1. Spirit Fanfics >
  2. 365 Dni - Yoongi >
  3. Capítulo 13

História 365 Dni - Yoongi - Capítulo 13


Escrita por: JeonPark500 e Mayon_

Notas do Autor


Oiii, td bom? @JeonPark500 aqui! Ontem não consegui postar por alguns probleminhas técnicos e pessoais.

Se você, queridíssimo Amora, lê alguma das minhas outras Fanfics, peço perdão pela demora da atualização. Nesses últimos dias, tenho focado em fazer minhas Fanfics para os projetos que estou.

E em falar em projetos, já foram dar uma olhadinha no @JJKColors?Tem como foco o Jeykey e aborda temas coloridos e divertidos(longe disso fazer propaganda da minha unit).

Ou no @KingdomABO? Tem foco trazer mais Fanfics de Alfas X Alfas, Betas X betas e ômegas X ômegas.

Ou no @Moonchild_House? E esse tem foco trazer mais Fanfics do Namjoon (Aproveitem que estão com vagas abertas até amanhã!).

E no @DarlingCouffaine? Tem objetivo trazer mais Fanfics do Luka Couffaine(como uma boa miraculer, estou nele). E o @Projeto_Lukanette?

Já foram olhar o @GF_Pjct e o @TKFlex_Rot ? Ou o @AespaFlowers? Tenho certeza que não vão se arrepender ;)

( Como já expus os projetos que estou, agora podemos ir para o capítulo. Que a @Mayon_ não me mate :(

Capítulo 13 - Capítulo 13


Fanfic / Fanfiction 365 Dni - Yoongi - Capítulo 13 - Capítulo 13

Anteriormente…

 

Hoseok conseguiu que a psicóloga viesse disfarçada de amiga, e “batesse um papo de amiga” com S/n, assim ela nos ajudaria a entender a melhor forma de ajudá-la.

 

Tudo parecia estar caminhando para que a ajudássemos a sair dessa. E ah! Anota aí leitor: eu amo a S/n, e não sairei do lado dela nunca. 


 

Três dias depois

 

Cada minuto da noite, ia até o quarto que S/n está e ficava observando dormir, tinha medo de pegar no sono e quando acordar, ela não estar ali. 

 

As cenas dela chorando vinham em cada momento do dia e me atormentava, reviver essas cenas machucava meu coração. Às vezes pensava se era o certo demorar tanto pra tirar de Max, se eu tivesse agido mais rápido, ela não estaria assim. É minha culpa. 

 

Eu devia ter protegido ela desde o começo, alertado sobre o Max, ter pelo menos feito alguma coisa. Agora olha onde estamos. Ela tem chamado o nome dele todas as noites  enquanto dormia e dói mentir pra ela, ficar repetindo que logo iria entregá-la a ele. 

 

— Sabe que a culpa não é sua, né? — Me assustei ao escutar a voz de Taehyung. 

 

Quando descobri que ele conhecia o Max, fiquei furioso, senti vontade de matá-lo; ele sabia o quanto estava desesperado para achar a S/n e mesmo ficou mentindo para todos nós. E como se isso não fosse o pior, ele até ajudou o Max a fugir com ela. Só no último minuto que percebeu o que o "amigo" estava fazendo. 

 

Posso até ter  aceitado o pedido de desculpas dele, mas ainda não estou pronto para agir como se nada tivesse acontecido. E ele sabe disso. Até lá terei que manter a calma para não explodir em cima dele.  

 

— Tenho uma parcela de culpa nisso, mas não precisa ficar se culpando por algo que o Max fez. Se eu tivesse percebido antes quando a  encontrei na casa dele, nada disso estaria acontecendo. —  não foquei no que ele disse, apenas na última frase. Okay, esse foi o estopim. 

 

— Está querendo dizer que você já tinha visto na casa dele e não ter suspeitado de nada? Como você diz uma coisa dessa agora? Uma coisa você está certo, se tivesse aberto a boca antes eu não iria sofrer como estou sofrendo agora! — levantei e saí sobre os protestos dele. 

 

Vendo agora, eu não tenho culpa. Isso tudo é por causa do  Taehyung e do Max. 

 

***

 

— Você está péssimo! — Permiti rir com a fala de Hoseok.  — Como ela está? 

 

Mais uma vez Havia ido no quarto de S/n e fiquei observando ela durante uma hora, já tinha se tornado rotina eu ir lá e nenhum dos meninos discordava. Eles haviam se acostumado a me ver entrando de madrugada e saindo pela manhã.

 

— Aparentemente bem, mas continua falando dele. — Fiz uma careta.  — Sei que não veio aqui com esse propósito, fala o que quer. 

