História 21ST Century Lovers - Capítulo 51


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags Big Bang, Colegial, Exo, Kpop, Luhan
Visualizações 9
Palavras 3.541
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ecchi, Festa, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


You gotta go and get angry
At all of my honesty
You know I try
But I don't do too well with apologies
I hope I don't run out of time
Could someone call a referee?
Cause I just need one more shot at forgiveness
I know you know that I made those mistakes
Maybe once or twice
By once or twice I mean maybe a couple a hundred times
So let me, oh let me redeem, oh redeem, oh myself tonight
Cause I just need one more shot
At second chances
Yeah, is it too late now to say sorry?

Eu nem sei o que dizer,e mesmo que soubesse não há desculpas para o que eu fiz,com problemas ou não eu fui irresponsável e imatura,Aida mais para algo que não atinge só a mim. Eu li e reli,fiz e refiz esse capítulo mais de 10 vezes,e ainda não gosto dele,pode ser senso crítico ou só culpa,eu não sei.O que sei,é que jamais quero decepcionar vocês novamente.
Amor,Zuzu,parabéns atrasado. Shine,Cavalo-Manco,parabéns adiantado. Eu amo vocês.

Capítulo 51 - A culpa é da...


 

1. Sentimento melancólico devido ao afastamento de uma pessoa, uma coisa ou um lugar, ou à ausência de experiências prazerosas já vividas.

Minha cabeça ainda tentava assimilar o que havia acontecido naquele local. Mi pediu para que eu bebesse com ela,falei com um ex-azulado de nome MinLue que estava prestes a fazer uma idiotice,subi para pegar um remédio para evitar dores de cabeça no dia seguinte para nós duas,Mi havia sumido só deixando de pista que havia dançado com o Kook,Mi agora estava namorando o Kook,o olhar de Suga dizia tudo o que ele sentia,Mi...,Mi...,MI! 

Levei as mãos as minhas têmporas massageando o local que latejava,parece que não podemos ter um dia de paz nessa pertubada vida universitária,se a idéia não fosse tão surreal eu acharia que estava vivendo em um livro,de qualquer forma,a princesa já tem. Ri de mim mesma com o pensamento tolo, fazendo Jimin olhar para mim.

-O que foi?

-Nada,acho que essa manhã está mexendo um pouco comigo.-Balancei a cabeça á indiana,afastando a imagem dele em uma roupa de príncipe a me esperar.

-Tem certeza que se sente bem para cuidar de uma criança?-Perguntou,segurando carinhosamente minha mão.

-Absoluta.

Chegamos no andar de Hannah e ela nos esperava a frente de seu apartamento,com uma Sophie sorridente com uma mochila azul nas costas.

-Desculpe pedir para você se adiantar,eu sei que foi um pouco demais.-Disse,sorrindo envergonhada.

-Não se preocupe,eu vou adorar levar essa pequena para uma aventura alá Maya.-Respondi e fiz um toque infantil com as mãos com Sophie,que sorriu animada.-Espero que esteja com saudades minhas,por que vamos ter bastante tempo.

-Eu acho que fiquei um pouco temerosa depois disso.-Pisquei para ela e depois sorrimos juntas.

-Então,Sophie,pronta para o melhor dia da sua vida?-Perguntei,me agachando para ficar perto de sua altura.Ela sorriu de um jeito fofo,afirmando com a cabeça.-Espero que não se importe de termos uma companhia masculina,mas eu te garanto que ele é muito legal.-Acho que só naquele momento ela percebeu quem estava atrás de nós e seus olhos se arregalaram ao reconhece-lo.

-Oh my God! Sis,é ele,é ele!-Em sua euforia infantil,ela começou a dar pulinhos enquanto cobria a boca com as mãos,em uma pose clássica de surpresa. 

-Muito prazer em te conhecer,pequena,espero nos darmos muito bem.-Ele sorriu galanteador e piscou para Sophie,que sorriu ainda mais animada.

-Agora que está tudo certo,devemos ir que ainda temos muito o que fazer,mocinha.

-Tchau,big Sis,espero que você se resolva com os meninos,eu juro que não te vendi dessa vez.-A menina sorriu marota e abraçou a irmã,se afastando antes mesmo dela digerir as palavras.

-Sophie!!-O rosto de Hannah se equiparava aos cabelos de fogo da irmã menor,fazendo todos rirmos com vontade.

