História 13° Distrito - Yoonmin - Capítulo 35


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Lemon, Namjin, Vhope, Vhopekook, Vkook, Yoonmin
Visualizações 119
Palavras 1.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olar
Turubom?
Bom, era para eu ter postado antes, mas como esse fim de semana estava sem muito tempo eu não consegui terminar de escrever antes ;u;
Enfim... o que importa é a intenção u.u
Boa leitura <3
PS: cap sem capa pois eu estava com preguiça de arrumar bonitinho, então depois eu coloco ;u;

Capítulo 35 - Now You Are Part Of It


— Bom dia hyung. – Jimin disse sorrindo assim que abri os olhos, vendo que ele devia estar me observando a um bom tempo.

— Bom dia Jiminie. — Sorri para o mesmo, o beijei e o puxei para perto o fazendo ficar por cima de mim.

— Dormiu bem?

— Dormi, e você?

— Também, mas o bom de dormir é que toda vez que eu abro os olhos você está aqui do meu lado.

— Eu te amo, sabia? – Levei minha mão até o seu rosto, afastando uma mecha do seu cabelo e colocando atrás da sua orelha.

— Eu também te amo. — Me beijou e a porta do quarto foi aberta e logo depois Jihyun entrou no quarto.

— Essa hora da manhã e vocês já estão se pegando aqui. — Cruzou os braços e balançou a cabeça em negação. — Ainda bem que meu quarto é quase no fim do corredor.

— Não seja exagerado Jihyun. — Jimin revirou os olhos e Jihyun deu língua para ele.

— Maturidade passou longe. – Falei e os dois me encararam com um olhar nada bom. — Não está mais aqui quem falou. — Levantei os braços em rendição.

— Mudando de assunto, eu vim aqui pra chamar vocês pra tomar café da manhã.

— Mas tão cedo assim? Acabou de amanhecer.

— Pois é, já amanheceu. Se tomarem café cedo vão poder aproveitar bem o dia.

— Como você pode ter tanta disposição a essa hora da manhã? — Perguntei como se aquilo fosse algo impossível.

— Deixem de ser preguiçosos e andem logo. – Foi até a porta onde parou e se virou novamente para nós. — Eu estou esperando vocês dois.

— Só você? — Jimin perguntou para o outro que sorriu.

— Não, mas eu sou o único que importa meus amores. – Ele disse convencido e saiu do quarto, fechando a porta atrás de si.

— Vamos nos trocar e descer antes que Jihyun venha nos puxar pelos cabelos. – Jimin me beijou novamente e se levantou, indo até a mala e tirando uma roupa de lá de dentro para que pudesse vestir.

— Okay. — Fiz o mesmo que Jimin, e assim que estávamos vestidos saímos do quarto.

Assim que chegamos na sala de jantar estavam todos sentados ali, o pai e a mãe de Jimin um em cada ponta, e Jihyun mais no centro da mesa olhando para a mulher com uma cara de tédio enquanto tomava café e ouvia a conversa dos mais velhos. Me sentei na frente de Jihyun e Jimin se sentou ao meu lado.

— Bom dia. — O pai de Jimin falou para nós dois.

— Bom dia pai. — Jimin respondeu e um sorriso apareceu no rosto do mais velho ao escutar a resposta que tivera.

— Estávamos falando de vocês agora a pouco. — A mulher disse fazendo com que voltássemos nossa atenção para ela.

— O que estavam falando? — Jimin perguntou meio desinteressado, mas ela fingiu não perceber.

— Estava falando de como eu vejo que a amizade de vocês é forte.

— Sim, somos muito amigos.

— Quem sabe quando você for conhecer sua pretendente Yoongi não acabe gostando da irmã dela, vocês seriam praticamente da mesma família. – Assim que terminou de falar Jimin se engasgou com o café que estava tomando.

— Desculpe, o que disse? — Perguntou assim que estava melhor.

— Estava falando sobre sua noiva, ela é de boa família e a irmã dela é adorável.

— Noiva?

— Sim querido, ela foi prometida a você quando eram crianças.

— Me desculpe, mas eu não vou me casar com nenhuma garota. E pode avisar isso para ela por favor.

— Como assim não vai se casar?

— Não vou e fim de papo.

— Eu não posso simplesmente desmanchar um casamento que está sendo planejado a anos.

— Não vou me casar com alguém que nem conheço.

— Mas você a conhece, vocês eram bem próximos. E vão ter o resto do mês para ficarem juntos antes do casamento.

— Eu não vou me casar.

— Kwan fale para seu filho como as coisas são, eu não posso cancelar esse casamento.

— Meu filho tente entender...você vai ter bastante tempo para conhece-la.

— Eu não posso cancelar esse casamento pela segunda vez.

— Como assim?

— Eu não quis casar com a naja e estão empurrando ela para você Jimin. – Jihyun disse olhando para ele.

— Se nem Jihyun quis se casar com ela por que eu iria querer?

— Yoongi, diga algo por favor. Ponha na cabeça desse seu amigo que ele tem que se casar com ela.

— Infelizmente não posso.

— Por quê? — Ela questionou sem entender.

— Por que ele é o meu namorado e eu não vou o trocar por uma garota que nem conheço.

— Como assim seu namorado? Você está inventando isso para não ter que se casar.

— Quer que eu prove, é isso mesmo? — Ela acenou a cabeça positivamente e Jimin me beijou, entrelaçando seus braços no meu pescoço e eu levei minhas mãos até a sua cintura, pedindo passagem com a minha língua o que o mesmo cedeu e logo nos separamos, olhando para todos ali que estavam meio espantados, menos Jihyun que sorria olhando para a mãe que estava boquiaberta.

— Kwan fale algo, ou você vai aceitar essa pouca vergonha?

— Respeite a decisão do nosso filho, se ele é feliz com Yoongi eu fico feliz por ele e isto já está de bom tamanho.

— Eu shippo. — Jihyun disse fazendo um coração.

— Vocês são tão...tão...argh. — Se levantou de uma vez e saiu dali, nos deixando sem entender o que estava acontecendo.

— Não pensei que você fosse reagir assim. – Jimin falou encarando o mais velho.

— Eu já imaginava essa possibilidade, e digamos que vocês não são muito bons escondendo marcas.

— Não está bravo?

— Não, você está feliz e Yoongi é uma boa pessoa, a única coisa que posso fazer é ficar feliz por vocês.

— Obrigado por compreender.

— Que tipo de pai eu seria se forçasse você a ficar com alguém que não gosta? Eu só quero o melhor para você e para seu irmão.

— Vamos comer! — Jihyun falou visivelmente animado, pegando um pedaço de bolo e colocando em seu prato.

— Pode me passar a geleia? – O mais velho perguntou e Jihyun entregou para ele.

— Meu deus, eu achei gente com mais problemas mentais que eu.

— Vão se acostumando, vocês também são da família. — Kwan disse sorrindo enquanto comia uma torrada, recebendo um sorriso de Jimin.

— Então eu acho que também vou querer um pedaço de bolo. – Falei entregando meu prato para que Jimin pudesse pegar para mim.

— Você não presta Yoongi.

— E você muito menos.  


Notas Finais


Espero que tenham gostado...
Eu vou fazer o grupo logo logo
Até o próximo cap, beijinhos ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...