História 100 Dias - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags 100 Dias, Morando Juntos, Romance, Sexo, Timidez
Visualizações 87
Palavras 1.269
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olha eu aqui de novo
Sou uma Kdrameira viciada e por isso posso acabar demorando para postar os caps
Se quiserem sugestões de doramas coreano é só pedir e se quiserem me sugerir também vou adorar minha lista já esta acabando kkkk

Boa Leitura

Capítulo 27 - Capitulo 27


Chegamos em casa e assim que entramos no quarto eu vi Ji Sook ir em direção do banheiro e me deixando para trás. Eu sabia que ele estava chateado, agora não sei se era comigo ou com a situação que tivemos de passar no restaurante, nunca pensei que ele iria agir de tal forma. Ji Sook deveria estar de cabeça erguida já que ele esta se recuperando bem e esta tendo um avança surpreendente pelo que os médicos dizem. Ji Sook saiu do banheiro e depois foi ate a cama se deitando sem me dirigir nem mesmo o olhar, o vi se ajeitar e fechar os olhos o que só me restava era tomar um banho e deitar na cama esperando que amanha o dia esteja muito melhor já que esse dia esta sendo pior do que eu imaginava.

Acordei e Ji Sook já não estava a meu lado o que eu estranhei, me levantei e depois de tomar banho resolvi descer e vi Ji Sook assistindo televisão, ele parecia tão distraído. Me aproximei e sentei a seu lado atraindo levemente sua atenção antes que ele voltasse a focar na televisão.

- você esta chateado comigo? Fiz algo que não gostou? – perguntei e ele suspirou.

- não, você não fez nada de errado Angelike. – respondeu de um jeito tão frio.

- você ainda esta chateado. – disse suspirando, me levantei e o olhei. – eu preciso fazer umas coisas agora de manha, volto antes do meio dia. Ate logo Ji Sook. – disse sem me aproximar, se ele estava disposto a ser frio comigo eu irei fazer a mesma coisa.

Sai de casa sem dar atenção a ele e peguei o primeiro taxi que apareceu e segui para um medico assim como aquele empresário me recomendou e minha mãe achava que talvez devesse falar com minha ginecologista apenas para ver se era algo que ela suspeitava, perguntei o que poderia ser mais ela se recusou a me dizer e tudo o que pude fazer foi marcar e agora ir para lá. Cheguei e após dar meu nome me sentei esperando que me chamassem. Alguns minutos se passaram e as pacientes que estavam em minha frente entraram e saíram ate que finalmente meu nome foi chamado, me sentei em frente a medica e comecei a explicar o que estava sentindo e ela me pediu para fazer alguns exames que saíram o resultado ainda naquela manha então eu só teria que esperar um pouco. Pois era feitos ali mesmo na clinica e hoje não teria tantas pacientes. Tirei um pouco de sangue e fiz meus exames normalmente, tive que permanecer ali por algumas horas ate obter o resultado.

Após finalmente ter o resultado e ficar surpresa com o resultado eu resolvi ir para casa, não fazia ideia de como contar a Ji Sook sobre o resultado, muito menos o que ele acharia disso agora que ainda esta se recuperando e voltando a mobilidade aos poucos. Entrei em casa e não vi rastro de Ji Sook o que me preocupou. Fui ate a cozinha e encontrei uma funcionaria.

- olá, o Ji Sook saiu? – perguntei e ela me olhou.

- sim senhora, o senhor Cheong foi para a clinica mais cedo e disse que não voltaria para o almoço. A senhora deseja algo em especial para almoçar? – perguntou sorrindo gentilmente.

- não há necessidade, já que ele saiu eu vou almoçar fora também. Obrigada. – disse e sai da cozinha. Peguei minha bolsa outra vez e sai andando pela rua sem um rumo certo.

