1. Spirit Fanfics >
  2. 30 dias para amar. (Sooshu-Shujin) >
  3. Quarenta e um.

História 30 dias para amar. (Sooshu-Shujin) - Capítulo 41


Escrita por:


Notas do Autor


Eu não sou de colocar foto ou algo do tipo nós caps, mas ontem, um ser humano muito legal akakaka, me mandou msg perguntando se podia fazer Fanart dos caps e eu com certeza aceitei, ela faz isso muito bem. Você é incrível @EllyniA. 😔✊❤️

Capítulo 41 - Quarenta e um.


Fanfic / Fanfiction 30 dias para amar. (Sooshu-Shujin) - Capítulo 41 - Quarenta e um.

A manhã havia passado realmente rápida, depois de ficar a primeira e a segunda aula para fora, Shuhua e Miyeon entraram na terceira, ganhando muitas perguntas de Rosé e Yuqi que ficaram realmente preocupadas com Miyeon, claro, era totalmente evidente que ela não estava bem e havia chorado, mas ainda assim, Rosé e Yuqi tentaram passar por ela e pergunta a Shuhua sobre o que estava acontecendo.

Shuhua falou que elas conversariam depois da aula, Yuqi também comentou sobre Soojin ter ido procurar por ela, o que Shuhua estranhou, já que não havia visto a menina em lugar nenhuma, mas ela falaria com ela depois.

"Eu sinto que meus dedos vão cair da minha mão." Yuqi resmungou, enquanto guardava seus materiais.

"Uma redação muito bem escrita e eu só tenho algo a dizer." Rosé falou ganhando a atenção das três. "Eu vou tirar dez nesse teste."

"Você está no máximo tirando um sete." Shuhua falou divertida, fazendo Rosé revirar os olhos se jogando na cadeira.

"Sua redação foi sobre o que?" Miyeon finalmente falou algo, ela estava quieta no seu canto desde que entrou na sala.

"Sobre mim mesma." Rosé falou apontando para si mesma, o que fez as outras meninas rirem, até mesmo Miyeon riu.

"Você sabe que não poderia ter feito isso, certo?" Yuqi questionou a outra que deu os ombros.

"A professora pediu para falarmos de artistas que nos inspiram." Rosé começou a falar. "Eu sou uma artista, e eu inspiro a mim mesma, está bom para você?"

"Você é uma artista?" Shuhua perguntou divertida.

"Sim? Não parece óbvio para vocês?" Rosé falou, enquanto as outras riam. "Estou falando sério."

"É o que te faz ser uma artista?" Dessa vez foi Yuqi quem perguntou, cruzando os braços.

"Eu sou modelo, você não sabia?" Rosé falou, um tanto orgulhosa por seu feito.

"Rosé, você participou uma vez de um desfile, uma competição, lembra?" Yuqi lembrou a outra que concordou.

"Sim, competição que eu ganhei, devo lembrar." Yuqi deu os ombros.

"Certo, faça o que quiser. Eu vou indo meninas, combinei de lanchar com a Soyeon na enfermaria." Yuqi falou.

Ela sorriu se despedindo das outra que retribuíram o sorriso, a vendo sair pela porta.

"Eu vou encontrar Lisa, ela acabou se encrencando e vai ficar na detenção durante o almoço." Rosé falou se levantando.

"O que aconteceu?" A preocupação era evidente no rosto de Shuhua.

"Ela acabou batendo no Lucas, por conta do acontecimento da Soyeon e da Yuqi, você sabe." Rosé suspirou. "Mas está tudo bem, ela só terá que fica de detenção por essa semana."

"Meu Deus, por que ela não chamou para ajudá-la?" Shuhua perguntou irritada, ganhando um olhar de reprovação de Miyeon.

"Oh, você não iria precisar está lá." Rosé sorriu de leve. "Lisa fez um lindo trabalho no rosto dele, se você o ver por aí, você irá parabenizá-la."

"Lisa é meu herói." Shuhua falou, realmente orgulhosa de ser amiga de Lisa.

"Você sabe que ela bateu em alguém, não é?" Miyeon perguntou erguendo uma das sobrancelhas para a taiwanesa que suspirou.

"Sim, alguém que foi idiota e intrometido, que por um acaso, quase destruiu o relacionamento das nossas amigas." Shuhua falou irritada, cruzando os braços.

"Até eu gostaria de ter socado a cara dele, Miyeon." Rosé falou, fazendo Miyeon a encarar nada contente. "Desculpa, mas ele é realmente um babaca e mereceu, meninas, eu realmente preciso ir. Vejo vocês."

