1. Spirit Fanfics >
  2. 10 Motivos para "Não" Morar com Kim Taehyung! >
  3. Um novo amigo....

História 10 Motivos para "Não" Morar com Kim Taehyung! - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Oii Mochis, volteii, Espero não ter demorado muitooo, Tenham uma boa Leitura;

Capítulo 14 - Um novo amigo....


(....)

-Após chegar no aeroporto no Brasil avisto um casal acenando para nós,  Minha mãe acena de volta então creio que seja conhecidos.....  Mas nunca vi eles.  Após olhar mais um pouco vejo um garoto que parece ser uns 2 anos mais velho que eu.  Mexendo no celular atrás do casal. 

Mãe:S/N,  Tenha postura! Seu futuro marido veio busca-la. 

S/N: Como é? -Olho para a minha mãe incrédula  e para o garoto que me olha sério. 

-A Mãe do garoto olha para ele dando uma cotovelada no mesmo então ele sorri para mim. -Sorriso forçado... -Falo na minha cabeça e continuo com um pequeno sorriso no rosto. 

Mãe: Sorrio mais.... -Ela diz em um Cochicho quando chegamos mais perto do casal. - Olá senhora Carter...  E senhor Carter, Está aqui é a S/N,  A minha filha de quem eu comentei tanto. 

"Por que eles tem nomes americanos?" -Me pergunto olhando para eles de cima abaixo....  Mas não parecem ser brasileiros. 

Senhora Carter: Que menina linda....  Será um prazer ter uma integrante linda assim na família,  Certeza que terei belos netos.  -Eles ainda pensam assim hoje em dia? Cristo..... 

Senhor Carter: Largue o celular Dylan! -O garoto cujo creio que seu nome seja Dylan coloca teu celular no bolsa de trás da calça. 

Dylan: É um prazer conhecer você S/N.....  -Ele diz com uma pontada de desânimo. 

S/N: Digo o mesmo Dylan, É um prazer conhece-lo. -Sorrio de leve para ele apertando a sua mão um pouco forte fazendo o mesmo olhar para mim,  Então digo. -Sei que não queria estar aqui. -Digo baixo só para o mesmo ouvir. 

Dylan: Creio que você também não...  -Ele sorri mais largamente. Então minha mãe nos corta. 

Mãe: Vamos fazer um jantar em casa ou na sua casa? 

Dylan: Pode ser em casa,  Será ótimo para mim mostrar a casa a ela! -Dylan diz antes que a mãe dele possa responder. 

Senhora Carter: Eu concordo com ele.  -A Mãe dele dá um sorriso para o mesmo como se estivesse orgulhosa,  Ele só dá um sorriso de leve. 

-Entendo totalmente o que ele está passando.....  Sendo a ser forçado em algo que não quer. 

-Minha mãe insistiu que seria melhor eu ir de carro com os pais do Dylan e ele para a casa dele direto. Como não tive escolhe só concordei e fui. 

-Nunca me senti tão desconfortável estando dentro de um carro com alguém como eu senti.... 

S/N:Então senhora....  A senhora não é daqui do Brasil é? -Falo alguma coisa para cortar o clima tenso que na verdade só eu e o Dylan estávamos sentindo. 

Senhora Carter: Na verdade não,  Nós somos do Canadá porém gostamos muito da temperatura daqui do Brasil e resolvemos morar aqui. 

S/N: Pelo sobrenome estrangeiro imaginei mesmo....  -Sorrio e ela sorri de volta.

Senhora Carter: E você minha querida,  Gosta do Brasil?

S/N: Na verdade não muito....  Não gosto de temperaturas muito quentes,  Prefiro lugares mais frios. 

Senhora Carter: Igual o Dylan,  Ele não gosta de lugares quentes,  Mas forçamos ele vir morar com a gente para cá.  -Ela ri. 

S/N: Sei como é ser forçada a ir para um lugar que não quer....  -Digo baixo. 

Senhora Carter: Disse alguma coisa querida? 

S/N: Não senhora, Só estou cantando uma música baixa.  -Sorrio nervosa.  

-Após uns minutos em silêncio o carro para em frente a uma casa linda,  Na verdade tá mais para uma mansão.....  Olho para o Dylan. 

S/N: Vocês moram aqui?  

-Ele tira a atenção do celular e me olha. 

Dylan: Sim,  Nem é tão grande assim.... -Ah,  Filhinho de mamãe, certeza.... - Não sou filhinho de mamãe não,  Antes que você pense nisto. 

S/N:Ahn? -Olho para ele por ele ter falado bem na hora que eu pensei. 

-Desço do carro junto com os pais dele e ele logo atrás. Seguro a beira do meu vestido o apertando. 

