História 15 motivos para te odiar - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Park Ji-min (Jamie Park)
Personagens Park Ji-min (Jamie Park), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 54
Palavras 2.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Capítulo 8


Estou considerando algemar o Park novamente, o que ele tá fazendo só pode ser piada com a minha cara


S/n: O QUE PORRA É ESSA NO MEU SOFÁ? - Ruby me olha sorrindo e o idiota arregala os olhos 


RY: que eu saiba, essa casa é do meu namorado - arregalo os olhos - não é amor? - ela da uma risada - ele me chamou para ir ao baile de inverno com ele, já é semana que vem - aperta a bochecha dele que dá um sorriso - e você? 


S/n: eu o que? - falo ainda processando tudo 


RY: vai com quem ao baile? - fala o óbvio 


JM: com ninguém - se pronuncia pela primeira vez na noite - ela vai ficar em casa, assistindo os filmes dela, certo? - olha para mim sorrindo  


S/n: não - ele faz uma cara com um misto de confusão e surpresa - Brian me chamou - a vadia arregala os olhos - vou com ele 


RY: você sonhou de mais? - da uma risada falsa - nunca que ele te convidará 


S/n: ele está subindo - dou de ombros - pergunte a ele 


RY: O QUE? - se levanta e pega sua blusa que já estava jogada no chão - por que você? - me olha com raiva - você sempre quer tudo que é meu 


JM: por que está com tanta raiva? - olha para ela com a sobrancelha arqueada 


RY: não é nada meu amor - da um beijo nele - só ela que tenta pegar tudo que é meu 


JM: ele por acaso é seu? - se levanta 


RY: já foi - da de ombros 


S/n: ele não tá subindo não - ela me olha com raiva - foi só para acabar com a putaria no meu sofá


JM: estraga prazeres - revira os olhos 


S/n: sai da minha casa - abro a porta 


RY: o que? - olha para Jimin - não deixe ela fazer isso 


S/n: se ele falar alguma coisa - ele olha para mim - vai dormir na rua, agora anda - pego pelo braço da garota - sai daqui - empurro ela para fora 


Bato a porta e me viro suspirando e encostando na mesma, tudo sendo muito bem observada pelo Park, que me olha curioso 


S/n: Tá olhando o que? - fecho os olhos 


JM: você tá com ciúmes - da uma risada 


S/n: Jimin - abro os olhos - olha bem para minha cara - aponto para mim - e vê se estou com paciência para você e suas gracinhas 


JM: você tá morta de ciúmes - sorri grande e se aproxima de mim - relaxa... Você é a única que importa para mim - se aproxima de meu rosto - você sabe disso, não é? 


S/n: se eu fosse a única, você não estaria namorando - falo empurrando ele - que lindo - bato palmas - tomara que se fodam - ele arregala os olhos - se comam, se estrupem - ele prende a risada - sejam felizes, de janeiro a janeiro até o mundo acabar - dou um sorriso falso - porque o amor é lindo, ela que é uma vadia feia - fecho a cara - e isso não é ciúmes 


JM: o que é então? - fala sorrindo 


S/n: eu estou com raiva - falo batendo em seu paitoral - raiva de você - coloco o dedo apontando para seu peito - sabe o que ela já fez comigo e ainda sim namora com ela, o que me deixa surpresa, você namorando - suspiro cansada - e ainda diz que sou a única que importa - dou uma risada sarcástica - não quero ela aqui dentro, se quiser ver ela terá que sair, ouviu? 


JM: não precisa ser assim S/N - se aproxima - é claro que você é a única que importa 


S/n: certo, certo - passo a mão pelo cabelo - vou sair com o Tae, até amanhã 


JM: não volta para casa hoje? - se senta no sofá 


S/n: não - pego meu casaco - não quero ela aqui dentro - pego a chave do carro - ok? 


JM: ok - revira os olhos 


Saio de casa ainda processando tudo, ele tá namorando? Por que isso tá me afetando? Eu nunca fiquei assim, por que isso agora? Sera mesmo que sou a única que importa? 


Essas perguntas rodaram por minha cabeça até eu chegar na porta da casa de Taehyung. Desci do carro e corri para a porta, bati várias vezes sem orar até ele abrir, com cara de sono... não julgo, já são 3:30AM


TH: S/n? O que faz aqui? - coça os olhos 


S/n: quero que me leve ao galpão - ele arregala os olhos 


TH: como sabe disso? - me puxa para dentro 


S/n: não importa - me sento no sofá - vocês tem armas lá, não é? 


TH: sim - se senta ao meu lado - de todos os tipos 


S/n: ótimo, me leve até lá - ele me olha relutante - por favor - faço carinha de choro 


TH: aish, tá bom - se levanta - vou me trocar 


Espero ele descer para irmos, fico mexendo no celular, falando com Kit, ela sabe o que fazer nessas horas 


Catenguinha❤


Kit, preciso da sua ajuda, urgente 


O que? Brigou de novo com o namorado? O que foi dessa vez? 


