1. Spirit Fanfics >
  2. - The red wire theory ,, Fack >
  3. - Essa noite, quem manda sou eu.

História - The red wire theory ,, Fack - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Esse capítulo promete hahaha
Boa leitura ;)

Capítulo 3 - - Essa noite, quem manda sou eu.


Fanfic / Fanfiction - The red wire theory ,, Fack - Capítulo 3 - - Essa noite, quem manda sou eu.

Rapidamente eu corro para o banheiro abrindo brutalmente e procurando qualquer coisa para poder quebrar na minha cabeça e finalmente acordar daquele pesadelo. Estava tudo ocorrendo de forma péssima e como era comigo é claro que podia piorar, enquanto via Finn atravessar a porta percebi que estava certo. 

- Você ficou sabendo que vamos receber um aumento por isso não é? - Diz o mesmo se escorando na parede que havia atrás de mim 

- E você sabe que eu não vou aceitar nós sermos um casal não é? - Me viro para o mais alto, agora o encarando e me aproximando calmamente, como um predador prestes a atacar sua presa. - Afinal, podem escolher outros para ser o casal, eu não aguento nem olhar na sua cara sem sentir vontade de vomitar Wolfhard, imagina então ser seu... - Antes de poder continuar insultando o mais velho sinto as suas mãos grandes em meu maxiliar me puxando para mais perto, podia sentir nossas respirações tensas e nosso hálito se juntando de uma forma espetacular. 

- Porra! Você fala muito Grazer. - Agora selando nossos lábios em um beijo intenso e de alguma forma... Apaixonado? Enquanto beijava o Finn uma sensação que nunca senti com outro alguém tomou conta de mim, e se aquilo fosse.... Não! Não pode ser, eu não tenho sentimentos por homens desde aquela noite; Aquela maldita noite mas que ao mesmo tempo foi.... Mágica. Meus pensamentos foram interrompidos pelo maior que pedia entrada com a sua língua, e eu estava tão fora de mim que apenas permitir tudo acontecer. Nossos lábios tinham a junção perfeita e as nossas línguas se encaixavam enquanto o mais velho me empurrava com passos leves até as minhas costas se encontrarem com a parede gélida, enquanto minhas mãos seguravam em sua nuca agarrando alguns cachos que haviam ali, a mão do maior se encontrava em minha cintura me puxando para mais perto e encostando nossas ereções. Mas todas aquelas carícias me lembravam de uma certa noite...

Flashback on •

 Residência Schnapp [1:35 AM]

- Quero todos sentados, reunidos em forma de círculo. - Disse a ruiva de olhos claros Sophia Lillis, enquanto colocava um prato de cookies no chão. Agora que todos estavam sentados da forma que a garota de cabelos curtos havia pedido. - Eu vou apresentar para vocês o jogo do "Cookie da verdade", funciona de certa forma; Nós giramos a garrafa. - Enquanto mencionava sobre a garrafa Wyatt colocava a mesma deitada no meio da roda. - E em quem a garrafa parar vai ter que comer o cookie, assim que essa pessoa degustar o nosso maravilhoso cookie irá responder uma pergunta feita pelo aniversáriante!! - Disse a mesma abraçando carinhosamente Noah que de alguma forma ficou corado.

- Que comecem os jogos!! - Disse Wyatt super animado com a idéia da ruiva.

Assim que Noah girou a garrafa parando em Jaeden que rapidamente comeu o cookie.

- Você já sentiu atração sexual por algum homem Jaeden? 

- Q-que pergunta idiota Noah! C-claro que não. - Qualquer um notaria que Jae ficava nervoso com aquele assunto, porém como o mesmo era nosso amigo não queríamos forçar a barra.

Logo desvio meu olhar, agora encarando o Finn que estava com uma expressão entediante. Logo após Wolfhard girar a garrafa Sophia chama atenção do mesmo.

- EII!!

