1. Spirit Fanfics >
  2. 1996 (Jenlisa G!P) >
  3. Você é tudo o que eu tenho

História 1996 (Jenlisa G!P) - Capítulo 16


Escrita por:


Capítulo 16 - Você é tudo o que eu tenho


...


- Eu prometo te esperar... - aquilo vagou pela minha mente enquanto eu aplicava beijos suaves em seu pescoço descendo até a sua clavícula.


Minhas mãos inquietas indo para o fecho do seu sutiã o abrindo com uma facilidade e uma rapidez que eu achei por um momento quase impossível. Jennie o tirou de seu corpo, o jogando ao nosso lado, minha língua conseguindo sentir o salgado entre o nosso beijo, ela ainda chorava, tão desesperada a mim que quase não me importei quando suas unhas cravaram em minhas costas, ela precisava daquilo, e eu precisava dela. Me separei brevemente apenas para secar as suas lágrimas, que insistiam lentamente em descer, meus olhos vagando por seus seios conforme ela retirava a minha camisa descendo a mão até o cinto da minha calça mas não conseguindo ir a diante provavelmente perdida em seu prazer quando envolvi o seu seio em minha boca.


Meus dentes roçando propositalmente em seu bico já duro, as vezes o perdendo entre eles e finalizando com um chupão violento, que fazia Jennie arranhar ainda mais minhas costas agora nua. A virei na cama deitando-a parcialmente ali, terminando de tirar as nossas roupas e por fim abrindo as suas pernas, quase como se eu estivesse sendo puxada automaticamente para o meio delas, sugando o seu nervo completamente inchado, tomando todo o seu líquido natural e gemendo ao sentir o seu gosto. Jennie testava seus sons conforme eu penetrava a língua em sua entrada, gradualmente aumentando, as vezes diminuindo o volume.


Porém ela se agarrou ao travesseiro assim que penetrei dois dedos nela, usando a mão livre para abaixar a minha calça juntamente a minha cueca, apreciando seus suspiros e levando a mão até os seus seios me inclinando sobre ela e puxando seu lábio inferior para mim. Jennie se contorceu assim que comecei a mover meus dedos dentro dela calmamente, os sentindo molhados e sendo engolidos sem problema algum.


A levantei em meus braços novamente porém dessa vez com toda a minha calma, me sentei ali novamente segurando o seu rosto e deixando que o momento romântico me carregasse para longe, deixando que a sua língua brigasse lentamente com a minha, deixando as minhas mãos decorarem cada curva do seu corpo. As palmas das minhas mãos descansaram em sua cintura, conforme o meu dedo apertava a sua pele clara a levantando vagarosamente e deixando meu membro deslizar para o seu centro quente e apertado. Jennie apertou os meus ombros abrindo a boca quebrando no mesmo segundo o nosso beijo. 


Meus olhos grudaram em seu rosto, em cada detalhe, em cada feição, em cada suspiro e gemido que ela soltava, a ajudei a sentar ainda devagar erguendo lentamente meu quadril tocando em vários pontos em seu interior. 


Subi uma mão até os seus fios puxando seu cabelo fazendo a sua cabeça tombar para o lado começando a mover o meu quadril rapidamente, tentando seguir o ritmo das suas sentadas que começavam a ficar brutas. Puxei Jennie grudando os meus lábios no dela pois os seus gemidos estavam aumentando de volume cada vez mais, entrecortados por conta das investidas e parcialmente engasgados.


- Nini... - chamei com a voz enrolada e ofegante, meu quadril ficando dormente pela a excessiva movimetação que ele fazia - Mais baixo, amor...


Sussurrei em seu ouvido trazendo sua cabeça para mais perto deixando a sua boca colada em minha orelha, me arrepiando dos pés a cabeça quando Jennie começou com a sua sessão de gemidos manhosos apenas para mim. Deixei que ela mesmo cavalgasse, me limitando apenas em apertar as suas nádegas com mais e mais força, sabendo que deixaria as marcas das minhas mãos ali. Alguns segundos se passaram antes das nossas pernas começarem a tremer incontrolavelmente, meu orgasmo chegando da forma mais bruta mas sendo impedido por mim, que apenas aproveitava a vista; Jennie sentando freneticamente em meu pau, seus seios movendo junto a ela, seu pescoço, clavícula, seios e barriga completamente marcados por mim, mais uma das imagens que eu precisava guardar em minha mente antes que ela partisse.


- Vamos, Nini... goza comigo... - pedi levando meu dedão até o seu clitóris, a beijando quando um grito rasgou a sua garganta, no exato momento em que eu acabei explodindo dentro dela. Senti o seu líquido escorrendo por meu membro, me fazendo sorrir satisfeita com a situação e com o clima. 


Abracei o seu corpo assim que os tremores de ambas passaram, me virando na cama e deixando que ela deitasse em cima de mim puxando a coberta para ser a nossa protetora contra o leve frio que emanava. O nó em minha garganta se formou novamente quando olhei para ela, o rosto muito suado e levemente corado, um pequeno sorriso em seus lábios assim que me encarou de volta.


- Você realmente... de verdade, Nini... promete me esperar?


- Porque eu não esperaria? - perguntou apoiando o queixo entre o vão dos meus seios me encarando profundamente - Você é tudo o que eu tenho, Lisa...


- Você é tudo o que eu tenho, Jennie... - respondi beijando a sua testa - Assim que eu sair daqui, vamos ser muito... muito felizes.


- Podemos morar na praia?


- Praia? Você gosta da praia?


- Sim, acho o mar lindo... podemos morar na praia?!


- Claro que sim, meu amor... - concordei apenas por estar apaixonada por aqueles olhos, que no fundo eram tão inocentes - O que mais quer fazer quando estivermos longe daqui?


- Quero me casar com você.


- Hey, apressadinha! A gente nem namora e você já está pensando em casar?


- Sim, porque você é só minha e não vai se casar com ninguém a não ser eu - respondeu com ar sério envolta, me fazendo tremer por alguns segundos - Namora comigo então - concluiu me pegando de surpresa.


- Hum?


- Namora comigo, já que pra casarmos temos que namorar antes.


- Ok, eu namoro com você - sorri tirando os fios grudados que haviam em sua testa - Eu vou fazer de tudo, Jennie... de tudo mesmo para não encontrarem vocês, e para sair daqui o mais rápido possível...


- Eu quero ser feliz com você, Lili... - murmurou já pegando no sono, o que foi bom, assim evitaria ver as lágrimas que desciam do meu rosto.


- Eu vou te fazer feliz, amor... 


...


Notas Finais


mais uma vez eu peço desculpa pela demora 👁👄👁 as aulas tanto presenciais quanto onlines voltaram e eu estou sobrecarregada pois é o meu último ano, mas vou tentar trazer o próximo cap o mais rápido possível. Preparem os lencinhos 🥲


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...