História -Welcome To Presephone -(Suga bts)(18) - Capítulo 48


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Taemin, Terror
Visualizações 297
Palavras 2.467
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 48 - -Welcome To Presephone- Maniac 21-



Louca...ela estava completamente louca , agora me pedia para matá-la e acabar com esse julgo de ter nascido assim e ter cometido tal crime com seus pais ...ou até mesmo ter sido estuprada por yoongi...ela sempre se culpou, a máscara de menina controlada e sempre com a mesma expressão sumiu, ela não estava mais aguentando viver com tal missão...ela teria que nos matar e ela sabe disso.

-EU NÃO VOU TE MATAR!- Gritei me levantando e retirando suas mãos de meu corpo.

Pela primeira vez eu me descontrolei na frente de alguém depois de anos, o quarto foi invadido por Haruka e Aine junto de todos os outros incluindo Yuri, hye começou a chorar descontrolada, ela agarrava os lençóis com raiva e se debatia na cama como se estivesse sentindo dor, seus olhos vermelhos e sua boca aberta cerrando os dentes desesperada.

-o que ela tem?- Sayori se aproximou de mim.

-HYE POR FAVOR SE ACALME!- Ignorei a pergunta da menor e me aproximei de hye novamente, insanidade , dessa vez nem que eu tenha que encara-lá e sofrer por isso eu iria acalma-lá.

Senti seus braços agarrarem minhas pernas e me derrubarem sobre a cama aonde lee segurou meus braços e levou ao seu pescoço , a olhei em choque , a menina continuava a soluçar , suas mãos tremiam , mal conseguiam segurar as minhas , minha cabeça estava totalmente concentrada em ajudá-la , deixei que a menina manuseiasse minhas mãos como quisesse , ela as encaixou perfeitamente em seu pescoço e segurou meus pulsos com força.

-Hye não...-Neguei com a cabeça , já sentia a substância circular em meu corpo...em minutos eu estaria fora de controle e o que era para ser uma ajuda viraria uma ameaça.

-p-por f-favor j-jin...e-eu n-não aguento m-mais...-Ela suplicou.

Suas palavras não causaram mais tanto efeito em mim ...eh , eu não conseguiria mais me controlar.

-SEGUREM O JIN!-Sayori gritou.

-NÃO!- Hye gritou.

Ela sabia que eu iria fazer...por culpa de uma maldita substância.

-Calma!- Yuri gritou.
 
Vi a ruiva soltar meus braços de hye , mantive meus olhos vidrados na garota...estava tudo perdido.

[Writer]

Segundos...foram apenas 14 segundos de diferença, Yuri correu com hye nos braços , a morena se debatia e pedia para que a deixasse com Seokjin, o mesmo já havia avançado em Yuichiro e em Sayori, os dois não aguentariam por muito tempo , a ruiva levou a menina até um pequeno quarto fechado , a jogou lá dentro e trancou a porta com rapidez , em meio a tanto desespero , alguém se mantinha calmo demais...suho , apenas observava de longe , ele sabia que a menina estava em um estado maníaco, ela morria ou matava assim com Seokjin, Yuri voltou rapidamente para o quarto aonde por questão de tempo Seokjin havia ferido gravemente Sayori que sangrava na região da cabeça mais se mantinha de pé para segura-lo , aqueles olhos que todos temiam ...vermelhos e sanguinários , Seokjin sorriu de canto ao ver a ruiva entrar.

-Podem soltar.-Ela disse firme porém com o coração em mãos , há anos não lidava com um adam no nível de sede de Seokjin, os outros assentiram sem hesitar e largaram o mais Velho que no mesmo instante correu ao ataque da ruiva.

Ela apenas abriu os braços e Seokjin atacou seu pescoço com a boca, seus dentes cortavam a pele da ruiva com força , ele estava prestes a arrancar quando a mesma aproximou sua boca do ouvido do de cabelos rosas.

-Lembra quando eu te disse que você precisava fazer aquilo com seus pais?- Murmurou.

-Agora você precisa fazer por sua amada dongsaeng, ou você quer vê-la morrer como sua mãe?- Ela deu uma pequena risada.

