1. Spirit Fanfics >
  2. 365 dias >
  3. A noite dos machos

História 365 dias - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


ehuahuehuhauhe Quem leu a antiga versão vai se lembrar deste capítulos. Porém, ele teve muitas coisas mudadas. Leiam as notas finais.

Pessoal, me desculpem. Eu disse que iria ter 30 capítulos, mas pelo jeito vai ter de 40 a 50. >< O capítulo 23 sai quarta. Eu iria postar amanhã, -- já está feito -- mas quero deixar pra editar o máximo de capítulo que eu puder da fic Os pervertidos. e.e

Se a quinta eu não deixar pra editar mais capítulo, sairá o capítulo 24. Ele também já está feito. XD

Capítulo 22 - A noite dos machos


 

Que raiva do Itachi! Por causa dele, estarei saindo da casa dos meus pais mais cedo. Até tentei contornar, o seguindo após sair do meu quarto para dizer que eu não ia, mas logo depois aquele loiro idiota me ligou, pedindo para eu ir. E por ele ser mais insistente que o Itachi, eu acabei cedendo. Agora, vou pegar a Sakura, fazer algumas compras para quando eu sair de lá ir direto pra casa.

 

***

 

— Vamos, emo. — o loiro disse após eu chegar ao primeiro degrau de cima. Não sei quem o deixou entrar, já que meus pais saíram há pouco tempo para o cinema.

— Naruto, eu não preciso que um cara venha me buscar, eu sei ir sozinho. — fui descendo com a Sakura em meu ombro e segurando a mala com minha mão direita. — Vai na frente, pois eu preciso passar antes no supermercado. — eu ia fazer amanhã, na ida pra casa, mas eu quero comprar ainda hoje já que provavelmente terá muita bebida e eu estarei amanhã com uma grande ressaca.

— Vai depois que sairmos de lá, emo.

Rolei meus olhos. Sei que será só no outro dia, e não estou a fim de ir para o supermercado com ressaca.

— Claro que não, seu idiota. Conhecendo vocês, eu irei sair só no outro dia. Prefiro fazer as compras logo. Assim, é só eu ir direto para casa após terminar essa porcaria que vocês inventaram.

— Ok, ok, manhinha. Só não demora. — soltou seco.

Levantei uma sobrancelha — parece que tem gente que está doidinho para apanhar.

 

***

 

Eu já estava a mais de meia-hora na fila. Eu tinha comprado tudo que precisava, inclusive alguns lanches. Eu estava um pouco sem paciência, pois para o meu azar todas as filas estavam muito cheias. E o pior: todos com o carrinho lotado, e muitos olhavam para mim com olhares estranhos, por causa da Sakura, e outros faziam piadinhas — nem disfarçar, esses malditos disfarçava.

Ainda bem que agora só tem um na minha frente.

De repente, o meu celular tocou. Era alguma mensagem no WhatsApp — provavelmente o Naruto para perguntar o motivo da minha demora.

Desbloqueei o meu celular, e após acessar o WhatsApp notei que a mensagem era de um grupo a qual fui adicionado.

 

Os pauzudos – menos o Sasuke.

 

Isso é coisa do arrombado do Itachi. Tenho certeza disso! Ao acessar o grupo, confirmei o que eu suspeitava.

 

Rei Itachi adicionou você.

Rei Itachi adicionou Loiro Delícia.

 

Como está de novo essa porra, se eu editei? Maldito Itachi!

 

Rei Itachi adicionou Deidara.

Rei Itachi adicionou Sasori.

Rei Itachi adicionou Juugo.

Rei Itachi adicionou Sai.

 

Rei Itachi

Ei, dá o cu! O Naruto já chegou faz tempo. Cadê você?! Foi ao mercado ou dar meia hora de cu com o relógio parado?! Hoje às 20:10.

Sasuke
Vai dar o cu, seu merda! Hoje ás 20:12.

Loiro Delícia 
AHAHAHAHA! Meia hora é pouco para o Sasuke. Do jeito que é fogoso, é duas horas,  no mínimo. Hoje ás 20:13.

Sasuke
Naruto, seu arrombado, vai dar teu cu a outro, que eu não como não! Hoje ás 20:14.

