História - Serial Killer - (Min Yoongi) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS), Big Bang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags Bts, Hot, Imagine, Jikook, Min Yoongi, Romance, Serial Killer, Suga, Suícidio, Tortura
Visualizações 871
Palavras 1.453
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ME DESCULPEM!!!!
mas estou nadando em trabalhos escolares, e sobre o Trailer, bom... meio que meu Cell pegou vírus e formatou. ou seja, apagou tudo, inclusive o Trailer que já estava quase pronto. mas, eu já estou fazendo dinovo
e sobre a fanfc Mil e uma noites, sera escrita hoje.♡

espero que gostem ♡

Capítulo 21 - Caso 200


Fanfic / Fanfiction - Serial Killer - (Min Yoongi) - Capítulo 21 - Caso 200

            ~ Serial Killer 20 ~


Eram exatamente duas da manhã, a rua estava movimentada de curiosos, e várias viaturas militares estavam cercando a casa cor branca, para isolar a área e preservar provas. 

- Jung Sun-Hi, 24 anos, aparentemente estava desempregada, ouve relatos de seus  vizinhos que ela sempre iria para festas nas madrugadas, ou ficava bêbada facilmente, dava festas e era uma "rebelde". - O policial Hoseok Ditava enquanto olhava o formulário da mulher em suas mãos. 

Encontrada está manhã, aproximadamente Uma da manhã por sua mãe. Preocupada que a filha havia sumido e não atendia ligações, resolveu vir até a casa da filha. Oque foi um erro, ja que à viu nua na cama, esquartejada. E dúvida oque havia na parede acima da cabeceira da cama? se você falou a marca de Suga, acertou.

enquanto policiais averiguava toda a cena do crime, marcando a volta do corpo - e tudo que fosse útil para a investigação - com giz branco, e enfaixando todo o local com fitas da polícia. A mãe da mulher chorava desesperada enquanto era acalmada por uma das policiais. no local, estavam presentes também fotógrafos, e os peritos criminais, para analisar provas e colher informações. 

- Seok-Jin, oque você sugere? como acha que foi? - Jackson Pergunta se aproximando enquanto tudo era cuidadosamente investigado. Jin por sua vez, apenas estava parado em um canto com o polegar no canto dos lábios e estudando cada detalhe ali. 

- Ela não foi obrigada... - Dita quase em um sussurro com os olhos entre abertos e deslizando o polegar nos lábios pensativo 

- Ah? - O moreno pergunta franzindo o cenho meio confuso. 

- Eles passaram pela porta, aparentemente já estavam quentes pelo calor do momento, principalmente ela que já estava bêbada. se você perceber ao canto da porta de entrada à uma garrafa de vodka, ao que indica que ela já estava embriagada...

- Faz sentido, mas porque ela?

- Você acha mesmo que Suga seria tão burro em ficar bêbado e assassinar alguém? ele com certeza estava muito sóbrio ao trazer ela aqui!

- Faz sentido... - Balança a cabeça entendendo toda a análise do mais velho.

- Foram pro quarto e transaram, vejamos que ele não chegou ao seu ápice

- Porque ?

- Iria sujar os lençóis com seu gozo, então se guardou. pelo oque percebemos no caso 199, Suga Usa luvas, oque fica impossível de identificar as digitais, nem mesmo com As fibras sintéticas e especialmente nos 300 nanômetros da luz ultravioleta. nem com todas essas coisas conseguimos identificar, as lanternas portáteis ou lampadas de maior porte que emitem luzes de diferentes comprimentos de onda e ajudam a revelar coisas que possivelmente passariam despercebidas, nem elas estão conseguindo identificar nada de útil sobre o Suga. ele é bem mais esperto do que imaginamos... 

- Uau você realmente é esperto! - Dita impressionado com tamanho observação do moreno, ele simulou cada detalhe da cena do crime.

- É tudo questão de prestar atenção, não adianta ter isso - Coloca seu dedo indicador na sua cabeça- E não ter isso - Desliza até seus olhos, Insinuando que o importante ali, era observar. 

- Vou aderir - Diz já voltando a fazer seus afazeres, Jin continua parado olhando diretamente para o quarto aonde o corpo estava sobe a cama, enquanto era cuidadosamente estudado.

- Pode me entregar por favor ? - Pergunta para a perita criminal, pedindo sua lanterna Ultravioleta e uma lupa que ela usava 

Jin com todo o cuidado posiciona a luz cintilante e forte no corpo e fecha um dos olhos, Olhando com o outro na lupa, passava com todo o cuidado cada cantinho do corpo.

todos olhavam o policial, aliás, isso não era muito para o cargo dele. mas Jin era realmente impressionante, e ultimamente anda se empenhando mais ainda em descobrir sobre o tão temido Serial killer, Suga.

O moreno deslizou seus olhos sorrateiramente pelo corpo da mulher falecido, até chegar em seus dedos. antes de mexer no corpo pediu luvas que foram dadas em segundos, colocou, e voltou ao trabalho. Mexeu nas unhas enormes pintadas de vermelho sangue, e olhou bem no exterior. como o esperado, assim que o moreno viu um mísero fio loiro cravados nas unhas da mulher, Simulou toda a cena do crime novamente, mas a segunda parte, quando já estavam no quarto. aquele cabelo possivelmente seria de Suga, já que a mulher em si era morena de cabelos bem escuros.

pegou uma pinsa e com um enorme cuidado pegou o fio de cabelo, colocando num saquinho transparente.