-Jimin,pode ir descendo com ela,só quero falar mais alguma coisa com a Hannah.-Eles assentiram ainda entre risadas e foram chamar o elevador no fim do corredor.Suspirei fundo antes de  olhar para ela séria.-Hannah,eu imagino o quanto está sendo difícil e que muitas coisas estão passando por suas cabeça.Acho que é evidente o quanto eu gosto de você,então eu só pesso que seja sincera com eles.Tudo vai dar certo.-Apertei levemente seu ombro e sorri com a maior confiança possível.

-Obrigada,Maya,eu serei.-Sorrimos juntas mais uma vez e eu me afastei,mas nem precisei me distanciar muito para voltar a olhar para ela,com um sorriso diabólico no rosto.

-E Hannah,se você magoar meu irmão eu juro que vou atrás de você até a última de suas encarnações para te levar aos Nove Infernos do Samsara.Até logo.-Cantarolei a última parte e voltei a dar-lhe as costas.

Sai em direção ao elevador,onde Jimin e Sophie conversavam felizes impedindo da porta fechar,demos um último tchau para a ruiva mór antes das portas fecharem.

-E então,Maya,qual é o itinerário?

-Temos um Tae desacordado no carro e o Joonki ainda bêbado,não sei onde ele mora e eu me recuso a deixá-lo só com seus amigos,que por sinal não saíram de lá muito melhor,nem sei como podemos encontrar os outros,então,dada às circunstâncias,vamos acomodar eles nas maravilhosas camas que há na minha casa,fazemos um belo almoço e,depois dele,a Sophie pode escolher o que quiser fazer.

-Eu concordo,agora fica nas mãos da nossa convidada.

-Eu topo!

-Então vamos logo,quanto mais rápido chegarmos,mais rápido podemos nos divertir.

Quando chegamos a mini van que nos esperava os dois garotos dentro dele ressonavam baixinho rendidos ao sono,o motorista conversava com alguém no telefone,mas foi cortês para desligar a ligação e abrir a porta para nós.Sophie foi a primeira a entrar empolgada,pegando o lugar próximo a janela,sua animação só aumentou ao constatar quem estava nos bancos de trás.

-Maya,Maya,é o Taehyung do BTS e o Joonki do StarA. Eu posso tirar fotos deles?-Pediu contente pegando seu celular,eu até deixaria,mas Jimin negou de modo tão enfático que desisti na hora.

-Quando eles acordarem eu tenho certeza que estarão mais bonitos para suas fotos.

Nos acomodamos nos assentos e seguimos viajem,o trânsito estava um pouco lento demorando ainda mais o caminho. Sophie perguntou e falou quase todo o caminho,mas faltando cerca de 10 minutos se rendeu também ao sono,só restando eu e Jimin. Não demorou muito mais para eu avistar os portões da minha casa.Assim que o motorista abriu as portas eu peguei a ruivinha nos braços,enquanto Jimin acordava os meninos,mas a situação estava tão difícil que o motorista teve que nos ajudar a subi-los pela escada. Deixei a mini Hannah em meu quarto e fui para o de hóspedes,vendo a dificuldade de Jimin em levar Joongki sozinho para o banheiro.

-O que faz aqui? 

-Vim contar quantas plumas tem no travesseiro,e você?

-Hahaha,muito engraçadinha.

-Você jura que irá conseguir dar banho em um bêbado semi-acordado sozinho?-Perguntei,apoiando o outro braço do garoto em meus ombros,o ajudando a chegar no banheiro.Sentamos Joongki na bacia e eu comecei a tirar suas roupas.

-Deixa que eu cuido dele a partir daqui.

-Cresci com 3 irmãos mais velhos e muitas festas com amigos,não é como se eu não estivesse acostumada com isso.

-Não ajam como se eu não estivesse aqui,eu consigo tomar banho sozinho.-Finalmente Joongki se pronunciou,de um jeito extremamente lento,tentando afastar nós dois com as mãos.

-Com toda a certeza lindão,mas por enquanto,a gente cuida de você,ok.- Ele fez um bico fofo nos lábios e concordou com a cabeça.

Com Joongki com um bico enorme e Jimin conformado,nós o levamos para a ducha só de cueca e lhe demos um banho rápido,e logo depois que eu lhe dei uma calça de pijama grosso (já que para minha sorte o quartos meninos estavam trancados) para que ele não ficasse com a roupa molhada,ele caiu exausto na cama. Com Tae foi bem mais difícil já que ele estava totalmente desacordado,e só deu um sinal que estava bem quando abriu os olhos,reclamou de alguma coisa,vomitou nos nossos pés e voltou a dormir ainda no chuveiro.

