1. Spirit Fanfics >
  2. 4 estações (Vmin) >
  3. Cap.3: "Por que foges tanto de mim?"

História 4 estações (Vmin) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura meus doces❤👁👄👁

Capítulo 3 - Cap.3: "Por que foges tanto de mim?"


Espero que gostem, boa leitura!

•••

Após toda a primavera, o rei August ficou acamado, não conseguia sequer respirar direito, havia emagrecido um bocado e todo o reino se pôs a ajudar.

O médico que estava cuidando dele, alarmou que teria pêgo uma doença nova, cuja ninguém sabia os sintomas e sequer a cura, todos, inclusive Taehyung, estavam muito aflitos com a atual situação do rei e consequentemente, do reino.

—Senhor, preciso limpar vosso quarto, posso entrar?

Uma das criadas do castelo perguntou a Taehyung, que estava sentado sob a janela, olhando quase todo o reino.

—Sim.. —Suspirou pesadamente.— Irei sair para não incomodá-la com a limpeza.

O príncipe se levantou do local e saiu, estava pensativo sobre as palavras de seu pai antes de adoecer severamente, não queria ser o herdeiro mesmo, seus irmãos estavam muito mais hábeis para tal decisão, não queria ter posse de algo que não conseguiria cuidar.

Andou e andou pelo castelo, tentando achar uma saída para tudo isso, o que não conseguiu, então pensou em ir para o mesmo lago que fôra alguns meses atrás, o local aonde virá o loiro desconhecido que faltou lhe atacar. Com sua decisão tomada, voltou ao quarto já arrumado e vestiu uma roupa confortável e com menos tecido, já que a estação agora era verão e o calor estava um pouco maior.

Desceu as escadas com uma maçã na mão e foi até o celeiro, colocou a sela em seu cavalo e montou no mesmo, pondo-se a cavalgar em direção ao lago.

[...]

Na casa dos Park's, o dia havia começado com muito trabalho, no verão, a renda era maior, tinham mais produtos para vender e trabalho em dobro.

Após as sete e meia, Jimin e sua mãe haviam voltado para casa, exaustos e com bastante fome, o loiro acabou fazendo alguns pães para ele e sua mãe, sentaram-se na sala e comeram até não aguentar mais.

—Jimin, tenho uma notícia para lhe dar.

Yang falou séria, teria de contar ao garoto cedo ou tarde, não tinha escapatória.

—Sim minha mãe?

—Seu pai ele.. —Os olhos da mais velha encheram-se de lágrimas que não ousaram em descer pelo rosto cheio de rulgas.—Ele foi morto em combate, ele se foi..

—Eu já sabia disto... Eu li a carta que o capitão da linha de frente em que papai estava nos mandou. —O loiro deixou uma lágrima quente e cheia de significados descer por seu rosto tão pálido e com poucas sardas a mostra.— Sinto uma enorme dor em meu peito, mas Deus o quis, ele está nos vigiando do céu agora..

O garoto caminhou até sua genitora e a abraçou, ambos choraram silenciosamente, em respeito as memórias que cada um tinha ao lado de Jasper, porém, Jimin não deixaria aquilo abalar-lhes, fôra trágico mas já não haveria de ter volta, ele logo saiu do abraço caloroso e segurou as mãos de sua mãe, sem enxugar as lágrimas, sorriu carinhoso e olhou no fundo de seus olhos.

—Eu irei cuidar-lhe como papai cuidava de nós, lhe darei todo o conforto e alegria que precisa mamãe, ele queria isso, ele queria que fôssemos felizes juntos e somos, continuaremos sendo, nós três, mas agora, com ele no céu e a gente aqui, na nossa casinha.

Yang sorrio em meio o tanto de lágrimas que desciam por seus olhos e fez um carinho no cabelo do filho, sentindo o coração quentinho e o orgulho de ter Jimin como filho, ao seu lado nos piores e nos melhores momentos, sempre lhe fazendo sorrir.

—Então vamos ao campo, quero me despedir de seu pai no lugar em que nos conhecemos, o lugar aonde vivemos bons momentos juntos..

Ambos enxugaram as lágrimas do rosto e foram ao campo, no meio das flores desabrochando e do aroma presente de grama molhada, sentaram-se a beira do lago e jogaram rosas, as flores preferidas de Jasper, fizeram uma linda homenagem e ficaram lá, abraçados e chorando, lembrando do rosto e do bom homem que ele era.

Quando levantaram-se, prontos para voltar a casa, Jimin ouviu galopadas de cavalo, olhou a sua volta, viu o mesmo garoto de antes, o olhou confuso e o viu sorrir olhando para sua mãe, quando volveu o olhar a sua mãe, a viu se curvando para ele e dizendo um "vossa alteza", ficou ainda mais confuso e ela lhe lançou um olhar para que ele se curvasse.

—Minha mãe, ele não é o rei e nem da realeza, por que a senhora se curva diante dele?

O príncipe Taehyung não conteve seu riso, tapou a boca com a mão e gargalhou, olhando para o loiro confuso e fofo a sua frente.

—Querido, ele é o Príncipe Taehyung, filho do rei August, é uma grande falta de respeito essa sua petulância, curve-se por favor.

O garoto de pele pálida fez um perfeito 'O' com a boca, sentindo o rosto rubro e envergonhado, curvou-se e pediu desculpas ao príncipe, que se divertia olhando o garoto descobrir quem era.

—Perdoem-me se atrapalhei alguma coisa que estavam a fazer, eu estava passeando por aqui e vos vi a beira do lago, quis cumprimentar-lhes.

O moreno sorrio e desceu do cavalo, segurando em sua guia.

—Alteza, perdoe-me por aquele dia, eu não sabia que era o senhor, me perdoe por favor.

—Ficará tudo bem se me disser vosso nome, fiquei curioso desde a última vez..

Yang ficou estonteada com tantas informações novas, Jimin conhecia o príncipe de outros lugares?!

—Perdão mas.. De onde você conhece o príncipe meu querido?

—É uma longa história mamãe.. Lhe contarei em casa, vamos?!

Jimin apressou-se, estava se sentindo envergonhado diante ao rapaz, que esperava ansiosamente pelo seu nome. O loirinho se curvou e puxou sua mãe, quase que correndo, de volta a sua casa.

O príncipe ficou atípico a tudo aquilo, por que o garoto fugia tanto de si? Tinha medo de vossa pessoa?


Notas Finais


Oioi!
Espero q tenham gostado👁👄👁
Amo vozes, 4 estações ta sendo maravilhoso de escrever
Vejo vcs no próximo cap ein❤💫


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...