- Ah tanto faz, vamos acabar logo com isso. - Eu observava cada detalhe daquele garoto incrível que estava ao meu lado, e pode notar que Finn estava ansioso para saber em quem iria parar a garrafa.. Que acabou parando em mim. 

- Já teve vontade de beijar alguém dessa roda Grazer? - Pergunta Noah curioso para saber qual seria a minha resposta, logo percebo que Finn meu olhava da mesma forma que Noah. Eu engoli seco e respondi por um fio.

- S-sim.... - Após olhar para Finn abaixo minha cabeça por tanta vergonha, outros poderiam pensar que eu sentia vontade de sentir os lábios de Sophia.. Mas não, eu queria me aprofundar no Wolfhard de todas as formas e provar aqueles lábios que tanto me intrigava, queria o mais velho dentro de mim e isso era MUITO estranho... Eu desejava Finn Wolfhard de todas as formas.

- Tenso... - Disse Wyatt que percebeu o clima e quebrou aquele silêncio perturbador. - Minha vez de girar a garrafa. - Após a garrafa parar e apontar para Sophia que logo provou o cookie como todos estavam fazendo, Noah se pronunciou.

- Sophia, todos aqui sabemos que você curte mulheres... Mas você já teve um crush em algum de nós? - Assim Noah deixou as palavras escaparem de seus lábios.

- Sim, já tive um crush pelo Finn. - Assim que a mesma olhou para o maior e lançou uma piscadinha senti uma onda de ciúmes e raiva tomar conta de mim, era como se todo aqueles sentimentos percorressem em minhas veias... Por pouco consegui me controlar e não deixar tão óbvio o que eu sentia, mas pelo visto havia falhado.

- Oh meu deus Jack! Você está com ciúmes? - Disse Jae em um tom sarcástico e ao mesmo tempo divertido. 

Logo Finn sussura em meus ouvidos - Relaxa baby boy... Você é o único que eu desejo - Aquelas palavras ecoaram pelos meus tímpanos me deixando um tanto excitado, será que o mesmo estava bêbado?

- É claro que Jack não está com ciúmes do Finn, dã! Vocês tem merda na cabeça?! - Enquanto Noah pronunciava suas palavras pegava a garrafa brutalmente girando a mesma que parou no Wolfhard.

- Qual é a primeira frase que vem á sua mente quando você pensa no Jack? - O menino de olhos claros pergunta à Finn enquanto fechava a cara e cruzava os braços.

- "Eu não quero ser seu amigo..." - Aquelas palavras que saíram dos lábios de Finn fizeram meu coração disparar. Como ele era capaz de me tratar bem em um segundo e no outro falar algo completamente diferente?!  Assim que senti as lágrimas descendo pelas minhas bochechas levantei brutalmente e fui embora sem ao menos me despedir, fiquei esperando um táxi passar por aquela rua vazia já que meus pais não estavam em casa para me buscar. Até que escuto a porta da casa de Noah batendo, ecoando pelos meus tímpanos quebrando todo aquele silêncio perturbador.

- Que droga Jack! - Senti calafrios assim que escutei a voz rouca de Finn se aproximar de mim, mas não deixei que ele visse o quão vulnerável me deixava. -Você não.. Não deixou..- Enquanto tentava contolar sua respiração Wolfhard se pronunciava. - Você não deixou eu terminar a frase porra! 

Logo senti meu coração disparar novamente... Então o que ele queria dizer? 

- A frase era... "Eu não quero ser seu amigo, eu quero beijar os seus lábios" - Assim que Finn terminou a frase eu arregalo meus olhos agora olhando em suas lindas órbitas - Eu te desejo Jack... Te desejo de todas as formas, me desculpe se em algum momento eu fiz você entender de forma errada ou se fui... - Antes que o mais velho terminasse de falar eu o beijo selando nossos lábios de forma carinhosa, logo o mesmo pega em minha cintura me segurando fortemente.