 

 Vi ele coçar a cabeça nervoso e lançar um meio sorriso. 

 

— O Taehyung conversou com você, né? Ele disse que foi para tentar explicar o lado e você acabou gritando. 

 

— Não, eu não gritei. Ele falou o que queria e escutou o que não queria, ele sabe que nada do que falar vai me fazer mudar de ideia. Ele sabia que ela estava com o Max, sabia o que nós estávamos fazendo para tentar achá-la e mesmo assim preferiu ficar quieto. Ficou mentindo e mentindo, até o justo  dia que eles iam se casar, resolveu fazer alguma coisa. Assim como vocês, ele leu a carta que a S/n mandou e preferiu não aceitar  que o amiguinho dele é capaz de fazer. — vendo que Hoseok ia falar, continuei.  — Taehyung disse que havia ido na casa onde S/n estava e não fez nada! Absolutamente nada! Ficou se encontrando com Max diversos dias e escondeu da gente, deixou aquele verme fazer a cabeça dele. Me fez de vilão e fez Taehyung acreditar que o que eu sentia era inveja dele por estar com S/n. 

 

Só que chorava quando Hoseok limpou minhas lágrimas. O choro se intensificou, passei a soluçar e se engasgar. 

 

— Isso, hyung, bota tudo pra fora. 

 

Por que essas coisas tinha que acontecer comigo? Eu não era bom o suficiente?

 

Tempos depois consegui me acalmar e Hoseok não saiu do meu lado. 

 

— Obrigado, Hope.  — sorri fraco.  — Acho que precisa de um ombro pra poder chorar, isso tudo que vem ocorrendo vem me desgastando e como foi bom colocar pra fora. 

 

— Você sabe que não está sozinho, quando quiser pode me chamar que fico escutando suas reclamações.  — riu.  — Mas falando sério, hyung, quando você ver que está sobrecarregado, pode desabafar. Eu e os meninos estamos do seu lado. 

 

Me abraçando, ele falou mais algumas coisas e saiu saltitando pelo corredor. Continuei ali sentado no chão até a porta do quarto da S/n abrir e ela sair dali. Me pus de pé e sorri quando senti os braços dela rodeando minha cintura. 

 

— Bom dia, flor do dia, dormiu bem? — perguntei e ri da sonolência dela. — Vamos comer? 

 

— Como assim “vamos” ? Não tomou café, Yoon? — Neguei envergonhado. — Já são dez da manhã, como consegue ficar esse tempo todo sem comer?! 

Deixei ela me guiar até a cozinha e minhas bochechas esquentaram ao perceber que os meninos observavam o sermão que ela dava. Mandei eles se ferrarem assim que escutei os risinhos debochados.

 

— S/n. — chamei manhoso. — Eu já fiquei dias sem comer, não é porque fico algumas horas sem comer que vou morrer. 

 

— Isso é verdade, S/n. — Jin falou.  — Esse aí já ficou várias semanas sem comer, foi uma luta fazê-lo comer, por pouco não parou no hospital.  

 

— Enquanto eu tiver aqui, ele vai comer.  — Tentei fingir que não escutei o “enquanto”. 

 

— Ela ainda acha que vai voltar pra ele? — Jungkook disse baixinho.


 

Diferente das outras manhãs, essa foi repleta de risadas e falatório. Ninguém tocou no assunto do Max ou da minha conversa com Taehyung; notei que ele ficava me olhando e quando eu retribuía, desviava. 

Pelo menos pude sentir felicidade em estar com todos eles reunidos. Mas ainda sentia uma sensação ruim dentro de mim. 


 

[ … ]


 

Andando de um lado pro outro, esperava o capanga chegar com alguma informação. Se assustou com as batidas na porta. 

 

— Senhor.  — cumprimentou após entrar.  — Aqui está o que me pediu. 

 

Pegando a pasta e dispensando o subordinado com um aceno, passou a analisar as fotos.   A mulher que acompanhava o homem, não gostou de ver o sorriso sádico dele. 

 

— Quem são? — perguntou curiosa. 

 

— Já ouviu aquele ditado que a curiosidade matou o gato? — sem deixá-la responder, quebrou o pescoço dela como se fosse algo normal. 

 

Sorrindo como uma criança que recebeu um presente, colocou a foto da amada e do amigo no  quadro, onde tinha várias fotos da companheira. 

 

— Falta pouco para lhe buscar, querida. — sussurrou.

 


Notas Finais


Se você gostou, deixe seu comentário implorando para atualização vir e o favorito que a autora ama!

Beijinhos e até o próximo! Semana que vem a @Mayon_ estará aqui!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...