História 50 Tons de Tranquilidade - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Tags 50tonsdecinza, Famíliagrey
Visualizações 24
Palavras 416
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Mistério, Poesias, Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem o atraso! Capítulo pequeno, mas vai haver parte 2!

Capítulo 11 - Capitulo 10


Capítulo X - parte 1/2

- Estou? Quem fala? – perguntei após atender cautelosamente o telemóvel após um número desconhecido me ligar.

- Sou eu, meu amor! – a voz do 50 soou e acalmei-me. Ele estava a chorar.

- Como estão as coisas? O que aconteceu? - perguntei curiosa, de certo modo, tentando acalmá-lo.

- Não muito bem. – começou por falar. – Eu volto amanhã de avião. Anna, eu não era filho único - «choramingava» - eu tive um irmão gémeo e mataram-no!, pensando que era eu.

- Christian! OH meu deus, meu amor, estás bem. Fica calmo! Tu amanhã já estarás de volta em casa. – Sawyer chamou-me de longe e eu tive de desligar – Chstian, eu tenho de ir. Não te esqueças que te amo.

- Eu amo-te também. Toma bem conta do Teddy. Eu amo-vos. Xau.

E esta fora a última vez que eu ouvira a sua voz esta noite.

ïïï

- Sra. Grey ... – Sawyer começou por falar, quando voltei a minha atenção para ele.

- Anna – corrigi

- Sra. Anna – mas que boa educação! – a sua amiga Kate está cá, que falar consigo.

- Ah! Muito obrigada Sawyer!

- De nada, ela está a subir. Posso fazer mais alguma coisa por si.

- Não obrigada ... – disse, mas retrocedi – Na verdade, sim. Tente arranjar o máximo das informações que conseguir com o Taylor e com Christian.

- Sim, senhora, serei o mais rápido possível!

 

Kate entrou poucos segundos depois da conversa ter terminado. Envergava um vestido com padrão floral, típico do seu guarda-roupa formal primaveril.

Trazia as bochechas rosadas, a cara da pessoa que se irá casar dentro de pouco tempo.

- Então como estás? – tentei colocar um sorriso na cara, apesar das circunstâncias.

- Bem! Vim visitar o meu afilhado e perguntar-te o que é que aconteceu, visto que as notícias na última hora não falam de outras coisas senão do teu relacionamento amoroso e do crime que aconteceu em Wisteria Lane. Mas isso não te diz respeito.

- Diz mais respeito do que tu pensas! – murmurei acerca ao crime no bairro na Geórgia, bairro esse onde cresci e vivi com a minha mãe e os seus múltiplos companheiros amorosos. Katherine, com a sua curiosidade faminta, surpreendeu-se quando repeti tudo o que Christian me havia relatado vista telefone, á poucos minutos atrás. Não me conti e desatei a chorar, sendo amparada pela minha melhor amiga e assim fiquei até a minha sogra, que també havia chegado, infelizmente, me medicar para que me acalmasse.


Notas Finais


Sorry!!!!!!!
Já viram o trailer do 50Liberdade!!! Fantástico!!!!!!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...