1. Spirit Fanfics >
  2. 190 - O CHAMADO DOS DESESPERADOS >
  3. HOMEM IMUNDO

História 190 - O CHAMADO DOS DESESPERADOS - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Atenção!!! GATILHO FORTE. As cenas que você irá ler contém "cenas" fortes e para alguns muito pesadas, se você tem estômago/ psicológico fraco nn recomendando.

Capítulo 1 - HOMEM IMUNDO


Fanfic / Fanfiction 190 - O CHAMADO DOS DESESPERADOS - Capítulo 1 - HOMEM IMUNDO

Quando oque fazemos primeiro ?  Acordamos é claro, não, pensamos em como queríamos que nossas vida realmente fossem, nós rebaixado se forma tão deplorável, ignorando tudo oque temos e nos concentrando apenas no que não temos. O querida humanidade por que a sede em discórdia? Por que nn podemos apenas viver atoa sem nos escravizar       

 QUERIDA HUMANIDADE FILHA DA PUTA!


Em passos calmo; me acalmou com a melodia, aquela tão doce melodia que toca meu peito e me trás nostalgia a quando eu tinha cabelo longos e pintava as unhas todos os dias e acho graça. Na calmaria caminho pela estrada vazia como os corações das cidades grande no século XXI e oque venho dizer agora não é nada de novo para quem já se vive a muito tempo mas para MIM uma garota de 13 anos com sua pureza intacta [...]

A rua estava em silêncio, em meus fones já não tocava mais nada, meu coração gritava mas da boca não saia nada! Já pode imaginar ? Em minha frente estava lá, um enorme animal que espumaca pela boca uma maldade indetequitavel pela pura garota. O animal ou mais conhecido como HOMEM neste momento olhava para garota e para as ruas.

Licença, está tudo bem ? - dizia a pequena e indefesa garota com um olhar inocente, sem discriminações - Oh pequena garotinha eu não me sinto nada bem poderia me ajudar a chegar em casa ? Não moro tão longe daqui - dizia a fera sem um pingo de empatia.

Sem pensar DUAS VEZES a garota aceita lhe ajudar, andando sempre na frente cagando que assim estaria sendo esperta até que na primeira virada de rua o homem lhe puxa violentamente tampando tua boca e apertando seu pequeno pescoço jovem para tentar imobilizar sua presa, sem muito esforço para ele, com muito esforço para ela... FECHE OS OLHOS QUERIDA. A fera que borbulhava de malícia colocava sua garra ou posso dizer, seu sujo esmundo pênis para fora enquanto rasgava as roupas da pequena boneca que infelizmente já nn tinha mais sua pureza impecável em sua pele jovem e prematura. Sem conseguir soltar uma sequer sílaba, foi ali! Naquele beco sujo e escuro que a pequena teve sua pequena vacina rasgada, quebrada, mutilada e esmurrada até... Que ELE cansou e foi embora como se nada tivesse acontecido [...]

FIM DO CAPITULO


Notas Finais


Isso foi apenas um pequeno pedaço de oq está por vir, espero que vcs gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...