História 25 de Dezembro - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Personagens Originais, Tom Riddle Jr.
Visualizações 9
Palavras 295
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bolei essa fic na aula de português, era pra ser uma carta pessoal, mas acabou sendo essa fanfic! Só Samantha é minha: ela era da gryffindor, e é um ano mais nova que Tom. Repetindo: eu sou a Sra.Somerwesley do NYAH e essa fic foi escrita em 2013!

Capítulo 1 - Unique


Sentada em sua cama, uma mulher com no máximo 20 anos, velava por sua filha. Quando sua menina finalmente dormiu, ela se abaixou e pegou embaixo da cama um pergaminho, tinta e uma pena. E começou a escrever.

Helston (Inglaterra), 25 de Dezembro de 1947.

Querido Tom,

Por que você se foi? Por que se deixou levar por sua obsessão por poder? Nunca entendi seu jeito obcecado por arte das trevas. Eu tentei entender, mas você nunca me permitiu se aproximar.

Poderíamos ter-nos se salvado, querido.

Lembro-me quando você se foi, dizendo que iria me esquecer e que deveria fazer o mesmo. Sabe quantas vezes eu disse que estava bem e coloquei um sorriso no rosto quando mais queria chorar? Sem você, meu último ano foi péssimo. Não sei se você me apagou de sua história, sempre me disse que o amor e a esperança deveriam morrer. Pois eles só traziam complicações. Para você o que apenas existia era o poder e os fracos demais para conseguirem. O amor não estava em seus planos. Mas sim nos meus. Sempre quis me apaixonar e me casar, ter filhos, formar uma família. E mesmo depois de ter me casado, não consegui te esquecer, mesmo depois de ter tido uma filha (Zoey) também não consegui. Também creio que jamais esquecerei.

Com isso me despeço, sem ter esperanças o suficiente se realmente irá ler isso algum dia. Agora te contradito: A Esperança e o Amor JAMAIS devem morrer. E prometo que sempre vou te amar. Foi em um Natal, 25 de Dezembro, que você me deixou. A quatro anos.


Para sempre sua,

Samantha Chewy Rosier.

Samantha cumpriu sua promessa, depois de ter criado sua filha e mais tarde seu filho Taylor, cuidado e zelado por seus netos e bisnetos, ela não o esqueceu, mesmo depois de sua morte.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...