-Puta que pariu,eu realmente deveria ter deixado você sozinho.

-Não adianta chorar pelo vômito espalhado,vamos terminar logo com isso antes que ele resolva que precisa vomitar mais.

Terminamos finalmente e arrumei uma calça de moletom para o Tae e finalmente respiramos aliviados ao vê-los se abraçarem dormindo.

-Isso merece uma foto,você não acha?-Sentei aos pés da cama,sorrindo para os meninos.Seria errado shippa-los?

-Sem fotos,eu levei uma bronca enorme depois de registrarem aquele dia no shopping.-Jimin disse,se sentando ao meu lado na cama,que capturou imediatamente minha atenção.

-Em minha defesa,nós conseguimos sair de lá de boas.-Rimos juntos,voltando a olhar os meninos.

-Por que você tem tantas calças grossas?

-Por que a Índia é quente,e aqui nem tanto.

-Isso é motivo também para elas serem da Cinderela e da Bela?

-Eu sou uma princesa,preciso estar cercada com outras.

-Então isso me faz seu príncipe?

-Depende do quão ativo você é no nosso filme.Vem,vamos fazer algo para a gente comer.-Descemos as escadas indo direto para a cozinha.-E então,o que deseja?

-Deixo a sua escolha.

-Hummm,o que acha de Carbonara?

-Eu nunca comi.-Ele deu de ombros, desinteressado.Levei as mãos as bochechas em uma pose dramática.-Isso é quase uma blasfêmia.Você vai experimentar a melhor massa da sua vida. 

-Estou esperando.

-Não,não,vem aqui,eu vou te ensinar.

Peguei um dólmã e coloquei no mesmo,o colocando na minha frente.

-É muito fácil,olha aqui.Primeiro o macarrão vai para o fogo,pode escolher qualquer um,depois é só pegar a pancetta,cortar em cubinhos e colocar no fogo.-Fiz tudo de modo devagar,e aos poucos ele foi pegando o jeito da cozinha.

-Eu não sabia que você cozinhava.

-Você não sabe muita coisa sobre mim,na verdade.Me passa o queijo,por favor.

-Aqui.Você nunca me falou nada.

-Você também nunca perguntou.

-Então quem é Maya Khatri? O que você esconde dos olhos de todos? Por que alguém como você está como bolsista? 

-Por que tanta curiosidade do nada?

-Você disse que eu não tinha perguntado,estou perguntando agora.Por que você está desviando do assunto?

-Eu não desviei,não tenho nada a esconder,só não entendi pra que a curiosidade agora.Pode focar na comida,por favor.-Revirei os olhos,chateada.Não gosto de perguntas do nada, ainda mais quando preciso cozinhar enquanto respondo.

-Maya?-Sophie apareceu na cozinha,com o rosto ainda marcado pelo sono.

-Oi ruivinha,descansou bem?-Ela balançou a cabeça afirmativamente, coçando os olhos preguiçosamente enquanto sentava na cadeira de frente para a bancada de mármore.

-Eu estou com fome.

-Estamos juntos nessa.

-Deixa de ser dramático,olha aqui,já saiu,só falta eu montar o prato.-Peguei nossos pratos e montei da melhor forma possível.-Infelizmente eu não tive tempo para fazer algo bem elaborado,não está digno do Masterchef profissional,mas no amador seria campeão.Provem.

-Metida.Mas até que ficou bonzinho.

-Bonzinho? Isso é um desrespeito com minha massa.Comam logo e depois poderemos dar um pulo na piscina,ou no shopping,o que preferirem.-Eu não cozinhava nada "bonzinho".

-A gente pode ir no shopping e depois ir para a piscina?-Sophie perguntou,com os olhos pidões.

-Tudo que minha convidada quiser.-Assim que terminei de dizer um sorriso enorme surgiu em seu rosto.

-Eu também sou convidado,então posso pedir para a gente se trancar no quarto por alguns minutinhos?

-Tem crianças aqui,você pode ser um pouco mais discreto.

-Eu não ligo não,podem continuar com os flertes.

-Nós não... Quem te ensinou a falar essas coisas?

-Joshua.

-Vou nem comentar.Terminem logo para a gente poder ir.

