1. Spirit Fanfics >
  2. 2 meses para amar-Jenlisa >
  3. 1- Prólogo

História 2 meses para amar-Jenlisa - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - 1- Prólogo


Fanfic / Fanfiction 2 meses para amar-Jenlisa - Capítulo 1 - 1- Prólogo

Lalisa Manoban

A água gelada escorria por todo meu corpo. Eu poderia muito bem entrar na minha banheira, colocar rosas e em minha mão uma taça de vinho. Mas eu amo meu trabalho e me esforço muito no mesmo. Eu também poderia viver com o dinheiro que papai e mamãe deixaram de herança a mim, sua única filha mas não,amo meu trabalho e vou continuar trabalhando mesmo tendo dinheiro suficiente para sobreviver sem trabalhar.

Sai do box e peguei minha toalha enrolando a mesma em meu corpo nu. Sai do quarto e me troquei colocando minha farda. Sim eu sou uma polícial, a mais fria e odiada, bom é assim que sou conhecida.

Voltei ao banheiro e penteei meus cabelos e logo prendendo-os em uma rabo de cavalo deixando apenas minha franja sofre minha testa.

Voltei ao quarto e peguei meus pertences logo saindo do mesmo e indo em direção a garagem logo depois saindo com o meu carro.



...

Cheguei na delegacia e foi como sempre. Os olhares e cochichos na minha direção. Até que avisto meu parceiro de trabalho. Min Yoongi. Mas como somos próximos chamo ele apenas de Suga.

- Bom dia Lisa- disse ele com um sorriso no rosto.

- Bom dia Suga- respondi com um pequeno sorriso no rosto.- O que temos para hoje ?

- Nada de novo... Só temos que investigar mais o caso da menina desaparecida.

- Aquela que estamos procurando dês da semana passada?

- Sim essa mesma.- respondeu Yoongi- Vai querer um café? Eu trago para nós.

- Okay eu também vou com você.



Kim Jennie

Eu acordei naquela manhã disposta a ir ao meu trabalho. Estava feliz hoje afinal a noite iria sair com as minhas amigas. E não seria aqui na nossa cidade e sim em uma cidade ao lado. Estou muito ansiosa até demais creio eu.

Levantei e olhei a hora no meu celular, e como de costume estava atrasada. Pulei da cama correndo em direção ao banheiro logo entrando de baixo do chuveiro.



...

Estava a esperar o metrô que no caso estava atrasado. Até que avisto o mesmo vindo. Me levanto porém não consegui pegar o mesmo.

" Merda.... E agora ?" Pensei comigo mesma.

Pego rapidamente o celular e ligo a minha amiga Park Chae Young, que no caso eu chamo de Rosie.

Procuro seu nome e ligo para ela rapidamente. Depois de alguns segundos a mesma atende.

"Jennie cadê você ??!"

- Então Rosie eu acabei perdendo hora e também o metrô.. Tem como você vir me buscar ?

" Infelizmente não Jen... Mas a Jisoo ainda não chegou liga pra ela. Nossa Jennie o nosso chefe já está estressado com seus atrasos"

- Eu sei Rosie, eu vou conversar com ele quando chegar aí. Vou tentar achar uma desculpa.

"Acho melhor você arrumar uma boa desculpa por que hoje ele está extremamente estressado. Agora tenho que ir, tchau Jen"

E sem que deixasse eu responder a mesma desligou a chamada. Sem perder tempo liguei para a Jisoo que não me atendeu. Liguei novamente e desta vez ela atendeu.

"Bom dia Jen"

- Oi Jisoo é... Eu tô atrasada e-..

" Só me fala onde você está Jen"

Ouvi ela rir. Ela ou a Rosé sempre me ajudavam quando acontecia isso. Que no caso é com muita frequência.

- Me busque na frente daquela cafeteria que fomos no mês passado.

" Okay, já já passo aí"

E a Jisoo desligou. Sai dali e fui até a cafeteria. Vejo que cheguei ao mesmo tempo que Jisoo.

- Entra aí Jen - disse Jisoo com um sorriso no rosto

Entrei no carro e assim Jisoo deu partida indo na direção do restaurante em que trabalhávamos.



...

Chegando lá vesti meu avental ignorando os sermões que Rosé me dava. Jisoo foi para a cozinha na onde trabalhava. Rosé cuida do caixa. E eu sou a garçonete, claro há mais algumas outras poucas pessoas.

E assim começou meu dia que no caso seria longo mas a boa parte seria a noite... Realmente eu estou muito ansiosa para a mesma.



...

Já era de noite e eu estava terminando de me arrumar junto com Jisoo e Rosé.

- Como eu estou?- Jisoo perguntou se olhando no espelho.

Vi que Rosie olhava com um olhar meio diferente para Jisoo. Concerteza era o que eu pensava. Ela estava gostando da Jisoo e certeza que é recíproco.