Bem, ele tá namorando com a Ruby 


O QUE? Me fala isso direito 


Ela falou hoje, ele não discordou, eles vão juntos ao baile, e eu estou triste, mas não sei o motivo, ele sempre fica com várias e eu nunca fico assim 


Você tá gostando dele


Não dá para falar com você 


Mas é a verdade, se você ver casais na rua e se imaginar com ele, pode ter certeza de que você tá muito afim 


Duvido que isso vá acontecer, mas vamos ver 


Ok, me conte, vou dormir agora, beijo amiga 


Beijo 


Catenguinha❤ (off)



Escuto passos e olho para a escada, vejo Taehyung descendo com uma blusa preta e uma calsa jeans rasgada no joelho, ele pega a chave do meu carro na minha mão e vamos para fora de casa


Ele dirigiu em silêncio até o local, não saímos do carro, e estávamos em silêncio, um silêncio que incomoda, mas sei o que ele quer saber, então vou ter que mentir, Jimin pode se ferrar se eu contar que ele escorregou e me disse sem querer 


TH: como sabe do galpão? - me olha


S/n: ouvi uma conversa sem querer - falo a primeira coisa que me vem à mente 


TH: que coisa feia - da um sorriso aliviado - ouvindo a conversa dos outros - eu dou um sorriso - ninguém pode saber disso, ok? 


S/n: sem problemas - abro a porta - vamos?


TH: agora 


Entramos no galpão e é lindo, tem móveis super modernos e vários jogos de mesa, além de um vídeo game e uma Tv enorme 


S/n: onde estão as armas? - ele me olha 


TH: para que? - arquea a sobrancelha 


S/n: acho que atirar vai me fazer esquecer algumas coisas - dou de ombros 


TH: vou te mostrar, vem - me puxa pelo ante braço até uma sala com senha - espera, você tem que se afastar um pouco - faço o que ele pediu - Kim Taehyung - fala e coloca os olhos perto de um sensor, destravado a porta - venha 


S/n: eu estou pasma - falo boquiaberta - olha só quanta arma de última tecnologia - olho para todos os lados - que legal - dou um sorriso 


TH: que bom que gostou - se vira e pega uma arma - acho que pode começar com esta - estende para mim 


S/n: certo - pego a arma - espero que não tenha muita pressão - verídico a munição 


TH: pode ficar tranquila - da uma gargalhada 


Começo a mirar no boneco e imagino a cara da Ruby ali, respiro fundo me posiciono e fecho os olhos, respiro fundo novamente e puxo o gatilho


TH: uou - fala com os olhos arregalados - você fechou os olhos, mas... - a frase morre 


Olho para o boneco e vejo que acertei bem no coração, dou um sorriso orgulhosa e olho para ele


S/n: olha só isso - aponto e disparo - aparece que eu nasci atirando - dou uma risada e olho para o boneco novamente - uou - dessa vez eu acertei bem na cabeça 


TH: não quer vir participar da nossa gangue não? - fala boquiaberta 


S/n: não - dou uma risada - sabe que quero ser delegada, não é? 


TH: é, eu sabia - coça a nuca - então... - é interrompido por um barulho - tem alguém entrando 


S/n: quem será essa hora? - tento ouvir alguma coisa 


TH: não sei - da de ombros 


Escuto passos perto da sala e uma voz atrás da porta que em um segundo é aberta, mostrando Park Jimin puto da vida 


JM: enlouqueceu Taehyung? - vai para cima do mais novo 


TH: olha, ela estava triste de mais, queria esquecer os problemas, então eu a trouxe - aponta para o boneco - olha o que ela fez 


JM: caralho - olha para mim - você vai ser uma ótima delegada - da um sorriso e eu viro a cara 


TH: eu... bom - fica sem graça - vou deixar vocês conversarem - sai da sala depressa 


JM: ainda está brava? - se aproxima 


S/n: não sei - dou de ombros - pergunta para suas putas - dou um sorriso e pego uma taurus 838 


JM: eu não levo mais ela lá em casa S/n - me prensa na parede e tira a arma da minha mão - prometo 


S/n: Eu sei que sou a pessoa mais desastrada, estressada, retardada, explosiva, ciumenta, briguenta, marrenta, idiota e teimosa que você conhece - abaixo a cabeça - mas logo ela Jimin? Não poderia ser outra não? 


JM: S/n, eu não quero nada sério - da uma risada - só estou com ela porque ela é boa de cama, mas ela não iria dar para mim se não fosse um compromisso - revira os olhos - em fim, se você quiser eu termino - da um sorriso 


S/n: Não me magoe, não abandone - olho para ele que franze o cenho - Apenas fique comigo todos os dias, mesmo eu estando brava com você e pedindo pra você sair de perto de mim, pra você sumir, por favor não me escute, me ignore e por favor fique - falo com a voz embargada pelo choro que está por vir -  Mostre o quanto você é mais teimoso do que eu e que não me larga por absolutamente nada, mostra que minha companhia é tudo pra você assim como a sua é pra mim. Mostra pra mim o quanto eu sou importante pra você. Não me faça se arrepender de tudo o que passamos e vivemos juntos, continue sendo esse homem tão incrível e diferente dos demais - falo e as lágrimas já caem como chuva de meus olhos 


JM: Deus - me abraça forte - você está de TPM? 


S/n: não seu idiota - retribuo o abraço - eu só não sei mais como minha vida seria sem você - olho para ele 


JM: não diz isso - me prensa na parede - não vou me segurar, não quero magoar você no final - fala próximo a minha boca - eu também não sei mais viver sem você 


S/n: o que impede então? - falo olhando em seus olhos 


JM: um dia eu conto a você - da um sorriso e se afasta - Eu sou um verdadeiro desastre quando o assunto é sentimentos. Eu não sei lidar, não sei cuidar, não sei sentir - passa a mão no cabelo - um dia eu te conto minha história, mas ainda não é a hora - sai da sala 


Deus, o que eu fiz? 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...