Depois disso não conversamos muito,a fome falando mais alto para que a gente se preocupasse com algo além do macarrão.Quando enfim terminamos eu pedi para Jimin pedir nosso táxi e subi.Fui no quarto dos meninos e eles ainda dormiam como anjinhos,deixei um bilhete para eles avisando onde havia comida e dois comprimidos para cada em cima do criado mudo,caso acontecesse alguma coisa eu não tenho dúvidas que a dona Eurídice daria um jeito.Passei no meu quarto para pegar uma bolsa com documentos e meus cartões,além de um básico retoque na maquiagem.Quando enfim desci o carro já nos esperava lá fora.

-Você nos faz passar pela garagem com aqueles carros lindos e nos faz pegar um táxi?

-Quer ser preso? Ainda temos álcool no sangue.Que mal exemplo para uma criança,Park Jimin.

-Lembre-se de não ficar falando isso alto,preciso lembrar novamente o incidente no shopping?

-Ah,então temos que nos comunicar por apelidos? Eu vou adorar você me chamando de 'minha rosa' novamente.-Vi seu rosto corar e segurei o impulso de beijar aquelas bochechas.

-Vocês são tão fofos juntos,quando começaram a namorar?

-Nós não namoramos,ruivinha.

-Deveriam.-A abusadinha sorriu para nós e voltou a atenção para o celular,como se não existissemos mais ali.

-Quando eu conhecer esse Joshua eu vou dar um murro na cara dele.-Murmurei,fazendo Jimin sorrir.

-Chegamos,tenham uma boa tarde.-O taxista anunciou,parando em frente ao Shopping,Jimin se ofereceu para pagar e logo nós entramos,com Sophie animada nos guiando pelo local.

-Maya,vamos ali.

-A gente tem que achar uma roupa para você e o biquíni,mas você pode escolher o que quiser além disso.

-O que eu quiser?

-O que quiser.Só não saia da loja,ok.

-Você é sempre mimadinha assim? Sem limites?

-Eu tenho limites,ela se chama Paola Montanari,mas não está no país.

-Fica muito tempo sozinha em casa?

-Não,eu tenho meus irmãos,mas é tempo suficiente para sentir saudades. E você?

-Eu também tenho os meninos,são minha família. Meus pais moram em Busan,infelizmente eu não tenho tanto tempo para visitá-los.

-Ei,namorados,eu quero esses aqui.-Hannah falou, chamando nossa atenção para três moletons.

-Eu também gostei.

-Nada disso,eu nunca usaria algo tão idiota assim.

...

-Eu realmente detesto vocês dois.

-Eu achei que você gostasse da Disney.

-Estamos com moletons combinando,tem algo mais ridículo?

-Demorar mais de 6 meses para postar 3.000 palavras.

-O que disse?

-Nada não.

Olhei para o telão que transmitia o jogo e balancei a cabeça com o resultado.A maldição do campeão parecia ser realmente verdade,e ainda mais perdendo para um time fraco.Bem,pelo menos a seleção deles estavam na Copa.

-Vamos comprar logo o que precisamos e vamos voltar para casa.

-Isso é pressa para me ver sem roupa?

-Só coloca os óculos e vamos seguir caminho.

-A gente pode ir agora? Eu quero ir para a piscina.

-Metade de um dia com a Maya e você até fala parecido com ela.

-Isso é um ótimo elogio,ruivinha,pode acreditar.

O resto da tarde foi quase como um borrão, quando voltarmos para casa os meninos ainda dormiam,e Graças a isso Sophie convenceu Jimin a ir para a piscina conosco.Nessa tarde eu conheci seu lado tímido e foi ótimo usar isso contra ele.Os meninos acordaram quase ao final da tarde e só foi permitida sua saída depois que prometeram encontrar a menina de novo para fotos mais apropriadas.Foi realmente uma tarde agradável.Depois da seção de despedidas,tomamos banho e fomos para o jardim,Sophie tinha se apaixonado por Titus,o são-bernardo de Ravi,o que acarretou mais de 30 minutos correndo pelos arredores do local até cansar.

Nós sentamos juntas nas almofadas e começamos a olhar para o céu.Ainda não havia anoitecido e o dia indo embora era uma bela visão,um mesclado entre vermelho,rosa e tons de azul,trazendo uma sensação gostosa de paz e tranquilidade.Fazia realmente bastante tempo que não tinha momentos de contemplação como este,a universidade me levava ao caminho do caos cada vez mais rápido.

-Maya?- A voz infantil e harmoniosa de Sophie me livrou do meu transe,me trazendo novamente a realidade.

