1. Spirit Fanfics >
  2. 30 dias para amar. (Sooshu-Shujin) >
  3. Vinte e três.

História 30 dias para amar. (Sooshu-Shujin) - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Como estamos?

Capítulo 23 - Vinte e três.


As duas garotas saíram do carro, indo direto para a entrada do lugar. Claro que não antes que alguns fotógrafos tirassem fotos, fazendo Shuhua grunhir de tédio, realmente ela odiava os jantares que Miyeon a obrigava a participar.

Assim que as duas passaram a entrada, onde já não podiam mais ser fotografadas, Miyeon agarrou o braço de Shuhua, que sorriu caloroso para a outra.

Shuhua deu uma bela olhada por todo o salão. Estava cheio de pessoas bem vestidas, o ambiente era todo luxuoso e caro, tudo pago pelo senhor Cho, o pai de Miyeon realmente gostava de esbanjar dinheiro e bom gosto.

"Você pediu pela cascada de chocolate?" Shuhua perguntou divertida, olhando para o chocolate que caia do topo.

"Eu sei que foi sua única diversão na última vez que estivemos em uma festa do meu pai, então eu fiz." Miyeon falou sincera.

"Senhorita Cho." Um homem bem vestido apareceu na frente das garotas. "Seu lugar está reservado como o seu pai pediu, deixe-me levá-las até lá."

"Obrigada, Harris." Miyeon agradeceu.

O homem se curvou, antes de começar a andar, tendo as jovens atrás de si. O lugar onde as duas estavam se sentando essa noite, era ao lado da mesa do pai de Miyeon, uma mesa para dois, Shuhua ficou surpresa, mas achou ótimo, por não está sentando com outras pessoas que sempre podiam ser péssimos falantes.

Miyeon soltou o braço de Shuhua para se sentar de frente para a jovem que sorriu se sentando também.

"Sinto muito por isso, meu pai fez questão de escolher o lugar." Miyeon falou, sabendo que Shuhua não estava confortável sentando tão perto do senhor Cho.

"Desde que ele não insista em dizer que somos um casal, estou bem." Shuhua falou bebendo um pouco de água.

Um casal se aproximou, sentado atrás da mesa das duas. Miyeon espiou, logo voltando a sua posição, bufando, ela não podia acreditar que seu pai havia feito isso.

"Algo está errado?" Shuhua perguntou notando o incômodo da garota.

"Não é nada." Miyeon deu os ombros.

"Vamos lá, me diga." Shuhua pediu agarrando a mão da menina por cima da mesa.

"Você se recorda da minha prima que veio passar as férias de verão aqui, quando tínhamos doze anos?" Miyeon perguntou encarando a amiga.

"Sim, a que acertou sua cabeça com uma pinhata." Shuhua falou se lembrando que quase engasgou a garota.

"Sim, a que me odeia." Miyeon revirou os olhos.

"O que tem ela?" Shuhua perguntou.

"Está na mesa atrás de nós, prepare-se e tente não pular no pescoço dela quando ela vim nos comprimentar." Miyeon falou apertando a mão da amiga que grunhiu novamente, esse jantar não podia piorar.

Shuhua quase deitou a cabeça na mesa, mas foi impedida por Miyeon que a olhou com um olhar de reprovação.

"Prima!" Okay, Shuhua definitivamente precisava ficar calma. "E Shuhua, não é?"

"Sim, olá Jennie." Shuhua sorriu falsamente.

"Olá, que bom ver vocês." Jennie sorriu, e Shuhua podia jurar que aquele sorriso era a coisa mais falsa que ela já viu na vida. "Esse é Jongin, um amigo."

"Oi meninas." Um rapaz alto, musculoso de cabelos pretos em um topete falou sorrindo para as duas, que quase vomitaram ali.

Jennie era definitivo a pessoa que Miyeon procurava manter distância, em todos os lugares que a menina estava, ela causava algum tipo de constrangimento para a mais nova, mas Jennie sempre era tão irrelevante sobre tudo e não se importava, Miyeon a odiava.

"Bom, vocês estão juntas? Finalmente Miyeon conseguiu alguém." Jennie falou, enquanto jogava seus fios loiros para trás de seu ombro.

"Você é tão divertida, Jennie. Acredito que seu encontro esteja entendiado de ficar vendo você tentar intimidar adolescentes." Shuhua falou fazendo Jennie rir.

"Oh querida, eu só sou três anos mais velha que vocês." Jennie falou.

"Só suma, Kim." Shuhua finalmente falou.

"Sua namorada é realmente grosseira, prima." Jennie disse rindo. "Mas não se preocupe, poderá me recompensar."

"Você bebeu antes de chegar aqui, não é?" Shuhua riu. "Ela não está recompensando você por nada."

"Claro que sim, não soube? O tio me pediu para ficar uns dias na casa, já que mamãe estará ocupada por umas semanas em Londres." Jennie falou dando um sorriso para Miyeon.

"O que?" Miyeon estava incrédula.

"Te vejo em casa, priminha." Com isso, Jennie se retirou com Jongin atrás de sí.

Miyeon olhou para Shuhua que negou com a cabeça, não sabendo o que dizer.

"Por favor, me diz que isso foi apenas uma ilusão." Miyeon pediu enquanto via a prima andar para longe.

"Bom, eu gostaria, mas não." Miyeon apertou os lábios, reprimindo a vontade que estava de xingar.

Shuhua apertou sua mão por cima da mesa, tentando acalmar a amiga que suspirou derrotada, seu pai estava querendo castiga-la ou o que?