- Leve essa Gotícula para ser analisado no laboratório - Dita Autoritário entregando para uma das investigadoras que assenti pegando o saquinho.

- Oque você acha Jin? - Namjoon que tinha chegado a alguns minutos atrás, pergunta para o amigo após o mesmo se virar.

- Assim que ela percebeu que iria ser assassinada em meio ao sexo, pegou nos cabelos dele, suas unhas eram compridas oque deu uma vantagem para nós, ela meio que "Lutou" para sobreviver. - Suspira pesado, ele realmente estava cansado

- Parabéns mais uma vez sherlock holmes - Dita meio brincalhão mesmo não sendo momento para isso.

- Não exagera - Ditou rápido com um sorrisinho de leve 

Após mais algumas horas naquele caso, Os policiais voltam para a delegacia após o plano funerário chegar e pegar o corpo. Já não havia mais oque investigar nele, mas antes de ser enterrado iria fazer autópsia. mas isso já não era do cargo deles. assim que chegam, Jin se enfia no seu escritório já entrando em seu computador e indo ao banco de dados. nada disso seria possível se, por trás de cada pista colhida, não existisse esse banco de dados. era capaz de cruzar e interpretar milhares de informação. 

- Bom trabalho, amigo. - Namjoon Diz estendendo um copo de café para o amigo visivelmente esgotado. 

- Obrigada, para você também! - O moreno solta um mero sorrisinho e pega o copo de café 

- Não deveria exagerar tanto Hyung, você fez um bom trabalho! vá descansar agora. - Dita preocupado, não é de agora que Namjoon tinha que pegar no pé do mais velho.

- Não me sinto satisfeito, sei lá, eu podia ter feito algo mais útil!

- Mas útil do que suas observações não há, cabeça oca! -  O mais novo revira os olhos fazendo Jin soltar um sorrisinho.

- Obrigada Chato! - Agradece deslizando seu olhar para a tela do computador, lá digitando "Caso 200", mais um para a lista de Suga, sem tirar outros assassinatos em que ele não pôs sua marca.

...

A noite por sua vez estava gélida, mesmo estando debaixo das cobertas ao lado do Loiro desbotado, a menina batia os dentes de frio. Se perguntava como àquela pedra dormia apenas de Bermuda todos os dias e não sentia frio? não teve escolha, já que o min estava de costas para si, deu uma leve mexida nele na tentativa de faze-lo virar. 

- Puta medo da desgraça - Silabou de forma muda, fazendo uma leve expressão de medo ao pálido murmurar. 

Pior do que tentar matar um serial killer, era acordar ele! 

desistiu de tentar virar o branquelo e abraçou ele por trás mesmo, em busca de se esquentar, falhou. abraçar o min era o mesmo de abraçar a Elsa.

riu nasalado sozinha, era estranho estar naquela situação, quem diria, s/n abraçada ao "Principe encantado" que conheceu na faculdade -- Que de Principe não tem nada --- Um pequeno Filme de sua vida após entrar nesta casa formava-se na sua cabeça.  mesmo ainda tendo correntes nós seus pés e as vezes sofrer de distúrbios do Min, Estava tudo ficando "bem". ver os assasinatos de camarote ja não lhe fazia efeito, as vezes via a porta aperta, mas já era esperta demais para cair nas armadilhas do Min. então, apenas dava meia volta e ignorava sua liberdade, que já não tinha mais. 

A relação entre os dois andava mudada, ou talvez seja coisa de sua cabeça, ela estava querendo mentir para si mesma quando vinha a possibilidade mais que óbvia de "Me apaixonei por Um Serial killer ", Yoongi é frio e não tem sentimentos, ele é apenas um bom ator. mas... porque não arriscar? medo?

A menina pensava com um mero sorriso no canto dos lábios e fazia um mero cafunezinho nos cabelos loiros do Min, adorava o cheirinho doce que exalava dele.

Min Yoongi estava sendo o pior pecado que ela estava amando cometer, porque o amor machuca tanto? se perguntava. 

mas o amor dela machuca tanto fisicamente como mentalmente, e ela amava àquela sensação de adrenalina que o Min transmitia para ela, a tempos ela não se sentia... viva 

   mas morta ao mesmo tempo.

O Min está destrancando portas de novos sentimentos e emoções na garota, e só ele tinha a chave para essas portas.











Notas Finais


aaaahhhhhh que xuxuzinho de Cap, eu amei fazer ele♡
ain meus amores, esse Cap foi mais para vcs saberem como o Jin faz seu trabalho e tentar transmitir um pouco dos sentimentos da s/n
espero que tenham gostado ❤ fiz com todo carinho, logo tera link da Mil e uma noite e do Trailer ( O trailer talvez demore mais um pouco, mas juro que terá!)
desculpe algum erro, beijos na bunda❤

~ Não seja um leitor fantasma abiguinhu ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...