno!


Fanfic / Fanfiction - Salvação Em Pessoa - Fack - Capítulo 8 - - Que saudades pequeno!

Jack acorda com os primeiros raios solares do dia em seu rosto, e se lembra da noite passada. Ao virar de lado, ele vê Finn dormindo que nem um anjo, seu maxilar combinava com a luz vinda da janela, suas sardas se misturavam com o calor da Califórnia pela a manhã. Grazer passava a mão pelos cachos negros do maior, admirando a sua esplêndida beleza, mas suas carícias fez Wolfhard despertar. 

- Bom dia Jackie. - Disse o maior se aproximando mais de Grazer, colocando seu rosto contra o seu peitoral descoberto. Jack abraça o mesmo em seguida.

O corpo dos dois era como um quebra cabeça, só fica completo quando as peças estão juntas, no caso as peças era o corpo de ambos. Os dois estavam tão envolvidos no abraço caloroso que adormeceram de novo, sem saber a hora que iriam acordar. 


                   Flashback On

- Jaeden?! - Noah disse correndo pros braços do maior, colocando suas mãos na nuca do mesmo. Jaeden era o amigo de infância de Noah, mas por conta do trabalho do pai de Jae, eles tiveram que se mudar quando os meninos tinham apenas 11 anos. Desde aí nunca mais se viram, mas Lieberher reconheceu a beleza do menor de longe.

- Senti muita saudade Schnapp! - Disse Jae se distanciando minimamente de Noah, colocando suas mãos em sua cintura. Mas o menor envolve seus braços em volta do pescoço de Jaeden novamente. - Tenho tanta coisa pra te contar Jaeden... - Noah disse com os olhos marejados por ter seu melhor amigo em seus braços novamente. 


- Como assim você beijou um garoto? - Jaeden parceria pasmo ao ouvir sobre o beijo de Grazer e Schnapp.

- Foi no calor do momento, eu estava confuso, agora não sei se ainda sou hetero... Foi bom. - O menor abraçava um travesseiro enquanto estava encostado na cabeceira de sua cama, suas bochechas pareciam pegar fogo, Jaeden agora estava maior, e sem poder negar, mais atraente.

- Eu não vou te julgar pela sua forma de amar, você sabe que sempre foi estar aqui quando precisar. - O maior disse se aproximando e ficando ao lado de Noah.

- Obrigado Jae. - Noah repousa sua mão encima na de Lieberher, que retira em seguida. Schnapp fica constrangido com o acontecido. Chorando mais ainda. - Eu vou para casa, se quiser algo é só gritar meu nome. - Jaeden se levanta apontando pra janela, onde do outro lado mostrava a recém casa comprada.

- Ok... Até amanhã.

Após a porta do quarto de Noah se fechar, Schnapp entrou nas profundezas do desespero e da tristeza. - Não era pra eu ter tocado no caralho da mão dele! - Ele vai me odiar. - Ele deve ter nojo de mim. - Esses eram alguns dos pensamentos de Noah. Enquanto o menor estava na posição fetal virado na direção oposta da janela, chorando silenciosamente. Lieberher pode ver a tristeza de Noah pela sua janela, Jaeden estava sentindo pena de Schnapp, mas não podia ajudar naquele momento.

       

                     Flashback off


Novamente, Jack e Finn acordam, mas não foi pelos raios solares do sol, e sim por uma voz feminina que vinha do outro lado da porta, que pra felicidade dos dois, estava trancada.

- Filho? Tá acordado? Já vai dar 10:00, vai perder a metade do dia!

Era a senhora Wolfhard, mãe de Finn. A mais velha sabia que o filho sempre saia de casa aos sábados. 

- Estou mãe! Já vou descer, só vou tomar banho. - Disse Finn direcionando seu olhar a porta e ouvindo os passos ficando mais longe. Encarando Grazer em seguida, e depositando um beijo em sua testa.

- Vem, levanta! - O maior disse animado se levantando e indo em direção ao banheiro. Jack não fica esperando e segue Finn.

Como ambos já estavam nus, apenas entraram na banheira e se sentaram na frente um do outro. O maior liga o chuveiro que está do seu lado, chamando Jack para o seu colo. O menor obedece e vai para o colo de Wolfhard, ambos embaixo do chuveiro.

Jack não perdia oportunidade e começou a dar leves cavalgadas no colo de Finn, sem penetração, com o objetivo de provocar o maior. Finn estava ficando excitado com a provocação de Grazer, fazendo soltar gemidos baixos, pois seus pais estavam em casa. Jack coloca o membro de Wolfhard em sua entrada e começa a cavalgar enquanto segurava fortemente no pescoço do maior.

Ambos estavam tentando conter os gemidos, o barulho da água caindo sobre eles ajudava. Finn junta seus lábios no de Jack começando um beijo calmo que logo se transformou em selvagem quando Grazer aumentava a velocidade das cavalgadas.

Vendo que Finn estava quase gozando, Jack para com as cavalgadas deixando o maior mais excitado ainda.

- Poha Jack! - Wolfhard disse em tom sarcástico enquanto olhava Grazer, todo molhado pela a água que caia na cabeça de ambos.

Jack lambe e distribui chupões pelo o pescoço do maior, fazendo o mesmo gozar dentro de si, preenchendo Grazer por inteiro.

Wolfhard desliga o chuveiro, dizendo para Grazer sair de seu colo. Os dois se enxugam e vão para o quarto.

- Finn, tem problema se eu pegar uma roupa sua?

- Claro que não! - O maior disse levando Jack até seu closet. - Pode escolher. 

Jack viu a camisa de manga longa cor azul marinho, logo ele lembra. Wolfhard estava usando essa blusa quando Jack estrou na sua residência pela a primeira vez. 










Notas Finais


2h da manhã e eu escrevendo homem se pegando


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...