História 50 tons de cinza - Capítulo 92


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Fifth Harmony, Harry Potter, One Direction
Personagens Astoria Greengrass, Carlinhos Weasley, Dinah Jane Hansen, Draco Malfoy, Fred Weasley, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Harry Styles, Lílian Evans, Lílian L. Potter, Lino Jordan, Louis Tomlinson, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Niall Horan, Normani Hamilton, Nymphadora Tonks, Pansy Parkinson, Personagens Originais, Regulus Black, Remo Lupin, Ronald Weasley, Rowena Ravenclaw, Rúbeo Hagrid, Scorpius Malfoy, Severo Snape, Sirius Black, Ted Lupin, Theodore Nott, Tiago Potter, Zayn Malik
Tags 50 Tons De Cinza, Revelaçoes
Visualizações 72
Palavras 1.366
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 92 - Bônus


P.V.N. Andrômeda

Foi um dia incrível de fato foi simplesmente a confirmação que eu pedi a Deus a mais de seis meses, as duas linhas na minha frente me fizeram chorar como uma criança machucada ou até mesmo como uma adolescente que descobre que esta grávida são tantas comparações para meu choro desesperado. Desde que perdi meu filho por uma irresponsabilidade minha não parei um so segundo de me culpar dia e noite por isso e aqui estou eu no meio de tudo, minhas irmãs me esperam do lado de fora junto com uma médica chamada Anastásia amiga de Alex e madrinha do pequeno Liss.

Eu sai do banheiro e corri para abraçar minha irmã Maia que foi a que me apoiou dia e noite com minhas fracassadas tentativas e mesmo quando tinha que ficar com suas filhas ficava comigo sofrendo comigo, abraço Meissa logo em seguida meus olhos caem lagrimas eu não sei ao certo como contar ao Ricardo minha gravidez somente sei que será uma notícia especial.

Após me livrar dos fantasma do passado eu consegui me concertar em construir um amor com Ricardo, foi no jantar em comemoração a chegada de Liss a familia que eu percebi o tamanho amor que eu sinto por Ricardo, me lembro desse dia como se fosse hoje.

Era uma noite tranquila, o som das doces melodias de bebê soam do lado de fora, toda a familia em volta de Meissa, Mamãe mimava Liss assim como meu pai e confesso que isso fazia tão bem ao meu pai, ser avô deu uma revigorada no mesmo que parece o mesmo que a alguns anos atrás corria atras de mim e de meus irmãos gêmeos pelo Jardim o domingo inteiro.

Nessa noite em particular eu sinto tanta falta de Maia ali conosco sei que não é possível por tudo que aconteceu mais foi um choque saber onde Maia estava e o que ela estava fazendo, o certo é que ela descanse um pouco na clínica.

Eu estava do lado de dentro enquanto todos estava la fora eu somente admiro minha família pelas imensas portas de vidro que envolvem a entrada da casa, estava vendo Ricardo deitado na cadeira da piscina sorrindo para Meissa e o bebê os dois sempre foram muito amigos, eu não estranhei apesar de Ricardo ser mais apegado a Maia ele gosta muito de Meissa, porem uma das amigas de faculdade de Meissa chegou perto de Ricardo sentando na mesma cadeira ao lado de seu corpo, Ricardo se sentou dando espaço para a vagabunda sentar, então ela começou a flertar com meu namorado.

O ciúmes corroeu cada célula do meu corpo minha mão não queria parar um so segundo aberta, foi então que eu vi ela passando a mão sobre a camisa de Ricardo onde fica seu peito musculoso, eu soltei a taça de vinho no chão desviando dos cacos por estar descalço e caminhei ate a bonita cena a minha frente.

--- Pelo visto você tem uma amiguinha Ricardo? --- Falei colocando a minhas mãos na cintura os dois me olharam automaticamente eu dei um sorriso debochado para ela --- Ola eu sou Andrômeda Malfoy e você quem é? --- Falei como se jogasse na cara dela, eu sou mais querida eu tenho beleza e um nome famoso eu sou tudo que você não é.

--- Algum problema? --- Meissa apareceu ao meu lado andando lentamente por causa dos momentos de resguardo.

--- Sim, claro que sim, tem uma vadia dando em cima do que é meu e ele finge não ver essa vaca atirada! --- Eu falei olhando para os dois a minha frente, eu dei as costas para eles, eu sou uma Malfoy nos somos discretos, Oh Deus me ajude a não voltar lá e dar um tapa bem merecido na cara daquela qualquer.