"Não o xingue." Shuhua falou olhando para Miyeon que respirou fundo.

"Miyeon, querida. Shuhua, é um prazer vê-la novamente em um das minhas comemorações." O senhor Cho falou sorridente.

"O mesmo sobre o senhor." Shuhua sorriu simpática.

"Papai, eu vi Jennie." Miyeon falou chamando a atenção do mais velho.

"Sim? Que maravilha, sua tia a mandou para cá, já que ela estará ocupada em um desfile em Londres." O homem falou ainda com aquele sorriso no rosto.

"Ela me disse que ficará conosco durante esse tempo." Miyeon falou tentando não transparecer sua raiva.

"Sim. Será bom para você não ficar tão sozinha, sei que tem Shuhua, mas ter Jennie também será ótimo." O homem falou.

"Jennie e eu não nós damos bem, pai." Miyeon confessou.

"Isso era uma coisa de criança, Miyeon." O homem falou.

"Ela tentou me enterrar quando eu tinha cinco anos, e me acertou com uma pinhata da última vez que me viu." Miyeon falou séria.

"Isso foi a quatro anos." O homem falou um pouco impaciente.

"Mas pai..."

O senhor Cho interrompeu a filha:

"Chega, Cho Miyeon!" Miyeon se calou. "Você estará tratando Jennie como uma irmã durante esses dias."

"Irmã?" Miyeon encarou o mais velho.

"Você entenderá mais a diante, agora, para de ser tão prepotente." O homem falou arrumando o pálido.

"Onde está a mamãe?" Miyeon perguntou notando que a mulher não estava ali.

"Eu não sei. Sua mãe já não é mais problema meu." O homem falou encarando a mais nova que suspirou derrotada. "Aproveitem a festa."

"Que diabos foi isso?" Shuhua perguntou depois que o homem saiu.

"Não contei, mas meu pai e minha mãe se divorciaram a um tempo, claro que não foi parar na mídia, mas parece que ele já estava a trocando pela irmã dela." Miyeon falou dando um sorriso triste.

"Ei, não precisa se preocupar." Shuhua falou dando um beijo na mão da menina.

"Esqueça." Miyeon sorriu. "Que tal aproveitamos a noite?"

"Agora você está falando minha língua." Shuhua sorriu.

Miyeon olhou ao redor, notando que seu pai já não estava no salão. Ela apertou a mão de Shuhua se levantando, fazendo Shuhua se levantar com ela, Shuhua riu quando Miyeon começou a correr saindo do salão.

"Ei, esperem aí!" Shuhua arregalou os olhos, vendo o segurança particular só senhor Cho atrás delas.

Miyeon começou a correr mais rápido, fazendo Shuhua quase cair por está de salto. Miyeon conhecia aquele lugar como ninguém, seu pai já havia feito alguns eventos ali, ela decidiu entrar na sala que antes era usada para aulas de natação, ela se lembrava de quando tinha dez anos e fazia aula ali, com Shuhua.

"Isso foi loucura." Shuhua falou rindo.

"Foi diferente, bom." Miyeon riu se jogando no chão.

"Você lembra de quando fazíamos aulas de natação aqui?" Shuhua perguntou se sentando ao lado de Miyeon, encarando a piscina.

"Claro, lembro de quando você não conseguia nadar e subia em cima de mim." Miyeon falou rindo.

"Você nasceu como um peixe, caramba eu não tinha culpa." Shuhua falou acompanhando Miyeon na risada.

"Eu sou uma sereia." Miyeon jogou o cabelo, fazendo Shuhua rir.

"Vamos entrar?" Shuhua sugeriu, rindo.

"O que? Você está louca." Miyeon falou negando.

"Vamos lá, como nos velhos tempo." Shuhua falou se levantando e tirando o salto.

"Meu deus, não mesmo. Eles não devem trocar essa água a semanas, sabe lá o que passou aí." Miyeon falou negando.

"Ok, eu estou indo." Shuhua falou, caminhando até a beira da piscina.

"Por favor, não." Miyeon falou choramingando.

Shuhua pulou, o que fez Miyeon lamentar, ela sabia que seria obrigada a entrar, não podia deixar a melhor amiga sozinha nisso.

"Eu te odeio." Miyeon falou tirando os sapatos, pulando na piscina.

Shuhua riu, se aproximando da outra que a abraçou, como todas as vezes que fazia, quando as duas estavam na piscina.

"Está tão gelada." Miyeon falou abraçando a cintura da outra.

"Sim." Shuhua falou se virando.

Miyeon encarou a outra, estando com o rosto bem próxima do dela. Shuhua sorriu, rodeando os braços pelo pescoço de Miyeon que a encarava.

"Você gosta mesmo da Soojin?" Miyeon perguntou apertando a cintura de Shuhua.

"Sim. Você sabe disso." Shuhua falou com um sorriso.

"O que ela tem?" Miyeon perguntou encarando Shuhua.

"Eu não sei, eu só gosto dela." Shuhua falou dando os ombros.

Miyeon se afastou, olhando nos olhos de Shuhua que a encarava sem saber o que se passava na cabeça da outra.

"Onde você está indo?" Shuhua perguntou ainda parada em seu lugar.

"Me desculpa. Eu preciso ir." Miyeon falou se afastando de Shuhua.

Shuhua viu a menina sair da piscina, pegando o salto, dando uma última olhada para Shuhua e sair, deixando Shuhua sozinha.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...