É assim, Shuhua e Miyeon foram as únicas a sobrar na sala, já que todos os alunos sairam correndo assim que o sinal tocou.

Shuhua se virou para encarar a amiga, esperando ela decidir o que faria, já que ela não sabia o que iria acontecer agora. Elas sabiam que Minnie estaria na mesa com Soojin, e Shuhua não sabia o que Minnie decidiria.

"Podemos não sentar com as meninas hoje?" Miyeon perguntou, abaixando o olhar.

"Tudo bem, eu posso só ir até a Soojin avisar ela sobre?" Miyeon concordou. "Certo, você quer o que?"

"Você pode me trazer um sanduíche?" Miyeon perguntou enquanto vasculhava o bolso da mochila, procurando pelo dinheiro que havia trazido para comprar seu lanche.

"Claro, eu pago com o meu dinheiro." Shuhua falou saindo, sem dá tempo para que Miyeon pudesse protestar.

Miyeon suspirou se afundando na cadeira, olhando para o quadro. Ela acabou revirando os olhos lendo a frase que sua professora havia escrito mais cedo.

*Inspire alguém e se inspire em alguém, ajude alguém e se ajude, continue tentando até que seu esforço seja visto por você mesmo.*

Ela ainda considerava que sua professora de filosofia fumava algum tipo de droga, ou usava algum tipo de entorpecente, porque as frases sem sentido que pareciam ter sentido as deixava pensando que era algo realmente desnecessário de se estudar, mesmo que ela gostasse de filosofia.

Já na porta do cantina, Shuhua se encontrava conversando com Soojin.

"Então você não vai ficar comigo?" Soojin perguntou enquanto cruzava os braços, se escorando na porta.

"Eu queria, mas Miyeon não estava bem." Shuhua falou suspirando.

"Minnie pode ficar com ela." Soojin falou desviando o olhar. "Você não precisa ficar o dia todo com ela."

"Eu prometo recompensar você por isso, tudo bem?" Shuhua falou se erguendo para beijar o rosto da outra que suspirou.

"Eu procurei você durante a manhã, onde esteve?" Soojin perguntou, mesmo já sabendo a resposta.

"Eu estive com Miyeon." Outro suspiro foi ouvido da mais velha.

"Com ela novamente?" Shuhua riu, fazendo Soojin fechar ainda mais a cara.

"Bebê, eu estou começando a desconfiar que você está com ciúmes." Soojin afastou a mão da mais nova, que foi parar em sua cintura.

"O que eu te falei na primeira vez que fomos a uma festa, você sabe que ela gosta de você, não sabe?" Shuhua suspirou, se afastando.

"É claro que ela gosta, eu sou amiga dela." Soojin negou com a cabeça.

"Você me entendeu, não estou falando de amizade, estou dizendo sobre..."

Shuhua a interrompeu:

"Soojin, você deveria ficar calada. Eu não preciso que você culpe Miyeon, sendo que ela não está aqui para se defender."

"Você está defendendo ela agora?" Soojin falou rindo. "Não dá para acreditar nisso."

"Eu não quero brigar com você." Shuhua falou encarando a outra que deu os ombros.

"Não estamos brigando." Soojin falou deitando a cabeça para o lado.

"Bom, eu fico feliz por isso." Shuhua falou recuperando seu ar, oferecendo um sorriso para a outra que não retribuiu. "Me beija e eu vou acreditar que estamos bem."

"Outra hora, eu preciso ir." Soojin falou, beijando a testa da menina e saindo.

Deixando uma Shuhua com as bochechas infladas, nada feliz parada na porta. A menina revirou os olhos, andando em direção a cantina, pedindo seu lanche e o de Miyeon, os pagando e saindo.

"Ei." Shuhua parou, encarando Minnie, que parecia nervosa.

"Unnie, oi." Shuhua sorriu.

"Eu estive procurando por Miyeon, mas não a encontrei." Minnie falou, esperando que Shuhua pudesse entender o que ela estava querendo.

"Ela não estava bem para conversar agora, unnie. Mas eu tenho certeza que logo ela irá conversar com você." Shuhua falou, tentando não deixar Minnie mal por aquilo.

"Eu realmente quero consertar as coisas, eu fui compulsiva e eu não soube esperar pelo momento dela." Minnie pareceu desesperada.

"Tenho certeza que sim, unnie. Não foi sua culpa, não foi de ninguém." Shuhua falou colocando a mão no ombro da garota.