-Sim?-A incentivei a continuar,focando toda a minha atenção nela.

-Você gosta daqui? Tipo,de estar aqui na Coréia?-Perguntou baixinho,não olhando mais para mim.

-Por que eu não gostaria?

-Você não sente saudade?-Continuou no mesmo tom,mexendo timidamente as mãos uma na outra,um costume que eu também possuía.

-Vem cá.-Ela se aproximou e eu a sentei em meu colo,de frente para mim,olhos nos olhos.-Você sente falta da sua vida fora daqui?-Somente balançou a cabeça afirmando.-Do que você sente falta?

-De tudo,Maya!De tudo!-Disse exasperada, soltando um soluço baixo,como se fosse começar a chorar.-Eu tenho tanta saudade,muita saudade de todos.Principalmente do papai e da mamãe,eles eram tão especiais.-Ela parou um pouco e respirou fundo,sorrindo fofamente enquanto voltava a olhar para o céu,agora bem mais escuro.-Eu tenho saudade dos dias na minha casa,na verdadeira,fora daqui.Em dias como hoje nós saíamos juntos para piqueniques;mamãe,papai,eu, Hannah,Ethan e Joshua.Era tão engraçado por que eles brigavam por qualquer motivo,mas nunca demorava para se acertarem. Hannah parecia sorrir bem mais,eu gosto do sorriso da minha irmã.

-Do que mais você gosta,ruivinha?

-Eu gostava de quando a Hannah brincava comigo,ou podia ir me buscar todo dia na escola,ou até mesmo dividir o quarto.Eu sei que ela agora estuda beeeeeem mais,é só que...

-Eu sei,ruivinha,eu sei,é complicado.Estar longe de quem a gente ama é difícil,mas devemos ser fortes,por nós e por eles,por que é difícil para os dois lados,entende?

-Eu acho que sim.

-O importante é não guardar tudo para você,sua irmã sempre estará lá para você,e agora eu também.Então me respeite que eu sou sua irmã mais velha.-Fiz cócegas em sua barriga e ela se contorceu em risadas,fazendo cair algumas lágrimas de seus olhos claros.

-Ya,nem é tanto assim.-Ela bateu no meu ombro e fez um biquinho,se ajeitando entre minhas pernas para ficar somente apoiada em mim.

-O suficiente para cuidar muito bem de você,minha ruivinha preferida,só não conte isso a Hannah,fica como um segredinho entre nós.-Pisquei para ela que levou as mãos ao rosto,escondendo uma risada bonita.

-Isso depende do que você pode fazer por mim.

-Você ganhou uma irmã a menos de 5 minutos e já quer me chantagear? Você tem o meu respeito,pequena.-Baguncei seus cabelos levemente e a puxei mais para mim, abraçando novamente seu corpo.-Está melhor?-Ela balançou a cabeça em afirmação e se aquietou.Passamos um tempo daquele jeito sereno,na verdade eu já estava pensando que ela tinha dormido quando ela se pronunciou novamente.

-Maya,como é sua família?

-Grande,maluca e complicada,e agora com uma composição ruiva para o repertório.-Brinquei,e vi ela dar um sorrisinho sapeca.Ela é tão adorável.

-Sério,como é sua família?-Perguntou novamente,se virando um pouco para me observar.

-Eu já te disse.-Ele olhou para mim como se fosse bem mais velha.Mais uns anos e ela aprenderia a ler mentes como a Hannah.Mas na verdade o que me ganhou foi o bico manhoso em seus lábios.-Tá bem,tá bem,eu conto.Vou começar pelo meu pai,ta bem?-Afirmou que sim com a cabeça.-Ele se chama Saif e é um grande homem,ele me mima bastante e eu o amo tanto,não consigo nem expressar.As vezes ele é bem babão,eu não duvido que se ele te conhecesse lhe daria o mundo todo só para te ver sorrir.Ele meio que faz isso por nós.

-Ele parece ser um cara legal.

-Ele é.E aí vem minha mãe,Paola,eu não sei o que seria sem ela,como também não sei como ela nos aguenta. Infelizmente eu não convivo tanto quanto eu gostaria com eles,meu irmão Desh diz que eu cresci na melhor e pior época,já que seus trabalhos agora aumentaram. 

-Desh? Achei que só o Ravi fosse seu irmão.

-Eu tenho mais dois. Desh é o mais velho,e acho que por isso o mais responsável entre nós três. Ele é tão carinhoso,e sempre está nos apoiando em nossas escolhas. Ele é tão perfeito que é quase inalcançável para mim,somos muito diferentes.

