História 20 Motivos Para Morrer - Taekook - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - O n e


"Querido Diário

Quando me tornei tão ingênuo?"


Estava tarde, estava tudo branco ao meu redor, uma luz ofuscava minha vista em um nível de cegueira, após alguns meros segundos forçando minha vista a se acostumar me deparei com um tipo de lâmpada ligada diretamente acima de minha cabeça, um abajur da mesma cor da sala onde eu me encontrava, me levantei rápido, batendo minha testa no abajur, mais não me importei, não tinha doído, olhei ao meu redor e ainda me acostumando com o quão claro ali era, consegui ver que estava em uma sala acinzentada e esbranquiçada, tinha poltronas ao lado da cama onde eu estava, tinha uma pratileira na parede com livros, cujo só consegui ver o livro 1 e 3 de Crepúsculo e a saga toda de Harry Potter, eu parecia ter dormido por meses, não lembrava de onde estava, e muito menos sabia como havia chegado ali


Coloquei meus pés no chão, e um arrepio me passou pelo corpo, o chão era frio, muito frio, parecia que ninguém pisava ali a décadas, quando coloquei meus pés no chão e os olhei, eu tinha uma tatuagem na canela? Okay, isso e estranho, eu me vi com uma roupa simples, eu estava vestido uma blusa social branca, pelo tecido parecia da marca Prada, eu nas pernas havia uma bermuda que ia até um pouco após os joelhos, também acredito ser Prada, nada parecia ter sentido ali, tudo era estranho, e incrivelmente arrumado, me levantei ainda com os pés descalço e fui até uma porta cor bege, a única porta dali, assim que abri me deparei com um homem vestido de preto, parecia um mordomo, ele mexia nas flores, pra ser exato nas lindas rosas no vaso acima de um pilar de brita, ele me olhou e se curvou e saiu, ele parecia me conhecer, ele era muito bonito, pra ser sincero, andei por um lindo corredor com as paredes prateadas e no chão um tapete vermelho com linhas douradas mas pontas, coisa de rico mesmo, tinha janelas neste corredor, mais eu não me importei em olhar, eu estava ocupado demais procurando alguma coisa que pudesse ser importante, eu não sabia bem oque eu estava a procurar, após andar por uns minutos eu vi meninas parecia conversar sobre algo indiferente, só colocando papo em dia, uma delas era alta e tinha um cabelo tingido de rosa, a outra era menor do que a primeira e tinha o cabelo azulado, a do cabelo tingido de rosa estava com os braços rodeados na outra, pareciam namoradas, não iria julgar só por olhar claro, assim que elas perceberam minha presença ali, elas me olharam, se olharam e riram colocando suas mãos na frente de suas bocas, a de cabelo azul riu e pareceu dar fim aos seus olhos, e isso que chamam de eye smile? A outra riu normal deixando-a com covinhas em destaque, elas deram as mãos e saíram correndo rindo, eu as segui, mais não consegui correr, eu só andava acabou que eu cheguei em uma sala de star tinha um grande sofá preto, virado para uma TV de tela plana enorme, estava sintilante o lugar, e aquela expressão que usam "Agora está um brinco" era isso que eu deveria usar creio, o mesmo mordomo de antes estava lá, polindo e verificando o grande sofá, ele veio até mim e se curvou e ali ficou esperando algo de mim, que eu sinceramente não sei bem oque era


- Sr.Kim, deseja algo? - O homem disse, ele parecia ser novo, muito novo, mais ao mesmo tempo parecia ser velho


- N-não...Você pode me dizer onde eu estou? - Ele me olhou confuso, com uma cara de desentendido


- Bom meu Sr. , Estás em suas mansão - Eu não fiquei surpreso com isto, mais também me pareceu estranho, eu deveria ter ficado totalmente espantado


- Eu vi meninas lá atrás, quem são elas? Um delas tinha cabelo rosa e a outra azul - Fiz um gesto com as mãos , fazendo um sinal de positivo e apontando para as minhas costas , em representação ao "atrás" , ele me olhou e riu


- Uma delas meu senhor e sua irmã, e a outra e acompanhante da mais nova, Kim Dahyun e Minatozaki Sana, meu Sr. - Ele era gentil e muito educado, que bonitinho


- E você quem é? - Ele riu novamente, ele estava sendo paciente e o máximo de ser agradável, o clima estava quente e eu não notei, estava quente, um calor bom, como uma lareira ligada em pleno inverno


- Eu sou seu fiel mordomo, Sou Kim SeokJin meu senhor, nomeado por ti como apenas Jin - Eu olhei ao redor e vi quadros nas paredes, quadros de pessoas que não sabiam quem eram


- Quem mora nesta casa Jin? - Ainda olhando os quadros eu perguntei e ele que não fez questão de me ignorar


- Aqui moram, o Senhor, eu, sua irmã mais nova, a acompanhante de sua irmã, seus seguranças, as seguranças de sua irmã, o jardineiro, a professora de japonês e o professor de dança do Senhor, e por fim seu Marido - Ele parecia saber aquilo de cor e saltiado, eu fiquei pasmo agora


- Diga essas pessoas por nomes - Reparei que nos quadros, grande parte deles tinha  o rosto da menina de cabelo azul, e um homem de terno preto