Loiro Delícia 
Não era eu que estava dizendo “Eu sou lindo, Naruto. Vem ni mim, fazer um SasuNaru forever. Hoje ás 20:14.

Sasori

Tá de brincadeira? :V Hoje ás 20:14.

Sasuke
Foi o Itachi, caralho! Hoje ás 20:14.

Sasori
Vem logo, Sasuke! Eu faço uma exceção e te leito sem problemas. Mas precisa me dar cenzinho. Hoje ás 20:15.

Rei Itachi
Velho! :V Hoje ás 20:15.

Naruto
Eu leito também. Nem precisa pagar. :V Hoje ás 20:15.

Sasuke
Vão dar o cu, seus merdas! Hoje ás 20:16.
 

Você saiu do grupo.

 

Vou terminar logo as compras e ir até onde esses lixos estão.

 

***

 

Fiquei vendo o que o emo conversava no WhatsApp com o irmão e os amigos, rindo internamente com as mensagens que mandavam pra ele. Agora, eu posso imaginar o tipo de coisa que o irmão dele fez pra ele ter ficado uma fera.

 

 

***

 

Cheguei a frente da casa de Deidara, já avisando pelo WhatsApp que eu tinha acabado de chegar, para ele poder abrir a porta. Ao estacionar meu carro, parando atrás do de Naruto, fui até o porta-malas e tirei duas das sacolas de compras que comprei, pra guardar na geladeira dele enquanto fico aqui. Infelizmente a garagem da casa dele não tem muito espaço. E o jardim da frente também não, tanto que o portão eletrônico já é de frente para o portão da garagem, pra ser mais fácil guardá-lo e tirá-lo. Por esse bairro ser calmo, assim como o que eu e o Naruto moramos, não preciso me preocupar com roubo.

Três minutos depois, vi o loiro abrindo a porta e ao seu lado estava a anta loira.

— Oi, querida. — é o que, Naruto? — Como foi às compras, meu bem? — vi o outro loiro segurar um sorriso.

— Continue viçando, que a querida aqui vai jogar essas sacolas na sua cara. — ameacei, indo até eles.

— Nossa! Quanta violência. — eu os seguia, tentando, realmente, não jogar essas porras na cara desse maldito. E o pior de tudo: a droga da Sakura estava fazendo uns sons esquisitos que dava a impressão que estava rindo.

Até um animal estúpido eu tenho que aturar caçoando de mim.

 

***

 

Eu não estava muito querendo ir para essa tal noite dos machos. Só fui mesmo, pois ou eu ia ou o emo me deixava na casa dos pais dele, e eu não posso ficar longe dele. Porém, vê-lo irritado por causa dos amigos, está sendo bastante hilário. Creio que isso não vai ser tão ruim. Só espero que não tenha mulher.

 

***

 

— Finalmente chegou, arrombado! — lá vem o cretino do Itachi encher o meu saco. Ele estava sentado em um sofá de forro branco, em forma de L, que tem no lado esquerdo da sala, tendo Sasori ao seu lado direito. Já ao seu lado esquerdo estava vazio. Creio que era o Deidara que estava sentado, pois o seu celular está no lugar. Já na outra parte do sofá, estava Sai e Juugo. E no outro sofá, um também de forro branco, tendo três lugares, provavelmente ficará eu e o imbecil do Naruto.

— Essa é a sua namoradinha que o Itachi falou, Sasuke? — o imbecil do Sasori perguntou, fitando a Sakura.

— Ela é um gata, não? — dessa vez foi o arrombado do Itachi.

— Vem que eu te levo até a cozinha, Sasuke. — ignorei o que os idiotas diziam, e fui seguido o loiro, que segurava o riso, para guardar minhas coisas.

 

***

 

Eu já estava à sala — para o meu azar, e como eu já imaginava. — sentado ao lado do Naruto. Deidara pegou para nós algumas latas de cervejas, uísque e alguns tira-gostos para comermos enquanto bebíamos.

— Velho, cadê as mulheres? Pensei que iria trazer umas putas para nós. — Juugo reclamou, tomando em seguida um gole de uísque. Eu não gosto muito dele. Não vou com a cara dele, desde que espancou uma namorada há três anos. O Itachi disse que ele não faz mais isso, mas vai saber.