Era bom poder andar assim livremente e me sentia feliz com o resultado de meu exame, estava preocupada com o jeito que Ji Sook estava agindo comigo mais não poderia fazer nada ate que ele resolvesse me contar. Achei estranho ele não me avisar que iria para a clinica tão cedo, só espero que esteja tudo bem. Cheguei em uma lanchonete e pedi um lanche o devorando em minutos e depois sai para caminhar mais um pouco antes de voltar para casa, assim que cheguei no parque vi Ji Sook e sorri por vê-lo em um local publico mais em seguida meu sorriso morreu. Rachel se aproximava dele com uma roupa vulgar deixando o vale dos seios a mostra e uma saia curta, ela se aproximou e se abaixou colocou a mão no rosto de Ji Sook e o fez encara-la, lentamente ela aproximou o rosto do dele e quando seus lábios quase se tocaram ele desviou por um segundo, ela pronunciou algumas palavras e em seguida Ji Sook a olhou e permitiu o beijo. Senti meus olhos arderem e as lagrimas tomarem conta de mim, me virei e sai praticamente correndo de volta para casa. Entrei em casa e fui direto tomar um banho, estava suando e extremamente irritada. Como Ji Sook pode fazer isso comigo? Eu ate estou ficando do lado dele mesmo ele estando preso a uma cadeira de rodas. Terminei o banho e me joguei na cama me cobrindo e adormecendo rapidamente.

- bom dia. – assim que abri os olhos vi Ji Sook a meu lado, sua mão veio de encontro a meu rosto mais eu o afastei.

- bom dia. – disse me levantando.

- o que você tem? – perguntou e eu o ignorei por completo indo me arrumar. – vai sair? – perguntou quando voltei para o quarto já vestida e pronta.

- por que eu deveria te responder? A talvez você queira trazer Rachel para cá e aproveitar o tempo que eu ficar fora não é. – disse pegando minha bolsa.

- do que esta falando? – perguntou confuso.

- eu vi vocês dois juntos. Eu vi Rachel te beijando Ji Sook, eu fui mesmo uma idiota achando que você me amava e que me queria a seu lado. Não duvidaria que não esta fingindo apenas para me manter a seu lado. Aproveite o dia com sua adorável Rachel, pretendo passar o resto do dia no restaurante ocupando minha cabeça antes que acabe fazendo besteira. – disse e sai o deixando sozinho.

Que restaurante que nada, assim que estava próxima ao restaurante mudei de rota indo em direção onde meu pai estava. Era como uma casa onde milhares de pessoas colocavam as cinzas juntamente com as fotos e algumas flores trocadas com frequência para os que já se foram. Fiquei em frente ao pequeno quadro onde meu pai residia com algumas fotos minha e de minha mãe sorrindo, coloquei um pequeno ramo de flores pendurado ao lado do vidro e deixei as lagrimas rolarem por meu rosto.

- o que eu faço papai? O homem que amo esta com outra, eu não sei o que esta acontecendo e ainda por cima estou gravida. O que eu faço? – perguntei chorando, eu sabia que não teria resposta mais ver pelo menos a foto dele e saber que de certa forma ele estava ali me ajudava um pouco. – eu não serei capaz de perdoa-lo se não tiver um real motivo para isso, ele esta diferente desde o jantar para os clientes no restaurante, eu não sei se serei capaz de continuar com ele. Não quero ser infeliz e nem fazer essa criança passar por algo assim. – disse baixo, olhei para a foto de meu pai e ele sorria talvez ele tenha gostado de saber que estou gravida, eu queria tanto ele aqui. Depois de ficar mais um tempo ali resolvi sair e andar pela cidade em lugares que eu sabia que nem Ji Sook e nem minha mãe iriam me achar, tudo o que eu queria era ficar sozinha para tomar uma decisão plausível e não cometer mais erros como os que já cometi.


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Eu já estou providenciando o proximo cap mais não tenho previsão de postagem
Como mencionei lá em cima, se alguém quiser me sugerir kdramas vou adorar são eles que me dão ideias para continuar escrevendo

Kiseu e ate


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...