História 4 Ways to Love - Capítulo 20


Escrita por: e Mell_Mellanye

Postado
Categorias Blackpink, Histórias Originais, Pentagon (PTG), Stray Kids, TWICE
Personagens Dahyun, E'Dawn, Hong-seok, Hui, Jeongyeon, Jin-ho, Jisoo, Kino, Lee Min-ho, Mina, Momo, Nayeon, Personagens Originais, Shin-won, Woo-seok, Yan An, Yeo One, Yuto
Visualizações 7
Palavras 790
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Saga, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - .five


Fanfic / Fanfiction 4 Ways to Love - Capítulo 20 - .five

– Jisoo... – Jinho chamou enquanto me abraçava por trás. – ... eu tava pensando no nosso aniversário, sabe..?

– Hum? – Me estiquei para pegar algo num armário mais alto.

– A gente podia fazer uma coisa diferente, sabe? Por ser  1 ano... – Ele começou a beijar meu pescoço.

– Jinho, eles estão na sala...

– Jisoo...

– Essa comida não está demorando demais? – Ouvimos Wooseok gritar da sala e logo saímos indo até eles.

– Vocês estavam comendo a comida ou se comendo? – Nayeon fala e sinto meu rosto esquentar

– Nós fomos pegar a comida! – Jinho diz muito empolgado para a situação.

– E cadê a comida? – Wooseok pergunta e fico ainda mais constrangida.

– É... eu já volto... Jinho, fica... aí. – Falo ainda meio perdida e corro novamente para a cozinha.

Depois de um tempo, eu tentando me acalmar pela situação, Jinho apareceu.

– Olha... se você não quiser eu vou entender... – Ele se apoiou no balcão com os braços cruzados.

– Não é isso, amor... eu só acho que tem que ser algo do momento, mas... acho que podemos tentar, sei lá... – Falei ainda meio desconfortável com a situação, eu estava realmente falando isso com o Jinho?

– Acho que já vou pra casa, está ficando tarde. – Ele coçou a nunca demonstrando que também não estava muito avontade.

– Tudo bem... eu te acompanho até a porta. – Sorri indo com ele.

Assim que os meninos saíram eu me voltei para Nayeon e subimos as escadas.

– Nós vamos sair amanhã e o você e o Seok vão junto. – Disse arrumando sua cama para ela dormir no meu quarto.

– Sério? Você tá fazendo isso de propósito? – Ela se jogou na minha cama.

– Não fica bravinha que eu sei que você gostou de ficar sozinha com ele hoje! – Apontei o dedo para ela e terminei de arrumar as coisas.

– E você gostou ainda mais, não é? – Senti meu rosto esquentar novamente, isso já não havia acabado?

– Cala a boca Nayeon.

Nós duas fomos dormir era uma 23:45, no dia seguinte acordei era uma 6:30 da manhã, eu começei a arrumar meu cabelo quando umas 07:15 Jinho ligou para mim  eu deixei o celular no viva-voz para poder pentear meu cabelo.

Estávamos conversando quando alguém  chamado Wooseok entrou na conversa 

– Oi Jisoo! Como está a Nayeon? 

– Eu esqueci de falar, o Wooseok dormiu aqui hoje, os pais dele tinham algo importante pra fazer.

– Oi Seok! Ela está melhor do que quando chegou ontem, bem, eu acho ela ainda está dormindo o que é muito estranho já que ela tem... 

– Deixa eu falar com ela? 

– Me dá essa merda aqui! – Nay falou esticando a mão esperando que eu entregasse  o celular.

– Alguém acordou de bom humor! – Eu disse sarcástica.

– Oi, Seokie... – Ela pegou o celular desligando o viva-voz então fui terminar de me arrumar.

– Não sei... acho que não... – A conversa continuou e eu só sei de um lado. – Manda o Jinho parar de cantar essa merda se não eu vou chutar as bolas dele. – Adoro as frases da Nay.

– Se você acha isso você não me conhece direito parceiro. – Ela continuou.

– O chocolate quando vocês chegarem aqui e o sorvete de noite quando formos sair! – Wooseok estava sendo mais carinhoso com ela do que meu namorado é comigo. Brincadeira, ou talvez não...

– Eles estão vindo daqui a pouco. – Ela me devolveu o celular após encerrar a ligação.

– Eu estava conversando com o Jinho, sabia? Não era pra desligar! – Me levantei da cama e bati em seu braço

– Tá! Desculpa, mas vocês já vão se ver. – Ela não parou de se arrumar.

– O Wooseok sabe te convencer não é mesmo? – Disse risonha.

– Vai encher o saco de outra, Jisoo! – Descemos e ela foi direto para a cozinha. – Não tem nada saudável nessa casa não? – Nayeon pegou um pedaço de pizza e o esquentou para comer.

– Vou avisar meus pais para irem no mercado depois. – Fiquei mexendo no celular conversando com o Jinho enquanto ela comia. – Os garotos chegaram, vamos? – Saímos dando de cara com o carro novinho da minha sogra.

– Bom dia, meninas! – Wooseok falou abrindo a janela de trás do carro. – Entrem. – Ele se afastou da porta para entrarmos, mas minha mainha se apoiou na janela não me deixando entrar.

– Primeiro o que me foi prometido, se não eu não entro. – Ele tirou uma caixa de chocolate da mochila e a entregou. – Muito bom... – Entramos no carro e todos começaram a rir.

– Você é impossível, Nayeon! – WooSeok passou os braços pelos ombros de Nayeon, eles são um casal fofo.

– Parece um traficante falando. – Jinho soltou do nada.

– E como você sabe isso mocinho, pode me dizer? – A mãe dele se virou para o mesmo quando paramos em um semáforo.

– Eu tenho assistido bastante séries, mãe...

– Sei, série, conta outra! – Eu adoro minha sogra.

– É sério mãe!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...