- Vamos para a minha casa, meus pais estão viajando... Não tem ninguém. - Após separar o beijo digo a seguinte frase e sorrio malicioso para o mais alto que retribuiu. Assim que percebi estava no carro do Finn com o rádio no máximo tocando should i stay or should i go fazendo com que o mesmo cantarolar e bater no volante como um adolescente retardado. Enquanto Wolfhard apenas curtia a vibe eu o observava, todos aqueles detalhes eram perfeitos! Olhar para o rosto do Finn era como observar a galáxia, suas sardas estampavam a sua pele branca como as estrelas estampam o céu escuro à noite, seus olhos negros mas ao mesmo tempo brilhantes era como a lua. Assim que o mesmo estacionou o carro eu tirei o meu cinto e puxei o moreno para um beijo apaixonado juntando nossos lábios que estavam sedentos por isso desde o dia que nos conhecemos. Finn me puxa rapidamente para o seu colo agora apertando loucamente a minha cintura enquanto eu rebolava lentamente em seu membro que infelizmente estava coberto, passo as minhas mãos carinhosamente em seu abdômen definido subindo as mesmas até chegar em seu maxilar puxando o mesmo novamente para outro beijo, o mais velho logo pede passagem com a língua que foi concedida. Minhas mãos descem novamente para o seu abdômen agora desabotoando a camisa branca de pano fino do mesmo que interrompeu o beijo com uma arfada contra meus lábios o que fez o meu pau subir mais ainda.

- Jackie... Vamos para um lugar mais confortável - Logo concordo com o mesmo descendo do seu colo e logo saindo de seu carro. Logo após que subimos as escadas e fomos para o meu quarto Finn tranca a porta e me puxa pela cintura novamente, agora me colocando contra a parede e descendo suas grandes mãos apertando minha bunda, o que me fez gemer contra seus lábios. - Você fica lindo gemendo baby boy... - O mais velho me carrega colocando minhas pernas em volta à sua cintura e logo após me joga na cama tirando minha calça apertada me deixando apenas de box e camisa social, logo meus pensamentos são tomados pela idéia de ver o Wolfhard amarrado em uma cadeira implorando por mim. 

- Finn, para! - Logo o maior me olha com suas ssombrancelhas arqueadas e o olhar um tanto confuso. 

- Desculpe, estou sendo precipitado? Fiz algo errado? - Diz o mesmo com a voz por um fio.

- Não! Você está indo muito bem, mas essa noite... Quem manda sou eu. - Assim que terminei a frase o maior sorriu malicioso.

- E o que eu devo fazer daddy? 

Logo eu pego uma cadeira qualquer e algemas em uma sacola de jogos sexuais dos meus pais, assim que Finn sentou-se à cadeira eu o algemei. 

- Primeiramente você não poderá gemer baby... - Enquanto me pronunciava abaixava a calça do mesmo que agora estava apenas de box.

- Porque eu não posso gemer? Não tem ninguém em casa Jackie. - O mesmo diz com um tom manhoso. 

- Apenas me obedeça - Logo após tiro a peça íntima do maior deixando exposto o seu membro que estava completamente duro e pulsante, passo a minha língua quente em sua glande e logo vejo que o maior estava mordendo seus lábios para não gemer, sinceramente isso me era extremamente sexy. Começo a massagear o seu membro lentamente colocando o mesmo na boca e ouvindo as arfadas do mais velho que me deixava mais louco, após tirar o seu membro pulsante da boca me levanto tirando a única peça íntima que me restava e sentando no colo do Finn, agora rebolando levemente fazendo o mesmo jogar sua cabeça para trás, o que deixou o seu pescoço nítidamente exposto, não perdi a chance e logo comecei a beijar simulando leves chupões. 

- Jackie... Isso é tortura, por favor... Deixa eu te tocar - Disse o maior totalmente ofegante com o lábios totalmente vermelhos de tanto morde-los. 