--- Ciúmes de uma Malfoy --- Meu avô Sirius falou quando eu passei, caminho para dentro tentando me apoiar no bancada da casa, foi quando sinto meu pés aderem.

--- Merda Andrômeda! --- A exclamação não partiu de meus lábios e sim dos de Ricardo que olhava para meus pés sangrando, com um movimento rápido ele me tirou do chão me movendo para me sentar no sofa pegando logo depois o kite primeiros socorros que sempre fica nos banheiros --- Anddy que falta de cuidado.

--- Deveria voltar para sua piranha antes que ela fique com raiva, afinal vocês são tão amiguinhos.

--- Não vou nem lhe falar como isso é infantil Anddy por que você sabe o quanto essa atitude é imatura.

Eu peguei os medicamentos da mão dele fazendo careta para me ajudar eu limpei e fiz curativos sozinha, ele não me impediu sabe que quando fico zangada o bicho pega para ele.

--- Você deveria fica com ela, ela pareceu bem afim de você --- O sussurro para ele foi incontrolável.

--- Que merda Anddy para que isso tudo? --- Ele me questionou chateado eu o olhei.

--- Por que eu te amo, te amo! --- Eu falei para ele que se afastou com um sorriso no rosto encantador é a primaria vez em mais de oito mês de namoro que eu falei isso para o mesmo --- E estou gravida!

Então seus olhos brilharam em lagrimas ele com certeza não esperava por nenhuma dessas afirmações, assim como não espera agora por essa gravidez no ver de Ricardo eu parei de tentar a dois meses.

P.V.N. Scorpions.

Entro dentro do quarto dos meus pequenos assim que chego da minha empresa, o dia foi exaustivo, porém eu sempre tiro um tempo para ver eles antes ir dormir é uma insegurança minha, depois de tudo eu sinto essa necessidade de ficar perto de Minha família que somente tem crescido depois da nossa perda.

Ter filhos foi a coisa mais linda que eu tive na minha vida, Jefferson e Skhay sao os amores da minha vida com certeza, a pequena Luz também de dentre tantas coisas na minha coisas que nunca irei me arrepender foi de ter me apaixonado por Liliana, o amor da minha vida a mãe de meus filhos a mulher que mais me trouxe alegria, me lembro de ver ela entre os corredores da faculdade e ter me apaixonado por seu rosto angelical e sua obceção por livros eróticos.

--- Ela dorme como um anjo Scorp, por que está aqui? --- Lily falou chegando por tras e me abraçando eu respirei fundo o cheiro de flores que ela exala de sua pele.

--- Desde que sua mãe atacou minha família eu não consigo dormir direto sem acordar anoite para conferir eles, não estou jogando na sua cara eu sei que esta pensando isso, eu so me senti tão incapaz que agora fico pensando quando e quem nós atacara dessa vez? --- Falei passando a mão nos cabelos louros da minha menina que descansa tranquila em seu berço, ela se mexe virando para longe do contato com minha pele.

--- Scorp, vamos viver sem o passado aqui no presente okay? Se tem uma coisa que eu aprendi com isso foi que a vida é curta demais para mágoas --- Ela falou passando a mão no meu rosto enviando arrepios pelo meu corpo, eu sorri segurando sua cintura quando me virei ela soltou um gritinho manhoso.

--- Hummm... Meia noite horario perfeito para os papais aqui brincar um pouco no quarto o que acha? --- Eu questionei Lily enquanto beijo seu pescoço com carinho e amor --- Eu quero outro filho.

--- Engraçado falar isso por que! --- Ela me mostrou um papel que escondia atras da mesma eu peguei lendo o mesmo de cima a abaixo achando o resultado de minha procura eu olhei para mulher a minha frente com lágrimas nos meus olhos.

Ela está gravida de quatro meses, eu abraco ela chorando junto com a mesma ela sabe o quanto isso é especial para mim, ver ela gravida carregando meus filhos é a melhor visão que eu poderia ter em toda minha vida.

--- É nossa Estrela, eu escolhi o nome dela dessa vez e será Estrela! --- Liliana me informou eu somente assenti emocionado a levando para nosso quarto.

--- Podemos comemorar ou a passagem foi interditada? --- Perguntei para a mesma enquanto a deito na nossa cama ela sorriu com carinho para mim.

--- O querido sua passagem é vip e vinte quatro horas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...