— Eu ia trazer, fera! Mas a porra do Sai disse que não iria vir se tivesse mulheres. — meu irmãozinho idiota resmungou.

— Tá virando viado pra recusar mulher, filho da puta?! — Juugo gritou com meu primo, enchendo o copo mais com uísque.

— Não é isso. É que eu estou saindo com uma pessoa e não quero ficar bêbado em um lugar cheio de mulher; não quero cair em tentação e acabar...

— Deixa de ser pau no cu, mano! Por causa da tua viadagem, ficamos sem puta. — vi o Sai olhá-lo um pouco desconfortável.

— Vamos parando de discussão. À noite é para nos divertir, não para brigarmos. — que bom que meu maninho idiota ainda tem um pouco de juízo. Depois do que ele disse as coisas se acalmaram mais. Eu já tinha bebido duas latinhas de cerveja e um corpo de uísque, enquanto ouvia os retardados falarem de futebol, mas, de repente, Itachi mudou de assunto, chamando a minha atenção. — Ei, Sasuke! — o que esse idiota quer? — Qual é o nome da fêmea escrota que vive te batendo? E por que ela faz isso? Brochou na hora do H? Ou deu pé na bunda dela? — questionou após dar um gole em sua cerveja.

Por que esse idiota veio falar desse assunto agora?

— Não é da sua conta! — soltei seco, ficando puto com as risadas dos outros.

— Eu não sabia que você deu pra apanhar de mulher. — Sasori riu.

— Fica longe dessa mulher, Sasuke. Relacionamento com violência, não presta. — Sai comentou preocupado pra mim.

Sinceramente, viu... Já não bastava a fama de corno, agora é de apanhar de mulher.

— Se fosse comigo, quebrava a cara da vagabunda. — tinha que ser o Juugo.

— Nossa, Juugo. — Naruto soltou um pouco sério.

— Vamos mudar de assunto... — Deidara começou. — E como vai à vida amorosa de vocês?

Pra que tu quer saber disso, Barbie girl?

— Ando solteiro como sempre. E lá eu quero ter compromisso. — meu irmãozinho idiota deu mais um gole em sua cerveja após soltar mais uma idiotice.

— Eu estou conhecendo aos poucos uma pessoa. Ela é uma mulher extraordinária e...

— Já comeu? — Itachi cortou Sai, lhe olhando maliciosamente.

— Eu não gosto de comentar essas coisas, Itachi. — avisou seco.

— É muito pau no cu mesmo! É por isso que as mulheres metem o pé na bunda dele. — Juugo disse grosso, e no mesmo instante vi o Sai lhe olhar bastante irritado.

— Bom, — o loiro idiota principiou ao ver que os outros dois se calaram. — eu ando na mesma de sempre. Só saindo uma vez ou outra para a balada. Eu até criei coragem de me confessar para a Hinata, mas aconteceram umas coisas e acabei desistindo.

— Aquela Hinata? — Juugo lhe olhou assustado. — Fica longe, pau no cu. Aquela garota é louca.

Porra! Como tu solta isso tão facilmente?

— Do que você está falando?

— Você está confundindo as Hinata, seu idiota! — Itachi fitou o ruivo, com o olhar de “cala tua boca, porra”. — A que ele gosta é outra Hinata, a amiga de escola e atual secretária.

— Ah, entendi! Desculpa aí. — ainda bem que ele entendeu o recado. É melhor o loiro não saber pela boca de ninguém, e sim descobri sozinho.  — E você, pau no cu ? — olhou para Sasori.

— Terminei com minha mina. Ela era muito ciumenta, chega enchia o saco.

— Nossa, cara. Você troca de mulher como se trocasse de roupa. — o loiro resmungou.

— E? — lhe fitou com desdém.

— E você, Deidara... — pela cara do idiota do meu irmão, já sei que vem merda pela frente. — Já arrumou um namoradinho?

— Ha, ha, ha. — iniciou, rindo com deboche. — Como você é engraçado, amore. Arrasou, Mona! Quer biscoito? — eu me segurava para não rir. O Deidara é hétero, mas por causa da aparência dele, muitos pensam que ele é gay. Para vocês terem ideia, mais de noventa por cento dos seguidores dele no Twitter e no Instagram são gays ou simpatizantes. Por causa disso, ele aprendeu várias gírias e termos que eles falam.