-Isso é ruim?

-Para nós não,mas aí entra a parte complicada que eu te falei,os Khatri "puros".

-Puros? Como assim puros?-Tombou a cabeça para o lado,com uma expressão confusa.

-A Índia é um país muito diferente, ruivinha,e tem certas coisas que se esperam das pessoas que são difíceis de se tornar realidade para quem não se encaixa no padrão.-Suspirei pesado,eu não deveria estar contando isso para ainda criança,povoar a cabeça dela com meus problemas quando eu devia ajudá-la a se livrar dela é,no mínimo,errado.-Vamos esquecer isso,são problemas de adultos.

Naquele instante o primeiro meteoro caiu do céu e Sophie se animou no meu colo,apontando para ele.

-Vamos fazer um pedido.-Disse empolgada,logo fechando os olhos e juntando as mãos,como se fizesse uma prece.

-O que você pediu?

-Eu não posso dizer,senão não se realiza.

-Olha para cima,já está começando. -O céu,agora bem escuro,começou a ser rasgado de ligeiros meteoros,que acompanhado do brilho e das estrelas,faziam da noite um espetáculo para quem assistisse.

-Wow,é tudo tão lindo.

Não sei quanto tempo permanecemos assim,somente sentadas quietinhas enquanto observávamos o show noturno. Era tudo tão belo, tão sublime e superior às pessoas que lhe admiravam,como eu,não trazia consigo a resposta para nenhum de meus problemas,mas quanto mais eu assistia mais eu gostaria que não acabasse nunca.Ficamos assim até sentir seu corpo amolecer,indicando que ela tinha caído no sono,só a ajeitei melhor para que ficasse mais confortável e deixei que dormisse.

-Pelo menos eu cheguei para ver o final com a minha menina.-Senti o corpo vibrar em alegria ao ouvir a voz da minha mãe do meu lado.Por pouco eu não me joguei em cima dela,e esse pouco tinha cabeleira ruiva.A abracei como pude,tentando matar a saudade enorme por mim e por ela.

-Eu senti sua falta.-Falei baixinho, enquanto nos separáva-mos devagar. Sua presença já era o suficiente para animar o mais triste dos meus dias.

-A cada dia que eu te vejo você está mais linda.-Disse,ajeitando meu cabelo para trás e me dando um beijo na testa.-Quem é a criança?

-Sophie,ela é linda não é? Vamos dizer que eu não sou mais a caçula.

-Não é mais... Maya,eu devo me preocupar?

-Não,está tudo sobre controle.-Olhei novamente para o céu,vendo poucos riscos brilhantes agora.-Ela disse que sente falta dos pais,mamãe,o que eu entendo bem,parece que a cada dia os vejo menos.

-Eu vou passar mais tempo em casa.-Disse,passando a mão nos meus cabelos.Eu revirei os olhos automaticamente,eu já ouvi essa história antes.Ela percebeu quando fiz isso e sorriu-Eu prometo,quando seu semestre fechar,seremos só nós cinco,juntos.Esta bom para você?

-É tudo que eu mais quero.

Ficamos em silêncio,somente contemplando as estrelas.

-Já está tarde e amanhã vamos ter um dia cheio,vamos dormir?

-Bauji chega amanhã?

-Sim,ele e mais alguns,depois conversamos sobre isso.Quer que eu a coloque no quarto?

-Não,ela vai dormir comigo. Boa noite,mama,eu te amo.

Deixei um beijo na sua bochecha e peguei Sophie no colo,indo para o meu quarto,retirei seus sapatos e a deitei na cama,vendo ela se remexer e semi-abrir os olhos.

-Maya...

-Sim?

-Eu pedi... para a gente... ser feliz para sempre.-Assim que terminou de falar se agarrou no Giaccio e voltou a dormir serenamente.

Sorri com o que ela disse,me preparando para dormir.Apesar da turbulência que é a nossa vida de estrangeiros,com destaque para a saudade,foi por isso que buscamos quando viemos para cá,ou melhor,é isso que buscamos para a vida inteira.Felicidade. Deitei na cama ao lado de Sophie,e quando vi que a minha última estrela cadente da noite passou,desejei que o pedido de Sophie se realizasse.


Notas Finais


#QuemPerdoaÉDeus #PodemMeMatar #EuAmoVocês #EstouComSaudades


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...