História 50 tons de Vitti - Capítulo 199


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Tags Santovitti
Visualizações 39
Palavras 335
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa noite amores, cheguei e vou postar dois caps pra vcs ta bom ? 😂❤

Capítulo 199 - Capítulo 199


— Oi. — Eu me sentia insuportavelmente tímida quando eu abri a
porta. Rafael estava em pé na varanda, vestindo uma calça jeans e uma
jaqueta de couro.
— Oi, — ele disse, seu rosto se iluminou com seu sorriso radiante. Eu
tomei um momento para admirar a sua beleza. Oh meu deus, ele está tão
sexy vestindo couro.
— Entre.
— Se eu posso, — ele disse divertido. Ele levantou uma garrafa de
champanhe à medida que entrava. — Eu pensei que nós celebraríamos a sua
graduação. Nada melhor que uma boa Bollinger.
— Escolha interessante de palavras, — eu secamente comentei.
Ele sorriu.
— Oh, eu gosto de sua sagacidade, sempre pronta, Isabella.
— Nós só temos xícaras. Nós empacotamos todos os copos.
— xícaras? Bem, isso soa bem para mim.
Eu encabeço para a cozinha. Nervosa, com borboletas inundando
meu estômago, é como ter uma pantera ou um leão de montanha todo
impossível de predizer e predatório em minha sala de estar.
— Você quer pires também?
— Xícaras está ótimo, Isabella — Rafael disse distraidamente
da sala de estar.
Quando eu retornar, ele estará olhando fixamente para o pacote
marrom de livros. Eu coloco as xícaras na mesa.
— Isto é para você, — eu ansiosamente murmurei.
Caramba… isto provavelmente vai ser uma briga.
— Hmm, interessante. Uma citação muito oportuna. — Seu dedo
indicador longo distraidamente passando pela escrita. — Eu penso que eu
era D 'Urberville, não Anjo. Você decidiu-se pela humilhação. — Ele me dá
um breve sorriso de lobo. — Só você poderia encontrar algo que poderia soar
tão apropriadamente.
— Também é um apelo, — eu sussurrei. Por que eu estou tão
nervosa? Minha boca está seca.
— Um apelo? Para eu ir devagar com você?
Concordei com a cabeça.
— Eu comprei isto para você, — ele disse suavemente, seu olhar era
impassível. —Eu irei mais devagar com você se você aceitar.
Eu traguei convulsivamente.
— Rafael, eu não posso aceitar, eles são valiosos demais.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...