História 3:AM - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 2
Palavras 363
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Foi caminhar da madrugada e olha no que deu >>>>

Capítulo 1 - Walking


3:am

Passeava por entre os vários carros parados na estacionamento; percorria ruas, becos, caminhava por qualquer tipo de  esquina, entrada ou brecha possível. 

Pela madrugada silenciosa, sintia a brisa gélida entrar em contato com suas mãos e fracassar ao tentar encontrar-se com seus braços- totalmente cobertos pelo tecido das mangas longas e desproporcionais de seu casaco - o vento frio e leve se chocava contra seu rosto enquanto sentia sua mente pairar em meio aos corpos luminosos no céu. 

Sempre admirou as estrelas, admite que seu fascínio por esses pontos brilhantes - tão distantes - junto a todos os outros que compõem essa imensidão negra e estranhamente inspiradora, sempre presentes em sua - até então - curta e cansativa vida.

Seus olhos vão de encontro a lua; sua luz lhe encanta - assim como uma criança ao ver um brinquedo na prateleira de uma loja - seus olhos brilham. - Ah, a lua. Gloriosa e radiante lua.

Olha em volta e observa cada um dos montes de concreto e ferro quem normalmente são chamados de edifícios ou prédios - isso não lhe importava - dizia que eram como colméias, como grandes colméias de abelha. - ou humanas, neste caso - como as pessoas conseguiam morar uma em cima das outras ? Era estranho pensar assim ? Não sabia.

Percorria com os olhos toda a extensão da rua, se encontrava vazia. 

Madrugada. Vazia. 

Caminhava e caminhava sem se preocupar. Talvez conseguisse chegar em casa até o nascer do sol; talvez só estivesse de volta na próxima manhã ou na próxima, talvez não precisasse voltar.

Madrugada eu caminho

Madrugadaeucaminho ...

Sua pele nunca lhe abandonou e seus pés nunca traíram-lhe; até quando o frio percorreu seu corpo até sua espinha, até quando esqueceu de parar de caminhar.

"Se fiz descobertas valiosas, foi mais por ter paciência, do que qualquer outro talento"

Seus pensamentos estavam no brilho intenso da lua e das estrelas. 

Madrugada eu caminho

Madrugadaeucaminho ...

Seguia assim até que os primeiros raios do sol vinham-lhe esquentar os braços, trazendo consigo um novo dia; Ou apenas um barzinho, uma cafeteria sequer. 

Esperava, no próximo por do sol, ver as luzes da cidade e a singela luminosidade do céu encontrarem-se em um beijo. 

Madrugada eu caminho

Madrugadaeucaminho 




Notas Finais


segue segue segue


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...