1. Spirit Fanfics >
  2. 12 horas para me salvar >
  3. Dia 36

História 12 horas para me salvar - Capítulo 27


Escrita por:


Notas do Autor


Volteiiiii ❤❤❤❤❤❤
Preparados pro capítulo de hoje? Hehehe :v

Capítulo 27 - Dia 36


07:42 da manhã 

 

Naruto se espreguiçou e continuou deitado na cama. Abriu seus olhos e deu um pequeno suspiro. A luz que entrava pela janela indicava que ele talvez estivesse um pouco atrasado para sua aula, mas o mesmo nem ligou.

Se sentou na cama e enquanto calçava seus chinelos, ouviu uma voz:

- Bom dia bela adormecida. - Sasuke!

- Teme??? O que faz aqui a essa hora? - o loiro riu se levantando. 

- Adivinha.... uma chance. - Sasuke se virou na cama de Shikamaru e se encostou na parede. 

- Você e a Saky brigaram de novo! 

O balançar de cabeça do moreno foi o suficiente para saber que havia acertado. Dessa vez foi o loiro que balançou a cabeça. 

- Tsc, tsc, tsc..... sei não viu.... - Naruto falou conferindo o celular.

- Ela já mandou algo sobre me odiar? - Sasuke perguntou. 

- Ainda não. Mas deve ser porquê sabe que você está comigo agora. Logo ela manda você tomar naquele canto. 

- Hum..... vamos no Nagato?

- Encher a cara essa hora?

- E tem hora pra isso? - o moreno lançou um riso divertido. - Sei que está em abstinência pela sua crush, mas uma vez só não faz mal....

- O que eu não faço pelo meu melhor amigo de coração partido..... - Naruto entrou no banheiro. - Me dá 10 minutos. 

- Se passar 11, vou dizer que você mudou de lado.

- Ai Sasuke, paraa..... - Naruto afinou a voz e ambos riram.

- Mas impossível isso.... você nem mesmo contestou o que eu disse antes. - Sasuke falou se levantando do beliche e indo até a cadeira de uma das escrivaninhas. Sua consciência bateu lembrando qual outro casal dormia naquele quarto...

Naruto deu um riso meio amarelo e tomou seu banho. Sasuke pôs uma música como fundo e ficou esperando o amigo. Exatos 9 minutos depois, Sasuke já estava berrando:

- VAMO LOGO DOBE!

- JÁ VAI SEU TEME DE MERDA! - Naruto gritou enquanto arrumava as mechas loiras. 

Deu mais uma olhada no espelho e foi quando percebeu um pequeno frasco de remédios com cor azul.

"Droga!" Pensou imediatamente. "Não creio que ela esqueceu isso logo hoje!"

Hinata estava tomando aquele suplemento que servia tanto para a gravidez, como também ajudava em diminuir a falta de ar que sentia quando ficava muito nervosa. E logo hoje ela estava indo entregar uma parte importante do TCC que passou dias fazendo. Naruto tentou pegar seu celular e ligar para a mesma mas percebeu que ela já devia estar na sala de aula. 

Então rapidamente pegou o celular e seu casaco preto. 

- Foi mal Sasuke, depois a gente bebe. Tenho que entregar algo!- o loiro gritou enquanto corria apressado do quarto, deixando um Uchiha mais puto ainda.

 

 

 

 

 

 

 

***

 

 

 

 

 

Hinata corria feito louca. Tudo naquele dia estava dando errado! Primeiro que seu shampoo acabou, depois bateu o dedo mindinho na quina do beliche, no RU tropeçou e deixou seu suco cair em cima de um dos senseis de outro curso  (logo o Orochimaru, que pareceu entoar alguma maldição para a morena) e por fim, sua sandália de tirinhas de couro e pérolas se soltou no meio do pátio. 

Como se isso não bastasse, estava ocorrendo uma reforma perto do bloco de Letras e ela teve que dar a volta, percorrendo quase 1 km a mais do que o previsto. Hinata corria esbaforida e sentia o suor escorrer por todo seu corpo. Quando chegou perto de um dos lagos do Campus, sendo este apelidado de Lago Yakage* (algo a ver com uma sombra estranha que aparecia de noite e seguia algumas garotas do campus) teve que parar para recuperar o fôlego. 

"Chega.... vou tomar o remédio, não aguento mais!" Pensou. 

Pegou sua bolsa e bebeu um pouco de água. Procurou mas não achou seu remédio num frasco azul.

"Essa não.... eu esqueci? Mas como? Aposto que estava aqui..." pensou e se abaixou para procurar melhor. 