Ver o Finn daquele jeito era tão excitante, ele estava tão vulnerável... A sua respiração estava totalmente ofegante e o seu olhar estava claramente pedindo para me ter. Até que não aguento e coloco seu membro em minha entrada, agora dando cavalgadas leves que logo se tornaram intensas, quanto mais rápido eu ia, mais o Finn se controcia para não gemer, quando vejo que o maior estava prestes a gozar vou diminuindo o ritmo das cavalgadas.

- Poxa Jack eu estava quase... - Agora olhando para mim completamente ofegante.

Eu me levanto e tiro as algemas do mesmo que me empurrou para a cama e logo deitou-se perto se mim me beijado loucamente enquanto sua mão esquerda passeava por todas as minhas curvas. Nossas línguas tinham o ritmo perfeito quando estavam juntas e logo sua mão apertou minha bunda. Porra! O Finn me deixava louco. 

- Quero que fiquei de quatro para mim - Diz o mesmo após interromper nosso beijo e ficar de joelhos sobre a cama, rapidamente faço o que o mais velho mandou. Segundos depois senti um tapa forte em minha bunda que me fez arfar loucamente, após depositar inúmeros tapas em minha bunda Finn coloca o seu membro em minha entrada lentamente.

- Arhh... - Os gemidos do mesmo me deixavam louco, aos poucos Wolfhard aumenta a velocidade da sua penetração deixando a mesma cada vez mais intensa e rápida, e toda vez que eu deixava  um gemido escapar da minha boca o mais velho depositava um tapa forte em minha bunda. Finn solta um gemido satisfatório após ter gozado dentro de mim, aquela sensação era incrível.

- Sua vez de ser provocado Little Jack... - Logo o mais velho me carrega e me leva até a mesma cadeira que ficou algemado, agora fazendo o mesmo comigo.

Assim que me algemou selou nossos lábios em um beijo intenso e profundo, Finn interrompeu nosso beijo agora descendo e dando chupões na região do meu pescoço, quanto mais Wolfhard descia seus beijos, mais louco eu ficava. Até que o mesmo chegou em minha glande passando a língua na mesma e massageando o meu membro levemente da mesma forma que eu fazia, o mais velho logo começou a me chupar rapidamente o que me fazia gemer de forma intensa, e toda vez que eu estava prestes a gozar o mesmo deixava seus movimentos mais lentos.

- Você quer gozar baby boy? - Diz o mesmo olhando diretamente para mim.

- S-sim daddy - Senti minha bochechas arderem a medida que ia falando.

- Então pede Jack... Pede para gozar - Logo Finn começou a massagear lentamente o meu membro. 

- Por favor Finn... Deixa eu... Argh - Quanto mais eu pedia, mais o mesmo aumentava a velocidade. Até que eu finalmente consigo gozar, logo olho para o Wolfhard que estava com a seu rosto cheio de porra. Nós dormimos juntos e trocamos algumas carícias, até que quando acordo graças aos raios solares e percebo que Finn não estava ao meu lado, eu o procurei por todo canto da casa e tudo o que achei foi uma carta...

Hey Jack! A noite foi muito boa, eu realmente me diverti com você, mas apenas espero que entenda... Eu estou com a Millie e acho que nós realmente fomos um erro. Sinto muito.

Flashback off • 

Estava tudo ocorrendo bem e eu me sentia seguro novamente, acontece que as coisas nunca dão certo comigo, e é claro que alguém entrou no banheiro.

- Jack? - Assim que ouvi a voz tremula do Noah me afastei de Wolfhard rapidamente. 

- Noah? Nós... Apenas estávamos treinando para a próxima cena... - Rapidamente tento me justificar para o menino de olhos claros que estavam marejados novamente.

- Pra mim parecia bem real.


Notas Finais


3 horas da manhã e eu escrevendo homi se pegando :D
Até o próximo capítulo uuu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...