História 103 dias - incesto - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 37
Palavras 430
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 29 - Olhos Fechados


Meu pai começa a passar mal e cai no chão, minha mãe anda na direção dele, todos estão em volta dele, incluindo a medica que estava com a minha irmã. Enquanto eles o atende eu vou correndo pro quarto da Larissa, me cerifico de que não tem ninguém lá e entro "Vamo embora agora" falo pra ela indo ate a cama e tirando os fios que estavam no seu braço "O que houve?" ela pergunta ainda muito abalada mas medicada e bem melhor que antes

 "Eu disse tudo pro pai e agora vai da merda, vamos sair daqui."

"O que? Como você foi fazer isso? Meu Deus Gustavo." ela se apoia em mim e conseguimos sair do hospital por outra porta. Coloco ela no carro e dirijo de volta ao apartamento "Você é louco?" ela diz gritando e me batendo "Eu to dirigindo não me atrapalha" ela coloca as mãos no rosto e continua falando "Você foi muito impulsivo, não da pra acreditar." chegamos ao apartamento e sou parado pelos moradores e ate o sindico do prédio "Que sangue é aquele no chão? A camera mostrou essa menina sangrando" um dos caras me pergunta enquanto os outros cercam eu e a minha irmã, ela abraça o meu braço, eu empurro o cara na minha frente e digo andando para o apartamento "Vai cuidar da vida de vocês." 

Entramos em casa, tranco a porta e a ajudo se sentar no sofá "Você ta bem?" pergunto enquanto ela me olha perplexa "O que você acha? Você acabou com a nossa vida Gustavo." ela começa a chorar e eu tento abraça-la ela nega me empurrando e se levanta do sofá. Vai ate o quarto andando devagar e eu vou junto. Ela arruma suas roupas e começa a colocar tudo em uma mala, eu vou ate ela e tiro todas as roupas, ela me empurra e eu nervoso volto a tirar as roupas e jogo elas no chão "Me solta" ela diz nervosa, eu agarro ela e a prenso contra a parede "Fica Calma" "Me solta Gustavo" ela diz tentando me empurrar. Eu nem sei mais o que estava fazendo naquele momento, ela continuava tentando me empurrar, então eu rasguei a roupa dela e a deitei no chão "Eu não quero agora" ela diz com uma voz mais baixa agora quase se rendendo "Para Gustavo" ainda tento tirar toda a roupa dela e finalmente consigo

"Isso não é certo"

"Eu não ligo"

"Para.... Gustavo Para"

"Não"

 Começo penetrar ela e a gente transa ali no chão, eu não pensava em mais nada, eu só queria ela, nada mais interessava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...