Com a guarda baixa, não percebeu a presença de 3 pessoas atrás de si.

- Procurando algo Hinata-san? - Hinata sentiu um frio na espinha com essa voz.

- Shion.... - falou com nojo.

Se levantou e deu de cara com as outras duas cúmplices da loira. Segurou firme a alça de sua bolsa.

- Não tenho tempo para vocês. Saiam. - ordenou tentando passar confiança. Mas sua voz estava um pouco rouca e seu cansaço era visível. Aquela era a pior hora possível para ela.

- Olha o tom que usa conosco sua vaca! - Sui falou rangendo os dentes. 

- Se acha tão corajosa.... mas sabemos que a vadia da Karin foi embora na semana passada. Está sem sua segurança particular desde então! - Tayuya alfinetou. 

- Agora não passa de um coelho indefeso.... - Shion riu com escárnio. 

- Posso ser um coelho.... mas vocês são três cobras venenosas da pior espécie! Não, talvez comparar vocês a cobras seja xingar os répteis..... vocês são algo tão horrível que eu não consigo nem pensar agora. São os seres mais escrotos da face da terra! - Hinata falou com toda a força que pôde. 

Os olhares arregalados das três arrancou um sorriso da morena. Sabia lidar agora com elas. Apenas devolveria tudo. Mas parece que bem nessa hora o destino resolveu atrapalhar, quando percebeu entre algumas árvores ao longe a silhueta de Shino.

Se ele estava ali, então Kiba.... não! O medo e pavor a tomaram. Shion percebeu isso e foi sua vez de atacar, terminando o que começou. Fez um sinal para as outras duas e sorriu. 

- Você se acha toda né Hinata? Mas eu já cansei dessa sua cara de sonsa! - Shion falou e andou um pouco mais para perto de Hinata.

- Não tem mais ninguém aqui pra te defender! - Tayuya riu e fez o mesmo, completando um triângulo ao redor da morena.

- Sua amiguinha está bem longe agora! - Sui avançou e arrancou a bolsa da mão de Hinata, jogando-a no lago.

- NÃO! - Hinata gritou desesperada. 

Ver todos os papéis se espalhando sob a superfície do lago... todo o trabalho duro que teve agora e todas as anotações para seu TCC que ela deveria entregar naquele mesmo dia.... perdidos!

Ela não teve tempo de fazer uma cópia de tudo e mesmo assim, estavam no notebook de Temari, já que o seu pifou no sábado, e a mesma usava seu notebook numa apresentação de seminário naquele momento.  Seus olhos tremiam e suas mãos também. 

- Sabe de uma coisa Hinata? Quando o bebê nascer, você não terá tempo de lavar o cabelo.... deixa que a gente te ajuda a cortar. - Shion pegou a tesoura que trazia em seu casaco e puxou os longos fios de Hinata, jogando-a no chão. 

As três ficaram em cima da morena, segurando seus pulsos e pernas enquanto que Shion segurava a tesoura. Hinata tentou se debater mas foi em vão. 

- Depois vamos jogar uns ovos nela, pra deixar com um cheiro bem legal! - Tayuya riu alto.

- Ei, talvez fique melhor do que já está! - Sui riu alto também. 

As mechas negras caiam em cortes irregulares e Hinata não pôde se impedir de chorar. Por quê nunca gostou de cortar o cabelo? Simples, suas únicas lembranças da mãe sempre a retrataram com os longos fios sedosos. Era uma maneira de se sentir mais parecida ou mais achegada da falecida Hannah.

- PAREM COM ISSO JÁ! - Shion na mesma hora foi empurrada e caiu de bunda no chão. 

A princípio as três ficaram estáticas, mas logo Tayuya e Sui se levantaram e se entreolharam com medo. Shion estava de costas mas ao virar o rosto para gritar, sua voz morreu na hora. Foram descobertas! Pelo choque a loira não conseguiu se mover e teve que ser levantada pelas amigas.

Hinata ainda estava de olhos fechados, as mãos na barriga, não conseguiu se defender mas... será que essa voz.... é o seu salvador? Apenas sentiu algo quente puxar seu corpo, alguém a carregava no colo. Mas... quem?

Antes que pudesse abrir seus olhos, o olfato foi o sentido que o entregou. Aquele cheiro..... o mesmo de quando conversaram no restaurante. 

"Ah é, eu uso o shampoo de morango. E o seu?" a voz doce e animada. 

- QUE MERDA TÁ HAVENDO AQUI? - Naruto gritou. 