— Que porra tu acabasse de dizer, mano? — ele ria, após quase se engasgar com a cerveja que tomava.

— Nada... — rolou os olhos.

— Agora é você, Juugo. — Itachi olhou para o ruivo que estava cada vez mais bêbado.

— Eu terminei com minha namorada. Agora estou na pista novamente. — brincou, pegando em seguida um espetinho de queijo que estava sobre uma vasilha na mesa, que tem entre os dois sofás.

— De novo, velho? — meu irmão idiota indagou risonho. — Essa já é a décima que você mete o pé na bunda.

— Ela veio com a história de casamento, me saí logo. — ele revirou os olhos. — Não quero ser algemado nem tão cedo.

— Cara, tu é um lixo. — Sai soltou seco, mas o outro nem ligou.

— E aquela sua ex, que você namorou alguns anos? Ela já acordou do coma? — de quem o Deidara está falando?

— Não sei... A última vez que a vi, foi quando eu tive alta do hospital. — disse seco, pegando agora um espetinho de bacon.

— Velho, eu não acredito que você nem procurou saber como ela está. — dava pra notar que ele está bastante incomodado. — Por isso que tu não falava mais nada dela.

— Para de encher, Deidara! — aumentou um pouco o tom de voz. — Aquilo já é passado. E lá eu quero ficar perdendo tempo com uma pessoa presa na cama. — o quê? Eu não acredito no que eu estou ouvido. — Eu sou muito jovem pra ficar esperando uma mulher acordar de um coma, que nem sei se realmente um dia vai acontecer. E pelo jeito, vai acordar aleijada. Não quero dar uma de enfermeiro.

Que lixo! Esse cara é um lixo humano!

Eu não o conheço bem, já que o vi poucas vezes na balada e em algumas festas. Quem vive mais com ele é Itachi, que é amigo dele desde adolescência, principalmente Deidara que o conhece desde criança.

— Eu ainda não sei como sou amigo de um cara como você, Juugo. — ele falou se levantando. — Vou pegar mais algumas bebidas, pois essa conversa está me dando asco. — realmente, o loiro ficou com raiva do que ouvira.

E não tem como não ficar. Pelo o que deu a entender, ele abandonou sua namorada por ter entrado em coma. Não sei se ela ficou nesse estado por causa de algum acidente que eles possam ter tido, — já que ele mencionou que ela poderá acordar paralítica e a última vez que a viu, foi quando ele teve alta. — só sei de uma coisa: pessoas como ele, me dão nojo.

— Cara, tu é muito malvado. — Naruto iniciou um pouco desconfortável. O loiro é bastante sentimental. Ele não gosta de ver nenhuma injustiça. — Como pode abandonar a coitadinha em coma? Isso é muito cruel, velho. — o outro rolou os olhos com seu comentário.

— O Naruto tem razão, Juugo. Nem eu teria coragem de fazer isso. — ainda bem, Itachi. Ainda bem que você não é mais lixo do que já é.

— Eita, que tem mais outros pra encher meu saco. — se levantou enfurecido. — Vou dar um mijão e já volto.

Decidi não dizer nada. Não quero me enfurecer com esse tipinho de gente.

Depois de alguns minutos, o idiota voltou, se jogando no sofá.

— E você, Sasuke? Está namorando ou continua solteirão como sempre?  — o idiota do Sasori questionou; fiquei irritado após eu ouvir uma gargalhada alta do imbecil Itachi e do idiota do Naruto.

— Não sei pra que você quer saber essas coisas... — rolei meus olhos.

— Para de viadagem e fala logo, seu pau o cu! — Itachi mandou aos gritos.

— Você está doidinho pra que eu pegue essa latinha e enfie no teu rabo, né?! — gritei enraivecido para esse lixo. Voltei a rolar os olhos ao vê-lo gargalhar. Se ele soubesse a quantidade de vezes que eu senti vontade de desová-lo em algum matagal, ele não encheria meu saco. — E respondendo sua pergunta: — encarei o idiota do Saosri. — eu estou solteiro. Eu ainda não estou a fim de compromisso.

