História 00:00 (imagine Kim Taehyung) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Amantes Eternos, Bangtan Boys (BTS), Deixe-me Entrar, Drácula, TWICE
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Nayeon
Visualizações 86
Palavras 1.400
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


~wassup!

S/A: Seu apelido.

Obs: Tudo ilusão, mona.

<333

Capítulo 10 - Capítulo 10


Fanfic / Fanfiction 00:00 (imagine Kim Taehyung) - Capítulo 10 - Capítulo 10

— Aconteceu algo? — Olhei para ele preocupada.

— Eu te explico, vamos para a floresta. — Pegou em minha mão e fomos correndo até o local.


Estou curiosa...


— Bom, então? — Esperei ele falar.

— Tem um tipo de ritual que precisa de uma humana e eu estava pensando em...— Taehyung parou de falar e me olhou um pouco triste.

— Pensando em?? — Sorri esperançosa.

— Deixa pra lá, você nunca aceitaria...— Ele suspira.

— Como vou aceitar sendo que você nem me explica direito? — Dou risada, segurando suas mãos.

— Ok, mas saiba que você não é obrigada a nada...— Me olhou — 60 anos atrás, uma maldição acabou caindo sobre a terra dos sobrenaturais, isso fez com que eles ficassem revoltados um contra os outros e muitos morreram por conta disso. Todo ano nós tentamos procurar uma humana perfeita para ser o ingrediente principal deste ritual. Infelizmente todas acabaram morrendo, elas eram fracas demais. Por isso eu queria saber se você poderia fazer isso por todos os sobrenaturais, pelo Hoseok, por mim...— A expressão de Taehyung se manteve séria durante toda explicação.

— Taehyung, eu não sei se consigo fazer isso...— Olhei para meus sapatos um pouco incomodada.

— Não tem problema, se não quiser fazer isso eu entendo. — Deu um beijo em minha testa — Está começando a esfriar, é melhor você ir dormir.

— Tudo bem, boa noite. — Abracei ele com força, dando um beijo de despedida.

— Boa noite, minha neném. — O vampiro logo desapareceu diante aos meus olhos.


Voltei para a universidade e fui até meu quarto, Nayeon já estava dormindo, me sentei na cama e retirei meus sapatos. Essa história de ritual continuava batendo em minha cabeça, suspirei cansada e logo depois de colocar meu pijama, me deitei exausta.


De manhã...


Eu já estava arrumada para a aula, Nayeon passava seu batom apressada, ela terminou e pegou sua mochila, logo saímos do quarto. Fiquei pensando no assunto de ontem a aula inteira, eu não me considero muito forte mas Taehyung parecia estar muito necessitado desse tal ritual. 

Fecho meus olhos e alguns flashbacks passaram em minha mente...


"O dia em que conheci Taehyung..."

"Quando ele me mordeu..."

"Quando nos beijamos pela primeira vez..."

"Seu primeiro toque no meu corpo..."


Suspiro abrindo meus olhos e acabei soltando um sorriso fraco.


— Eu irei fazer esse ritual, pelo Taehyung. — Falei baixo.


As aulas passaram super rápido, Nayeon acabou sendo a última a acabar a prova de matemática. Saímos da classe.


— S/A!! Eu soube tudinho! — Ela gritou animada.

— Aah que boom! Teve algumas que eu não consegui fazer mas acho que não irei ficar de recuperação. — Sorri.

— Precisamos comemorar! Vamos jantar hoje a noite no nosso restaurante favorito? — Nayeon pediu pulando.

— Hoje a noite? — Suspirei lembrando de Taehyung — Tudo bem. — Concordo.

— Eu só não vou chamar o Hoseok pelo jeito que ele come, eu não iria conseguir comer nada com ele lá. — Ela dá risadinha baixa.

— Só você mesma pra dizer uma coisa dessas. — Suspiro dando risada.


Jeon Jungkook P.O.Vs


Eu finalmente estou tendo um pov meu? Esse é meu momento!


Eu estava fazendo uma magia super poderosa, meu caldeirão soltava fumaça de cor azul, aparecendo diversas coisas no ar, quando de repente alguém entrou em minha caverna, me fazendo assustar e parar a magia.


— TAEHYUNG! NÃO SABE BATER NA PORTA?! — Gritei irritado, indo até ele.

— Na verdade eu não sei, entro em qualquer lugar sem bater na porta e...— Ele tenta se explicar.

— Diga logo o que você quer! — Reviro os olhos estressado.

— Sei que nunca gostou de mim mas será que podemos ser amigos? — Taehyung pergunta e eu dou uma risada escandalosa.

— Hahaha! Isso só pode ser pegadinha! — Começei a chorar de rir.

— Qual é a graça? — Taehyung me olha confuso.

— Você acha mesmo que eu irei ser amigo de um vampiro? Me poupe, Taehyung! — O ignoro, voltando para o meu caldeirão.