Hinata abriu os olhos e viu as veias saltadas no pescoço e mãos do loiro. Seus olhos azuis soltavam faíscas de puro ódio. Nunca vira ele assim.... nem mesmo quando Sai ferrava com a vida de Karin.

Shion e suas amigas tremiam. O que diriam diante daquilo? Que não era nada? Que tudo não passava de um mal entendido? Os cabelos de Hinata cortados e espalhados no chão, a arma do crime nos pés de Shion. Mas foi Tayuya que abriu a boca:

- Naruto....... err..... a gente só..... não....

- NÃO SE FAÇAM DE IDIOTAS! - Naruto gritou. - E não me tratem como um também! Eu não sou cego! Eu vi tudo!

- .... ela mereceu! - Shion falou. - Ela é uma vadia nojenta! Você não sabe o que ela fez, ela está te enganando! Como enganou o Kiba! 

- A mesma merda de história outra vez? Vai se fuder Shion! As únicas vadias daqui são vocês três! - Naruto berrou.

Shion engasgou e ficou sem saber o que retrucar. 

- Isso.... isso não vai ficar assim! Vamos Shion! - Sui puxou a loira e as três logo estavam correndo pelo campus.

Hinata sentia o coração do Uzumaki bater descompassado, assim como o seu. A visão de sua bolsa boiando com os papéis, sua franja toda irregular...

- Naruto.....

- Desde quando? - o loiro a interrompeu. 

- Eu...... isso foi.....

- Desde quando Hinata? Você quer que eu pense que essa foi a primeira e única vez? Acha que eu não percebia o seu medo em ir pra aula nos primeiros dias? De como você relaxou com a Karin e só ia para o bloco com ela?

Hinata engoliu em seco. Não podia mais mentir.... mas também não queria ter trazido tantos problemas para ele.

- Desde... o início das aulas... - falou se encolhendo mais nos braços dele.

- E por que não me disse? Por que não pediu minha ajuda? - a voz do loiro saia em tons irregulares. 

- ..............

- Por favor não diga que foi porque não queria me trazer algum prejuízo......

- .... Foi....

- HINATA EU NÃO IA ME PERDOAR! - o grito dele fez a morena tampar os ouvidos. - Eu não ia me perdoar se algo ocorresse com você de novo....

- De novo?..... o que quer dizer? - os olhos perolados se cruzaram com os azuis.

- ...... a festa..... em que você foi estuprada.... eu estava lá..... agora eu lembro daquele dia...... - a confissão de Naruto a fez arregalar os olhos. - Se eu tivesse desconfiado..... se desde o primeiro dia em que te vi, se eu tivesse ido atrás de você.... as coisas....

- Não me venha com "e se"! Não podemos garantir nada! Eu podia ser sua amiga e mesmo assim continuar iludida pelo Kiba! - foi a vez de Hinata gritar. 

- Mas nós não podemos saber! Eu poderia ter evitado! Eu poderia ter entrado naquele quarto e salvado você!

- Então é isso? - Hinata se debateu e Naruto teve que a pôr no chão. - É por isso? Você sente culpa? Sente pena de mim? É por isso que me ajuda? Pra se sentir um herói? Pra compensar o seu erro do passado?

- O quê? De modo algum! Hinata não é por isso! Eu....

- É porquê estou grávida? Só por isso você se preocupa comigo? - Hinata gritou chorando. 

- EU NÃO ESTOU NEM AÍ PRA SUA GRAVIDEZ! EU TE AJUDO POR VOCÊ SER VOCÊ! - Naruto segurou os braços da morena e a puxou de frente para ele. - EU GOSTO DE VOCÊ HINATA! 

A morena arregalou os olhos. Naruto continuou:

- Você é minha amiga! Uma amiga.... muito querida.... é claro que quero te ajudar.... sempre... mesmo que nossa amizade tenha começado de modo dramático, não estou envolto em nenhuma emoção boba prestes a acabar! O que sinto.... é pra sempre! 

O olhar dele era determinado. Hinata sentia o coração bater mais forte e seu rosto arder de vergonha. Poderia ser?..... será que ele estava na verdade dizendo nas entrelinhas que..... gostava.... dela.... de modo.... romântico?

- ........ eu..... eu achei que.... eu queria cuidar de tudo sozinha. - Hinata falou tímida mudando de assunto. 

- Acha que só com palavras vai conseguir se livrar de valentonas? - Naruto bufou.

- Faço curso de letras! É através de palavras que me expresso! Eu achei que.... o coração delas pudesse ser tocado assim... mas não funcionou....