- Kim Taehyung, Kim SeonJin, Kim Dahyun, Minatozaki Sana, Min Yoongi, Park Jimin, Chou Tzuyu, Park Jihyo, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Myoui Mina e por fim Jeon Jungkook - Ele agora haviam contado que eu sei, agora sim eu vi ele mechendo os dedos levemente


- Onde estão os outros? - Eu virei rapidamente para ele que estava em posição de soldado me olhando com um sorriso simpático no rosto


- Seu marido esta na aula de japonês com Mina, sua irmã creio estar agora no quarto com sua acompanhante, Hoseok está no jardim cuidando dos gira-sol, eu e o senhor estamos na sala de cinema, Namjoon deve estar em sua sala ensaiando algo, Jihyo, Tzuyu, Yoongi e Jimin estão em seus devidos lugares, estão em seus pontos de cães de guarda espalhados pela mansão - Ele voltou a polir o sofá, deve ter imaginado que aquilo iria demorar, eu sentei no sofá e ele não pareceu se incomodar


Um cachorro pequeno veio até mim, e por incrível que pareça ele era o único que eu sabia o nome Yeontan, um Spitz Alemão preto e marrom , adorável, eu sabia que ele era meu , era a única coisa de qual me lembrava


- Calma....Marido!? - Jin se assustou com meu tom de voz, ele era alguém aparentemente sensível


- S-sim meu senhor, Jeon Jungkook - Jin tinha se afastado do sofá e tinha vindo até perto de mim


- Poderia chama - Fui interrompido antes de terminar minha frase , uma voz masculina angelical me parou


- Jin, eu quero que marque uma reunião com Jennie e minha irmã agora, diga a elas que eu não vou pagar nada aquelas duas ladrazinhas de mal caráter - Jin assentiu e se foi, o homem de terno preto veio até mim, e se sentou ao meu lado, todo esparramado, ele tinha o cabelo preto e parecia cansado - Dormiu bem meu amor? - O homem se aproximou de mim e me deu um selar nos lábios, adoravelmente delicado - Você dormiu até tarde hoje, Dahyun comentou ter sentido falta de lhe encher a paciência 


Eu realmente estava confortável na conversa, não me incomodei com o beijo, e não me incomodei com o assunto


- Bom...eu sei que eu deveria responder e tal..mais quem e você ?Deve ser Jeon Jungkook né ? - Ele me olhou de forma estranha, ele ia dizer algo mais antes que pudesse falar foi interrompido por um voz feminina que eu tinha reconhecido


Dahyun veio correndo até mim e se jogou em meu colo, e me abraçou pelo pescoço, eu já havia decorado o nome de apenas 3, Jin, Dahyun e Jungkook


- Sai de perto do meu irmão seu pervertido! - Dahyun falou apontando para Jungkook que estava claramente irritado, a menina de cabelo rosa apareceu e se curvou para Jungkook


- Desculpe senhor, ela está um pouco elétrica hoje - A garota disse.. Nana? Lana? S-Sana? Isso Sana, falou e Jungkook massageou o cenho


- Controle ela Sana, leve-a pra passear, vá na casa de Chaeyoung e arraste Mina consigo, mais tire essa pirralha de perto de mim - Falou Jungkook claramente impaciente


- Você me respeita tá seu pervertido, que eu sou dona dessa casa e posso muito bem te colocar pra fora - Disse Dahyun ainda no meu colo, ela rosnava pra Jungkook e ele retribuía , eu e Sana apenas assistia-mos


- Ora sua comida estragada , você nem ous - Sana puxou Dahyun se mim, eu nem notei que havia correspondido seu abraço, me imcomodei em perde-la mais mesmo assim não liguei, Sana arrastou Dahyun que esperniava pelo corredor por onde eu achava que elas tinham vindo


- Isso foi Ilário - Pensei alto rindo , Jungkook me olhou pasmo em forma de drama


- Ah! Então vai lá com ela então , você só ama ela mesmo - Ele cruzou os braços e fez bico , que enfeitou seus lábios carnudos e rozados, por mais que eu não saiba bem o que acontecia ali dentro, eu ri do rosto do homem e apenas me conformei, eu queria saber onde eu estava, lá era muito bom, mais tudo acabou


Tudo ficou preto derrepente, Jungkook não estava mais lá, eu já não escutava mais a gritaria de Dahyun com Sana e a melodia dos pássaros tinha morrido


- O TAEHYUNG! Acorda embuste! - Eu tava sendo balançado por, Namjoon? - Agente vai perde aula caralho, levanta !


Ele gritou comigo e eu estava muito desnortiado


- Onde está Jungkook e Dahyun? Sana? - Perguntei ele me olhou que com cara de maluco - Jin, onde ele esta, preciso falar com ele


- Quem e Jungkook? Dahyun? Quem e Sana homem? Tem "Jin" nenhum aqui não - Gritou Nam, eu estava agora em casa, me deparei com a martelada de que todos aqueles minutos que eu passei naquela casa tinham sido apenas um sonho - Vamos Tae, você está estranho , vai se arrumar pra irmos logo


Assenti e levantei , não era estranho querer reviver um sonho, era?


Não sem oque aconteceu está noite, só sei que eu quero dormir novamente












Notas Finais


Inspero que esteja bom ;-;

- Erros de português aparte


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...