1. Spirit Fanfics >
  2. 102 Desafios >
  3. Berlim

História 102 Desafios - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hello babys

Estamos aqui com mais uma história kkkkk

TA EU SEI QUE AS OUTRAS TAO INACABADAS. Mas é que eu não tô afim de perder essas histórias.
Então eu tô as postando, comentem
Favoritem e dêem suas notas
Aceito críticas também galeras
O melhor de um escritor é saber as opiniões das pessoas kkk


em fim boa leitura

Capítulo 1 - Berlim


Fanfic / Fanfiction 102 Desafios - Capítulo 1 - Berlim

Me Chamo Elizabeth Cooper, tenho 17 Anos e acabei de terminar a faculdade e já estava terminado a formatura, mamãe disse que estava orgulhosa mas que eu deveria arrumar um lugar pra mim ficar e que eu ja tinha responsabilidade pra isso. 

Riverdale sempre foi uma cidade pacata e calma, mas com os últimos acontecimentos descobri que o perigo aqui era enorme. Então decidi procurar um lugar para ficar em Berlim. 

Eu sei que é bem radical escolher morar em Berlim, sempre foi meu sonho e eu realizaria podendo ou não. Achei entre os jornais um alojamento de quatro pessoas e estavam precisando de mais uma por conta do aluguel. Não seria legal morar sozinha.. Peguei o telefone e liguei para o lugar, já tinha dinheiro pra passagens suficiente. Reservei o local e fui até o quarto da mamãe . Polly e ela conversavam sobre meu sobrinho 

- Mamãe, Polly... Berlim!

Disse dando pulinhos, mamãe me olhou perplexa e Polly saiu do quarto com raiva

- Oque vai fazer em Berlim Elizabeth ?

- Morar 

Ela riu freneticamente.. aquilo significava que mamãe estava brava comigo. Mas eu não liguei

- É meu sonho... E eu vou

Sai do quarto e fui diretamente para o meu. Avisei a minha amiga verônica e fiquei quase meia hora me despedindo da garota. 

Coloquei algumas roupas nas malas e fui dormir, amanhã seria um longo dia


Mamãe nunca concordava comigo em nada, mesmo que ela disser que está orgulhosa de mim, lá no fundo ela achava que eu era uma louca da vida, que eu não tinha responsabilidade nem capacidade pra nada. Amanhã seria o dia de mostrar do que eu sou realmente capaz...

 


[•••]


Vamos dizer que não foi fácil de convencer as pessoas de que eu ia pra Berlim mesmo, mas foi mais fácil pegar as malas e chamar um táxi.  Paguei o motorista e sai do mesmo, já tinha comprado as passagens e claro já estava no aeroporto, entrei na fila esperando a minha vez de entrar pro avião. Cheguei bem na hora, então não precisava esperar. Verifiquei as malas e entrei no enorme veículo voador. Eu gostava de chamar assim. 

A algumas horas e dois dias estava chegando em Berlim. Só precisei de mais um avião pra isso. E finalmente respirar aquele ar que tanto sonhava.

Sai para fora do avião e respirei fundo, o ar era o mesmo mas pra mim era diferente, sorri começando a andar. Olhei o mapa do aeroporto a procura do endereço, a casa era bem pertinho e eu agradeci andei pelas ruas devagar as apreciando, sentia algumas lágrimas sobre meus olhos. As capturei sem muito sucesso, avistei a pequena casa... Era grande e não pequena, tinha uma cor marrom e um formato medieval. mas era linda.

Bati na porta e esperei que alguém abrisse, senti um leve calafrio e ouvi a porta rangir 


- Oi....

- oi. Elizabeth não é ?

Perguntou o moreno, ele tinha o cabelo caído e era magro até demais, sua voz era pouco grave e ele usava uma causa jeans com uma camisa preta. Seus olhos eram de uma cor esverdeada ele era alto...

- ei, tá acordada?

Senti minhas bochechas corarem  e sorri desfarcando
 
- Sim... me chame de Betty

- Pode entrar Betty cooper 

Ele disse rindo, se afastou e eu entrei

- Sou Joghead... Mas pode me chamar de jug

Disse me guiando, passei por um corredor de cor mármore e chegamos ao que parecia uma sala, Vi uma garota morena e baixa, seus cabelos eram de cor café ondulados e seus olhos eram azuis. Ela era magra também e a achei fofa de primeira, ela usava uma camiseta curta e creme com uma uma brusa de manga de mesma cor, ela usava um short creme e uma sapatilha de mesma cor  

- Ae baixinha.. essa é a Betty

Disse jug, acenei para a garota que veio até mim e me abraçou 

- Sou Davina.. mas pode me chamar de Davis..

- ou anã de jardim 

Diz jug rindo, dei uma breve risada e ouvi outra voz masculina

- Para de zoar com a minha namorada pirralho... Kol, você deve ser a Elizabeth 

O garoto apareceu na sala e me cumprimentou, ele era alto e moreno também, seu cabelo era de um topete alto castanho, seus olhos eram de um castanho claro... Escuro... Sei lá mas era castanho sua roupa era uma brusa de manga preta e uma causa jeans de mesma cor 

- Prazer em conhecê-los.. Davis? Jug ?.. e kol?

- Kolvencido 

Disse jug e eu ri, ouvi um barulho de tapa e vi a mão de kol na cabeça do mesmo, revirei os olhos e ouvi Davina rir

- Se comportem seus ogros.. ela Nem disse qual a idade dela ainda...

- A ... 17, por que ?

- kol e Jug tem 18... E eu Tenho 16

- Uau...

Disse os olhando

- Por favor não denuncie meu amigo por pegar uma demenor 

Disse jug apontando para Davina e kol, damos risada, eu já estava tão feliz que deixei uma lágrima escapar, a capturei sem que eles percebessem e ouvi Davina Falar

- Eu vou te mostrar seu Quarto, vem!

- Se ela for te acediar, pode gritar 

Ouvi jug e voltei a rir, kol deu outro tapa nele e segui Davina entre os corredores e chegamos a uma porta marrom.

A abri reparando o quarto, era de um marrom.. era tudo marrom e mármore. A cama era solteira e de madeira, bem rústica e bonita. Eu ficaria aqui até encontrar um lugar melhor pra morar... Sozinha dessa vez. Me joguei nela percebendo a hora e aos poucos adormeci


Notas Finais


Foi isso por hoje
Comentem
Dêem suas notas verdadeiras
E favoritem pra receber mais caps..

Até a proxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...