- Nem todas as pessoas vão ser conquistadas assim..... às vezes se precisa usar mais do que palavras.... gestos.... ações..... e toque... - o rosto do loiro agora estava corado.

Um clima estranho se fez ali. Hinata sentiu suas bochechas ficarem quentes. Queria brigar com o loiro e dizer que ele não precisava ficar tão no pé dela, que ele não era parente dela nem namorado...... mas ao mesmo tempo amava a atenção que ele lhe trazia, o modo como ele olhava pra ele.....

Queria gritar e reclamar porquê na verdade não conseguia fazer isso com ele a olhando assim, dizendo coisas assim, com aqueles olhos.... aquela expressão.... aqueles braços gentis e protetores..... seu sorriso lindo..... aquela boca......

Ao longe, um sinal avisando a hora tirou ambos do devaneio. 

- Minha aula! - Hinata correu para o lago e pegou sua bolsa.

Naruto a ajudou e pegou os papéis, mas eles estavam tão molhados que se desintegraram em suas mãos. Hinata estava tão agitada que sua tristeza não a abalava mais.

- Eu.... sinto muito. - Naruto mostrou os papéis. 

- Tudo bem..... pode jogar no lixo..... - Hinata falou tentando ligar seu celular e suspirou quando a tela acendeu. - Sorte a minha pôr isso na necessaire......

- Você... não está pensando em ir na aula assim né? - Naruto a olhou de soslaio. A vergonha por sua confissão começou a surgir agora. Sasuke estava totalmente certo....

- Ah.... eu não tenho outra escolha. Tenho que ver a Kurenai-sensei e explicar tudo. Não adianta chorar por leite derramado né? 

- Temos que ligar pra polícia! Pra reitoria! Não foi culpa sua.

- Eu vou ficar bem... obrigada Naruto. 

- Hinata! - Naruto segurou em sua mão mas quando ela o olhou, ele desviou o olhar e soltou a mão dela. - Só.... confia em mim..... por favor.

- Você também.... - Hinata sorriu.

- Vamos.... o Sasuke tá lá no quarto, ele pode dar um jeito no seu cabelo. A gente só vai chegar mais tarde na aula mas é melhor assim.

- Sasuke sabe cortar cabelo? - Naruto deu um risinho.

- Sim..... ele aprendeu sozinho.

- Como?

- Ah.... não posso falar...... é algo íntimo dele e da Saky.

- ..... é melhor não Naruto! Se eu cortar meu cabelo, as pessoas vão achar que me atrasei de propósito! Devo ir assim mesmo e mostrar as provas que tenho a favor.

- Tem certeza disso?

- Sim.

Hinata ajeitou sua bolsa e foi andando em direção a sua sala. Mas no meio do caminho Naruto a seguiu.

- Espera.... eu vim te dar isso. Você esqueceu no banheiro. - ele mostrou o frasco. 

- Então não foi ao acaso você vir me encontrar.... - Hinata sorriu.

- O que?

- Nada, até mais tarde! - e dizendo isso a Hyuuga correu.

 

 

 

 

***

 

 

 

 

- Você acredita que ela veio me falar da minha lingerie? Minha mãe é doida. - Karin falou com os braços cruzados do lado da porta. 

Kurenai estava atendendo seus alunos do TCC e Kakashi ainda não havia chegado. Sendo assim a ruiva não teve outra opção a não ser ficar ali fora, esperando. 

- Ai...... ela é igualzinha ao meu avô então... - Suigetsu segurava a barriga de tanto rir. Desde que Karin saiu do dormitório e voltou a morar com os pais, o platinado e ela sempre se falavam. Começou com um breve agradecimento da ruiva por aquela noite e se seguiu numa troca de mensagens constantes e visitas dele ao bloco dela, no tempo livre. 

- E o pior foi essa regra da moto! Só posso usar tantos litros de gasolina por dia, eles estão me vigiando! Só porque o cretino do Sai falou do meu cartão...... não que eles vão pagar o estrago, mas eu tive a honra de ficar sem o meu por 1 mês. Não sou uma adolescente maluca!

- Mas se parece com uma. - Suigetsu riu.

- Devo falar da sua tatuagem de bode extraterrestre nas costas? - Karin riu.

A ruiva fora a piscina num clube em que seus pais eram sócios no domingo e acabou vendo o Hozuki nadando por lá. Suigtesu corou.

- Foi uma aposta...... e eu vou tirar. - ele gaguejou. 

- Mas ficou legal. - a ruiva riu.

- Só uma louca diria isso.