"Não, ela não está querendo me ver." Minnie deixou seu olhar cair.

"Ela só está envergonhada, ela acha que não foi boa." Shuhua falou suspirando.

"O que? Ela foi perfeita, ela é perfeita, eu quem fui idiota. Eu sou uma idiota." Minnie falou negando com a cabeça.

"Olha, eu quero que vocês fiquem bem, você cuida muito bem da Miyeon." Shuhua falou ganhando a atenção da menina. "Ela está na minha sala, e ela não lanchou ainda."

"Eu posso?" Shuhua pode ver um brilho nascer no olhar da mais velha, que pela primeira vez naquela conversa, pareceu animada.

"Deve." Shuhua falou entregando o sanduíche que ela havia comprado para Miyeon. "Não a pressione, tudo bem?"

"Sim, com certeza." Minnie sorriu.

"Tudo bem." Shuhua sorriu de volta. "Você sabe onde Soojin está?"

"Ela me disse que iria até o banheiro." Minnie sorriu malicioso para a outra que revirou os olhos, batendo em seu ombro.

"Vejo você depois, cuida dela, tudo bem?" Minnie concordou, saindo.

A tailandesa andou apresada pelos corredores, assim que chegou de frente para a porta da sala de filosofia, ela puxou o ar, apertando o sanduíche em suas mãos.

"Certo Minnie, conserte as coisas." Minnie falou para sí mesma.

"Eu achei que...Minnie?" Os olhos de Miyeon se arregalaram, encarando a outra que ficou parada na porta, olhando para a mais nova.

Ela se sentiu culpada, Miyeon tinha um semblante triste, seus olhos caídos, parecia que havia chorado mas do que ela era capaz de chorar. Sem contar que seu desânimo era muito notável.

"Minnie, não é sua culpa." Miyeon falou se levantando, ao ver a mais velha dá um passo para trás.

"Você está assim por causa de ontem, não está?" Minnie perguntou encarando a outra.

Miyeon abaixou a cabeça, sem querer responder aquilo. Minnie concordou com w cabeça, deixando seus braços caírem.

"Eu fiz aquilo, fui apressada." Minnie falou sentindo um nó na garganta.

Ela nunca havia se sentido mal por alguém, ela nunca se importou com ninguém. Mas Miyeon era diferente, Miyeon era especial para ela, e ela nunca gostaria de machucar a menina, nunca mesmo, não era uma opção.

"Eu quis aquilo, eu ainda quero aquilo com você." Miyeon falou encarando a outra que se encostou na porta fechada.

"Eu não quero que você se machuque, eu me odeio por machucar você. Sou idiota." Miyeon negou, se levantando.

Minnie negou com a cabeça, vendo a outra se aproximar, abraçando o pescoço da tailandesa.

"Eu não deveria ter ignorado você." Miyeon começou aproximando seu corpo do da mais velha. "Deveríamos ter conversado e tudo ficaria bem, não é?"

"Eu não estou certa sobre isso." Minnie falou olhando nos olhos da outra.

"Você não vai me recusar." Miyeon foi clara.

Antes que Minnie pudesse dizer algo, os lábios da coreana foram para nos seus. Trazendo uma sensação de amor e conforto para a mais velha. Minnie estava insegura sobre suas ações sobre a mais nova, ela tocou cuidadosamente a cintura da outra, tentando não ser evasiva, ela não sabia se Miyeon ainda estava com dor, ela não queria machuca-lá.

"Tudo bem agora?" Miyeon perguntou assim que se afastou.

"Hum, você ainda quer ficar comigo?" Minnie perguntou analisando bem a feição da outra.

"Eu estou com você, estamos bem." Miyeon falou dando um sorriso.

"Quero dizer, quero que seja minha namorada." Os olhos da coreana se arregalaram.

"Yah!" Então ela se afastou.

E Minnie só pensou que havia estragado tudo, ela ficou assustada, com medo, ela deveria ter esperado mais e não ter sido tão rápida e direta. Burra burra burra, Minnie repetia isso para si mesma.

"Pare de se bater." Miyeon pediu, afastando a mão da menina de sua cabeça.

"Eu fui burra, me desculpa. Eu não deveria ter falado isso, eu não quero, quer dizer eu não..."

Minnie foi interrompida por Miyeon que a empurrou contra a porta, a prendendo entra a porta e seu corpo, mantendo seus braços um de cada lado.

"Você fala muito." Miyeon falou negando com a cabeça. "Foi burrice dizer que me quer como sua namorada? Então você não me quer como namorada?"