No mesmo instante , Seokjin cuspiu a pele da menina de sua boca , o ferimento estava horrível , toda aquela carne demoraria meses para cicatrizar se fossem normais, a morena levou a mão ao pescoço tampando a ferida que sangrava, Seokjin passou a mão na boca limpando o sangue que escorria por sua boca até seu queixo , suas orbes já estavam voltando ao normal, mas em sua boca o sangue considerado nojento da ruiva Ainda dava o gosto metálico.

-Me perdoem...-Ele abaixou a cabeça , por um pequeno desejo isso já aconteceu , o descontrole , todos da sala estavam feridos e respiravam pesado.

-Aonde está hye?- Ele ergue a cabeça preocupado.

Todos se encaram e finalmente a ruiva decide se pronunciar.

-Ela está trancada na sala de tortura.-Ao dizer isso , mesmo sem saber aonde ficava o local , Seokjin saiu correndo atrás da menina.

Em sua cabeça coisas horríveis passavam, e se ele a tivesse machucado, ele já causou tantos problemas no passado talvez pensasse que nada aconteceria agora.

-Por favor você sabe aonde...-Ele parou ao ver que se tratava de jinyoung.

-O que você...-Jinyoung franziu o cenho curioso.

-Sabe aonde fica a sala de tortura?- Seokjin cortou qualquer assunto que talvez os dois pudessem ter ali , jinyoung assentiu.

-Mas para que quer ir lá?-Perguntou Ainda com curiosidade.

-Só anda!- O de madeixas rosadas apressou preocupado.

Ao chegarem em uma pequena sala trancada com uma porta de ferro , jin não hesitou em abri-la e se deparou com hye jogada ao canto da sala abraçando seus joelhos , ele olhou ao redor e viu que não tinha ao menos uma janela ou outra fonte de luz no local, lee estava chorosa , se balançava sozinha e tinha o rosto escondido nos joelhos.
       
-Hye!- Ele se aproximou.

O moreno que o levou a sala se espantou ao ouvir do nome da garota, Seokjin em passos apressados se aproximou , seu apavoramento era visível , a quem não deixava os sentimentos tomarem conta de sua face agora estava entregue a preocupação e desespero.

-Você está bem?-Ele abraçou a garota que continuava imóvel.-Me desculpe , eu sai do controle.- Seus lamentos não eram suficientes para tomar a atenção da garota que continuava a chorar.

-Ei ela esta bem?- Júnior gritou da porta o moreno.

Seokjin ignorando a pergunta do outro apenas apertou o abraço apoiando sua cabeça nos ombros, a princípio jinyoung hesitou em entrar porém ao perceber que estava em um momento não muito bom para se enquadrar.

-Hye me responda.-O rosado murmurou baixo.

-N-nao q-quero f-ficar aqui...-Finalmente a menina ergueu seu rosto amargurado , o que todos esperavam de se ver , olhos inchados e vermelhos, seu nariz estava na mesma cor e sua boca estava molhada pelas lágrimas, ela olhou ao redor e estremeceu , nesse momento Seokjin percebeu que um lugar tão fechado não era uma boa lembrança de hye.

-Vamos sair daqui okay?- Ele se levantou e bateu os joelhos , estendeu a mão para a menina que o olhou sem expressão e segurou sua mão.

Agora finalmente poderiam sair do quarto escuro , Ainda choramingando a menina foi levada por Seokjin até o refeitorioja que supostamente ele achará que depois de tanta coisa ela estaria com fome.

-Você quer sopa?-Ele perguntou se aproximando do balcão.

A menina apenas olhou para o lado distraída ,seus soluços estavam cessando mais as lágrimas continuavam a escorrer levemente por seu rosto, o rosado colocou um prato de sopa para a menina e a levou para a mesa.

-Não vai comer nem um pouco?- Ele insistiu para que hye colocasse pelomenos uma colher da sopa na boca.

-Não estou com fome.-Virou o rosto para o outro lado apoiando-o sobre a palma de sua mão.