A conversa de ambos fora cortada quando um vulto moreno passou no meio deles.

- Nossa, essa menina cortou o cabelo com barbeador? Que merda que ficou..... - Karin alfinetou mas quando viu que era Hinata, ficou doida no mesmo instante. - HINATA! O QUE VOCÊ FEZ NO CABELO?

- Karin! Que bom que está aqui, não achei que viesse. Kakashi disse que não vinha mais hoje, então achei que só te veria de tarde. - Hinata falou gentil como sempre.

- Você pirou? Como está bem? O que houve com você? - Karin perguntou analisando o corpo da amiga. Viu fios de cabelo em toda a blusa. - Isso.... foi agora?

Então percebeu o olhar de Hinata para dentro da sala e notou que Shion e as vadias não estavam ali.

- ELAS ME PAGAM! PUTAS! NÃO POSSO SUMIR POR 1 DIA E ELAS FAZEM ESSA MERDA. - Karin gritou chutando uma lata de lixo.

- Hey calma! Ô Hinata, você tá bem? Quer mesmo ir pra aula? - Suigetsu se aproximou. 

- Hinata?! O que houve com você? - Kurenai saiu da sala com mais alguns alunos.

Foi só então que Hinata se lembrou do seu TCC que fora perdido. 

- Sensei..... eu....... eu sinto muito...... - Hinata mostrou sua bolsa e o cabelo cortado. - Eu fui descuidada e..... e aconteceram coisas......

- Calma, vai ficar tudo bem. Venha, vamos a enfermaria. - Kurenai olhou ao redor. - Srta. Uzumaki, pode guiar sua amiga para lá? Só vou atender mais um aluno e logo estarei chegando. 

- Sim! - a ruiva segurou um braço de Hinata e ambas junto com Suigtesu de escolta foram a pequena sala da enfermeira. - O meu primo já sabe disso?

- Sim..... por favor ligue para ele e.... peça pra trazer o Sasuke. - Hinata falou e entregou seu celular a Suigtesu. - Mas tire uma foto minha antes, quero colher provas do que aconteceu. 

 

 

 

 

 

 

 

 

***

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Shion entrou no depósito junto com Tayuya. Sui chegou um pouco depois arfando. O suor escorreu pela testa da loira e pingou no chão. 

- PORRA! - Shion se ergueu e começou a chutar as caixas em sua frente. - PUTA! VADIA! DESGRAÇADA! INFERNO!

- Ei...... que merda é essa? - Kiba surgiu da escuridão do lugar.

- Kiba-sama...... err.... - Sui engasgou com sua própria saliva. - Nós....

- Deu tudo errado.... pegaram a gente. - Tayuya falou. 

- ......... fudeu tudo.... - Shion vociferou.

- Não meninas.... nada é por acaso.... - Kiba se aproximou de Sui e sorriu.

- Como que não? O Naruto viu a gente! Ele me odeia agora, acha que sou a vilã da história! - Shion gritou com o sangue fervendo. 

- Eu sei disso..... e sei também que a Hinata vai usar as provas que tem contra vocês.... - Kiba falou.

- Mas.... então como que isso foi bom? - Sui perguntou como um gato assustado. Não queria se histérica, não na frente dele.

- Hinata pensa que não tem nada a perder..... mas as únicas testemunhas que ela tem são o loiro e ela mesma. Vocês tem o Shino e a mim.... - Kiba agarrou Sui e passou a mão nas costas dela. O que deveria ter sido bom, foi algo quase forçado para a garota. - Eu mandei vocês pegarem ela longe das câmeras e isso é algo que fizeram.....

- Ainda não vejo como podemos nos safar dessa. - Tayuya falou cruzando os braços nervosa. 

- Vocês aceitaram me ajudar de bom grado.... mas agora é a minha vez de agir... - Kiba sorriu diabólico. 

- ....... você disse que ela não tem nada a perder..... mas ela tem não é? Ela deve ter. - Shion falou com raiva. - Nos diga! QUAL A MERDA DO PONTO FRACO DELA?

Kiba olhou de modo feroz para a loira e pela primeira vez, Shion percebeu que se meteu numa grande enrascada. 

- O bebê. - a voz dela era fria e sem compaixão. 

Hinata tinha razão..... aquele homem era um demônio. E Shion e suas amigas haviam entregue a vítima na mão dele. Mas era tarde demais agora...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Eu ia fazer ela e o Naruto terem uma DR desgraçada e se separarem mas resolvi ser boazinha com vocês :v
Até a próxima meus amores ❤❤❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...