— Como não, se trouxe junto tua namoradinha? — Juugo falou alto, rindo e sendo acompanhado pelos os idiotas. — Que eu saiba, vocês até dormem na mesma cama. — como ele sabe? Provavelmente foi o idiota do Itachi.

 

***

 

Desde o momento que vi esse cara, que não fui muito com a cara dele. O outro ruivinho também parecia idiota, mas não me passava à sensação ruim que passava esse ruivo musculoso. Depois de ouvir o que ele disse, senti um asco possuir o meu corpo. E ao vê-lo dizer aquelas merdas sobre mim, estava me deixando mais enfurecida.

— Só fico imaginando como é cruzo de vocês. Ou seu pau é muito pequeno e fino, ou essa ave está ar... — não suportei mais suas aceiras e voei em cima dele, lhe dando várias bicadas, ignorando os risos que os outros davam, porém... — Sai, merda! — senti uma enorme pancada em mim, me fazendo cair com tudo.

No mesmo instante ouvi um barulho de algo se aproximando e alguns gritos surgirem.

— O que você pensa que está fazendo, seu merda?! — levantei a cabeça com dificuldade, vendo algo desabar. Eu estava muito tonta e sentindo muita dor.

— Calma, Sasuke! — ouvi a voz do loiro idiota, sendo seguido de vários outros que o mandava se acalmar,

Eu não acredito... Ele está brigando por mim? Por um corvo?

 

***

 

Ver aquele imundo batendo na Sakura me encheu de fúria. Sem pensar duas vezes, parti pra cima dele. Naruto, Itachi e Sasori tentavam me tirar de cima dele, enquanto isso, Sai e Deidara o puxava pra longe de mim.

— Isso não vai ficar assim, seu pau no cu! — ele apontou irritado pra mim, tentando me socar em seguida, porém foi impedido pelos os outros dois.

— E você vai fazer o quê?! — me soltei rapidamente dos outros três, o puxando com brutalidade, fazendo-o se soltar do Sasori e Deidara. — Diferente da namorava ou namoradas em que você bateu, a Sakura tem quem quebre tua cara! — eu o suspendia um pouco pela gola da camisa.

— Eu não acredito que vocês estão brigando por causa de um pássaro, porra! — Itachi berrou. — E por que tu batesse nela, caralho?! Para de resolver tudo base da pancada.

— Eu vou pra casa. — fui até a Sakura, que já estava em pé. — Se eu ficar mais um minuto aqui, eu não sei o que farei.

 

***

 

Ver o Sasuke me defendendo, de um cara muito mais musculoso que ele, me deixou completamente chocada. Eu jamais pensaria que ele lutaria com alguém pra defender um animal — muito menos um que ele vive dizendo não gostar. Realmente, cada vez mais que eu o conheço, menos eu o entendo...

 

***

 

Eu não estava mais a fim de ficar naquele lugar. Peguei minhas coisas e saí com a Sakura. Mas antes, verifiquei se suas asas não estavam quebradas ou algo do tipo. Por precaução, decidi levá-la para o veterinário, mesmo sabendo qual seria a reação que iriam ter ao ver que tipo animal eu estava levando...

 

 


Notas Finais


Na outra versão, a pessoa nojenta que abandonou a namorada foi o Sasori. kkkkkkkkkkkkkkk E a pessoa abandonada foi a Sakura. Por eu ter mudado isso, ou seja, por ter a colocado como uma pessoa que não curte relacionamentos e por eu ter mencionado o Juugo como a pessoa que mataria a Ino caso a Sakura tivesse morrido, decidi mudar isso. Aliás, na outra versão o Juugo era gay e era um cara bom. Por Itachi ser um tipo de cara que zoaria alguém que fosse realmente gay, decidi deixar Sasori, que seria gay por eu ter trocado as falas, como hétero mesmo. Não creio que esse Itachi zoador, iria chamar um gay para a noite dos machos. Fora que, ao princípio sua intenção era trazer mulheres. Só não trouxe por causa do Sai.

O Sai nem tinha ido para essa tal noite dos machos, na outra versão. Foi o Suigetsu. XD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...