História 365 Dias Ao Seu Lado - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga)
Tags Bangtanboys, Depressão, Fanfic, Mistério, Romance, Suga
Visualizações 35
Palavras 721
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que estejam preparados para mais um capítulo.

Boa leitura ♡

Capítulo 6 - Você de novo?


Resolvi sair um pouco no dia seguinte, Namjoon disse que era melhor me manter um pouco longe daquela casa já que vivi tantos momentos dolorosos nela, porém tiveram seus felizes também. 

Andei um pouco até um parque próximo a minha residência, eu costumava ir alí todos os finais de semana com...bem, meu falecido namorado. Estirei meu casaco azul na grama e me sentei sobre ele, fiquei ali parada observando o lago, eu adorava a energia daquele local, eu sentia meu Yoongi vivo, tão vivo que jurei ter o visto entre algumas árvores do outro lado do lago. 

Balancei minha cabeça e esfreguei meus olhos. 

Foi apenas um vulto, não crie paranóias Na Ri. Min Yoongi está...morto.

— Serzinho ignorante? — ouvi uma voz grossa falar ao meu ouvido. 

— Aí que susto, merda! — exclamei colocando a mão sobre meu peito que batia descompassado. 

— Foi mal. — se sentou do meu lado, porém, sobre a grama. 

— Quer derramar sorvete em mim de novo? — o olhei, continuava com a mesma máscara preta e os cabelos longos cobrindo seu rosto. 

— Ah, não, aquilo foi uma fatalidade. — ri. 

— Você é um ridículo descuidado. — revirei os olhos e voltei a encarar o lago. 

— O que faz aqui? 

O encarei, esse cara deve ser um maníaco. 

— Eu vou embora. — me levantei e peguei meu casaco porém ele o segurou me impedindo de sair dali — Solta meu casaco, seu idiota. — puxei o mesmo com tudo e ele soltou me fazendo cair. 

— Tchau, serzinho ignorante. Espero que aproveite bem a grama, nessa época ela costuma estar bem verdinha e cheia de formigas. — riu ainda de costas para mim que estava caída o fuzilando com os olhos. 

— Seu...imbecíl! — gritei me levantando do chão. — Tomara que uma formiga pique você bem nas partes, passar bem. — bufo e ouço sua risada, ela era tão familiar que até me assustei. 

— Passar mal, ignorante. — me olha pelo canto dos olhos, parecia debochar de mim, idiota. 

Me virei e fui seguindo caminho para casa, eu realmente estou sendo perseguida por esse idiota mascarado. 

Talvez ele tenha alguma doença, sei lá.

Não demorou muito e já havia entrado em casa, joguei meu casaco no sofá e fui tomar um banho, minha roupa estava cheia de grama o que me provocou uma coceira terrível. 

Coloquei um vestido preto simples e fui para a cozinha preparar alguma coisa para comer enquanto ia maratonar descendants of the sun, eu precisava colocar foco em alguma outra coisa que não fosse a morte de Yoongi que me assombrava todas as noites em pesadelos ou alucinações. 

Hey Na Ri, achou que fugiria tão fácil de mim? ouvi uma voz sombria falar. 

Me virei e bati as costas na bancada na tentativa de me sustentar em algo, falhei miseravelmente, estava agora sentada no chão com os olhos cheios de lágrimas.

Por favor, vai embora.  pedi fechando os olhos com força fazendo lágrimas quentes descerem sobre minhas bochechas.

Não, eu não vou, Na Ri. Você vai me pagar. segurou meu pescoço e me levantou do chão, agora me vejo encarando aqueles olhos jorrando sangue que estavam sujando toda minha cozinha. 

Eu não fiz nada eu juro, me deixe em paz, eu imploro. — chorava enquanto ele apertava ainda ainda mais meu pescoço.

Só vou te deixar em paz quando fizer o que te mandei noite passada, caso contrário, continuarei aqui sua vadia, te assombrado pelo resto de sua vida. — começou a gargalhar estranho, sua risada era maléfica.

NÃO! — gritei. 

Abri meus olhos e estava sentada no chão da cozinha, não tinha uma gota de sangue no chão, ele não deixou rastro algum, então percebi que foi mais um pesadelo ainda acordada. Isso estava acontecendo constantemente nos últimos dias. 

— Que merda! — coloquei as mãos na cabeça chorando — Por que tudo isso está acontecendo? Por que você morreu Yoongi? Por que você e não eu? Por quê? 

Talvez eu faça mesmo o que ele pediu, está doendo mais existir do que enfrentar sua morte de cabeça erguida, meu amor.”

E lá estava eu, sem motivo algum para continuar vivendo, chorando como criança, totalmente desprovida de sanidade. Talvez eu esteja ficando louca.


Notas Finais


Vocês estão bem depois dessa?
Confesso, estou sentindo tudo que a Na Ri sentiu nesse capítulo, pesado não?

O que será que o Yoongi dos pesadelos da nossa queria Na Ri pediu?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...