"Eu quero, com certeza." Minnie falou apressada, notando a falsa tristeza no rosto da garota a sua frente, que só estava se divertindo com o desespero da outra.

"Então?" Miyeon ergueu uma das sobrancelhas, esperando a outra falar.

"Eu quero você como minha namorada." Minnie repetiu seu pedido novamente.

"Assim? Sem um encontro a luz de vela, aliança e uma banda de jazz atrás de nós duas tocando enquanto eu vou beber meu vinho e encontro a aliança lá dentro, e aí você me diz que me quer para todo a sua vida?" Miyeon questionou a outra, obviamente brincando com a situação, mas Miyeon estava realmente levando a outra a sério.

"Eu vou fazer isso, se você precisa disso para ser minha namorada." Minnie falou sincera, ganhando um sorriso gentil da outra.

"Tudo bem." Miyeon se afastou. "Eu só vou beijar você, depois de sermos namoradas."

"T-tudo bem." Minnie falou nervosa. "Tome."

"Obrigada." Miyeon sorriu, pegando o sanduíche, que já estava frio.

"Eu posso fazer companhia para você, até o intervalo acabar?" Minnie perguntou esperançosa.

"Claro, vem." Minnie se deixou ser levada por Miyeon que a puxou para sua carteira.

Ela empurrou a mais velha para se sentar, sentando em seu colo, começando a conversar sobre sua manhã, Minnie não podia negar que a cada semana, dia, hora, minuto ou segundo que passava, ela se apaixonava mais pela menina em seu colo.

No banheiro, em cima do lado da pia, na parte estendida, Soojin se encontrava de pernas abertas, com Shuhua no meio delas, erguendo a saia da menina, acariciando a coxa da outra. Enquanto sua boca dava atenção para o pescoço da ruiva que estava com as mãos no ombro descoberto da mais nova, já que a própria Soojin havia desabotoada os primeiros botões da camiseta social da menina, deixando a camiseta tá menina cair sobre seus ombros.

"Bebê, eu não acho que seja uma boa idéia." Shuhua falou, quando colocou seu polegar em cima da calcinha da garota que sorriu para ela.

"Você está dizendo isso, quando já está com a mão pronta? Você está brincando comigo?" Soojin perguntou abaixando mais a camiseta da menina, expondo o sutiã preto rendado da garota.

"E se alguém..."

Antes que Shuhua pudesse terminar sua frase, a porta foi aberta. Os olhos de Soojin se arregalaram, enquanto ela levantava rapidamente a camiseta da mais nova, Shuhua rapidamente tirou sua mão de entre as pernas da mais velha.

"E-eu não vi nada." Shuhua apertou os olhos.

Tinha que ser logo Yuqi? Não podia ser uma desconhecida ou algo do tipo? Shuhua podia se enterrar já.

"Yuqi, não é o que você está pensando. Nós não estávamos..." Yuqi ergueu a mão, calando Soojin.

"Eu não vi nada, eu estou realmente saindo agora e esquecendo isso. Mas vocês deveriam tomar cuidado, podia ser outra aluna, ou até mesmo uma inspetora." Yuqi avisou, saindo rapidamente.

Shuhua deitou a cabeça no ombro da mais velha, rindo. Soojin riu junto, batendo na cabeça da menina.

"Não é nada engraçado, foi constrangedor." Soojin falou revirando os olhos, enquanto ria.

"Eu gostaria que qualquer pessoa tivesse visto isso, menos a Yuqi." Shuhua falou rindo.

"Devemos ir." Soojin falou, beijando o rosto da menina.

Shuhua iria contestar, mas o sinal tocou, fazendo a menina não ter muita escolha, já que havia cabulado as duas primeiras aulas.

"Tudo bem, mas eu cobrando isso a noite." Shuhua falou, enquanto Soojin levantava sua camiseta, a abotoando.

"Cale a boca." Shuhua riu, vendo que a outra havia ficado envergonhada.

"Vamos lá." Shuhua se afastou, arrumando a camiseta, a colocando dentro da saia.

Ela ajudou Soojin a descer, arrumou a saia, a camiseta e o cabelo da ruiva que sorriu em agradecimento. De mãos dadas, o casal saiu do banheiro, como se nada tivesse acontecido ali.


Notas Finais


Eu fiquei extremamente animada para escrever depois de ontem, agradeço a todos que se preocuparam em saber se eu estava bem. Amo vocês. ✊😔❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...