O mais Velho passou a mão pelos cabelos com certa impaciência, nada a tirava desse estado melancólico e choroso em que se encontrava , em pensar que em questão de horas antes Hyorin estava usando seu corpo e com euforia comemorava que finalmente havia conseguido achar uma pequena brecha em um corpo tão forte.

-Apenas uma colher!- Implorou Mais uma vez , por incrível que fosse hye Suspirou e abriu a boca.

O rosado sorriu sem mostrar os dentes , sua Felicidade era proposital , talvez um sorriso melhorasse o dia deles, com cuidado levou a sopa até a boca da menina que a princípio não mostrou nenhuma reação mais logo lambeu os beiços.

-Toma mais um pouco.-E outra colher foi direcionada a sua boca.

Pelo que havia percebido hye finalmente desistiu e comeu toda a sopa, depois de terminarem os dois voltaram para o quarto.

[Jin pov's]

-Está tudo bem?- Ouvi a voz de aine então dei uma pequena olhada para o lado, eles estavam colocando curativos no corpo.

Eu perdi o controle

Todos estavam feridos , os olhos de Sayori foram até hye então ela sorriu de lado.

Eu perdi o controle 

O sorriso convencido de Yuri me irritava, aquele semblante de vitória.

Eu perdi o controle 
               
Olhei para hye que mantinha a cabeça baixa, eu podia ter machucado ela também.

-Eu vou dormir.-Ela disse baixo saindo de perto de mim.

Assenti, a menina saiu de cabeça baixa com os cabelos jogados para os lados e as maos para trás , todos a acompanharam com os olhos até ela entrar no quarto de yuichiro e fechar a porta.

-Ela está bem?- Yuichiro pergunta.

-Não.-Coçei a cabeça mostrando desconforto.

-Você não a machucou não e Seokjin?- Yuri disse com ironia na voz.

Revirei os olhos.

-Ela comeu?-Haruka pergunta.

-Sim, com um pouco de esforço meu mais ela comeu.

Sayori faz um sinal para mim , "Conversamos depois" balbuciou.

-Eu vou ver como ela está...-Aine indaga.

Me sentei próximo a porta e encostei a cabeça na parede.

Eu ainda não descobri sobre o acidente...hye está doente, Hyorin está competindo forças para matar hye...eu acabei de machucar todos aqui,isso e um desastre.

-Ei não fique assim!- Hyakuya deu um tapa em minha cabeça.- Você não tem culpa se saiu do controle...afinal você e um adam.

Sorri forçado.

-Sim...-Cumprimi os lábios e olhei para Yuri que terminava de arrumar seu curativo no pescoço.

Ela estava certa...

-Seokjin pode me acompanhar?- Sayori estendeu a mão para mim.

-Ahham.-Peguei em sua mão e me levantei.

Olhei para seu braço e vi que um grande curativo estava pregado do lado direito, olhei para o chão e depois para qualquer outro lugar que não fosse Sayori.

-Vamos para a sala da Diana ela quer te ver.-Ao dizer isso já pensei em problemas.

Seguimos em silêncio até a sala da mulher, durante esse caminho eu me pegava pensando se talvez...se seria uma boa ideia levar hye nesse estado para Presephone.

[Hye pov's]

-Não vai me responder?- O garoto insistia em uma conversa.

Puxei os lençóis e me encolhi na cama novamente, irritante...meu corpo não está funcionando direito.

-Calado.- Indaguei baixo porém o suficiente para jinwoo escutar.

[Flash Back]
Mexi as penas , tentei gritar porém meus gritos foram abafados pelo pano nojento.


Yoongi passou os dedos gelados por minha coxa, fechei os olhos os apertando forte.


-Yoongi!!!- Gritei.


-Disse alguma coisa?-Me perguntou.- Não te ouvi!- Sorriu sínico.


Suas mãos geladas foram a minha calcinha, relutei fechando as pernas ,porém yoongi fez um pouco de força e as abriu.

-Por favor yoongi!- Meus olhos já estavam marejados.


Yoongi se fez de surdo, continuou a se aproximar de minha intimidade.

-Vermelha!- Sorriu.

Apertei os olhos deixando a lágrima cair,denovo não!