— Por que não? Tem que parar com esse preconceito! — Ele gritou e puxou meu pulso.

— Nós bruxas e bruxos não somos amigos de vocês de sangue azul! — Me soltei dele — Agora vaza daqui!

— Tudo bem, eu sabia que você não iria aceitar, agora só me resta pedir ajuda da S/N mesmo...— Ele ia sair da caverna. 

— A S/N? Mas como que ela iria te ajudar? — Perguntei interessado. 

— Isso por acaso te interessa? Me poupe, Jungkook! — Ele me imitou. 

— Agora que você começou continua! — Puxei ele até mim usando minha varinha. 

— O ritual. — Taehyung disse e eu arregalei os olhos. 


S/N P.O.Vs

19:00 PM 


— S/A, eu procurei pelo papai mas não achei ele em lugar algum...— Nayeon diz tristinha. 

— Ele anda muito ocupado ultimamente. — Falei suspirando enquanto colocava meus brincos. 

— Que pena, queria que fosse junto conosco... — Fez um biquinho — Mas só você indo comigo já está de bom tamanho! 

— Awn, que fofa. — Sorri. 

— Irei dar um tapa na makeup! — Ela corre para o banheiro. 


Eu estava esperando ansiosamente para dar meia noite, queria dizer logo para Taehyung que eu quero fazer esse ritual sim. Vocês também fariam isso pelo cara que vocês amam, né meninas? 

Depois de alguns minutos, eu e Nayeon saímos da universidade e fomos até o restaurante de carro. Ao chegarmos lá, o restaurante estava bem lotado! Ainda bem que eu reservei uma mesa a tempo. 


— Será que iremos encontrar uma mesa? Estão todas cheias. — Nayeon diz preocupada. 

— Eu reservei uma. Desconfiei que isso iria acontecer. — Falei e Nayeon me abraçou animada. 

— Você é a melhor irmã do mundo! — Ela deu beijos em meu rosto. 

— Hihi, eu sei! — Solto uma risadinha — Olha a mesa ali! Vem! 


Depois de tanto comer... 

23:55 


— Chega! Estou satisfeita demaais! — Nayeon diz batendo em sua barriga. 

— Vamos embora? Estou cansada! — Suspiro me levantando da cadeira. 

— Moço! A conta por favor! — Ela pediu e o homem veio rapidamecarro, Todos os pratos que pedimos deu $70,00.

— Vamos dividir. Cada uma paga $35,00. — Peguei minha carteira. 

— Ótimo. — Nayeon também pegou sua bolsa e retirou o dinheiro de lá. 


Pagamos a conta e fomos para o carro, o motorista logo nos levou para s universidade. Entramos no nosso quarto, Nayeon tirou seus saltos cansada, se jogando na cama. 


00:00


— Gostei muito da noite, mas minha barriga está doendo demais. — Ela resmunga. 

— Você já vai dormir? — Perguntei me sentando na cama. 

— Vou sim, estou cansada! — Nayeon suspira.


Peguei meu celular e vi que já era meia noite, após Nayeon entrar no banheiro eu saí de fininho do quarto e fui para a floresta. 


— Oppa? Você está aí? — Sussurrei, até que pulei de susto ao sentir mãos em minha cintura. 

— Estou sim. — Ouço sua voz rouca em meu ouvido. 

— Eu queria muito conversar com você sobre o assunto de ontem...— Sorri desajeitada. 

— Você pensou no assunto? — Ele pergunta surpreso. 

— Pensei sim, bastante até...— O encarei — E eu decidi, irei participar deste ritual. 

— SÉRIO?! S/N, OBRIGADOO! — Taehyung me girou em seus braços. 

— Calma calma, antes eu preciso saber como que funciona isso. Não sei se irei tomar um choque, ou quem sabe me machucar. — Suspirei fazendo ele me colocar no chão. 

— Meu pai irá te explicar tudo direitinho. — Deu um beijo em minha bochecha. 


Na casa do Taehyung... 


O pai de Taehyung me explicou sobre esse tal ritual e não parecia ser tão complicado assim. Acabei por aceitar até porque eu quero ajudar os sobrenaturais. 

É óbvio que não seria um dia qualquer da semana, apenas na noite de lua cheia que esse ritual poderia ser feito. 


— Estou muito feliz por ter aceitado. — Taehyung diz enquanto me abraçava. 

— Eu faria qualquer coisa por você. — Falei apaixonada. 

— Você é realmente a garota certa para mim, eu quero que você seja só minha, S/N. Só minha e mais de ninguém. — Me abraçou carinhosamente, esfregando seu nariz em meu pescoço. 






Notas Finais


O que será que vai rolar neste ritual?

Até o próximo capítulo! <3

Meu perfil: @Vih_Unnie

Me segue lá menina!

•desculpem algum erro•


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...