História 180631 - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 114
Palavras 423
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drabble

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Talvez você não leia, Bianca. Mas caso você chegue ate aqui, eu queria que soubesse!

Capítulo 1 - Aquelas melodias melancólicas não me afetam mais.


Bia,

Juro que dá vontade de sair desse pequeno cômodo, correr até a parada mais próxima, pegar aquele ônibus das seis - o último antes de escurecer - o mesmo que corta a fronteira e passa pela rodoviária, até por fim parar perto daquele aeroporto, só para poder te dar mais um abraço, talvez o último. Mesmo sendo tarde, eu queria. Eu nunca gostei de despedidas, você sabe. Mas eu realmante queria.

Me pergunto se você se atreveu a cortar seu cabelo, eu lembro que o longo te incomodava. Mas eu gostava daquele liso com aqueles cachinhos semelhante à ondinhas nas pontas. O castanho dele era tão bonito, não diria que era compatível à cor dos seus olhos, por serem mais claros. Eram tonalidades distintas.

Eu sinto falta daqueles desabafos diários, mesmo em vezes que você não era capaz de pronunciar nada. E ditar aquelas piadas ruins procurando a lógica depois, sorrir por serem bobas e sem sentido. Ou referências que para uns não tinha nexo. Sempre ficava tudo bem.

Mas os últimos meses não tiveram mais sentido. Nem mesmo os dias chuvosos em que eu sentava naquela calçada e com um copo de café refletia sobre tudo. Atualmente apenas observo as frenéticas gotas caindo na fachada, encharcando aquelas rosas brancas na janela do 426. Pensamentos vagos, mas ao mesmo tempo, muito o que pensar.

Talvez tenha virado rotina chutar pedras na volta para casa. Enquanto a mente trabalha naqueles flashbacks trazendo lapsos de boas recordações, tocando aquela nossa música de fundo. Aquela música americana que poucos conheciam, assim ela era mais nossa do que de todo o mundo. A tradução parecia tanto com a gente, mesmo assim eu não diria destino.

Ontem usufruí daquele cantinho novamente. Afogando meu orgulho, decepções e mágoas em lágrimas. Recordando daquele "para sempre" que teve um fim. Eu queria saber lidar com as coisas à minha volta sem que fosse necessário descarregar tudo que não pode transparecer na frente de todos. E forçar aquele sorriso que não me cabe mais.

Eu não sei se relembrar os momentos têm me feito bem, eu não quero mais chorar. Também não quero que aquela música invada meus pensamentos sem permissão, trazendo lembranças e mais lembranças. Eu queria prosseguir, sem sentir a ausência de uma parte de mim, acho mesmo que este vazio veio sem muita pretensão de ir. Mas não respondo pelo tempo.

Hoje eu vou esperar aquela chuvinha momentânea que cai antes das sete, encher a minha xícara novamente e quem sabe eu resolva partir também. Você parece bem, e aquelas melodias melancólicas não me afetam mais. 


Notas Finais


Depois apago!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...