Retirou minha calcinha com dificuldade , apertei as penas enquanto me negava a deixar Yoongi me tocar , o mesmo bravo deu um tapa em minha coxa a fazendo arder, olhou para minha intimidade e mordeu os beiços , abaixou sua calça , tombei a cabeça  para o lado não querendo ver o que aconteceria.


-Pronta?- Riu.


Eu apenas quero evitar isso , minhas lágrimas caiam sobre o nariz e consequentemente sobre o local aonde estava deitada, sem esperar Yoongi me penetra brutalmente, fechei os olhos tentando conter a dor , eu chorava e chorava , isso não era algo que eu queria e muito menos que me traria algum prazer , o sentimento de raiva misturado com desespero, a única coisa que eu queria e que isso acabasse logo , Yoongi dava estocadas brutais e com força , sentia minha intimidade doer , não era algo que eu queria ter agora , muito menos com ele.


Eu não estava lubrificada e muito menos apta para isso , as estocadas eram tão fortes e violentas que mal pudim respirar o mínimo entervalo Entre elas , ele estava logo acima de mim , parecia gostar da situação já que sorria destemido enquanto fazia os movimentos, mordi o pano com força , minhas lágrimas molhavam o pano sujo tentando o lavar, encarei yoongi com repugno e nojo o mesmo me mandou um beijo enquanto continuava seus atos.

Eu senti minha visão ficar escura, pisquei algumas vezes enquanto escutava Yoongi gemer alto, minha cabeça começou a girar , as dores das estocadas me levaram a um momento horrível , após isso meus olhos foram pesando e não pude enxergar mais nada ....

-Yoongi....-Disse antes de fechar meu olhos.
[off]

Senti as bochechas molharem , chorando novamente , jinwoo me olhou confuso.

-MALDITOS !!! MALDITO YOONGI!-Gritei.

Era como se eu pudesse sentir as estocadas em minha intimidade, me deixava dolorida , apertei as pernas com dor , meus olhos já estavam ardendo , jinwoo correu para fora do quarto com pressa.

-TAEMIN!-Gritei Mais alto.

Minha garganta cortava pela secura, eu não conseguia parar de sentir as dores que eles me causaram, tão pequena...tão frágil.

-HYE!- Ouvi a voz de Haruka.

Todos os que estavam no quarto entraram e ficaram juntos na frente da porta...eu não via Seokjin...

-Se acalme!- Segurava meu rosto com firmeza.

-Eu vou matá-los...-Indaguei para mim mesma.

-Eles me machucaram...-Olhei para o chão.

Só de imagina-los pedindo perdão em meio ao desespero me deixa eufórica, eu irei matá-los lentamente, como ninguém ousou fazer.

Vou arrancar seus olhos e guarda-los em um pote , vou fazê-los sentirem a mesma dor que eu senti...ah,eu posso morrer depois...mas eu vou matá-los da forma mais dolorosa ...será um espetáculo sangrento.

-Senri pega a pílula!- Aine grita.

-Yoongi...taemin...-Dei uma pequena risada.

-Yoongi...taemin...-Cantarolei.

Insanidade...essa é a palavra...o jeito em que eu vou acabar com eles.

Antes de poder pensar em mais alguma coisa , senri segurou minhas bochechas e as apertou me fazendo engolir o remédio...era questão de segundos até...

[Writer]

Hye se encontrou em um estado mental totalmente conturbado, ninguém nem nada poderia mudar seu comportamento agressivo e maluco, seu lado humano Ainda não descoberto pela garota estava longe de si, tornando-a a virar um monstro destruidor...a maldição.

-Ela ficará bem...vamos avisar a say e ao jin!- Jinwoo indaga.

Todos saíram do quarto e trancaram a porta por precaução.

-Eu vou te devorar lentamente...-Hye indagou.

O remédio Ainda não tinha o efeito completo no corpo da menina , mesmo tonta começou a cantarolar alegre.

-Eu também posso te mostrar o prazer da dor não e ??? Y.O.O.N.G.I?

 


Notas Finais


Ai gente socorro essa menina tá louca...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...