História 50 shades of Locksley - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Once Upon a Time
Personagens Alice, August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Daniel, Emma Swan, Henry Mills, Lacey (Belle), Marian, Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Tinker Bell, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Lana Parrilla, Outlawqueen, Regina Mills, Robin Hood, Sean Maguire
Visualizações 106
Palavras 990
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


SORRY SORRY SORRY PELA DEMORA😢❤

Capítulo 11 - Jobless


Fanfic / Fanfiction 50 shades of Locksley - Capítulo 11 - Jobless

Regina acorda a meio da noite sozinha na cama - Robin? - ela o chama ainda sonolenta. Logo a morena lembra-se de ele ter dito que nao dormia com ninguém e despreocupou-se. Mesmo assim, já que sabia que não dormiria mais independentemente do sono que tivesse, a advogada levantou-se da cama enrolada no lençol. Já que não o encontra, desce e começa a ouvir a melodia de um piano, à medida que se aproxima, Regina vê o homem que lhe deu tanto prazer há algumas horas atrás tocando piado perfeitamente. Ela aproxima-se por trás e toca nos ombros dele - Não sabia que tocavas.

Por mais estranho que pareça, ele nao se assustou e sorriu ao ouvir a voz dela - Devias estar dormindo.

-Acordei e vim ver se estavas bem.

-Estou ótimo. Como dormiste?

-Bem. - ela sorri.

-Senta-te aqui comigo.

-Ok. - ela senta-se ao lado dele.

-Espero que não tenha te machucado hoje.

-Não, foi ótimo.

-Que bom. - ele a abraça de lado - Hoje não precisas de ir trabalhar, mas amanhã quero te ver na empresa ás 8 horas.

-Sim, Chefe.

-Obediente. Gosto assim. - ele da1um beijo na testa dela.

~

No dia seguinte Regina estava na empresa às 8 horas como Robin tinha dito.

-Bom dia, Sra.Mills. - cumprimenta Marian.

-Bom dia, Sra.Grey.

-O que tenho hoje?

-Mais um caso de divorcio e uma reunião com o Sr.Locksley às 11 horas.

-Tudo bem. Mande-me os documentos do caso.

-Já estão em cima da sua secretária.

-Ótimo. - Marian entra no seu escritório.

-Sra.Mills? - um homem de cabelo castanho aproxima-se da mesa de Regina.

-Eu mesma.

-Sou o Daniel Corner, um dos asvogados desta empresa. Vim falar com a Sra.Marian.

-Vou anuncia-lo. - Regina levanta-se e vai até a porta do escritório de Marian batendo e abrindo logo em seguida - O Sr.Corner deseja falar com a senhora.

-Mande-o entrar. - diz Marian.

-Certo. - Regina diz, manda Daniel entrar e depois sai.

-Bom dia, Marian.

-Aqui é Sra.Grey, Sr.Corner, lembra-se que estamos em horário de trabalho.

Daniel revira os olhos - Ninguém está aqui, mas adiante...Foste convocada para a reunião com o Locksley?

-Sim. Sabes o motivo?

-Não, mas tenho a certeza que não é nada de bom.

-Espero que aquela Regina não tenha nada a ver com isto.

-Se tiver, é só mata-la.

-Isso seria muito obvio, mas acho que um susto não lhe faria mal.

-No que estás a pensar?

Marian dá um sorriso malvado e conta todo o seu plano para Daniel.

-Acho ótimo, faremos isso.

~

Chegou a hora da reunião e Regina, Marian e Daniel estavam no escritório de Robin.

- Eu vos chamei aqui porque quero esta empresa 100% funcional e, por isso, tomei duas decisões. Não há acordos, vocês os três têm que as comprir. Sra.Mills, você irá ser secretária do Sr.Corner, se tudo correr bem, será admitida como advogada em duas semanas, no máximo um mês.

Regina sorri - Obrigado, Sr.Locksley.

Ele retribui o sorrio mostrando as suas covinhas nas bochechas - E, Sra.Grey, você está despedida.

Regina segura o riso e Marian o olha incrédula - O quê?!

-Isso mesmo que a senhora ouviu. Arrume as suas coisas o mais rápido possivel e suma desta empresa. - diz Robin firme.

-Vocês vão pagar por isto, principalmente tu, Giraldina. - Marian chama Regina pelo apelido que lhe deu.

-Acho que é melhor começares a procurar trabalho em vez de estares preocupada comigo, Marian. - Regina sorri vitoriosa e cruza os braços.

-Lembra-te que quem ri por ultimo ri melhor, Mills. - depois de falar Marian sai da sala de Robin batendo a porta com força.

-Bem, era isto. - diz Robin - Sr.Corner pode sair, eu tenho que tratar de uns assuntos importantes com a Senhorita Mills.

-Tudo bem. - Daniel dá um sorriso falso e sai da sala de Robin fechando a porta e deixando o chefe sozinho com Mills.

-O que queria me falar, Sr.Locksley? -pergunta Regina olhando para o chefe.

-Eu disse que queria falar? - ele aproxima-se dela - Eu quero te foder naquele sofá - ele aponta para o sofá que tinha na sala - com força. - Robin desabetoa a camisa que Regina tinha vestida e rápidamente a evia para um lugar qualquer daquela sala - Estou com tantas saudades desse teu corpo. - Locksley para de falar e passa a beijar, chupar e morder os seios da morena à sua frente a fazendo gemer baixo.

-R...robin...e se alguém ouvir? - ela pergunta de olhos fechados desfrutando do prazer que ele lhe proporciona.

-Não é nada que eles não tenham ouvido outras fazer. - ele responde a olhando ainda com uma mão na bunda dela que é logo tira da pela mesma que se afasta, pegando a sua camisa - Hey! O que estás a fazer?

-Indo embora! Não é obvio?! - a morena veste a camisa.

-Eu quero te foder e as regras dizem que eu te fodo quando quero e tu tens que concordar.

-Foda-se as tuas regras! Eu sou humana antes de ser tua escrava sexual! Eu não aceitei esta "relação" para ser só mais uma, Robin! Além disso esse teu comportamento é extremamente machista e eu odeio isso!

-Ok, Regina, ouve-me. - ele segura o braço dela não a maxucando - Tu não és só mais uma e me desculpa pelo o meu jeito idiota, é que eu sou assim...

-É assim? Ótimo, então seja, mas longe de mim. Não vou ser eu a mudar os meus principios por ti, Robin, quando eu sei que tu é que estás errado! Até tu sabes que estás errado!

-Tá, me desculpa, eu prometo que vou mudar. - ele se aproxima dela lhe segurando pela cintura - Deixa eu te foder agora? Não fazer ideia o quanto me excita te ver irritada.

-Fode com a mão! - ela fala saindo da sala e batendo com a porta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...