1. Spirit Fanfics >
  2. 365 Dias >
  3. Prólogo

História 365 Dias - Capítulo 1


Escrita por: jaegerist

Notas do Autor


Olá a todos! Como vocês estão? Se você está lendo isso, é porque deu uma chance a minha história. Muito obrigada! Mas, antes, eu quero deixar claro que esta história foi baseada no livro/filme 365(óbvio). Porém, eu estou a fazendo a minha própria versão. Algumas falas/cenas serão modificadas por mim. Além disso, eu pretendo escrever a trilogia inteira em uma só história.
Comentem e/ou favoritos são bem vindos e ficarei feliz em ler a opinião de vocês.
Capa feita pela @clara_m <3

Sem mais delongas...espero que gostem <3

Capítulo 1 - Prólogo


Era um dia de verão excepcionalmente frio, uma brisa soprou do mar e atingiu o telhado de um prédio ocupado por um grupo de homens. Havia vários homens fortemente armados caminhando pelo perímetro do telhado, eles examinavam atentamente a área em busca de qualquer ameaça potencial enquanto três homens importantes falavam entre si. Sentados a uma mesa no meio do telhado, dois homens de cabelos escuros com um inglês com forte sotaque estavam sentados em frente a Grisha Yeager , um poderoso chefe da máfia e seu folho, Eren , ficou vários metros atrás dele enquanto Grisha conversava sobre um negócio que os homens à sua frente tinham a oferecer.

— Temos todos os tipos de meninas prontas para o transporte. Algumas com apenas 12 anos. Esta é uma boa oportunidade que pode lhe render muito dinheiro se você puder nos ajudar a contrabandear essas meninas para o país.

Grisha olhou para os homens à sua frente enquanto se recostava na cadeira, nojo estampado em seu rosto enquanto sua voz profunda enchia o ar.

— Você está desperdiçando o meu tempo com essa porcaria. Você sabe que meus associados e eu não fazemos esse tipo de coisa.

— Por favor, você é o único que conhecemos que pode lidar com este tipo de trabalho da forma que queremos. Deve haver algo que possamos fazer ou dar a você para mudar de ideia! E se dermos a você uma das meninas de presente?

Entediado com a conversa, Eren foi até a lateral do telhado, de onde podia ver a praia ao longe. Um dos guardas de seu pai entregou-lhe um par de binóculos e apontou para uma área em que algumas pessoas estavam. Levando o binóculo aos olhos, seu corpo ficou tenso enquanto ele observava a mulher mais bonita que ele já vira sorrindo enquanto mergulhava no mar. O sorriso dela o hipnotizou, e ele não conseguiu desviar o olhar enquanto observava suas feições e seu corpo.

Eren sentiu uma imensa vontade em em deixar o tio sozinho para seguir até a praia. Ele queria tanto saber o nome da mulher e o sentir gosto de seus lábios.

Virando-se para devolver o binóculo ao guarda -costas, ele encontrou seu pai ao lado dele.

— Merda, foi um desperdício de viagem.

— Quer dizer que não vamos aceitar o acordo para transportar as meninas para este país? — Eren perguntou sarcasticamente.

— Podemos fazer parte da máfia, mas não somos monstros. — Grisha riu enquanto tirava o binóculo do filho para ver o que prendeu a atenção do seu filho por tanto tempo. — Linda garota aí embaixo.

Eren queria dar mais uma olhada na bela mulher, mas seu tio ergueu a mão para segurar seu rosto.

— Você deveria pensar mais com sua cabeça agora e menos com seu pau, Eren. Fico feliz que você esteja seguindo meus passos, mas acho que é hora de você assumir mais responsabilidades, porque um dia, tudo o que trabalhei tanto para conseguir será seu.

Eren estava prestes a concordar quando um grande estrondo soou no ar, uma bala voando para o coração de seu pai e outra em sua barriga. Lutando para manter seu pai com o ferimento, eles lentamente caíram no chão do telhado enquanto seus guardas os cercavam para encontrar a ameaça.

Desorientado, Eren olhou para o corpo sem vida de seu tio enquanto seu segundo em comando, Keith Shadis, checou a pulsação de Grisha para encontrar algum sinal de vida, lágrimas caindo de seus olhos quando ele não encontrou.

         Com a visão manchada com pontos pretos, Eren tentou ficar acordado, mas falhou quando seu sangue jorrou dele. A última coisa que ele viu antes de perder a consciência foi o rosto de uma mulher sorrindo alegremente para ele.


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...