Dylan: Não precisa ficar nervosa,  Sei como é,  Estamos no mesmo barco. -Só olho para ele séria. 

Senhor Carter: Pode ficar a vontade S/N,  Dylan ira mostrar a casa para você. 

-Dylan me guia para o andar de cima,  Fico olhando apaixonada para cada canto daquela casa,  enquanto ele só vai falando e olhando para o celular. 

S/N: Se os seus pais ver você mexendo no celular em vez de estar dando atenção para mim eles te matam.  -Rio nervosa olhando para um quarto que eu acho que seria o dos pais dele. 

Dylan: Aí é o quarto de hóspedes.  -Olho para ele incrédula. 

S/N: Mentira,  Como é possível??! Olha o tamanho disto....  Se isso aqui é enorme,  imagina o do filho mimado. 

Dylan: Que filho mimado? Você está querendo se referir a mim?

S/N: Pelo o que eu saiba você não tem outro irmão....  Né? Aliás,  Me empresta seu celular? Preciso fazer uma ligação.... 

Dylan: Me chamar de mimado você gosta né? Agora quer meu celular....  Toma,  Pega aí.  -Ele me entrega,  E disco o número do Peter em duas discadas ele atende. 

Alô?

-Oii, É a S/N. 

Chegou bem aí princesa? Esse é teu celular novo?

-É né.... Cheguei bem sim...  Porém já estou com saudades,  tá com os outros aí? E esse não é o meu celular não,  é de um garoto que acabei de conhecer. -Falo em Coreano e o Dylan me olha sem entender nada. 

Estou aqui na Rose.... Porém eles saíram para caçar só ficou eu aqui. Aliás,  Que garoto é este?

-Mais pra frente de conto.... Só liguei para dizer que estou com saudades,  Cuida bem do Taehyung aí tá?e da Rose também...  Diz para o Poker que tô com saudades. 

Do Poker você diz que está com saudades né? Já tô até vendo você me trocar por ele...... 

-Acabei de falar que liguei por que estava com Saudades! Mas vou desligar por que o moleke quer o celular dele de volta,  Tchau, Amo todos  vocês. 

Peter: Mas ama o Poker mais do que eu. E o Taehyung também,  porém ele eu não ligo. 

S/N: Ciumento! Tchau Peter! 

-Desligo a chamada e devolvo o celular para o Dylan. 

S/N: Obrigada. 

Dylan: Seu namorado? 

S/N: Não,  Meu amigo.... -Quando ele vai perguntar alguma coisa o celular dele toca,  Ele vê quem é faz uma pausa com a mão perto da minha cara e atende. 

-Dou uma batida na mão dele e faço cara feia,  Ele sorri então começa a falar. Não presto muita atenção na conversa dele e vou andando para ver e vejo um quarto com uma porta preta,  Vejo que ele não estava perto de mim então entro. 

S/N: Uau....  Que lindo....  -Entro no quarto dele vendo na parede umas folhas com nomes diferentes escritos.... 

-Espécies diferentes de Vampiros?....  Lobos brancos?....  Anjos da morte?..... 

-Escuto um barulho de porta se abrir atrás de mim e a voz do Dylan falar. 

Dylan: Tá fazendo o que aqui no meu quarto?! Não entre em um lugar sem permissão!! -Ele me pega pelo pulso me puxando com força para fora. 

S/N: Tá machucando! Me solta.  -Após ele me tirar do quarto ele me solta,  E vê o vermelho que deixou no meu pulso então acalma um pouco. 

Dylan: Me....  Me Desculpa...  Não queria ter te machucado......! Me dá seu braço..... 

-Ele faz uma cara de que não vai me machucar então hesito um pouco mas acabo cedendo e estico meu braço para ele,  Ele segura o mesmo e dá um.....  Beijo?.

S/N: Ahn? -Retiro minha mão de vagar das mãos dele. -Por que beijou meu pulso?.... 

Dylan: Isso vai melhorar. 

S/N: Isso é estranho....  Aliás,  Eu vi no seu quarto,  Você estuda seres sobrenaturais é o que me parece né?.

Dylan: Algo do tipo....  Você é a minha futura esposa né?

S/N: Não,  Eu não vou me casar. 

Dylan: Sou tão feio assim? 

S/N: Você não é feio, Pelo ao contrário,  Você é lindo,  Mas eu não quero me casar,  Não posso me casar com alguém que acabei de conhecer,  E com alguém que eu não Amo.... 

Dylan: Então você ama o tal do Peter?

S/N: Não,  Ele é meu amigo já disse....  Mas você entende né? Não vai querer casar com alguém que acabou de conhecer,  E tenho certeza que você deve gostar de outra pessoa. 

