História 50 Tons de Preto - Capítulo 23


Escrita por: e RainhaHomicida

Postado
Categorias In This Moment, Marilyn Manson, Motionless In White, New Years Day
Personagens Ashley Costello, Christopher "Chris Motionless" Cerulli, Devin "Ghost" Sola, Joshua Balz, Maria Brink, Marilyn Manson, Personagens Originais, Richard "Ricky Horror" Olson, Ryan Sitkowski, Vinny Mauro
Tags 50tdp, Damablood, Ghost, Motionless In White, Originais
Visualizações 27
Palavras 1.037
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - You're all I want and I don't know why.


Fanfic / Fanfiction 50 Tons de Preto - Capítulo 23 - You're all I want and I don't know why.

— Jaime, não precisa ficar nervosa, é apenas uma apresentação, e os dois são ótimos. — Ricky sorri e me beija, eu estava nervosa, não sabia que me esperava ali, entramos na casa e ela era linda, no estilo vitoriano antigo, como cores escuras, me encanto com a decoração, subimos a escada e Ricky abre uma porta de cor negra e ali estava uma linda biblioteca e também, Chris estava lá, junto de uma mulher que nunca vi na vida.

— Então... — Ricky diz alto e o casal olha para nós dois, a ruiva era familiar e linda, muito linda. — Essa é a Jaime, minha namorada, e sim, eu vim apresentar ela para minha família. — Ricky diz orgulhoso e eu coro de vergonha, passamos tanto tempo evitando um namoro e agora, estamos em um, é estranho. — Oi..— Digo envergonhada e vejo a ruiva vim em nossa direção.

— Você é linda, fico feliz que estejam namorando! — Ela sorri e dá um abraça forte em mim e Ricky. — Tão lindo ver o meu bebezinho virando um homem. — Chris aperta os bochechas do Ricky, a ruiva nós convida para sentar, havia bolos, sucos e cartas ou melhor, tarot na mesa.— Ah, eu esqueci de me apresentar, eu sou Nicole, a mamãe do Ricky, então meu bem, você gosta mesmo dele? — Ela pergunta sorrindo, e começa a virar às cartas na mesa.

 — Ricky gosta de um fio terra no sexo? Essa é a minha maior dúvida. — Chris diz sério e Ricky revira os olhos. — É um prazer conhecer você e não, ele não gosta e não fazemos isso. — Dou uma risada nervosa e Ricky aperta minha mão. — E sim, eu gosto muito dele, me vejo ao lado dele até o final da vida, com filhos e netos. — Sorrio e vejo a expressão da ruiva mudar e ela se aproximar de mim, e pegar no colar que minha mãe me deu e me olhar fixamente, o que ela quer?

Pov's Nicole Boulevard

— Quem deu isso a você? Uma opala branca, isso é uma raridade. — Dou um sorriso falso para a Jaime e Chris foca seu olhar na pedra . — Minha mãe, ela morreu quando eu tinha apenas 2 anos.. — Ela diz triste. 

— Mas por que a curiosidade? — Ricky sorri, alguém aqui está querendo proteger a namorada.— Opalas brancas, são usadas por anjos..— Chris diz sério. — Ricky, você está fudendo um anjo? — Ele abre um sorriso, Jaime se assusta, aparece que Chris acertou dessa vez. 

— Anjos não existem, é apenas uma pedra, então, a tarde está ótima mas eu preciso ir, eu amei vocês dois,tchau. — Jaime diz nervosa e eu ando mais rápido que ela e fecho a porta da sala, e Ricky me olha assustado.

— Ricky meu filho amado, ela precisa saber com essa família funciona, e você é um anjo, sinto o cheiro insuportável de pureza e bondade. — Reviro os olhos e ela volta a sentar ao lado de Ricky, dou uma olhada rápida pela janela e vejo Helena entrando na mata junto com às meninas, o que elas foram fazer ali?

— Que família? — Ela pergunta confusa, ela faz meu filho feliz mas me irrita saber que é um anjo, Ricky respira fundo e olha para mim e Chris. — Esses dois se amam desde de vidas passadas, Chris é imortal e Nicole também, na vida antes dessa, a ruiva foi queimada por bruxaria, e depois foram atrás do filho dela, no caso, eu, nós dois queimamos e agora, a família está reunida e feliz e estranha. — Ele diz sorrindo e a morena nos olha assustada.  — Eu também preciso confessar algo... — Ela abaixa a cabeça e Ricky a abraça, e eu reviro os olhos. 

— Tá vendo amor? Ele encontrou uma pessoa mais depressiva que ele, eles não devem transam, apenas chorar e fazer texto depressivo no tumblr. — Chris ri e eu o fuzilo com o olhar. — Minha mãe era um anjo mas foi morta, por uma bruxa.. — Jaime começa a chorar. — Opa, eu não fiz isso, só pra deixar bem claro aqui isso. — Dou uma risada nervosa.

— Não foi você, era uma mulher horrível, eu queria ter um modo de conseguir tirar a voz dela da minha mente, isso me persegue. — O choro dela continua e eu pego uma porção e entrego em sua mão . — Vá para casa, tome um banho relaxante e depois, tome isso, você vai esquecer da voz dela. — Sorrio para passar confiança para ela.

— Obrigada, então, eu preciso ir, obrigada e eu amei a família maluca que vocês formam. — Jaime abraça a mim e Chris. — Volte pra casa antes das 23. — Chris diz sério para Ricky e ele sorri e sai junto com Jaime da sala.

— Temos um anjo como nora e um demônio metade humano grávida, o que mais falta pra completar a desgraça? — pergunto triste e Chris me abraça e a campainha, descemos para a sala e era minha mãe, a louca tava mais louca que o normal. — Acho que agora a desgraça está completa. — Chris solta uma risada alta.

— Preciso da ajuda de vocês, primeiro acho que um anjo quer me matar, segundo, Jimmy está assombrando a Gaia, e isso não é bom. — A bruxa loira diz em pânico.

— Vamos fingir que nada aconteceu e beber? — Chris abre a garrafa de vinho e serve nas taças para nos três. — Vamos deixar tudo se consertar naturalmente, e mãe, pare de transar com anjos e o Jimmy? Ninguém vai dar ouvidos a ele ou Gaia, e fim. — Digo fria e dou um sorrisinho falso e ela não responde nada, passamos alguns minutos em silêncio até que minha mãe inventou uma desculpa e foi embora, Chris se aproveita do momento e me puxa para deitar do seu lado no sofá.

— Calma minha bruxinha, vai dar tudo certo, se nada der certo, terminamos o dia como sempre, transando... — Ele aperta minha bunda e me beija, eu concordo, não tenho nada a perder mas, o que faremos com o filho do Devin?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...