História 1990 - Capítulo 64


Escrita por:

Postado
Categorias Bruno Mars
Personagens Bruno Mars, Dwayne Dugger, Eric Hernandez, Jamareo Artis, James King, John Fossit, Kameron Whalum, Personagens Originais, Philip Lawrence, Phredley Brown
Tags Amizade, Amor, Brasil, Bruno Mars, Brunomars, Drama, Hooligans, Hot, Infância, Romance, Sexo
Visualizações 60
Palavras 838
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 64 - ..


Fanfic / Fanfiction 1990 - Capítulo 64 - ..

Bruno desceu do carro e caminhou rumo a uma praça que estava completamente vazia. Ja estava a noite, e não havia movimento algum ao seu redor. Era como se a cidade tivesse se esvaziado de repente.

Bruno se sentou em um dos bancos que havia por ali... olhou para os lados e então apoiou os cotovelos nas coxas, curvando seu corpo para frente... juntou as duas mãos e continuou em silêncio. Por alguns segundos o cantor se distraiu com os próprios pensamentos e só foi despertado quando um senhor de repente se sentou ao seu lado no banco.

Bruno não levantou o rosto para olhá-lo, apenas continuou com o corpo curvado para frente e de cabeça baixa... Talvez ele tenha olhado rapidamente para os pés do senhor, mas nada demais... Nada parecia ter importância, e naquele momento umas das coisas que ele mais temia era exatamente isso... e se nada nunca mais tivesse importância?

Nem mesmo eu, o narrador, sei quem era aquele senhor... mas que tal a gente chamar ele de Beto por enquanto?

Beto: Parece que vai chover... -Falou de repente abrindo seu jornal.

Mars respirou fundo, pensando que realmente, naquele momento, não precisava de alguém o avisando que iria chover.

Bruno: É. Talvez. -Continuou com a cabeça baixa, olhando pro chão.

Beto: Ela te ama... -Falou de repente. Mars ficou sem reação, achando aquilo uma loucura. Afinal, do que aquele senhor estava falando? Foi o que mais se perguntou em um curto espaço de tempo de cinco segundo.- Você deveria saber. -Ainda completou.

Mars finalmente levantou a cabeça.

Bruno: Desculpe. O senhor está falando comigo? -Perguntou, pois realmente não tinha certeza.

Beto abaixou o jornal, olhou para todos os lados, e disse voltando a ler:

Beto: Não vejo mais ninguém aqui, além de você.

Bruno ficou rapidamente irritado.

Bruno: O que o senhor quer em? Por que disse "Ela te ama"? Olha aqui, se o senhor soubesse a situação que eu estou passando nesse exato momento, não diria esse tipo de coisa pra mim.

Beto: Exatamente. Eu não diria se não soubesse. -Falou tranquilamente virando a página do jornal.

Bruno: Por favor, pode me deixar quieto?

Beto: Quanta teimosia...

Bruno: Vá a merda. -Voltou a curvar o corpo pra frente, apoiando os cotovelos nas coxas e encarando novamente o chão.

Beto: Lya... Lya Nash... -Disse pausadamente.

Mars novamente levantou a cabeça...

Bruno: Quem é você em?

Beto: Não importa... -Continuou lendo o jornal tranquilamente.-

Bruno: Você conhece a Nash?

Beto: Claro... eu conheço todo mundo. -Bruno ri, debochando.- E digo mais... Você não perdeu ela... Não ainda!!

Mars fica sério.

Bruno: O que você está falando??? Você é um louco...

Beto: É, talvez eu seja mesmo... mas de qualquer forma, o louco aqui gostaria de te dizer uma coisa. -O senhor fechou o jornal e disse:- Não perca mais tempo cara, não espere mais o momento certo, o momento perfeito... ame-a hoje... diga hoje... chega de esperar. Você sabe que é ela, que tem que ser ela... e que para sempre será ela. Ela é a sua garota!!

Bruno ficou sem ter o que dizer... ficou em silêncio, sem reação, olhando para Beto... Até que o senhor simplesmente se levantou e foi embora... sumindo rapidamente.

Bruno: Cara louco. -Falou depois que o homem se afastou.

     ****

Bruno acordou com o toque de seu celular. Ele estava assustado, suado, havia lágrimas em seus olhos, e claro, estava com medo. Muito medo.

Óbvio, tudo não se passou de um sonho, um longo e torturante sonho, mas ele ainda tinha certeza de que Lya estava no hospital e isso o preocupava.

Bruno simplesmente ignorou a ligação em seu celular... o cantor se sentou e passou as mãos no rosto por inúmeras vezes. Realmente estava muito suado, seu coração batia em ritmo acelerado e ainda tentava entender o que era verdade e o que fez parte do sonho.

Bruno: Quanto tempo eu dormi? -Disse se sentindo perdido.- Porra... que dor de cabeça... Será que a Lya está bem?

Mars passou a mão em cima do criado e pegou seu celular.

Bruno: 11 horas? -Se assustou.- Meu Deus, eu dormi demais. Preciso da Lya! Preciso vê-la. -Disse com a voz embargada por conta do choro que já estava se iniciando.- Preciso ouvir a voz dela.

Bruno já foi logo procurando pelo contato da Lya para ligar pra ela, para ter a certeza de que ela estava bem e para tirar aquele sensação ruim que ainda estava do sonho.

Chamando...

Ele encostou o celular na orelha na esperança de que ela atendesse rápido. Mas ela não atendeu. Nem ela e nem ninguém.

Bruno: Que droga. -Viu que aquela agonia iria se estender por mais algum tempo.

Mars jogou o celular em uma parte qualquer da cama, foi para o banheiro, tomou um banho super rápido, colocou uma calça, uma camiseta vermelha e um tênis. Olhando para o espelho, ele ainda secou novamente os cabelos na toalha, estava apressado demais para usar um secador. Bruno balançou seus cachos e escolheu um boné amarelo para usar assim que seus cabelos secassem completamente. Saindo do closet, o cantor pegou o celular que estava em cima da cama, pegou as chaves do carro e saiu.

Bruno iria para o hospital, iria atrás de sua mulher.


Notas Finais


Comentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...