Dylan: Na verdade não gosto de ninguém no momento,  Nunca fui de me apaixonar para amar mesmo e ainda não pretendo também. 

S/N: Então,  Estamos no mesmo barco.... Mas então,  Mudando de assunto....  Você crê que esses seres existem de verdade?

Dylan: Depender do que eu falar você vai me achar louco.... 

S/N: Não vou,  Na minha opinião os seres místicos de outro mundo são perfeitos...  Mas tem os do bem quanto o do mal....  Nem todos são bonitos como as pessoas dizem. 

Dylan: Você falando assim até parece que na viu um.....  Mas então,  Eu acredito sim....  Qual é o teu ser favorito?

S/N: Er....  Eu...  Bom....  Eu nunca vi,  a esquece....  Eu gosto dos Vampiros e você?

Dylan:Os Camaleões.... 

S/N: Como é? Nunca ouvi falar sobre eles.... 

Dylan: Bom eles são muito raros,  Não é todo mundo que sabe da sua existência,  e os poucos que sabem tem que guardar segredo,  Então fique caladinha.... 

S/N: Qual é o "Poder" deles? -Faço aspas com as mãos quando digo poder. 

Dylan: Bom,  Eles conseguem se transformar em o que quiserem,  Tipo a dá espécie "Change"que significa mudança em inglês...  Porém eles não se transformam só em animais,  e sim podem se transformar em qualquer ser místico,  Porém eles estudam muito o ser que querem se transformar. 

S/N: Uou,  Que legal, Eu amaria ser uma Camaleão....  Você parece gostar muito disto né?

Dylan: Sim....  É a única coisa que gosto de fazer literalmente... 

Senhora Carter: Eii, Venham almoçar....  Os pais da S/A já chegou. 

-"Caraca quanto tempo que não como comida Brasileira"....  Resmungo comigo mesmo. 

Dylan: Depois termino de te mostrar aqui... 

S/N: A não precisa,  Relaxa,  pode ficar no celular. 

Dylan: Eu não sou tão viciado como pareço ser tá?

S/N: Vou fingir que acredito tá? -Rio da cara dele,  e faço um biquinho.  -Não fique bravo comigo...  

-Faço uma cara de triste porém sorrio depois,  Ele me empurra de leve para descer as escadas. 

Mãe: Vejo que vocês estão se dando bem né? Que bom. -Ela dá um sorriso falso. 

S/N: Mas não era isso que você queria? 

-Ela me lança um olhar mortal,  e eu sorrio,  Dylan fica do meu lado para a minha mãe não ficar me encarando como se quisesse me matar. 

-Fomos todos para a mesa,  Dylan sentou na minha frente,  Sentei do lado do meu pai e do outro meu lado ficou a minha mãe. 

S/N: Posso? 

Senhora Carter: Fica a vontade para se servir minha querida! -Sorrio para ela e arrumo meu prato. 

-Eles me encaram por que meu prato está enorme. 

S/N: O que foi? Estou com fome. 

Pai: Não mudou nada em querida... 

Senhor Carter: Fica a vontade,  tem comida de sobra. 

-Minha mãe belisca meu braço debaixo da mesa,  Ela é louca? parece que quer até arrancar minha pele fora. 

-Faço uma careta e dou um tapa na mão dela para ela me soltar sem ninguém perceber,  Mas parece que o Dylan viu. 

-Ele sorri triste para mim e eu só dou um leve sorriso e começo a comer escondendo o meu braço que ficou vermelho. 

Senhora Carter: Então...  Como foi morar na Coréia com os seus avós S/N?

S/N: Bom....  Meus avós morreram,  Então eu fiquei sozinha lá...  Mas meus estudos continuaram ótimos,  Porém vou sentir muita saudades dos meus amigos de lá..... 

Senhora Carter: Imagino...  Sua mãe disse que você só tem amigas,  Correto?

S/N: Na verdade,  Eu só tenho duas amigas,  O resto são meus amigos mesmo. -Minha mãe dá um murro na minha perna. 

Mãe: Mas você me dizia por telefone que só tinha amigas querida. 

S/N: A senhora nunca me ligou depois da morte da vovó.  -Consigo ver a raiva no olhar dela e o Dylan também,  Ele cutuca minha perna de leve como se estivesse dizendo para mim pegar um pouco leve antes que ela pule em mim. 

Pai:S/N,  Você vai embora com a gente,  Acho que está um pouco tarde... 

Mãe: Também acho,  Mas você que sabe querida.  -Ela me cutuca. 

Senhor Carter: Ela pode ficar aqui se quiser,  Depois o Dylan leva ela para casa. 

S/N: A senhor,  Muito obrigada,  mas acho melhor eu ir embora mesmo,  Preciso arrumar algumas coisas em casa. 

(....)