- Você está mais que linda Jisoo..- disse Chae Young.

- Concordo plenamente Rosie.

- Vocês também estão magníficas. Agora vamos se não vamos perder a festa - falou Jisoo.

- Okay vamos.

E lá fomos nós.



...

Já havia perdido a conta de qual copo era aquele. Rosé estava no meu lado também completamente bêbada. A mais sensata daquele trio é a Jisoo que normalmente não bebia mais que um vinho.

- Sabe Jisoo você é muuuuito linda - Disse Rosé.

É realmente ali estávamos muito bêbadas.

- Aceita dançar comigo ?- continuou Rosé que levantou da cadeira quede caindo porém Jisoo a segurou.

Jisoo sorriu e disse:

- Claro vamos lá.

E ali fiquei sozinha. Mas eu não iria ficar plantada ali só olhando as pessoas dançarem.

Me levantei quase caindo como Rosé e segui na direção da pista de dança. Cheguei em uma moça muito atraente.

- Oi.. Gostaria de dançar ? - perguntei.

- Eu adoraria - respondeu ela com um sorriso no rosto.

As horas se passaram e eu ainda estava dançando com aquela moça. Nós estávamos completamente bêbadas. Até que decidi ir embora já estava cansada. Por mais que eu quisesse ficar realmente eu já não aguentava mais.

Sai dali e fui até o lado de fora da festa. Caminhei um pouco e fui até um ponto onde passava táxis. Esperei por um e até que o mesmo chegou, entrei no carro e falei meu endereço a ele. Iria ficar caro pois seria na cidade aí lado mas nessa parte nem dei ouvidos eu só queria ir embora.

Estávamos na pista. Ali havia algumas residências mais afastadas da cidades. Encostei a minha cabeça no vidro porém poucos segundos depois sinto o impacto de um outro carro.

Foi tudo tão rápido que não sei nem explicar o que aconteceu. A única coisa que me lembro foi do gosto metálico do sangue em minha boca e meus olhos pesarem e tudo apagar.



Lalisa Manoban

Mais um dia de trabalho concluído. Estava falando com o Suga com os assuntos de como estava indo o nosso trabalho. Até que meu chefe, Kim Namjoon vem até mim.

- Lalisa?

- Sim chefe.

- Antes de sair passe na minha sala.

E assim vejo o Namjoon sair do meu campo de visão. Meu chefe é um homem atraente. Sua forma física, seu olhar tudo muito bonito. Mas não, não pense que eu estou afim do meu chefe. Afinal nem de rola eu gosto.

- O que será que ele quer com você agora ein Lisa?

- Eu não sei Suga.Tomara que não seja algo ruim.

- Também espero - depois de alguns segundos Suga continuou- Já está tarde Lisa então acho que já vou indo.

- Okay tchau Yoon.

-Tchau Liz.

E assim vejo Suga sair. Fui em direção a minha mesa e arrumei algumas coisas. Após isso sai dali e fui até a sala do meu chefe. Chegando lá avisto ele já se arrumando para também ir embora.

- Ah olá Lalisa.

- Oi Chefe... Então o que queria dizer ?

- Sente-se - pediu ele e assim eu sentei na cadeira que havia em frente a sua mesa.

- Então eu queria dizer a você que mesmo você sendo uma das melhores polícias daqui você tá se esforçando demais Lalisa.

- Mas esse é meu trabalho eu tenho que me esforçar.

- Eu entendo mas vejo que está colocando muita pressão. E por isso agora você poderá entrar um pouco mais tarde no trabalho.

- Mas chefe-.. - e sem deixar que eu terminasse ele continuou.

- Não aceito não como resposta. Olha esse seu rosto, olha essas olheiras realmente Lalisa você tem que descansar mais.

- Tudo bem então chefe.

...

Estava no meu carro, na pista seguindo até minha casa que era afastada do centro da cidade que é um lugar que não gosto nem um pouco.

Prefiro o sussego daqui do que o barulho do movimento da cidade. Aliás sempre gostei de morar mais afastada da cidade sempre foi assim até mamãe e papai gostavam disso. Mas infelizmente eles se foram.

Sai do meu pensamento vendo uma cena assustadora. Havia dois carros um carro era um táxi e o outro um carro normal. Estacionei meu carro e fui na direção daqueles que concerteza haviam se batido.

Fui no táxi primeiro mas vi que não tinha ninguém ali apenas uma garota. Ela ainda respirava mas estava com muitos hematomas visíveis.

Fui no outro porém novamente não havia ninguém o que eu achei muito estranho. Voltei ao táxi e peguei a garota no colo levando-a até o meu carro. Coloquei ela no banco de trás deitada de uma maneira confortável. Sentei no banco em que estava alguns minutos antes de ver os carros e segui na direção da minha casa.


Notas Finais


Eai gente gostaram?
Eu não sei se eu vou continuar ou não mas provável que sim.
Bom até a próxima ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...