-Depois de um tempo conversando vou embora,  Dylan me dá tchau e um boa Sorte,  Pego o número dele e adiciono o contato no meu novo celular. 

-Mando um Oi para o mesmo adicionar,  Chegando em casa sem ouvir o que a minha mãe fala vou para o quarto,  Entro no banheiro tomando um banho de praticamente uma hora,  Saio do banheiro coloco um pijama cujo dos meus personagens favoritos,  Sim são os minions como acertou?

-Pego meu novo celular, vendo uma mensagem do Dylan, Ele manda o endereço dele dizendo que se acontecesse algo eu podia ir lá,  Mandei um obrigada. 

-Desci as escadas para comer alguma coisa encontrando minha mãe encostada como se estivesse me esperando. Não falo nada e entro na cozinha,  Pego um copo de água e fico de pé perto da pia quando ela vem por trás de mim e fala. 

Mãe: Você não vai falar nada sobre o que você fez no almoço?!

S/N: Agora é praticamente 20:00 E você vai falar disto agora?

Mãe: Você foi uma idiota,  Me desrespeitou na frente de todos. 

S/N: Foi assim que você me ensinou,  E eu não desrespeitei  você,  Só falei a verdade. 

-Sinto algo bater com tudo no meu rosto,  Logo em seguida a dor vem,  caio no chão com o impacto no meu rosto.  Olho para ela com ódio. 

S/N:Você é louca?! -Vejo com oque ela bateu no meu rosto,  Uma madeira? Sério? 

-Coloco a mão no meu rosto e vejo que cortou um pouco e sinto o sangue nos meus dedos,  Meu pai aparece na cozinha com os olhos arregalados. 

Pai: O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO? Você é louca de fazer isto com a S/N? A sua filha?!  

Mãe:Você quer também?! -Ela se vira para bater no meu pai mas eu levanto e entro na frente fazendo ela acertar as minhas costas.  

S/N: Para com isso!!! -Me viro para ela avançando para cima e tirando a madeira da sua mão. 

-Álcool?? Ela está cheirando a álcool! 

Pai: Ela está de novo bêbada! S/N,  Você tem que ir ao médico, O seu rosto está sangrando e está ficando roxo..... 

S/N: Eu não ligo,  Pega ela e joga a mesma no chuveiro! -Sinto as lágrimas vierem como uma onda do mar muito brava,  Saio da cozinha indo para o Quarto,  Entro no mesmo chorando se ligar para a dor das costas e a dor do meu rosto. 

-Pego Meu celular visto um chinelo e saio de casa,  Falo para o meu pai que vou na casa do Dylan,  Vejo a localização e vou correndo para lá,  Não era tão longe de casa..... 

-Vejo a janela do quarto dele e a luz está acesa,  Jogo uma pedra e logo aparece ele,  Ele me vê e desce e vem correndo. 

Dylan: S/N! O que aconteceu com o seu rosto?! -Ele se aproxima de mim olhando o meu rosto...  Eu sei que deve estar um horror mas não podia ficar em casa. -Entra! 

-Entro na casa dele vendo a mãe dele vir na minha direção,Logo ela pega uma caixinha na cozinha e trás para limpar o meu machucado. 

Senhora Carter: Quem fez isto no seu rosto querida?! -Fico em silêncio deixando as lágrimas rolarem pelo meu rosto enquanto ela limpa o mesmo. 

-Dylan vem e fica do meu lado fazendo carinho no meu cabelo enquanto eu chorava em silêncio.  

-Após ficar um tempo chorando eu paro. 

S/N: Senhora....  Posso ficar aqui? Eu sei que cheguei hoje e a senhora mal me conhece....  Mas não quero voltar para casa... 

Senhora Carter: Claro que pode querida, Mas quem fez isto em ti?

S/N: Minha.... Minha mãe.... A senhora pode me emprestar o celular por favor? -Antes que eu termine o Dylan me passa o celular dele,  Eu disco o número da polícia,  Falo o endereço de casa e conto tudo. 

Senhor Carter: Então foi a sua mãe?....  Mas ela não estava em sã consciência né?.... 

S/N: Estando ou não....  Ela sempre foi assim comigo,  Ela parece que sempre me odiou.... 

Senhora Carter: Amanhã terminamos de resolver isto tá? Vou ir para a cama que amanhã eu e o pai do Dylan vamos trabalhar cedo,  o Dylan fica aqui contigo, Não se preocupe com nada,  A casa é sua também. 

S/N: Obrigada senhora.  -Sorrio e por impulso dou um abraço nela. 

Dylan: Vem,  Eu te mostro o quarto que você vai ficar. 

Continua?....... 








Notas Finais


Eai Mochis, Não demoreii muito né? Espero que tenham gostado 😉❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...